79% dos brasileiros é contra descriminalização do aborto, diz Ibope; Advogado diz que proposta de legalização é simplista

16

A discussão sobre o aborto no Brasil está longe de um consenso, e talvez nunca chegue ao fim, devido ao empenho de ativistas pró-legalização da prática em manter o debate aberto. No entanto, apesar da alegada defesa da liberdade de decisão para mulheres, a maioria dos brasileiros é contra.

Uma pesquisa realizada pelo Ibope descobriu que apenas 16% dos brasileiros é a favor da legalização do aborto. A maioria, 79%, não aprova a interrupção dos partos por acreditar que a preservação da vida é um princípio do qual não se pode abrir mão.

De acordo com informações do Tribuna Hoje, os defensores da legalização do aborto argumentam que a discussão deve ser em torno da priorização da saúde, visto que muitas mulheres optam por clínicas clandestinas para não levar adiante gestações indesejadas, e isso termina, muitas vezes, em morte.

“A discussão tem que ser encarada, de frente; é polêmica, mas é preciso esgotar todas as questões que o debate envolve. Não dá para continuar as mulheres morrerem jovens por causa disso […] Tem que ser pelo direito à saúde, a definir o que é que a mulher quer do seu corpo e ser tratada como cidadã de direitos e exercê-los em qualquer situação”, argumenta Girlene Lázaro, secretária da Mulher da Central Única dos Trabalhadores (CUT) de Alagoas.


Segundo a CUT, 13% das mulheres que optam por abortos realizados de maneira clandestina terminam mortas, e boa parte das que sobrevivem, enfrentam sequelas.

Contrário à legalização do aborto, o advogado Mirabel Alves, secretário de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Alagoas, diz que não há como “dizer qual seria a saída para tantos problemas envolvendo o tema, uma vez que se trata de problema de alta complexidade que, além de tratar da vida e da morte, envolve discussões sobre políticas de saúde pública, de educação, de cultura e, sobretudo de natureza espiritual”.

Alves, que é evangélico, diz que a legalização do aborto é uma solução simplista para um problema amplo e diverso: “Basta olhar para cada família brasileira, especialmente as de baixa renda e notar o quanto a nossa juventude está exposta a uma série de ataques que vêm, através da mídia, especialmente no conteúdo erótico exibido diariamente na televisão, bem como nas músicas populares, o que serve de estímulo para a prática do sexo sem proteção e sem consequência, o que leva muitas jovens, adolescentes e até crianças a engravidarem fora do momento, ocasião e condições adequadas”, pontua.

Em sua conclusão, Mirabel Alves observa que a oferta de educação, saúde preventiva, cultura de qualidade e outras políticas inclusivas poderia mudar a realidade e o número de mortes por abortos: “Nós teríamos uma sociedade mais justa e por consequência mais pacificada, lembrando aquela máxima que diz que o fruto da justiça é a paz”.


16 COMENTÁRIOS

  1. Enquanto não descriminalizar, nada irá mudar. O certo era deixar a CIÊNCIA decidir ONDE A VIDA COMEÇA e permitir o aborto antes desse momento da gestação. Com a descriminalização o estado poderia e certaria iria FISCALIZAR as clinicas, o que diminuiria bastante o nº de mortes.

    Para os que são contrários, só digo o seguinte. Pensem nas crianças que lotam os orfanatos e nas barreiras burocráticas que complicam a adoção.

    E se for pra manter como está, então se que se permita que casais homossexuais possam adotar crianças. Para tirar dos orfanatos, o maior nº possível de crianças. Usem exemplos de países MODERNOS que já estão experimentando essa ideia.

    • SLASH
      CARA VEJA QUANTO ESTE PENSAMENTO É DE ASSASSINO E DE GENTE QUE NÃO TEM MORAL PARA EXPRESSAR OPINIÃO, E COM CERTEZA TU É UMA DELAS.
      EM UM MUNDO ONDE EXISTE VARIOS TIPOS DE ANTI-CONCEPTIVOS CAMISINHA INJEÇÃO PILULAS ,( PILULA DO DIA SEGUINTE ) DIU ENFIM UMA GAMA MUITO GRANDE QUE SE QUISER A MULHER NÃO FICA GRAVIDA NUNCA.
      SAIR COM UMA PEROLA DESTAS REALMENTE SÓ MOSTRA QUE PESSOAS DE NÍVEL CULTURAL E MORAL COMO VOCES NÃO DEVERIAM GERAR VIDAS, ANTES O GOVERNO DEVERIA CRIAR UM PROGRAMA PARA PARA CASTRAR VOCES, DAI NUNCA SERIA PRECISO ABORTAR OU ASSASSINAR INDEFESO.

      • Simplista é fingir que o Brasil não é um dos países que mas faz aborto no mundo, mais de um milhão ano…… mais que se juntar todos abortos feitos na Europa e EUA, onde é legalizado, só alimenta a máfia do aborto, além de impedir que as mulheres que fazem sejam orientadas para outras opções como dar para adoção, sobre métodos contraceptivos como o Diu, pílulas etc
        a grande maioria dos que fazem abortos são cristãos de famílias que responderam esta entrevista.

        Continuemos com a filosofia do avestruz, enfiando a cabeça no buraco, proibir e fingir que não existe.

        as ricas pagam clinicas açougue, as pobres compram abortivos e sangram e param nos hospitais para curetagem(que os médicos sabem que foi aborto forçado), são mais de 1milhão de curetagens ano no Brasil

        • PAULO
          COMO VAI VOCE? FAZ TEMPO QUE NÃO OPINAVAS, E O FEZ EM TEMA BASTANTE IMPORTANTE E COMPLEXO, DECRETAR A MORTE DE UM INOCENTE, E ESTIMULOU TEU PENSAMENTO QUE ISTO SÓ OCORRE ENTRE CRISTÃOS, CLARO A MAIORIA DEVE SER MESMO POIS SOMOS A MAIORIA, E ATEUS A MINORIA, LOGO 2+2=4
          MAS NÃO MUDA EM NADA A VERDADE, É ASSASSINATO DE INDEFESO, E ALIMENTE A ESCORIA DA MEDICINA E CURANDEIROS OU NÃO, FALTE INFORMAÇÃO OU NÃO, A VERDADE É ASSASSINATO DE INDEFESO, E NINGUÉM TEM O DIREITO DE TIRAR A VIDA DE NINGUÉM SEM SER PENALIZADO POR ISTO.
          ENTÃO CREIA LEGALIZAR A MORTE OU ASSASSINATO, É O MESMO QUE DIZER QUE BANDIDOS QUE MATAM POR UM REAL TAMBÉM O PODEM FAZER POIS SÓ TEM UM REAL NÃO MERECE VIVER, ESTA LÓGICA DE ATEUS, É MUITO ESTRANHA

          • Abortar ANTES QUE O FETO COMECE A SE FORMAR, NÃO SERIA ASSASSINATO. Entendeu agora?

            E tem algumas situações em que o Aborto deveria mesmo ser legalizado. Caso de fetos acéfalos, quem em sã consciência desejaria colocar no mundo, o vegetal? Seria mais humano poupa-lo desse sofrimento.
            Casos de estupro. Aborto em qualquer circunstância.

            De resto, fica o que eu disse antes.

          • ASSASSINO ENTENDEU AGORA
            Uma das questões fulcrais na discussão do aborto diz respeito ao início da vida. Afinal, quando podemos considerar que se trata de vida humana e não apenas de uma “massa de células”? Ao contrário do que habitualmente se pensa a definição do início da vida não é apenas uma questão filosófica. A biologia tem um peso crucial nesta definição. E o que dizem os cientistas? Há várias opiniões. Vamos analisar cada uma delas:

            1. A vida humana começa com a fecundação.
            É a mais aceite. O que define um ser vivo é o seu ADN e este forma-se no momento da fecundação. Durante toda a gestação, nada mais é acrescentado ao embrião ou ao feto. Com os nutrientes fornecidos pela mãe, ele desenvolve ou seus órgãos e aumenta o seu tamanho.

            2. A vida humana começa com a nidação.
            É uma opinião bastante comum. Fundamenta-se no facto de ser a partir deste momento que os movimentos celulares se iniciam dando origem aos órgãos, ou seja, é partir daqui que o embrião adquire forma humana. Também é nesta altura que o embrião se liga à mãe, deixando de ter apenas potencial para ser um ser humano e passando a desenvolver esse potencial. Tudo isto ocorre a partir do 4º dia após a fecundação.

            3. A vida humana começa com o bater do coração.
            O coração já bate desde as 4 semanas.

            4. A vida humana começa com o estado de feto.
            Passar de embrião a feto significa a conclusão da formação da generalidade dos órgãos. A partir daqui, o feto praticamente só aumenta de volume. A maior parte dos cientistas é da opinião que a passagem de embrião a feto ocorre às 8 semanas.

            5. A vida humana começa quando está formado o sistema nervoso central.
            Na 5ª semana de gestação, o embrião já apresenta movimentos involuntários, o que indica actividade do SNS. O desenvolvimento do sistema nervoso só se conclui durante a adolescência. Fará então sentido postular o início da vida humana com base na formação do sistema nervoso?

            6. A vida humana começa com capacidade de ser consciente de si próprio.
            Muitos cientistas e psicólogos opinam que só aos 18 meses se tem consciência de si próprio. António Damásio opina que a consciência de si próprio surge muito antes. Um paciente em estado de coma ou um deficiente profundo possuem consciência de si próprios? Se a resposta for não, significa que não são vida humana? Um feto com 6 meses possui consciência de si próprio? Se a resposta for não, significa que se pode abortar com 6 meses?

            7. A vida humana começa com o nascimento.
            Esta era a posição dominante durante a Idade Média e grande parte dos séculos que lhe seguíram. Hoje em dia não tem qualquer fundamento.

    • COMO É QUE É??????

      “Para os que são contrários, só digo o seguinte. Pensem nas crianças que lotam os orfanatos e nas barreiras burocráticas que complicam a adoção.”

      FILHO DE UMA MERETRIZ!!! ASSASSINO !!! FILHO DE LIXO!!!!

      preferem que essas crianças sejam mortas???

      VOCE É FILHO DE UMA GRANDE E PORCA VADIA QUE DEVERIA TER DADO DESCARGA AO INVÉS DE TER TE PUXADO!!!!

      Abraços, amigão

  2. Simplista é fingir que o Brasil não é um dos países que mas faz aborto no mundo, mais de um milhão ano…… mais que se juntar todos abortos feitos na Europa e EUA, onde é legalizado, só alimenta a máfia do aborto, além de impedir que as mulheres que fazem sejam orientadas para outras opções como dar para adoção, sobre métodos contraceptivos como o Diu, pílulas etc
    a grande maioria dos que fazem abortos são cristãos de famílias que responderam esta entrevista.

    Continuemos com a filosofia do avestruz, enfiando a cabeça no buraco, proibir e fingir que não existe.

    as ricas pagam clinicas açougue, as pobres compram abortivos e sangram e param nos hospitais para curetagem(que os médicos sabem que foi aborto forçado), são mais de 1milhão de curetagens ano no Brasil

    • PARA SER BEM DIRETO QUEM ENFIOU O DEDO NO FIOFÓ MEU AMIGO QUE SAPATEIE EM VOLTA, AGORA PORQUE NÃO CONSEGUE SEGURAR TEUS INSTINTOS ANIMAIS NÃO SE PRECAVE VAI MATAR, MATE-SE A SI MESMO

  3. Matar bebezinhos indefesos é uma verdadeira maldade,se a descriminalização acontecesse nos anos 70 talves não estaria aqui comentando esta noticia.
    Vamos viver e deixar a vida acontecer.

  4. O movimento favorável ao aborto ou pró-aborto se utiliza, basicamente, de duas grandes técnicas desenvolvidas por Gramsci. A primeira técnica é o esquecimento. Essa técnica se dá da seguinte forma: como esse movimento possui alta penetração na mídia, ele consegue lentamente retirar a imagem da gravidez e do feto de circulação. Nos diversos meios de comunicação como, por exemplo, TV, cinema, jornal e revistas, a imagem da gravidez e do feto está, cada vez mais, desaparecendo. É comum aparecer apenas indivíduos adultos. Se um extraterrestre chegasse ao planeta terra e tivesse contato com a programação da mídia, pensaria que os seres humanos nascem todos adultos e que são gerados por árvores ou algum outro objeto. Este extraterrestre jamais pensaria que um ser humano nasce de outro ser humano e que leva nove meses para crescer no ventre de sua mãe antes de nascer.
    Atualmente, existe em curso um grande processo que tem por objetivo fazer a população esquecer que existe a gravidez e o feto, ou seja, o bebê no ventre da mãe. A gravidez e o feto estão deixando de ser algo natural, para se transformar em algo estranho e desconhecido pelas pessoas.

  5. Não adianta nada a maioria da população ser contra, este maldito governo não governa para os brasileiros e não respeitam a opinião ou decisão da maioria, isto ficou evidente no referendo do desarmamento onde a população rejeitou o estatuto do desarmamento e nos enfiaram assim mesmo goela abaixo.

DEIXE UMA RESPOSTA