Jogada de Mestre: Israel coloca Irã contra a parede e pede construção do Terceiro Templo

Israel ironiza e utiliza argumentos do ministro iraniano das Relações Exteriores contra ele mesmo, pedindo ajuda para construção do Terceiro Templo

1

Tudo começou com as declarações do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, e do ministro iraniano das Relações Exteriores, Javad Zarif, resultando em um desafio ousado de Israel, que em termos diplomáticos colocou o Irã contra a parede ao pedir que ajudasse o povo judeu a construir o profético Terceiro Templo. Vejam só! O maior inimigo declarado de Israel na atualidade seria capaz de fazer tal feito?

Durante a celebração do Purim, uma festa judaica que comemora a salvação dos judeus contra a perseguição do antigo Império Aquemênida, na Pérsia, atual Irã, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu fez a leitura da Megilá, ou seja; do livro bíblico de Ester! Nesse momento, ele disse para algumas crianças na Sinagoga que “hoje, também, na Pérsia, estão tentando [nos matar], mas eles também não vão ter sucesso!”, se referindo ao Irã, que fevereiro ameaçou destruir Israel em apenas 7 minutos em um ataque nuclear.

Contrariado com a declaração de Netanyahu, o ministro iraniano das Relações Exteriores, Javad Zarif, disse em seu Twitter que ficou ofendido com a retratação do Irã como vilão da história. Para Zarif, as declarações do Ministro israelense são “uma falsa história e a falsificação da Torá”.

Citando uma interpretação distorcida do livro de Ester, Zarif disse que os persas já haviam salvo os judeus ao menos três vezes na história. Seu ponto “falho” na argumentação foi lembrar a Netanyahu que foi Ciro, um rei persa, que facilitou a construção do Segundo Templo, passando, assim, uma imagem mais colaborativa e apaziguadora entre os dois povos.


A corte rabínica de Israel não perdeu tempo e tratou logo de fazer uma carta para Zarif, com base em suas próprias palavras, para solicitar novamente a ajuda do Irã [Pérsia] na construção, dessa vez, do Terceiro Templo.

“Ficamos muito felizes em ouvir de sua referência ao capítulo maravilhoso e único na história da nossa nação, quando Ciro, rei do Império Persa, deu sua permissão para a construção do Templo em Jerusalém. Também é sabido que ele ajudou o projeto, devolvendo os objetos sagrados que foram tirados do Templo de Salomão pelo rei babilônico Nabucodonosor”, diz a carta, segundo a matéria publicada no Breaking Israel News

A carta fez uma associação direta com o exemplo citado por Zarif a respeito do Rei Ciro, representando uma verdadeira jogada de mestre diplomática; “Compreendemos por suas declarações que você apoia as ações do rei Ciro e que seu país apoia o estabelecimento de um Templo no Monte Moriá hoje. Convidamos você a iniciar um diálogo sobre isso. Ficaremos felizes em ouvir sua resposta a este convite.”, completa o documento.

Na prática, dificilmente o Irã atual vai cooperar com a construção do Terceiro Templo. As declarações e o envio da carta por Israel foi mesmo uma espécie de ironia diplomática para com a velha Pérsia de roupa nova.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA