Um grito contra a violência: evangelista organiza debate comunitário de prevenção e inclusão social

0

A participação da comunidade cristã nos debates relativos ao combate da violência foi a inspiração para a organização do evento “Um grito contra a violência”.

O evento ocorre no próximo dia 17/08, na cidade de Parnamirim, Rio Grande do Norte, com uma concentração no Largo Cohabinal.

De acordo com o evangelista Jair Bala, organizador do evento, “o objetivo geral é minimizar a violência contra jovens, provocando todos os segmentos da sociedade local ao debate nas suas mais diversas formas, levando a ações especificas contra a violência e extermínio da juventude”.

Jair Bala ressalta ainda que é importante oferecer aos jovens meios de inclusão social e que a ausência de ferramentas como essas resulta na violência: “A ausência da família e da escola como instituições responsáveis por estruturar e dar noções de convivência, respeito, educação, cidadania, amor, solidariedade e comprometimento – entre muitos outros – é um fator decisivo para essa situação do jovem na sociedade atual. Não dá para cobrar do jovem o que não lhe foi dado, ou o que não lhe é dado. Tem que haver uma contrapartida. Não se trata de generalizar uma situação, mas de chamar a atenção para um problema que vem aumentando e tomando proporções que parecem estar fugindo do ‘controle social’”, observa o evangelista.

O evento será público e gratuito, e contará com apresentações musicais de DD Junior, do grupo de axé gospel Louvadeira, e da banda 1 Segundo.

Redação Gospel+

Ciente de seu papel junto à sociedade, o Gospel+ disponibilizou um espaço voltado para divulgação de projetos sociais focados em ajudar ao próximo.

Acreditamos que a transformação da sociedade acontece não só através da palavra, mas também de ações efetivas e eficazes, com demonstração de amor ao próximo.

Se você conhece ou desenvolve um projeto social que precise de divulgação, entre em contato conosco através do endereço redegmais.com.br/contato e nos conte! Informe as áreas de atuação, formas de colaboração, meios de contato e visitas, para que possamos colaborar e servir ao Pai, servindo a seus filhos.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA