Minissérie José do Egito chega ao fim com reencontro e Record comemora boa audiência

4

A minissérie José do Egito chega ao seu último capítulo nesta quarta-feira, 09 de outubro, promovendo o encontro entre o governador do Egito e seu pai, Jacó. O ápice da história bíblica contada pela TV Record marca o fim de um dos programas mais caros já produzidos pela televisão brasileira.

Com locações em Chile, Israel e Egito, além das filmagens realizadas no REC9, estúdio da Record no Rio de Janeiro, o custo de José do Egito chegou a R$ 60 milhões, segundo a própria emissora.

A audiência conquistada pela emissora com a minissérie bíblica é considerada boa pelos veículos de comunicação especializados no assunto. Desde sua estreia, em 30 de janeiro, José do Egito registrou média de 14 pontos, com picos de 16, consolidando a Record como segunda colocada no horário.

Os bons índices de audiência fizeram a emissora tomar uma decisão radical: esticar a minissérie, que tinha previsão de 28 capítulos, acrescentando outros nove. Para isso, foi necessário reeditar todo o material já gravado.


“Foi uma aula de história, um presente, que a Record, a Vivian me deu, escrevendo Simeon de uma forma tão tensa, tão complexa, me dando oportunidade de mostrar meu trabalho como ator”, afirmou Caio Junqueira.

Outros atores também declararam terem sido impactados pela história do personagem bíblico: “Judá foi esse personagem que mexeu muito comigo por conta dessa relação de entendimento que ele tinha das coisas que estavam acontecendo e uma incapacidade de impedir que o pior acontecesse”, disse Vitor Hugo, que viveu o único irmão de José que não concordava com a trama para matá-lo.

“O dia de jogar José no buraco foi um dos dias que eu mais fiquei tenso. [A outra foi] a revelação, a cena em que a gente entra e José tira e revela que é o nosso irmão”, disse Felipe Cardoso, em entrevista ao Domingo Espetacular.

“Pra mim foi muito difícil também porque eu tinha que brigar com meus outros irmãos, depois automaticamente tinha que emocionar com José”, afirmou Gustavo Leão, que viveu Benjamin, o filho caçula de Jacó.

Inusitado

Após a exibição do penúltimo capítulo de José do Egito, sete atores que participaram das gravações da minissérie já podiam ser vistos na novela Pecado Mortal, exibida em sequência.

A repetição de rostos no canal do bispo Edir Macedo se deu porque as gravações de José do Egito acabaram há bastante tempo, e com o elenco de atores reduzido, após o corte de gastos, a Record optou por escalar alguns dos nomes que estiveram na minissérie em sua nova novela.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


4 COMENTÁRIOS

  1. Foi uma bela série ,muito bem feita e com exelentes atores temos que parar com essa frescura de achar que só a globo consegue fazer teledramaturgia a concorrencia sempre é bem vista no mundo inteiro,e isto tem que acontecer aqui no brasil tambem…. O Sbt tambem deu um show com carrossel

  2. Amei a mini série, amo a história de José, história de superação, fé, humildade e vitórias.
    Aprendemos que se estamos, passando por algum momento dificel hoje, é porque Deus tem algum propósito em nossas vidas amanhã.

  3. A Record deve aprender a levar a palavra de Deus de formar inteligente, como fez nesta minissérie, e não levando de forma escandalosa, fazendo exorcismo e nem vendendo prosperidade. O importante é passar o evangelho, o novo de Jesus, só assim o telespectador poderá ser alcançado.

    • voce conhece muito pouco a respeito do trabalho da igreja universal, e esta totalmente equivocada, a miniserie jose do egito foi otima, mas nem de longe, chega a competir com as pregaçoes da palavra de Deus ministradas em TOdas as igrejas Universal do reino de Deus, pelos seu pastores homens de Deus de verdade, um dia faça uma visita nos dias de quarta e domingo para aprender sobre a palavra de Deus nestes dias os cultos sao dedicados a busca do aprendizado da palavra de DEUS, agora ha dias como nas terças e sexta feiras que ha sim cultos de libertaçao, pois esta escrito na palavra de Deus” curai os enfermos , EXPULSAI OS DEMONIOS, ” tem sim pessoas que precisam ser libertas por isto eles fazem este trabalho que voce chama DE exorcismo, mas estao fazendo conforme a biblia libertando estas pessoas, que depois seguem uma nova vida, quando o diabo, as deixa em nome de Jesus, e muitos tem suas vidas transformadas e encontram a felicidade.

DEIXE UMA RESPOSTA