Julian Assange, fundador do Wikileaks, diz que o “Google é mais poderoso do que Igreja jamais foi”

4

Julian Assange, fundador do site Wikileaks – especializado em “vazar” documentos secretos de diversas nações do mundo – fez uma analogia entre o Google e a Igreja Católica e afirmou que a multinacional de tecnologia tem muito mais poder do que o Vaticano já teve algum dia na história.

A comparação, inusitada, surgiu durante a coletiva de lançamento do livro “Quando o Google encontrou o Wikileaks”, escrito por Assange. A entrevista, feita por videoconferência, expressou a preocupação do autor sobre o domínio da empresa sobre o conhecimento e informação.

“O Google quer invadir todos os cantos do mundo. Saber tudo o que todas as pessoas estão fazendo […] É o maior golpe de espionagem que alguma vez aconteceu e as pessoas estão voluntariamente a contribuir para isso”, disse Assange, segundo informações do jornal Público, de Portugal.

Segundo Assange, “o Google é mais poderoso do que a Igreja jamais foi, e é mais centralizado”, pois ao contrário da denominação romana, que por séculos influenciou a sociedade e os governos, a empresa não tem filiais: “Inclusive em seu momento de máximo poder, a Igreja tinha o Vaticano, mas nem tudo passava por lá“, acrescentou.


Atualmente, o Google armazena informações dos usuários, além de ser dono de empresas de tecnologia e desenvolvedor do sistema operacional de celulares mais usado do mundo, o Android.

“O domínio [da Igreja] se expressava através de franquias locais e não era fácil que o centro controlasse a periferia, tudo tinha que ser filtrado através de muitas pessoas e de muitos interesses. Não é assim com o Google, onde tudo passa pelo mesmo centro de controle, é como se somente existisse o Vaticano com apenas um confessionário“, comparou Julian Assange, concluindo sua ilustração sobre o tamanho da influência que a multinacional exerce sobre a sociedade.

4 COMENTÁRIOS

  1. Os tempos são outros e a informação é coletada no momento em que acontece. A aldeia global já existe e o mundo caminha para uma democracia plena ou para uma ditadura total. Existem forças antagônicas lutando pela hegemonia neste exato momento. Não estamos preparados para um golpe ditatorial no qual seria inibida a vontade e a liberdade. Embora não menos prejudicial a ditadura dos costumes é mais branda podendo-se optar ou não por ela. Todos nós somos reféns dos novos tempos e das novas atitudes como vem acontecendo desde que o homem moderno passou a existir.

  2. Em evangelismo.blog.br: quer descobrir o erro que foi disseminado com a doutrina da trindade? A Bíblia tem uma resposta para você. Acesse o estudo “O erro encoberto na doutrina da trindade”

    • erro?
      qual erro?

      Façamos o homem a nossa imagem e semelhança.
      e notório, que havia mais de um concordando na crianção do homem.

      quando JESUS foi batizado nas águas, se manifestou notoriamente a trindade.

      JESUS, sendo batizado – o filho
      A voz vinda do PAI
      e o Espirito Santo que veio sobre ele.

      ELE MESMO DISSE:
      E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre;
      O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós.

      João 14:16-17

      EU- JESUS
      rogarei ao
      PAI- DEUS
      E ele vós dará outro consolador-
      ESPIRITO SANTO.

      DEUS é tri uno.
      COMO NOS TAMBÉM SOMOS UMA TRINDADE.

      Copro
      Alma
      espirito.= A SER HUMANO

      • Cesarr7,

        O dogma da trindade foi criado pela igreja Católica. Se você observar o Velho Testamento, todo ele fala sobre a existência de um Deus UNO, e não sobre um Deus TRINO.

        “Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.” (Deuteronômio 6:4-5)

        Quanto ao versículo que fala sobre a criação do homem, pela conjugação do verbo, poderíamos realmente crer na existência de duas ou mais pessoas no discurso. Porém o verbo conjugado na terceira pessoa do plural vai dar lugar à conjugação na primeira pessoa na referência abaixo:

        “A todos os que são chamados pelo meu nome, e os que criei para a minha glória: eu os formei, e também eu os fiz.” (Isaías 43:7)

        Quando Deus diz “façamos o homem”, Ele está revelando a possibilidade de atuar três maneiras distintas, ora agindo como Pai, ora como Filho e ora como Espírito, mas nunca deixando de ser Ele mesmo o único Deus.

        Só há um trono no céu e apenas um Deus único o ocupando. Jesus é o nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (são as formas como esse Deus maravilhoso se revela ao homem, e não três Pessoas distintas, como dizem os católicos e muitos evangélicos)

        Por isso os apóstolos batizaram as pessoas em nome do Senhor Jesus, e não em nome da trindade.

        Espero que tenha oportunidade de ver o estudo completo.

DEIXE UMA RESPOSTA