Pastor Judah Smith, amigo pessoal de Justin Bieber, comenta polêmicas com o cantor: “Ele não tem privacidade”; Assista

5

O pastor Judah Smith, conhecido por ser um conselheiro do cantor pop Justin Bieber, concedeu entrevistas recentemente pela ocasião do lançamento de seu novo livro, Jesus Is, e falou sobre seu relacionamento com o cantor.

Questionado sobre os motivos de Bieber viver cercado de polêmicas, Smith afirmou ao programa YouthWork que em seu relacionamento com o cantor, aprendeu bastante e chegou à conclusão de que a mídia torna tudo superlativo.

“Ele tem seus próprios desafios e dificuldades, mas eu direi que sinto que aprendi bastante sobre a vida saindo com Justin, porque eu o ensinei. Mas eu amo e acredito nele”, afirmou Smith.

O pastor revelou que conheceu o cantor numa situação bastante inusitada: “Eu recebi uma ligação há alguns anos atrás de sua mãe. Ele estava vindo para a cidade para um de seus shows e quando ele era mais jovem me ouviu falar em uma associação em Toronto. Na verdade, eu acho que ele escutava as minhas gravações quando era criança e eventualmente o ajudava a dormir à noite”, declarou ao programa de TV HLN.


O entrevistador o questionou sobre as polêmicas que rotineiramente estampam as manchetes com o nome de Bieber, como os flagrantes de alta velocidade, consumo de maconha, entre outros, e Judah Smith contemporizou, dando a entender que essas são coisas intimamente ligadas à juventude: “Eu estou grato por não ter a mídia em cima de mim quando eu tinha 18 anos. E eu acho que no geral todos nós estamos em uma jornada, em um processo, de tomar decisões e estou extremamente orgulhoso de Justin e do jovem homem que ele é e certamente agradecido por estar em sua vida”, despistou o pastor.

Judah Smith ainda ressaltou que, como pastor, não poderia entrar em detalhes a respeito das conversas que mantém com o cantor: “Eu provavelmente não seria por muito tempo um pastor se eu contasse sobre as coisas confidenciais dos quais conversamos, mas certamente acho que tem muita pressão e muita falta de privacidade. E eu te digo, tenho 34 anos de idade e estou super agradecido que eu não sofri uma falta de privacidade nesse nível quando tinha 18 anos. Mas eu acho que estamos juntos nessa jornada e estamos crescendo, nós dois, nosso relacionamento com Deus e, francamente, esse livro que publiquei é muito sobre o que eu e Justin conversamos em termos de conhecer mais Jesus todos os dias”, resumiu.

Confira os vídeos da entrevista:

Assine o Canal
Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

5 COMENTÁRIOS

  1. Vai la “pastorzinho” firma a mao do garoto desorientando no pecado.Jesus disse:AI daquele que desviasse um dos meus pequeninos melhor seria que amarrace uma pedra de moinho no pescoço e se jogace no mar.(pra quem nao sabe uma pedra desta pesa cerca de duas toneladas).O problema na verdade nao o garoto sem noçao que consegiui ganhar o mundo e agora esta perdendo a alma,mas sim os falsos pastores que sao lobos so querendo tirar vantagem.

DEIXE UMA RESPOSTA