Jogador cristão ora por torcedor com convulsão e testemunha cura: “Deus sempre faz milagres”

0

Tim Tebow mudou de modalidade no esporte, mas não deixou de expressar sua fé. O jogador que ficou conhecido quando era um quarterback no futebol americano, agora joga beisebol, e logo em seu primeiro jogo teve oportunidade de evidenciar em que acredita com uma oração por um torcedor que passou mal.

O atleta cristão fez sua primeira partida contra o Scottsdale Scorpion, em Phoenix, Arizona (EUA) na última terça-feira, 11 de outubro. Após a partida, o jogador do New York Mets atendeu fãs próximo à arquibancada para dar autógrafos e fazer selfies.

Nesse momento, um torcedor caiu bem à sua frente, convulsionando. Assim que percebeu que se tratava de um problema sério de saúde, Tebow estendeu sua mão sobre o homem e passou a orar, pedindo a Deus pela cura.

De acordo com informações da emissora de TV Christian Broadcasting Network (CBN), os demais torcedores que estavam próximo a Tim Tebow relataram que, instantes depois do jogador começar a orar, o homem demonstrou sinais de melhora.


Ainda assim, Tebow orientou-o a ficar deitado até a chegada dos paramédicos, e permaneceu confortando-o até a chegada dos paramédicos. Socorrido, o homem foi identificado como Brandon Barry, de 30 anos, e já recebeu alta hospitalar.

“Quando surge um momento como esse, você tem que estar pronto para ajudar as pessoas e se preocupar com elas. Existe alguma relação entre eu e os milagres? Não. Mas eu sei que o Deus que eu sirvo é um Deus que sempre faz milagres na vida das pessoas, todos os dias, o tempo todo. Essa é uma das maiores esperanças que você começa a ter”, afirmou Tim Tebow aos repórteres no dia seguinte.

“As pessoas são o que há de mais importante. A oportunidade de ajudar alguém foi mais importante do que qualquer coisa que eu poderia ter feito num campo de beisebol naquele dia”, acrescentou o jogador.

Tebow acompanha torcedor enquanto ele é socorrido
Tebow acompanha torcedor enquanto ele é socorrido

Oração

O gesto de oração é uma marca que Tim Tebow carrega consigo desde que se tornou conhecido no meio esportivo. Quando surgiu na NFL, ele ajoelhava em campo como se estivesse orando sempre que conseguia um passe que resultava em touchdown para seu time. O gesto ficou conhecido como “tebowing”.

Mais recentemente, ele estava à bordo de um avião quando um passageiro se sentiu mal. Ele orou pelo homem e confortou a família até que o comandante pousasse a aeronave para que os médicos o socorressem de forma adequada.

No aeroporto, Tebow acompanhou a família até o hospital enquanto o homem, de 60 anos, era atendido. Mais tarde, o senhor não resistiu à parada cardíaca e terminou falecendo.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA