Brasil

Igreja Renascer visa utilizar do futebol para arrecadar dinheiro para reconstrução de templo

Comments (12)
  1. Valéria disse:

    Que legal, tomara que dê certo !

  2. TUANY disse:

    TEM QUE SER EM BRASÍLIA ESSE JOGO

  3. Elizeu Almeida disse:

    Eu faço parte desse time!

    Meu que muito loko! Muito boa essa estratégia, vai ficar na hitória!

    Deus é fiel!

  4. Diego disse:

    Opa se tiver eu vou assistir :)
    mesmo sem gostar de futebol hauahuaa :)

    Só não entendi se o apostolo vai jogar rs… ia ser estranho hauhaua

  5. Hermesnaza disse:

    Como marqueteiro o Apóstolo Estevam sempre foi muito bom ja que esta é a sua profissão, mas como cristão esta saindo do caminho, pois para construir um templo para Deus não podemos visar apenas levantar dinheiro seja qual for a forma, Davi que foi o maior Rei que Israel ja teve,não pode edificar um templo para Deus pois em suas mãos havia muita morte, ou seja Deus que santificação, doação.Quando vejo no cenário gospel cada vez menos indentidade biblica e cada vez mais mercado financeiro fico preocupado com o rumo das igrejas, onde o faturamento é o mais importante, não vejo uma igreja brasileira fazer um culto de ações de graça como acontece no EUA para agradecer a Deus pelo o que ele ja fez,sera que o numero crescente de igrejas no Brasil é pelo o evangelho ou por ser um mercado cada vez mais em expansão e com alto faturamento e pouco investimento,ja que não é notório ações sociais dessas novas igrejas.No novo testamento a biblia relata que a igreja vivia em harmonia e todos se ajudavam dividindo com os que não tinham, hoje isto esta muito distante as igrejas estõ preocupadas com a sua marca criando varias empresas paralelas como editora, gravadora etc. sera que a um novo testameto que desconheço? …

  6. Marcela disse:

    Bom mesmo!!! Uma forma animada de ajudar, afinal jogar sabendo que é para uma boa obra deve ser gratificante, né?

    Parabéns aos participantes.

  7. eliel disse:

    só sei se o Ronaldo aceitar , não vai dar para o KaKá , rsrsrsrs.
    boa iniciativa .

  8. ezequiel disse:

    opa! Ronaldo é um exemplo pra um jogo relacionado a uma “igreja cristã”…

    tem uma vida bem exemplar, sem bebedeiras, noitadas, travecadas… oops…

  9. José Ailton disse:

    TEMPLO FEITO POR MÃOS HUMANAS

    Escrever com liberdade de pensamento e sem hipocrisia acerca dos templos em que os cristãos se reúnem, é tocar em uma ferida de séculos. É também expor uma realidade contraditória à palavra de Deus; em que assumimos parcialmente a graça de Cristo, mas não desprezamos certas práticas do judaísmo. No entanto, o ponto mais baixo dessa analogia é ter que admitir uma herança do paganismo, mantida pela igreja estado a partir do século IV e aceita pela igreja reformada, de sua fundação até a data atual. Quero salientar mais uma vez que minha intenção não é escrever contra os fiéis genuínos dentro dessas organizações, mas sim, denunciar os abusos daqueles que se aproveitam da fé de alguém para benefícios próprios. Benefícios esses, que quase sempre culminam em duas palavrinhas, poder e dinheiro. Falando sem hipocrisia; o templo tem sido sacralizado por seus edificadores e venerado por seus freqüentadores. Nessa forma de adoração, corremos o risco de perdermos o objetivo do culto para cultuarmos o objeto. Foi rejeitado por Deus, não é eficaz para a proliferação do evangelho, pois tende a contê-lo dentro de quatro paredes, tira o foco da mensagem libertadora de Cristo e atribui demasiada honra aos seus fundadores.

    A excessiva conveniência de recorrer a textos bíblicos do velho testamento para salientar a importância do templo, é afastar-se dos ensinamentos de Cristo de uma forma tendenciosa e apelativa. O velho testamento é todo inspirado por Deus, e sua finalidade para a igreja é a compreensão do amor do Pai para com toda a raça humana, nos transformando da condição de criaturas para a condição de filhos, no sacrifício do seu próprio Filho na cruz. “Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos”. (Gálatas 4.4 – 5). O templo proposto por Davi, foi construído por Salomão, mas rejeitado por Deus quanto à sua igreja. Deus disse a Davi que teria uma casa edificada para sempre, de um que seria levantado dentre seus descendentes. Jesus Cristo é esse descendente, Ele é a coluna principal do templo e o próprio templo, o trono do seu reinado está confirmado por toda a eternidade. Quanto a isso, escreveu o profeta alguns anos mais tarde “Assim diz o Senhor: O céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés; que casa me edificaríeis vós? E qual seria o lugar do meu descanso? Porque a minha mão fez todas estas coisas, e assim todas elas foram feitas, diz o Senhor; mas para esse olharei, para o pobre e abatido de espírito, e que treme da minha palavra.” (Isaías 66:1 – 2). E como somos co-participantes da natureza divina pela promessa, somos os verdadeiros templos em que Deus quer habitar. E foi por tentar convencer os religiosos a respeito do verdadeiro templo de Deus, que a igreja de Cristo teve seu primeiro mártir. O sangue de Estevão foi derramado em prol da verdade. A retrospectiva do velho testamento que ele fez, narrada nos 60 versos do capítulo sete do livro de Atos é um relato perfeito do amor incondicional de Deus para com Israel, e este relato foi usado contra ele para matá-lo. Tamanha era a unção que estava sobre Estevão, que Lucas observou no verso 15 do capítulo 6, que os que estavam no conselho viam seu rosto como o rosto de um anjo. A veneração ao templo era tanta, que para aquela nação ser chamada de hipócritas, de incircuncisos de coração, poderia até ser aceito, mas admitir a idéia de que Deus não habitava no templo construído por Salomão era inconcebível. “Mas o Altíssimo não habita em templos feitos por mãos de homens”. (Atos 7.48-A). Será que a igreja congregada atual estaria disposta a fechar as portas da religiosidade que faz do templo um lugar sagrado, para abrir as portas para que o evangelho seja pregado com liberdade e sem idolatria?

    O templo, uma casa de família ou uma praça pública não faz diferença; a importância está na palavra de Deus porque quem salva é Jesus e não a igreja (templo). Sendo assim então, por que não o templo? É uma pergunta capciosa e um argumento hipócrita daqueles interessados em manter a estrutura organizacional da igreja empresa. Agora, se a pergunta trocar de interlocutor, mantendo o mesmo discurso, caímos na retórica dos religiosos, vejamos como ficaria: O templo, uma casa de família ou uma praça pública não faz diferença; a importância está na palavra de Deus porque quem salva é Jesus e não a igreja. Então você concorda e aceita que um cristão convicto possa ser salvo fora das organizações religiosas? A sua resposta tem que ser sim ou cairá em contradição. E se a sua resposta for positiva, como explicaria o fato de um cristão ser aceito como tal, por quase toda a cristandade somente se for representado por uma placa de uma denominação? Percebeu a rua sem saída que a religião coloca uma pessoa, quando esta tenta ser detentora da salvação? A salvação é dada pela graça que só há em Cristo Jesus.

    Se os reformados idolatram os seus líderes e os locais de culto, se eles praticam o judaísmo sempre que lhes convêm, se o evangelho da graça só é aceito desde que se pague o dízimo, que é da lei, então com que autoridade se prega para os romanos, alegando que estes são idólatras e necessitam de salvação? Para os católicos indiferentes para com as verdades, pelo simples fato de que na sua maioria não têm o hábito de ler a bíblia, para aqueles reformados que crêem existir salvação somente em suas organizações, para todo aquele que ler este texto e principalmente para mim mesmo; deixarei alguns versos da palavra para que possamos meditar. “E, Naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis. E aqueles dezoito, sobre os quais caiu a torre de Siloé e os matou, cuidais que foram mais culpados do que todos quantos homens habitam em Jerusalém? Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis”. (Lucas 13.1 – 5).

    “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? (I Corintios 3.16).”

  10. Cíntia disse:

    É isso aí Kaká. Para todos: “A fé sem obras é morta”. Vamos entrar nesta obra de reconstrução do templo para angariar vidas.

    Ao colega que criticou o jogador Ronaldo pelo seu comportamento, talvez ele ainda tenha mais fé que todos, pois mostra isso pelas obras.

    Eu vou neste jogo. Pode crer !!!

  11. paulo disse:

    esse dinheiro que vao gasta para contruir um novo templo poderia se gasto para ajudar as pessoas necessitadas

  12. edmundo disse:

    Creio ser muinto importante a espanção do reino de DEUS com a construção de novos templos chegando mais perto daqueles que em circuntancias normais,não teriam acesso a palavra de deus,MAS BISPO ESTEVAM ANTES DE UM JEITO E Dè’ ASSISTENCIA AQUELAS FAMILIAS QUE PERDERAM SEUS ENTES no tragico desabamento do templo,E ALGUnS SE TORNARAM INCAPACITADOS PARA O TRABALHO, ESTA SERIA A PRIMEIRA PREOCUPAÇAO DE UM HOMEM DE DEUS.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *