Internacional

Imagem do “demônio” aparece durante transmissão de emissora de TV e gera polêmica. Assista

Comments (143)
  1. Esse ser pertencente à mitologia judaico-cristã tem tantas definições contraditórias e ao mesmo tempo não possue nenhuma definição aceita por toda a cristandade.Como nossa superstição nos permite afirmar que temos imagens do demônio durante a previsão do tempo?Segundo a palavra de deus ele é o opositor do bem que tem como objetivo conquistar almas humanas.Com esta carranca estaria sabotando seu marketing pessoal.

    1. Satanás aparece como anjo de Luz, lindo para enganar pessoas como você e saiba que ele era o anjo mais belo, feitura do Senhor, que hoje depois de se tornar um anjo decaído, perdeu o direito de aparecer em forma de um ser humano, por isso invadem pessoas, tornando-as possessas, escravas de sua vontade fazendo coisas inimagináveis! Ao contrário acontece que o Espírito Santo só entra em seu coração se você desejar, não toma posse sem ser convidado!

    2. Incrível viu, se ele é capaz de invadir o "corpo" de qualquer pessoa, como ele ainda não invadiu o corpo do presidente dos EUA e começou a terceira guerra mundial? Isso claro, sabendo do ódio q ele possui pela raça humana e pq ele tem essa mania de invadir corpos de evangélicos de cultos imbecis e nunca invade pessoas de outras religiões ou ateus? Isso de demônio não faz sentido viu….O demônio era o termo utilizado como adjetivo pejorativo contra os antigos deuses pagãos de culturas q quase foram mortas pela puta igreja católica medieval e o inimigozinho do "deus" cristão era lúcifer e como o povo era burro misturou tudo e com o passar dos séculos surgiu isso…

    3. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  2. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

  3. Imagem de demônio? kkkkkkkkkkkk
    Quem estudar a historia da criação desta figura mitologica, PLAGIADA pelos hebreus de outra tribo babilônica no livro "O DIABO DO IMAGINARIO CRISTÃO" saberá que a imagem do diabo com uma figura horrenda, cifres… foi criada na idade média por artistas a pedido da igreja catolica..

    1. A figura do demonio tal como se conhece hoje foi criada na idade média a pedido da igreja catolica a artistas, para ilustrar passagens biblicas afim de catequisar o povo.

      Mas a crença em inferno e diabo bla bla surgiu quando hebreus estavam cativos e tiveram contatos com tribos babilonicas, ai copiaram e adaptaram um monte de crenças e inclusive copiaram nome de Deuses de outras tribos, um deles era o nome Lucifer que ate então para os Hebreus não dizia nada

    2. Felipe Santiago A idéia do demônio surgiu antes mesmo da própria Igreja Cristã, e sempre foi essencial dentro de sua teologia. Segundo Carlos Roberto Nogueira,

      era necessária para a coletividade cristã a existência e a encarnação do mal. Era preciso que fosse visto, tateado, tocado, para que o bem surgisse como a graça suprema – o belo e o divino, em oposição ao horrível e demoníaco.*

      Assim percebemos que o demônio sempre teve lugar de destaque no imaginário cristão. Sem ele, a figura do Cristo não seria tão forte, e a graça oferecida àqueles que seguem as palavras de Cristo não seria tão suprema. Para que a moral cristã tivesse sentido, era preciso que se oferecesse a seus súditos algo a que temer. O cristianismo acaba sendo, então, infestado por uma avalanche de demônios e espíritos malfazejos. Esta consolidação do demônio ocorre por vários anos e permeia toda a história do cristianismo, se iniciando com a tradição hebraica, quando os hebreus começam a associar os deuses dos povos vizinhos a espíritos malfazejos. Conforme nos afirma Nogueira,

      a principio, os primitivos hebreus não tinham necessidade de corporificar uma entidade maligna. (…) Na opinião que tinham os hebreus dos deuses estrangeiros (…), assimilavam estes deuses aos espíritos das trevas (…) e todos os deuses potencialmente adversários passaram a fazer parte integrante da corte demoníaca.*

      Para os hebreus, Yaweh representava um Deus implacável, que punia e castigava a todos que cometessem faltas. Portanto, para eles, a idéia de um ser que personificasse o mal era completamente estranha e inútil. Posteriormente, com o advento do cristianismo, Deus passa a ser concebido como o bem supremo, ser superior de infinita bondade. Mas, se este Deus é todo bondade, e o mundo é obra sua, como explicar a existência de coisas maléficas em sua criação? Era preciso uma explicação para o mal, já que este não podia ser atribuído a Deus. É então que a figura do demônio ganha forças dentro da tradição cristã. Se na tradição hebraica a figura demoníaca era associada apenas aos deuses dos povos inimigos, agora ele ganha autonomia dentro da teologia cristã. A partir daí,

      o universo inteiro passa a ser pintado como dividido entre dois reinos, o de Cristo e o do Diabo. (…) Dessa polarização resulta que tudo o que afasta os homens de Deus é uma manifestação do Diabo. (…) A religião cristã, assumida como a verdadeira, exclui e assimila ao Demônio todos os outros credos.*

      A partir desta autonomia, a figura de satanás ganhará força ao longo de toda a Idade Média, época em que a Igreja busca se afirmar enquanto instituição do poder de Deus na Terra, e utiliza a figura do demônio para se fortalecer. O diabo estava presente em tudo e em todos. Tudo o que desviava os bons cristãos do caminho do bem, que eram os caminhos da Igreja, era atribuído ao demônio. A Igreja cria artifícios diversos para identificar, descobrir e expulsar demônios, como podemos citar os tribunais da Inquisição e os exorcismos.

      Para que o fortalecimento do poder da Igreja fosse efetivo, era necessário não só a figura do demônio a tentar os homens para o caminho das trevas, mas também que este demônio fosse associado aos outros cultos, credos e práticas religiosas existentes na época. Assim as práticas mágicas das comunidades rurais européias, com suas ervas e seus sabás são logo identificados como demoníacos, e seus praticantes perseguidos e condenados às fogueiras da inquisição.

      Referências
      *NOGUEIRA, Carlos Roberto F. O Diabo no Imaginário Cristão. 2º Ed. Bauru: Edusc, 2002.

    3. Os crente pira quando a historia mostra que a crença deles não foi formada como eles imaginam…

    4. Joabe Rios disse:

      O incrédulo pira quando descobre que a falácia de que a bíblia foi plageada, foi refutada a muito tempo. O ignorante ainda teima com zeitgeist. tsc tsc.. dá tanta peninha! Buáaaaaaaaa

    5. Joabe Rios disse:

      E tome copy and past.. não quero nem saber se o texto condiz com a realidade… tsc tsc.. esta neo ateuzaiada… ¬_¬

    6. Felippe Martiniano vc tá mais pra ateu, pra uma coisa existe nao é preciso que alguém veja tal coisa ou imagine ela, o ar que respiramos não vermos mais sem ele não viveríamos, da mesma forma Deus, ninguém nunca o viu, mais muitos sentiram sua presença, igualmente sentiram a presença de algo maligno…. tá na hora de vc pensa por conta propiá e não segui a mentalidade de certas pessoas incrédulas.

    7. São diversos os arqueologos e historiadores que mostram descobertas que a desmentem… mas o problema não é meu, quem acredita em conto da carochinha é você, então faça bom proveito dela e suas costelas que viram mulheres kkkk :*

      Agora é muita coincidência muitos dos eventos da biblia acontecerem naturalmente né? tipo o mar de que seca, arvores que pegam fogo mas não são queimadas, mares que ficam vermelhos…. Estudos mostram que tais eventos acontecem naturalmente, nada tem de sobrenatural ;)

    8. Joabe Rios disse:

      Felippe Martiniano
      Zeitgeist, refutado a muito tempo. Sofra com isso neo ateu. ;)

    9. Joabe Rios As dez pragas que Deus teria enviado para salvar os judeus da escravidão no Egito podem ser um eco fantasiado de uma catástrofe ecológica que realmente aconteceu no Egito. Veja abaixo quais são as pestes e como a ciência explica cada uma delas.

      1. As águas do Nilo se tingem de sangue

      Uma mudança climática repentina esquenta a água do Nilo e provoca a reprodução descontrolada de Pfiesteria, uma alga que provoca hemorragias nos peixes, matando-os e intoxicando as águas com sangue.

      2. Rãs cobrem a terra

      A intoxicação das águas faz rãs e sapos fugirem, espalhando-se por toda a região.

      3. Mosquitos atormentam homens e animais

      A morte dos sapos produz uma superpopulação de insetos, inclusive do terrível maruim, um pequeno mosquito de picada dolorida.

      4. Moscas escurecem o ar e atacam homens e animais

      Outro tipo de inseto, a mosca dos estábulos, transforma-se em praga, atacando todo tipo de mamífero que encontra.

      5. Uma peste atinge os animais

      A peste eqüina africana e a peste da língua azul são doenças transmitidas pelo maruim e que atingem mamíferos.

      6. Pústulas cobrem homens e animais

      O mormo, uma doença eqüina que também ataca o homem, é transmitida pela mosca dos estábulos. Ela produz úlceras na pele.

      7. Chuva de granizo destrói plantações

      O granizo pode cair nas regiões desérticas do Mediterrâneo, embora seja um fenômeno relativamente raro.

      8. Nuvem de gafanhotos ataca plantações

      Os gafanhotos também são uma praga conhecida na região.

      9. Escuridão encobre o Sol por três dias

      Uma tempestade de areia pode durar dias e é capaz de encobrir completamente a luz do Sol.

      10. Os primogênitos de homens e animais morrem

      Cereais guardados em celeiros ainda úmidos podem desenvolver um bolor altamente tóxico. Como no Egito antigo os primogênitos (tanto humanos quanto dos animais) tinham a precedência na alimentação, em tempos de escassez eles foram os primeiros a ser fatalmente intoxicados pelo bolor.

    10. Joabe Rios disse:

      O mar secou? O mar ficou vermelho? Usaram quantos pacotinhos de tang de morango? tsc tsc
      Estes neo ateus perderam o senso do ridículo. o.0

    11. Querido… vc aperta sempre na mesma tecla, lhe passei a referência bibliografica dos estudos que desmascaram a biblia e Zeitgeist definitivamente não estava entre eles… muda o disco… sua fé é furada tanto quanto o budismo e o islamismo. se conforme.

    12. Joabe Rios disse:

      Minino… Deus comanda a natureza. Ainda não entendeu?

      Deus pode mandar um tornado agora e levar sua casa, e a ciência pode explicar como se forma os tornados. Até ai, nada de novo no seu copy and past. :P

    13. Felippe Martiniano min explica pq só os primogenitos morreram si todos comiam a mesma comida?

    14. Você mostra o quanto a fé é cega … mas entendo, afinal seu Amoroso Deus vai te torturar sem piedade por toda a eternidade no parque de diversão que ele criou se vc considerar a possibilidade de que a biblia é uma falacia… sei como é…

    15. Joabe Rios disse:

      Felippe Martiniano
      Continue, você só está me ajudando. :)

    16. Buda comanda a natureza, poseidon as aguas… bla bla bla
      teorias… teorias, teorias

    17. Felippe Martiniano Jesus nao é teoria

    18. Joabe Rios disse:

      blá blá blá… começou as lamurias!
      Buda não comanda a natureza, nem Poseidon as águas.

      Deus Judaico, sim! E tenho dito! :)

    19. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      claro, todos os povos acreditam que seu mito é o unico e verdadeiro..
      é clichÊ… muda o disco

    20. Joabe Rios esse documentario é mais um tapa na cara dos judeus e cristãos.

    21. Joabe Rios disse:

      Putz… a mesma coisa, só que agora em video.

      Mistérios revelados, e mesmo assim a bíblia o único livro sagrado que bate de frente com a ciência.
      tsc tsc.

      Quero novidade! :)

    22. Joabe Rios disse:

      Tapa. Não mesmo!

      Tapa na cara é zeitgeist refutado.
      A maior arma ateísta destruída.

    23. eu já vi esse documentário, e isso só prova que os relatos descritos na bíblia são verídicos, vc acha mesmo que essa sequencia de coisas iam acontece por acaso só para os judeus fugirem do Egito? ta bom, então como vc min explica eles terem sobrevivido 40 anos no deserto? o ciência nao explica isso, a ciência pode ate explica a orbita dos planetas mais não explica oque deixa os planetas erguidos no espaço… fica a dica…

    24. A biblia é mais um livro religioso que as ciências desmascaram.
      Aceite vc ou não

    25. Joabe Rios disse:

      Felippe Martiniano
      Tapa na cara, é saber que o ateísmo é, e sempre foi inútil.
      Entre outras coisas mais.. tsc tsc tsc…

    26. Joabe Rios disse:

      ANTONY FLEW

      60 anos de ateísmo.

      Um revolucionário filosófico.

      Papai filosófico de muitos ateus militantes de hoje em dia, como Hitchens, Dawkins, Harris, etc.

      E depois de 6 décadas de ateísmo, ele aceita a existência de Deus pela RAZÃO.

      tsc tsc tsc…
      Leva certo tempo para as pessoas caírem em si.
      Você é só uma 'maria vai com as outras', normal.

    27. E não faltam exemplos de Cristãos, inclusive pastores se tornando ateus.
      Ele não caiu em si, apenas aderiu a uma fantasia… crendisses como a sua existem aos montes…

    28. Joabe Rios A concepção de Deus adotada por Flew, conforme explicada na entrevista, é limitada à ideia de Deus como causa primeira. Ele rejeita a idéia de um pós-vida, ou de Deus como origem do bem e da ressurreição de Jesus como um fato histórico, embora tenha permitido em seu último livro a adição de um breve capítulo argumentando em favor da ressurreição de Cristo.

      Críticas à mudança de Antony Flew não tardaram a aparecer, como a do jornalista Mark Oppenheimer, que valeu-se da idade do filósofo, então com 84 anos, para sugerir que Flew estivesse sofrendo de algum tipo de leve de demência[

    29. Joabe Rios disse:

      Quem és tu, para dizer que o renomado ANTONY FLEW aderiu a uma fantasia?

      Antes de falar uma asneira dessa, certifique-se de que você ao menos domina a filosofia. tsc tsc.. era so o que me faltava… hahahahahaha… pastoreco virando ateu, é normal… enquanto isso renomados pensadores se curvam diante da Divindade. hahahahahahaha… lol

    30. Nem o seu Flew engole totalmente as fantasias do Cristianismo.. kkkk
      precisa-se ter muitoa força de vontade para acreditar nas "verdades biblicas" que ele mesmo não acredita totalmente.

    31. Joabe Rios disse:

      Os ataques a pessoa de Flew, são normais, óbvio… não fácil perder um grande pensador para o teísmo. tsc tsc… Sugerir demência ao supracitado, não passa de achismo. Quem tem boca fala o que quer.. hehehe… E outra, Flew é Deísta.

    32. Sam Harris é o ateu mais temido por religiosos dos EUA, diz site

      O neurocientista e filósofo Sam Harris (foto), 45, é o ateu mais temido pelos líderes religiosos dos Estados Unidos por sua habilidade na contestação das crenças com o uso de argumentos extraídos da ciência. É o que diz o site judeu Tablet como introito de uma longa entrevista com Harris.

      Filho de mãe judia e de pai Quaker, Harris é, na atualidade, um dos Cavaleiros do Ateísmo, ao lado do britânico Richard Dawkins e do americano Daniel Dennet.

      Nos Estados Unidos, o mais temido ateu era o afiado Christopher Hitchens, jornalista e escritor que morreu aos 62 anos em dezembro de 2011 vítima de um câncer. Pelo que Tablet diz, o título de enfant terrible dos ateísmo nos EUA é agora de Harris.

      De acordo com o site, Harris tem pouca paciência com líderes religiosos cristãos, como Rick Warren (tido como o pastor de maior prestígio nos Estados Unidos), e com fundamentalistas islâmicos, além dos esquerdistas seculares que têm simpatia pelo Hamas e seus congêneres.

      Tablet destacou que os questionamentos de Harris aos religiosos em debates públicos são tão enfáticos, que ele tem sido com frequência alvo de ameaças de morte por parte de fiéis.

      O neurocientista se especializou em polêmica, disse o site. “Ele é engraçado, lógico, destemido e às vezes impulsivo”, afirmou, acrescentando que também possui a “qualidade rara” de admitir estar errado, se alguém demonstrar haver falha no seu argumento.

      Harris é o autor, entre outros, do livro “A morte da Fé” (R$ 55, Companhia das Letras), onde defende a substituição das religiões organizadas pelo autoconhecimento. Para ele, essa é a única saída que se vislumbra nesse início do milênio para a humanidade, é a único caminho possível para a felicidade.

      Ele é defensor da polêmica ideia de que a ciência pode deixar de ser neutra e se tornar fonte de padrões de moralidade, substituindo a religião na função de estabelecer o que é bom ou mau. A vantagem da “ciência da moralidade”, segundo ele, é que ela não ignora os sofrimentos humanos, diferentemente do que ocorre com as religiões, que chegam inclusive a incentivá-los.

      Tablet lembrou que Harris começou a estudar as religiões aos 13 anos de idade, quando o seu melhor amigo morreu em um acidente de bicicleta, e ele se perguntou o que vem após a morte. Leu sobre as crenças religiosas, inclusive as orientais — viajou para Índia e Nepal, onde estudou meditação com mestres budistas. A conclusão de Harris é que não existe absolutamente nada após a morte.

      Para ele, a ideia da existência de um ser onisciente que exige obediência de seus seguidores em troca de promessa de vida após a morte é uma grande besteira com consequências danosas, porque tem patrocinado guerras e ignorância, entre outros males.

      David Samuels, colaborador de Tablet, perguntou a Harris por que ele, como neurocientista e ateu, ocupa tanto o seu tempo com as religiões.

      Harris citou um exemplo para responder que hoje em dia essa é uma questão que interessa a todos. “Se você tiver um motorista que acredita no poder da oração, a ponto disso afetá-lo em suas decisões, ele poderá de vez em quando tirar as mãos do volante por acreditar que Jesus está no controle de tudo", disse. "Essa pessoa é perigosa, […] e nós precisamos falar sobre isso.”

      Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/06/sam-harris-e-o-ateu-mais-temido-por.html#ixzz24F3puFkG
      Paulopes informa que reprodução deste texto só poderá ser feita com o CRÉDITO e LINK da origem.

    33. Joabe Rios disse:

      Flew é deísta, e não cristão.
      Deísmo não é ateísmo. o/

      Antes deísta do que ateísta.

    34. "A concepção de Deus adotada por Flew, conforme explicada na entrevista, é limitada à ideia de Deus como causa primeira. Ele rejeita a idéia de um pós-vida, ou de Deus como origem do bem e da ressurreição de Jesus como um fato histórico, embora tenha permitido em seu último livro a adição de um breve capítulo argumentando em favor da ressurreição de Cristo."

    35. Joabe Rios disse:

      FLEW inspirou Sam Harris.
      Imagino a cara de decepção de Sam. hahahahaha…

    36. Só em ele não acreditar nas historinhas da carochinha como Adão e Eva no paraiso já é alguma coisa

    37. Joabe Rios disse:

      Sam, é tão poderoso que o ateísmo não sai do lugar.

    38. Joabe Rios disse:

      Pois é.. ele pode não acreditar em Adão e Eva, mas Deus existe para ele. hehehehe… tapinha na bundinha de Sam Harris! hahahahahahahahahaha

    39. Joabe Rios disse:

      60 anos de ateísmo… 6 décadas… Sam não era nem nascido quando Flew estava no auge, o ícone do ateísmo. Para a tristeza dos militantes, o mesmo declara: "Deus existe". Caiu como uma bomba.. bummmmmmmmmmm… clap clap clap

    40. O que tem de extraordinario nisso?
      O fato de ele ter decidido acreditar que algum ser estaria por tras do surgimento do universo não quer dizer nada… é apenas uma crença… ele não vai mudar os achados historicos que evidenciam coisas contrarias as narradas na biblia.

    41. Joabe Rios Enquanto ele acredita, tem trocentos que passam a não acreditar todos os anos.. bla!!!

    42. Joabe Rios disse:

      Francis Collins, diretor do Projeto Genoma Humano e foi um dos responsáveis por um feito espetacular da ciência moderna: o mapeamento do DNA humano. Era ateu… hahahahaha

    43. Joabe Rios disse:

      Trocentos que passam a não acreditar todos os anos?
      hahahahahahaha… Deve ser por isso que o ateísmo está passando dos 2%. tsc tsc tsc…

    44. Francis Sellers Collins é um geneticista estadunidense, um dos cientistas mais respeitados da atualidade. Nasceu em 14 de abril de 1950. É diretor do Projeto Genoma Humano e foi um dos responsáveis por um feito espetacular da ciência moderna: o mapeamento do DNA humano, em 2001, trabalhando no que há de mais moderno em torno do estudo do DNA, o código da vida. Com isso, tornou-se o cientista que mais rastreou genes com a finalidade de encontrar tratamento para diversas doenças. Collins também é conhecido por pertencer a uma estirpe rara, a dos cientistas cujo compromisso com a investigação do mundo natural não impede a profissão da fé religiosa. Considerado um cientista religioso (protestante), escreveu livros a fim de defender a existência de Deus e a importância da ciência para a humanidade.

    45. Joabe Rios disse:

      Quais os achados históricos?

      Você leu o site que te passei outro dia d arqueologia bíblica?
      http://www.arqueologia.criacionismo.com.br/

      HAUHAUHAUHAUA

    46. Joabe Rios e Tantos outros eram cristãos e depois que passaram a estudar viraram ateus… blááá… esses são excessões.

    47. Joabe Rios disse:

      Você fala de supostos anônimos, e eu falo de pessoas importantes.

    48. Joabe Rios disse:

      E eu vou dormir. Até outra hora. fui.

    49. Querido… biblia é que uma especie de dramaturgia, pegam personagens reais e os inserem em um mundo de fantasia com direito a cabelos que dão super poderes kkkkkkkkkkkk, costelas que viram gente kkkkkk, anjos que viram humanos para fazer sexo e leite que sai de pedras… apesar de toda historia a la Tiago Santiago – autor de Os mutantes- prefiro a mitologia grega, mais coerente e interessante

    50. nem mesmo a Ciência nega a existência de Deus, um dos maiores cientistas que o mundo já teve, quando foi perguntado Certa vez, qual a definição de luz ele respondeu que seria a sombra de Deus!!! Albert Einstein

    51. A sombra de Buda! Amém! ou será de Poseidon? ou será do Deus Sol? ou será do Deus Zeus?
      De Deuses a humanidade sempre esteve cheia…

    52. Felippe Martiniano estranho que o meu Deus “existe´´ ate os dias de hj, enquanto esses que vc mencionou nao passaram do imaginário papula, entereçante tbm que em nome do meu Deus sao erguidos templos e igrejas todos os dias, vc acha mesmo que si Deus nao existisse emcomodaria tando assim a ciencia e pessoas como vc?

    53. Felippe Martiniano você conhece o mundo cristão para chamá-lo de "mundinho"?
      Não existe um leque maior para formação intelectual e espiritual que o tal "mundinho" evangélico citado por você. Vá estudar e dar lugar ao Espírito Santo aceitando Jesus como Senhor e Salvador de sua alma e verá se descortinar um mundo cheio de novidade de vida, que até então você desconhece!

    54. Tenho esse livro O DIABO NO IMAGINÁRIO CRISTÃO,é um livro falacioso,o autor é agnóstico,não se pode dar credibilidade a linha de pensamento de uma só fonte,é preciso ler mais e concluir algumas questões, viu querido,leia outras teses,o mal personificado existe, ele pode até ter aparência de um anjo de luz ,não precisa ser uma arte em chifres,fato!

    55. Marcelo Jobski de Paula disse:

      Mitológico? É pagão, é do mal? Então é satanás, se convencionou que é vermelho por causa do inferno, e que tem chifres por causa dos pagãos da Europa que adorava e faziam sacrifícios a um deus de chifres. Tem nada de "imaginário", e sim simbólico, a associação que fazem de satan com lúcifer, e porque ele se tornou o satan, que poderia ser qualquer ser deus, ou demonio, que representasse o mal.

    56. ESTOU ME DIVERTINDO COM ESTA DISCURSSÃO. gostei muito dos argumentos de @JOABE RIOS, e quando @FELIPPE MARTINIANO não tinha respostas ele xingava os crentes, que pessimo testemunho de vida e pratica, eu vou ficar com BÍBLIA SAGRADA que conforta o meu coração, do que as fabulas ateistas e filosoficas que querem me levar para longe de Cristo.

    57. Esse Felippe Martiniano provavelmente não gosta de judeus.

    58. Felippe Martiniano qual seu preconceito contra os evangélicos, para usar esse termo (mundinho Evangélico) ?

    59. Marcelo Jobski de Paula disse:

      Não importa qual a "verdadeira imagem" do diabo ou de Deus, sendo que ele pode mudar de forma segundo o senso comum ao qual idiotas tentam desconstruir, a representação é demoníaca e ponto final, o sorriso sarcástico, e o olhar sádico, tem que ser muito imbecil para ficar dizendo coitadinho do diabo, ele esta sendo vitima do "preconceito do imaginário humano", santa paciência, agora temos que fazer uma desconstrução do que a imagem do diabo representa e como representa, sinal que os valores simbólicos subjetivos, e a verdade estão sendo trocadas por valores demoníacos, e o que representa o mal, sendo mudado a percepção, tornado-a relativa.

    60. Marcelo Jobski de Paula disse:

      Joabe Rios Este Filipe o que mais faz é copiar e colar, deve ter notado em outros murais, quando ele esta perdendo a razão ele começa a viajar na maionese com links que se formos destrinchar um por um já foram refutados, ele tenta usar a repetição para validar o que diz

    61. Refutados?
      sei kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
      quem conseguiu convencer as pessoas da existencia de um amigo imaginario foram vocês, pela repetição… patéticos

    62. Marcelo Jobski de Paula disse:

      foram, e não foi repetição o convencimento de Deus, e sim várias constatações, o que você posta em repetição é distração, você desvia sempre os assuntos com os links, links que sozinhos e no assunto tratado em um contexto, são facilmente refutáveis, a questão e que você repetindo, ao mesmo tempo que desvia, o que esta falando contra sua afirmações do contexto, a primeira vez eu notei isto, então preferi só frisar no foco

    63. Você vive na fantasia…na possibilidade.
      Eu vivo nos fatos

    64. Marcelo Jobski de Paula disse:

      Possibilidade de raciocinar? Acho que não, eu pelo menos mesmo não vivo de internet, vai ver tem tempo, não sei, e tem gente ganha, mas eu não tenho.

    65. Possibilidade de seu amigos imaginário ser real, a ladainha cristã para tentar convencer que seu mito é real é a mesma das outras crenças, nada de novidade… no mundo das religiões nada se cria, tudo de copia… o surgimento da crença em inferno, lúcifer e afins é prova disso….

    66. Marcelo Jobski de Paula disse:

      você é muito revoltado

    67. comcordo com o Felippe Martiniano, pois se o demonio era o mais belo dos anjos, de onde vem os chifres?

    68. Felippe Martiniano de fator povos adoravam deuses que faziam parte do seu imaginário, agora buda nunca saiu da índia, poseidon ou zeus nunca saiu da grecia ou mesmo rá saiu do egito, agora o Deus dos cristãos ganhou o mundo assim como o seu filho Jesus ordenou que seus discípulos fossem por todo mundo e pregassem o seu evangelho e isso foi comprido, O fato de sua existência é de que esses outros deuses que vc mencionou, foram construídas estatuas e templos na imagem de cada deus, já o Deus dos cristãos o proprio falou para nao adora a imagens e a não fazer nenhuma imagem Dele, e assim tbm foi comprido!!! não chega a ser engraçado que esse Deus que vc nao crer foram compridas todas as coisas que Ele ordenou, e todas essas coisas são comprovadas historicamente e a ciência nao duvida mais tenta distorce… fim

    69. Felipe Santiago disse:

      A vontade do ser humano ser perfeito é tão grande, que criam deuses a sua imagem e semelhanças, mas sem os erros que têm.

    70. Felipe Santiago disse:

      Rodrigues Junior Esse é o problema do cristianismo. Ele quer cada vez mais, e mais fieis. Não importa
      o que deve ser feito.

    71. Querido, não banque o ingênuo, o Cristianismo se espalhou pelo mundo graças a imposição da igreja católica, que começou foi decretado religião oficial de Roma e depois sendo imposta aos poucos aos outros paises europeus e américa… o cristinismo não se espalhou pq é verdade… e as ciências alem de desmentirem muita coisa dita na biblia, algumas não aconteceram, outras foram de forma bem diferente.

      E aquela coisa, os dramaturgos biblicos inseriram muitos personagens reais em hostorinhas de realismo fantastico..

    72. filho primeiro vá estuda historia depois volte aqui pra comenta, primeiro, muita coisa aconteceu antes para que a igreja católica chegasse a roma pois pra sua informação a igreja dos Cristãos começou em jerusalém aonde o proprio Jesus foi crucificado, vc acha mesmo que milhares de pessoas iriam segui a um homem sem que esse tenha provado que é filho de Deus?! pessoas como vc que duvidavam que aquele Homem ela filho do Altíssimo levaram Ele para cruz pensando que com isso acabaria com a fé que esse Homem pregava… agora tirando um pouco os relatos históricos de lado, vc acha mesmo que Roma que era o maior império naquela época que inclusive adorava a outros deuses, iria si submete a um deus de outra cultura? fala sério né, e vc acha mesmo que um homem séria adorado até os dias de hj si ele nao tivesse dizendo a verdade?! NÃO DEIXE QUE SEU CETICISMO CEGUE A SUA RAZÃO, pare de olha pelo olho da ciência e de pessoas incrédulas e passe a olhar da fé, o proprio Deus fala desses outros Deuses e dessas outras culturas a bíblia é sem duvidas a principal fonte de conhecimento histórico no mundo, nao é atoa que é o livro mais vendido dos séculos…

    73. eu já olhei pelo lado da ciência e sinceramente eu acredita que uma explosão chamada big bang que formou o universo e dentre milhões de planetas somente o nosso ter vida? fala sério, a ciência sim quando não sabe explica oque esta além do seu conhecimento começa a apela pro seu imaginário…

    74. a proposito, foram os romanos que mataram vários apóstolos e os judeus tbm fizeram o mesmo, então com isso agente conclui que o Cristianismo nao nasceu de uma adoração cultural e local, mais nasceu pelos ensinamentos de poucos homens que no total eram 12 e hj somos bilhões ao redor do mundo, por essa religião varias pessoas morreram e vc como muitos devem sabe que o homem só morre por aquilo que acredita não por aquilo que ele julga ser mentira!!!

    75. peço que vc leia o novo testamento pois tenho certeza que basta uma pequena dúvida no seu coração para que vc sinta a presença de Deus em vc, ao contrario de deuses pagãos que culturas afirmavam abitarem em montanhas ou em mares, a principal morada do Deus verdadeiro é em vc mesmo!!! Deus nao si encontra em igrejas mais sim em templos e o templo que Ele diz é o nosso corpo, somos templos do Espirito Santo!!! Jesus disse que o O Reino dos céus é comparado ao fermento ( fé ) que uma mulher toma e mistura em três medidas de farinha ( pessoas ) e que faz fermentar toda a massa. ( o mundo )… fim

    76. Felipe Santiago disse:

      " vc acha mesmo que milhares de pessoas iriam segui a um homem sem que esse tenha provado que é filho de Deus?" Sim. Isso aconteceu com a religião islâmica, e ela é a segunda maior do mundo

    77. É uma verdadeira desventura que, dado seu próprio caráter, o trabalho de tais cristãos não seja mais bem conhecido, pois, sem dúvida, descobriríamos que sua contribuição para a expansão do cristianismo foi muito maior que as que os textos parecem indicar, e até maior que a das escolas e dos cristãos cultos.

      Neste contexto, é importante destacar três elementos que, até data relativamente recente, não haviam recebido atenção dos historiadores. O primeiro deles é o papel das mulheres na expansão do cristianismo antigo. Não há dúvida de que, na igreja dos primeiros séculos, as mulheres eram muito mais numerosas que os homens. Isso parece ter acontecido por causa dos ensinamentos da igreja com respeito ao sexo. Ainda que, às vezes, indiretamente tais ensinamentos fomentassem na mulher um respeito que contrastava com as práticas da sociedade. Em consequência, eram muito mais frequentes os casos de mulheres convertidas ao cristianismo que logo traziam seus maridos e o restante da família para a igreja, que os casos em que o evangelho entrava em uma família por meio dos homens – e muito menos do pai da família. As redes de comunicação das mulheres em seus trabalhos diários foram então um dos principais canais pelo qual se divulgou a palavra do evangelho.

      O segundo fator digno de menção é o impacto das epidemias sobre a população, bem como o modo com que a Igreja respondia a elas. Até meados do séc. II, teve início uma série de epidemias que repetidamente dizimaram a população. Isso contribuiu para o crescimento do cristianismo pelo menos de dois modos. Em primeiro lugar, porque os cristãos cuidavam melhor uns dos outros, os índices de sobrevivência entre eles eram maiores que para o restante da população. Em segundo lugar, nesses tempos se viu um contraste acentuado entre a maior parte da população, que fugia dos enfermos e apenas buscava a própria saúde, e os cristãos, que se dedicavam a cuidar não só de seus enfermos, mas de toda a comunidade. Por isso, são abundantes os testemunhos de pessoas cuja primeira atração ao cristianismo se deveu à obra de caridade dos crentes, ainda que com o risco de suas próprias vidas.

      O terceiro fator digno de menção é o crescimento demográfico dos cristãos, em virtude de sua oposição ao aborto e ao infanticídio – práticas comuns e perfeitamente aceitas dentro da sociedade pagã. Ainda que as atitudes dos primeiros cristãos com relação a outros métodos de controle de natalidade não sejam claras, só a proibição do aborto e do infanticídio -e sua insistência em limitar as relações sexuais ao âmbito do casamento – levou a um índice de natalidade positivo, ainda que em meio a uma sociedade cujo índice era negativo – ou seja, natalidade menor que mortalidade.

      Quarto, a imposição da fé Cristã a outros povos através de conquistas territoriais, como as que aconteceu nas américas, em que povos catolicos e protestantes desrespeitaram e perseguiram indios, negros, Maias, Aztecas… por conta de sua fé e queriam impor a fé no seu mito.

    78. Rodrigues Junior Por Widson Porto Reis

      Ele nasceu do útero de uma virgem e seu nascimento foi anunciado por um anjo. Reuniu ao seu redor um grupo de leais seguidores a quem transmitiu uma avançada mensagem de igualdade e fraternidade. Foi um agitador das massas e suas palavras tanto desagradaram aos romanos que acabaram por matá-lo. Em vida fazia inúmeros milagres: curava inválidos, anulava pragas, expulsava o demônio das pessoas e certa vez até ressucitou uma menina. Mas o maior dos seus feitos foi sua própria ressurreição, é claro. Uma vez completada sua missão, tomou seu lugar ao lado do Pai, do Espírito Santo e de sua própria mãe, também alçada aos céus, deixando aos seus seguidores em terra a dura tarefa de explicar como tinha tanta gente no céu se Deus era para ser único.

      Ah sim, esqueci de dizer que não estou falando de Jesus Cristo. Estou falando de Apolônio de Tiana.

      Filósofo neo-aristotélico nascido na Capadócia no século I, um dos muitos profetas de seu tempo que, apesar das semelhanças no currículo, não teve a sorte de se tornar tão popular quanto seu colega de messianato.

      Apolônio era basicamente um Cristo com maiores e melhores poderes. Além de fazer enxergar os cegos e andar os mancos, transmutar água em vinho e outros milagres usuais, Apolônio podia estar em dois lugares ao mesmo tempo, era capaz de ler pensamentos e falava línguas que nunca tinha aprendido. Certa vez, aprisionado pelo imperador romano, que o acusou de traição, escapou, milagrosamente é claro.

      Mas não só de poderes mágicos se constrói um Messias. Um autêntico Messias precisa de um plano de salvação espiritual, de uma mensagem revolucionária de paz e amor. Apolônio tinha isso também. Como Jesus, Apolônio permaneceu celibatário e deu tudo o que tinha aos pobres, que não era pouco pois seus pais lhe deixaram uma polpuda herança ao morrer. Como J.C., Apolônio se opunha às danças, aos prazeres carnais e aos violentos espetáculos dos gladiadores (acho que Jesus não fez uma menção específica a isso nos testamentos mas suponho que ele teria algo a dizer sobre o assunto se alguém tivesse perguntado). Contrariamente a Jesus no entanto, Apolônio era vegetariano e condenava os sacríficos animais, tão frequentes em seu tempo (o que teria garantido pontos extras se eu estivesse considerando abraçar o cristianismo). Apolônio orava, mas considerava desprezível a idéia de que Deus pudesse ser demovido de Seu supremo propósito para atender as súplicas mundanas. Seres com que se podia fazer pactos, pregava Apolônio, não eram deuses, eram menos do que homens. Começo a entender porque a audiência de Apolônio tornou-se tão menor que a do Jesus… quem ia querer saber de um deus que não atende pedidos em plena Copa do Mundo?!

      Diz-se que Apolônio era sempre sereno e nunca se zangava, ou seja, não era do tipo que armaria o maior barraco por causa de camelôs vendendo quinquilharias em pleno templo. Nisso eu defendo o Jesus. Queria ver Apolônio manter a serenidade diante de uma banca de adesivos “Deus é Fiel” e camisetas camufladas escritas “Exército de Deus, Aliste-se Agora“.

      Apolônio, como Jesus, tinha um jeito com as palavras; quando, dias antes de ser morto, avisou aos seus apóstolos onde estaria depois de ressucitar, um deles lhe perguntou: “você estará vivo ou o quê?” ao que Apolônio respondeu: “Do meu ponto de vista estarei vivo, do de vocês estarei revivido”. Como convém aos verdadeiros profetas, como Jesus, o Oráculo de Matrix, o Mestre dos Magos e tantos outros, Apolônio sempre dava um jeito de falar por enigmas. Se ele soubesse a confusão que isso poderia causar alguns milhares de anos depois entre seus seguidores, teria sido mais objetivo.

      Apolônio era popular em seu tempo; foi saudado por centenas ao adentrar os portões da cidade grega de Alexandria, assim como Jesus o foi ao chegar a Jerusalém. Sua partida para o reino dos céus parece ter sido mais teatral, entretanto. Depois de entrar em um templo grego, Apolônio simplesmente desapareceu, enquanto um coro de virgens entoava cânticos em sua homenagem.

      O que a Igreja Católica diz sobre Apolônio? O argumento mais frequente é que a história de Apolônio Cristo não foi escrita por testemunhas oculares. Bem, até aí nada, já que a de Jesus Cristo também não foi. Aliás, se há uma coisa sobre a qual concordam todos os historiadores modernos é que nenhum dos evangelhos do novo testamento foi escrito por alguém que tenha pessoalmente conhecido Jesus (sobre isso recomendo duas fontes sérias: “Jesus e Javé” de Harold Bloom, um renomado intelectual judeu (que leio no momento) e “A História do Cristianismo” de Paul Johnson um dos maiores historiadores vivos, do qual li até hoje somente os três primeiros capítulos). Pelo contrário: é geralmente aceito que os evangelhos foram escritos baseados em tradições orais quase meio século depois da morte de Jesus.

      Já de Apolônio quase tudo o que se sabe foi escrito pelo filósofo ateniense Flavius Philostratus entre os anos de 205 a 245 D.C baseada nos escritos de um dos discípulos conteporâneos de Apolônio: Damis de Nineveh. Philostratus foi instruído a escrever a biografia de Apolônio por Domna Julia, esposa do imperador Septimius Severus, uma amante da filosofia que tinha em seu templo particular estátuas de alguns grandes homens sábios, como Orpheus, Jesus e o próprio Apolônio. Da biografia escrita por Philostratus nasceu o culto Apolônico, que durou muitos séculos mas, como se sabe, nunca foi tão bem sucedido quanto aquele outro.

      Em um jogo de “Super-Trunfo” que trouxesse profetas em vez de carros ou tanques, a carta de Apolônio certamente perderia no quesito “popularidade” e “flagelo” mas ganharia fácil em “santidade” . Afinal, enquanto Jesus era visto com prostitutas, tinha uma história mal contada com Maria Madalena (aquela história da lavagem dos pés não te lembra o diálogo sobre pés e massagem em Pulp Fiction?) e regalava-se com vinho e carne, Apolônio era abstêmio, não comia nada que não viesse da terra e era visto como um homem santo já em vida. Digamos que Dan Brown teria mais dificuldade em fazer intrigas com a vida sexual de Apolônio do que teve com Jesus (o que nos teria rendido um best-seller mal escrito a menos se a história tivesse sido diferente). Sendo assim o velho jogo do “meu messias é melhor que o seu” começou logo cedo e continua até hoje. Os primeiros historiadores cristãos, como Eusébio de Cesáreia, no século III, até reconheciam os milagres e a santidade de Apolônio mas diziam que, enquanto os milagres de Jesus eram manifestações de Deus, os de Apolônio eram coisa do diabo (o original grego usa a palavra “daemon“, que significa tão somente um ser espiritual, mas a conotação negativa foi a empregada pelos sucessivos teólogos cristãos). Mais tarde a tática para desacreditar Apolônio passou a ser acusar Philostratus de plagiar os evangelhos cristãos, algo que Eusébio, que estava na época e no lugar certo para saber disso, nunca fez. Hoje discute-se se não foram os escribas cristãos que se inspiraram na biografia de Apolônio.

      A história de Apolônio me fascina. Primeiramente porque mostra como as histórias de milagres na antiguidade e de homens santos que voltaram da morte não são únicas nem tão especiais quanto os cristãos imaginam. Em segundo lugar porquê como admirador das minorias alternativas e geralmente fracassadas, como PDAs Newton, fitas Sony Betamax e Ceticismo Brasileiro, é bom saber que tenho uma alternativa para o dia em que pensar em me converter; só preciso aceitar Apolônio no meu coração.

    79. Felippe meu amigo, primeiro nunca ouvi fala nesse apolônio visto que não, fui pesquisa da mesma forma que vc fez, entretanto meu caro Jesus Cristo assim como muitos que nasceram naquela época seus pais tinham que registra seus filhos assim como fazemos nós dias de hj, oque chamamos de certidão de nascimento, tais documentos daquela época relatam o nascimento de um menino chamado Jesus filho de Maria e José, e si vc lesse a bíblia iria não só ver como o proprio Jesus tem falando desses outros profetas assim como esse apolônio existiram, como tbm existem nos dias atuais pessoas afirmarem que são santos de Deus ou ate mesmo apóstolos… agora apelo para sua razão…
      no mundo em diferentes culturas homens adoravam a deuses, entretanto vários desses deuses deixaram de existe pq? SIMPLESMENTE pq tais deuses NUNCA fizeram sinais que comprovassem sua real existência, com isso levando ao descrença dos fies, vc nao acha que para uma religião que hoje é a maior do mundo que cresse em numero todos os dias, esse Deus que amamos nao demostraria sua existência para nós?! sou prova viva de sua existência pois nem tudo aquilo que existe podemos ver Mas podemos Senti, assim como o proprio Jesus diz: Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo. EU AFIRMO SUA EXISTÊNCIA POIS JÁ SENTI SUA PRESENÇA!!!

    80. Felipe Santiago pra sua informação tanto o Cristianismo quando o islamismo adoram ao mesmo Deus!!! isso deve responde a sua duvida, a diferença é que os muçulmanos não aceitam a Jesus sendo filho de Deus, para eles Maomé foi o ultimo profeta de Deus, oque na verdade não foi!!!

    81. Felipe Santiago disse:

      Rodrigues Junior O islamismo aceita Jesus sim como filho de deus.
      O cristianismo é uma cópia descarada do essencialismo platônico

    82. rapaz primeiro vc tem que estuda um pouco mais sobre Cristianismo, pq na realidade o islamismo ver Jesus como um profeta e Nao como o filho de Deus, pra eles Maomé foi o ultimo profeta de Deus…
      a proposito vc caiu em contradição com vc mesmo…

    83. Felipe Santiago disse:

      Rodrigues Junior Isso não muda o fato do cristianismo ter plagiado algumas ideias de Platão

    84. A propria historia de JESUS é um plagio, a historinha de homem nascido de virgem, filho de Deus(ses) e operador de milagre é muito mais velha que Jesus, e na época dele tinha diversos com a mesma historia,

    85. Felippe si vc fosse bom em historia e tivesse um pouco de conhecimento religioso iria sabe que profetas depois a centenas de anos antes da existencia de Jesus Cristo, aviam profetizado que nasceria um menino de uma virgem e etc… cláro que muitos sabendo dessas profecias tentaram si passar por falsos messias, a historia da humaninade esta cheia delas, a existencia de Jesus é inegavel…

    86. Essa historinha de novela mexicana tinha ate fora do oriente querido.. e ainda nos tempos dos hebreus ainda….. historinha furada de dramaturgo fuleira

    87. vou informá lo alguns relatos de historiadores: Tácito, romano do primeiro século, que é considerado um dos mais precisos historiadores do mundo antigo, mencionou “cristãos” supersticiosos (“nomeados a partir de Christus”, palavra latina para Cristo), que sofreram nas mãos de Pôncio Pilatos durante o reinado de Tibério. Seutônio, secretário chefe do Imperador Adriano, escreveu que houve um homem chamado Chrestus (ou Cristo) que viveu durante o primeiro século (“Anais” XV,44).
      Flávio Josefo é o mais famoso historiador judeu. Em seu Antiguidades Judaicas, se refere a Tiago: “o irmão de Jesus, que era chamado Cristo.” Há um verso polêmico (XVIII,3) que diz: “Agora havia acerca deste tempo Jesus, homem sábio, se é que é lícito chamá-lo homem. Pois ele foi quem operou maravilhas… Ele era o Cristo… ele surgiu a eles vivo novamente no terceiro dia, como haviam dito os divinos profetas e dez mil outras coisas maravilhosas a seu respeito.” Uma versão diz: “Por esse tempo apareceu Jesus, um homem sábio, que praticou boas obras e cujas virtudes eram reconhecidas. Muitos judeus e pessoas de outras nações tornaram-se seus discípulos. Pilatos o condenou a ser crucificado e morto. Porém, aqueles que se tornaram seus discípulos pregaram sua doutrina. Eles afirmam que Jesus apareceu a eles três dias após a sua crucificação e que está vivo. Talvez ele fosse o Messias previsto pelos maravilhosos prognósticos dos profetas" (Josefo, "Antiguidades Judaicas" XVIII,3,2).
      Julio Africano cita o historiador Talo em uma discussão sobre as trevas que sucederam a crucificação de Cristo (Escritos Existentes, 18).
      Plínio, o Jovem, em Epístolas 10:96, registrou práticas primitivas de adoração, incluindo o fato de que os cristãos adoravam Jesus como Deus e eram muito éticos, e inclui uma referência ao banquete do amor e a Santa Ceia.

      O Talmude da Babilônia (Sanhedrin 43 a) confirma a crucificação de Jesus na véspera da Páscoa, e as acusações contra Cristo de usar magia e encorajar a apostasia dos judeus.

      Luciano de Samosata foi um escritor grego do segundo século que admite que Jesus foi adorado pelos cristãos, introduziu novos ensinamentos e foi por eles crucificado. Ele disse que os ensinamentos de Jesus incluíam a fraternidade entre os crentes, a importância da conversão e de negar outros deuses. Os Cristãos viviam de acordo com as leis de Jesus, criam que eram imortais, e se caracterizavam por desdenhar da morte, por devoção voluntária e renúncia a bens materiais.

      Mara Bar-Serapião confirma que Jesus era conhecido como um homem sábio e virtuoso, considerado por muitos como rei de Israel, executado pelos judeus, e que continuou vivo nos ensinamentos de seus seguidores.

      Então temos os escritos Gnósticos (O Evangelho da Verdade, O Apócrifo de João, O Evangelho de Tomé, O Tratado da Ressurreição, etc.) todos mencionando Jesus.

      De fato, podemos quase reconstruir o evangelho somente a partir de primitivas fontes não-cristãs: Jesus foi chamado Cristo (Josefo), praticou “magia”, conduziu Israel a novos ensinamentos, por eles foi pendurado na Páscoa (O Talmude da Babilônia) na Judéia (Tácito), mas afirmou ser Deus e que retornaria (Eliezar), no que seus seguidores creram – O adorando como Deus (Plínio, o Jovem).

      Concluindo, há provas devastadoras da existência de Jesus Cristo, tanto na história secular quanto bíblica. Talvez a maior prova que Jesus realmente existiu seja o fato de que literalmente milhares de cristãos no primeiro século d.C., incluindo os 12 apóstolos, se desprenderam a ponto de dar suas vidas como mártires por Jesus Cristo. As pessoas morrerão pelo que crêem ser verdade, mas ninguém morrerá pelo que sabe ser uma mentira.

    88. depois disso vc ainda que dizer que Jesus nao existiu?! mais uma fez apelo pra sua razão, nega sua existência seria a mesma coisa que chama todos esses historiadores renomados de loucos,, pare de dizer nao e passe a fala talvez, quem sabe um dia vc descobre a verdade sobre aquilo que pensa que é mentira…

    89. a existencia de Moises, Daniel, Davi,Elias, Enoque, entre vários outros, fazem parte da nossa historia assim como alexadre o grande o qual a biblia tbm faz referencias entre tantos outros marcaram a historia da humanidade, eles fazem parte da identidade de qualq cultura… a ciência nao explica tudo mais a fé tem respostas para todas as perguntas!!!

    90. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

    91. Religião é o reconhecimento da existência de algum poder superior, é inegável que por trans de toda a criação ah um ser de inteligencia e poder superior, que formou todas as coisas e criou o homem, Esse tal ser damos o nome de Deus, e a crença nEle damos o nome de religião, agora si vc quer fica com uma ciência que viver de imaginação quando não sabe explica algo simples, como a existência da vida ou a vida depois da morte, então seja feliz, pois crer é uma opção e não crer é uma reação… Pior cego é aquele que não que ver, e o maior tolo são aqueles que pensam em ter a resposta pra tudo!!! NO MUNDO SÓ EXISTE 2 REALIDADES, A MENTIRA E A VERDADE!!! “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus” the end

    92. Crer que um deus criou tudo é preguiça mental, afirma Krauss

      Quem acredita que um deus criou o universo tem preguiça mental porque hoje a ciência dá informações que permitem pensar sobre a origem de tudo. A afirmação é do astrofísico americano-canadense Lawrence Krauss (foto), 57, autor de “A Física de Jornada nas Estrelas”, entre outros livros.

      Krauss disse que até o século 16 a religião tinha o monopólio das explicações sobre a criação. Mas isso — disse — mudou com os estudos de Nicolau Copérnico (1473-1543), Galileu Galilei (1564-1642) e com Isaac Newton (1643-1727).

      “Tudo mudou quando, há 300 anos, Newton explicou que o movimento dos planetas podia ser compreendido por meio de leis físicas bem simples que não requeriam a intromissão dos anjos”, disse Krauss em entrevista a Peter Moon, de Época.

      “O avanço da física, da química e da biologia nos fez desvendar o funcionamento da matéria e dos fenômenos biológicos”, afirmou. “Ao mesmo tempo, esse avanço foi reduzindo o alcance do termo milagre até deixá-lo restrito ao que teria existido antes do big-bang, a explosão primordial que criou o universo há 13,7 bilhões de anos.”

      O astrofísico disse que a ciência está longe de ter uma resposta para tudo, mas a cosmologia tem explicações para a criação e a evolução de todo o univerno, “um tema que não é mais do domínio exclusivo da teologia”.

      Krauss comparou a ciência, movida pelas interrogações e dúvidas, com a religião, cujas “verdades” são inquestionáveis. “A religião alegava ter as respostas para as perguntas mais básicas do universo e da vida antes mesmo de essas perguntas terem sido feitas.”

      “A ciência lida muito bem com a existência de mistérios à espera de ser revelados. Sempre haverá perguntas sem resposta e mistérios a descobrir."

      Ele admitiu que as versões da ciência para a criação do universo são mais complicadas que as da religião, “mas são muito mais interessantes”.

      “O universo tem uma imaginação muito maior que a nossa, e seus fenômenos, como a explosão de supernovas ou a criação de buracos-negros, são muito mais fascinantes do que os contos de fadas criados por gente que viveu há milhares de anos, muito antes de descobrirmos que a terra orbita o sol e que não estamos no centro do universo.”

      O astrofísico disse que, como agora os religiosos se dedicam mais ao que teria ocorrido antes do big-bang, eles estão se defrontando com um paradoxo sobre o qual evitam falar: se Deus criou tudo, Ele se criou?

      “Os religiosos nunca tocam na questão da criação de Deus, pois essa é ainda mais confusa do que a solução religiosa que deram para a criação do universo. Para os religiosos, Deus simplesmente existe, não importando quantas e quão fortes sejam as evidências que a ciência fornece para indicar a extrema improbabilidade de tal coisa ser verdade.”

      astrofísico Lawrence Krauss
      "Religiosos nunca tocam
      na criação de Deus"
      Para Krauss, há indícios de que o universo foi criado a partir do nada.

      “O vácuo pode ser inteiramente vazio de matéria, mas não de energia. Se pudéssemos observar o vácuo em dimensões infinitamente pequenas e lapsos de tempo infinitamente curtos, muito menores e mais curtos do que a tecnologia atual é capaz de fazer, veríamos que o vácuo é tudo, menos estático, e que nele partículas pipocam a partir do nada e desaparecem instantaneamente. Em determinadas condições, entretanto, essas partículas virtuais não precisariam necessariamente desaparecer.”

      Para o astrofísico, a ciência tem explicação para quase tudo que aconteceu desde que o universo foi criado, há 13,7 bilhões de anos. Por isso, disse, a ideia da existência de um deus não é sequer irrelevante, mas redundante. "Deus e os milagres se tornaram obsoletos.”

      Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/04/crer-que-um-deus-criou-tudo-e-preguica.html#ixzz24UPpqyyz
      Paulopes informa que reprodução deste texto só poderá ser feita com o CRÉDITO e LINK da origem.

    93. Rodrigues Junior Cientistas de genética criticam difusão do 'criacionismo científico'

      A SBG (Sociedade Brasileira de Genética) divulgou nota manifestando preocupação com os divulgadores do criacionismo nas escolas, universidades e imprensa como se essa crença religiosa tivesse fundamento científico. “Não existe qualquer respaldo científico para ideias criacionistas”, diz.

      A nota lamenta que algumas das versões criacionistas estejam sendo apresentadas “como estudos científicos avançados, como se fossem parte da atividade discutida em congressos científicos em diversos países, no Brasil inclusive.”

      Essas versões, segundo a SBG, deturpam a teoria evolutiva de Charles Darwin (1809-1882), “como se pouco ou nenhum trabalho científico tivesse sido efetuado desde sua proposta há mais de 150 anos”.

      A nota adverte que ideias pseudocientíficas, como criacionismo e astrologia, “prejudicam seriamente o ensino científico de qualidade e o desenvolvimento do país.”

      Com sede em Ribeirão Preto (SP), a SBG tem como presidente Carlos Frederico Martins Menck, doutor em bioquímica pela Universidade de São Paulo, onde atualmente é professor.

      A nota não menciona nenhum nome dos divulgadores do “criacionismo científico”, mas ela se refere principalmente ao bioquímico Marcos Eberlin, da Universidade Estadual de Campinas, que é acusado por parte de seus colegas de propagar a versão mitológica da Bíblia da criação do universo. Eberlin é evangélico.

      A SBG afirma na nota que os pesquisadores que divulgam ideias criacionistas “estão apenas emitindo uma opinião pessoal e subjetiva, motivada geralmente por uma crença religiosa”.

      Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/06/evolucionistas-versus-criacionistas.html#ixzz24UQB8Za7
      Paulopes informa que reprodução deste texto só poderá ser feita com o CRÉDITO e LINK da origem.

    94. Felippe Martiniano como eu ti desse, no mundo existe somente 2 realidades, todos esses fatos que vc acabou de expor estão ultrapassados… vc que compara Lawrence Krauss com albert einstein? melhor nao né…

    95. Através de leis da física e da filosofia, pesquisador polonês Michael Keller mostra que Deus existe e ganha um dos mais cobiçados prêmios. Ele montou a sua metodologia a partir do chamado “Deus dos cientistas”: o big bang, a grande explosão de um átomo primordial que teria originado tudo aquilo que compõe o universo.

      Como um seminarista adolescente que se sente culpado quando sua mente se divide, por exemplo, entre o chamamento para o prazer da carne e a vocação para o prazer do espírito, o polonês Michael Keller se amargurava quando tentava responder à questão da origem do universo através de um ou de outro ramo de seu conhecimento – ou seja, sentia culpa.
      Ocorre, porém, que Keller não é um menino, mas sim um dos mais conceituados cientistas no campo da cosmologia e, igualmente, um dos mais renomados teólogos de seu país. Entre o pragmatismo científico e a devoção pela religião, ele decidiu fixar esses seus dois olhares sobre a questão da origem de todas as coisas: pôs a ciência a serviço de Deus e Deus a serviço da ciência. Desse no que desse, ele fez isso.

      O resultado intelectual é que ele se tornou o pioneiro na formulação de uma nova teoria que começa a ganhar corpo em toda a Europa: a “Teologia da Ciência”. O resultado material é que na semana passada Keller recebeu um dos maiores prêmios em dinheiro já dados em Nova York pela Fundação Templeton, instituição que reúne pesquisadores de todo o mundo: US$ 1,6 milhão.

      O que é a “Teologia da Ciência”? Em poucas palavras, ela se define assim: a ciência encontrou Deus. E a isso Keller chegou, fazendo- se aqui uma comparação com a medicina, valendo-se do que se chama diagnóstico por exclusão: quando uma doença não preenche os requisitos para as mais diversas enfermidades já conhecidas, não é por isso que ela deixa de ser uma doença. De volta agora à questão da formação do universo, há perguntas que a ciência não responde, mas o universo está aqui e nós, nele. Nesse “buraco negro” entra Deus.

      Segundo Keller, apesar dos nítidos avanços no campo da pesquisa sobre a existência humana, continua-se sem saber o principal: quem seria o responsável pela criação do cosmo? Com repercussão no mundo inteiro, o seu estudo e sua coragem em dizer que Deus rege a ciência naquilo que a ciência ainda tateia abrem novos campos de pesquisa. “Por que as leis na natureza são dessa forma? Keller incentivou esse tipo de discussão”, disse a ISTOÉ Eduardo Rodrigues da Cruz, físico e professor de teologia da PUC de São Paulo.

      Keller montou a sua metodologia a partir do chamado “Deus dos cientistas”: o big bang, a grande explosão de um átomo primordial que teria originado tudo aquilo que compõe o universo. “Em todo processo físico há uma seqüência de estados. Um estado precedente é uma causa para outro estado que é seu efeito. E há sempre uma lei física que descreva esse processo”, diz ele. E, em seguida, fustiga de novo o pensamento: “Mas o que existia antes desse átomo primordial?”

      Essas questões, sem respostas pela física, encontram um ponto final na religião – ou seja, encontram Deus. Valendo-se também das ferramentas da física quântica (que estuda, entre outros pontos, a formação de cadeias de átomos) e inspirando-se em questões levantadas no século XVII pelo filósofo Gottfried Wilhelm Leibniz, o cosmólogo Keller mergulha na metáfora desse pensador: imagine, por exemplo, um livro de geometria perpetuamente reproduzido.

      Embora a ciência possa explicar que uma cópia do livro se originou de outra, ela não chega à existência completa, à razão de existir daquele livro ou à razão de ele ter sido escrito. Keller “apazigua” o filósofo: “A ciência nos dá o conhecimento do mundo e a religião nos dá o significado”. Com o prêmio que recebeu, ele anunciou a criação de um instituto de pesquisas. E já escolheu o nome: Centro Copérnico, em homenagem ao filósofo polonês que, sem abrir mão da religião, provou que o Sol é o centro do sistema solar.

      A caminho do céu

      Michael Keller usou algumas ferramentas fundamentais para ganhar o tão cobiçado prêmio científico da Fundação Templeton. Tendo como base principal a Teoria da Relatividade, de Albert Einstein, ele mergulhou nos mistérios das condições cósmicas, como a ausência de gravidade que interfere nas leis da física. Como explicar a massa negra que envolve o universo e faz nossos astronautas flutuarem? Como explicar a formação de algo que está além da compreensão do homem? Jogando com essas questões, que abrem lacunas na ciência, Keller afirma a possibilidade de encontrarmos Deus nos conceitos da física quântica, onde se estuda a relação dos átomos. Dependendo do pólo de atração, um determinado átomo pode atrair outro e, assim, Deus e ciência também se atraem. “E, se a ciência tem a capacidade de atrair algo, esse algo inexoravelmente existe”, diz Keller.

    96. Michael Keller diferentemente de Lawrence Krauss ou qualq outro que vc venha cita, fez um estudo cientifico para prova a existência de um ser superior e não partiu de opiniões próprias para influencia outras pessoas que visem seu ponto de vista…

    97. Alemanha
      Inicio do século 20

      Durante uma conferência com vários universitários, um professor da Universidade de Berlim desafiou seus alunos com esta pergunta:
      “Deus criou tudo o que existe?”

      Um aluno respondeu valentemente:
      “Sim, Ele criou.”

      “Deus criou tudo?”
      Perguntou novamente o professor.
      “Sim senhor”, respondeu o jovem.

      O professor respondeu,
      “Se Deus criou tudo, então Deus fez o mal? Pois o mal existe, e partindo do preceito de que nossas obras são um reflexo de nós mesmos, então Deus é mau?”

      O jovem ficou calado diante de tal resposta e o professor, feliz, se regozijava de ter provado mais uma vez que a fé era um mito.

      Outro estudante levantou a mão e disse:
      “Posso fazer uma pergunta, professor?”

      “Lógico.” Foi a resposta do professor.

      O jovem ficou de pé e perguntou:
      “Professor, o frio existe?”

      “Que pergunta é essa? Lógico que existe, ou por acaso você nunca sentiu frio?”

      O rapaz respondeu:
      “De fato, senhor, o frio não existe. Segundo as leis da Física, o que consideramos frio, na realidade é a ausência de calor. Todo corpo ou objeto é susceptível de estudo quando possui ou transmite energia, o calor é o que faz com que este corpo tenha ou transmita energia.
      O zero absoluto é a ausência total e absoluta de calor, todos os corpos ficam inertes, incapazes de reagir, mas o frio não existe. Nós criamos essa definição para descrever como nos sentimos se não temos calor”

      “E, existe a escuridão?”
      Continuou o estudante.
      O professor respondeu: “Existe.”

      O estudante respondeu:
      “Novamente comete um erro, senhor, a escuridão também não existe. A escuridão na realidade é a ausência de luz.
      A luz pode-se estudar, a escuridão não!
      Até existe o prisma de Nichols para decompor a luz branca nas várias cores de que está composta, com suas diferentes longitudes de ondas.
      A escuridão não!
      Um simples raio de luz atravessa as trevas e ilumina a superfície onde termina o raio de luz.
      Como pode saber quão escuro está um espaço determinado? Com base na quantidade de luz presente nesse espaço, não é assim?
      Escuridão é uma definição que o homem desenvolveu para descrever o que acontece quando não há luz presente”

      Finalmente, o jovem perguntou ao professor:
      “Senhor, o mal existe?”

      O professor respondeu:
      “Claro que sim, lógico que existe, como disse desde o começo, vemos estupros, crimes e violência no mundo todo, essas coisas são do mal.”

      E o estudante respondeu:
      “O mal não existe, senhor, pelo menos não existe por si mesmo. O mal é simplesmente a ausência do bem, é o mesmo dos casos anteriores, o mal é uma definição que o homem criou para descrever a ausência de Deus.
      Deus não criou o mal.
      Não é como a fé ou como o amor, que existem como existem o calor e a luz.
      O mal é o resultado da humanidade não ter Deus presente em seus corações.
      É como acontece com o frio quando não há calor, ou a escuridão quando não há luz.”

      Por volta dos anos 1900, este jovem foi aplaudido de pé, e o professor apenas balançou a cabeça permanecendo calado…

      Imediatamente o diretor dirigiu-se àquele jovem e perguntou qual era seu nome?

      E ele respondeu:
      “ALBERT EINSTEIN.”

    98. bom si vc leu oque eu coloquei acima e ainda tenta ussa a ciencia para dizer que Deus nao existe, vc esta sendo um tolo pois acabei de prova pela ciência através de estudos e pensamentos de pessoas que tem, e tiveram um conhecimento mais elevado que o meu e o seu ou de qualquer um que vive nos dias atuais… o pior engano e quando enganamos a nós mesmos…

    99. Vv seria feliz se vinhesse para esse mundinho, seu otário.

    100. Felippe Martiniano, vc seria feliz se estivesse dentro desse mundinho sob a proteção do PAI.

  4. Pitagoras disse:

    E algluém já viu o diabo para afirmar que é a imagem dele ? Quanta burrice.

  5. Kyko Gomes disse:

    Imagem do demônio, até parece que alguém já viu algum, é como anjos, Jesus o cristo e Satanás, o que nao falta é gente dizendo que viu, mas quando vai ver o que de fato viram é na verdade o reflexo do imaginário popular que por sua vez a influenciados pela cultura que os cerca.

    1. na verdade muitos viram Jesus, Ele foi um homem (Deus) que viveu a 2012, seu nascimento como de muitos que viveram naquela época esta registrado em livros daquele tempo, mais uma prova de sua existência Humana… si vc nao percebeu depois de sua morte si passaram 2012, o ano em que nós estamos..

    2. homem (Deus). esse tá sabendo muito. vê "si" estuda mais fí.

    3. Carlos Janousek recolha-se a sua ignorância, pois pouco min importa oque vc pensa…

    4. Rodrigues Junior exatamente amado, mentira tem pernas curtas, então Jesus Nosso Salvador depois de 2012 ainda está na condição de dizer:" Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida e ninguém vem ao Pai senão por mim." Ele vive, venceu a morte e é Nosso Advogado junto ao Pai, mas há de vir na condição de Juiz quando voltar, isso com certeza! Você disse a Verdade e continue assim Rodrigues Junior! Como você sabe e disse-o muito bem, Jesus foi 100% Homem e 100% Deus! Hoje, ao lado do Nosso Pai é o último Sumo Sacerdote que na Terra tivemos e está no Céu! Atualmente é um Deus Vivo, que intercede por nós. Só entende esse Mistério quem é escolhido.Continue comentando aqui, através dos fóruns, assim estará também evangelizando os que ainda não conhecem a Palavra de Deus! Um beijo no coração e que Deus o abençoe ricamente.

    5. Arlene Marques obrigado por suas palavras, que bom que no mundo existe pessoas que pensam como vc, infelizmente no mundo de hj o amor de muitos si esfriam pois nao querem aceita a verdade que esta em Jesus Cristo, Jesus nos diz que Ele está a porta e bate, se alguém deixar entrar, Ele entrará e ceiará com Ele, e, quem O deixar entrar, ceiará comigo.

    6. hehehehe sim…"mín" recolherei.

    7. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  6. cara esse é um programa talk show… acho que eles colocaram de proposito já pra gerar isso mesmo :D

  7. Menina cristã de 11 anos com síndrome de down pode ser condenada à morte por blasfêmia; Jovem esfaqueia padre e afirma que seguiu uma “ordem de Deus”; Igreja Adventista promove Caminhada pela Paz na Avenida Paulista. Leia em http://gospelinfojc.blogspot.com.br/

  8. Isso indica que o tempo seria instável com fortes chuvas,
    tempestades e grandes riscos de inundações, sujeito a grandes catástrofes.

  9. coisa horrenda!!! pra que eles colocaram aquilo que coisa feia!!!

    1. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  10. Silviane disse:

    Essa cena é parte de um comercial de shampoo.

  11. Misericórdia Senhor!! a cada dia que vejo as coisas que estão acontecendo à minha volta mais e mais busco a presença de Deus

    1. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  12. Jorge Melo disse:

    Meu desejo é contemplar DEUS EM CRISTO, figuras de demonios e coisas semelhantes, não perco tempo. Eis a questão !

  13. Lixo teológico: Teologia da prosperidade.

  14. UM SIMPLES ERRO DE EDIÇÃO …. NADA MAIS

    1. Hilton Silva disse:

      Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
      http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  15. Tá ficando monotono tudo isto!Tem demonios de verdade que são bem mais bonitos que esta figura deprimente.Ex, O partido dos trabalhadores e seus lideres José Dirceu, Marta Suplicy etc..Estão tentando insultar a nossa inteligencia.Deve ser coisa dos hereges.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  16. Carmen disse:

    será que algum religioso ou não tem algo menos besta pra dizer?

    1. Sara disse:

      Ser besta e burro é não saber respeitar o que as outras pessoas pensam.

      1. giulia disse:

        isso é verdade Sara burro é aquele que quase não sabe de nada
        Bobão

  17. Hilton Silva disse:

    Até a TV está com Fake. Isso já está ficando chato. Atenção pessoal do Gospel+, pesquisem antes de colocar uma notícia dessas.
    http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  18. Eu ate acredite na noticia, pq pensei que a gospel+ se importava com a veracidade de suas noticias… mas vi que nao ne! http://www.e-farsas.com/imagem-de-demonio-aparece-durante-previsao-do-tempo-nos-eua.html

  19. Claudio Rosa disse:

    E quem disse que o demonio é assim?

  20. nao quero estragar a festa mas tenho que dizer a verdade. Os demonios nao tem imajem e nem semelança por isso que nas escrituras se refere a eles como dragao em apocalipse e serpente em jenese e o pior quem da imajem a eles e o propio homem tanto em si como em estatuas fique atentos pessoal!!!!!!

  21. lorena disse:

    gostaria de reclamar de um serio problema em relação ao lixo na minha rua ,na minha casa tem crianças e fica tendo barata ,mosca ,muitas vezes ate rato como eu moro em um sobrado eu saio na janela e fico visualizando um lixo tomando conta completamente da rua os carros as vezes passam em cima da calçada .e um mal cheiro que da nojo e uma s pessoas tão porca que mora no bco que fez esse tipo de coisa joga lixo no chão isso e porque tem “latão de lixo “mais fazem sempre questões de jogar licho no chão ,e causado por causa de entulho que e formado pelos proprio moradores desse bco n recolhem todo deixam sempre la e ajuntão muitas vezes até animal mortes ,sofá,pedaço de madeira de guqrda -roupa ,ta uma situação precaria. Isso ta acontecendo na Rua: Rio DO SAMBAIATUBA BCO 180.

  22. skratchinovick disse:

    Gente,gente, o Diabo só queria saber se iria ou não chover! ahuahuahua….

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *