Justiça aceita denúncia de superfaturamento em show da cantora Fernanda Brum

11

A Justiça acatou a denúncia do Ministério Público de improbidade administrativa contra a secretária municipal de Cachoeiro de Itapemirim por ter contratado um show da cantora Fernanda Brum com valores superfaturados.

Foram denunciados a secretária municipal Cristiane Resende Fagundes, a empresa O. ES Consultoria e Assessoria Fonográfica Ltda. e seus sócios Marcelo Leite da Silva e Edson da Silva Cruz, segundo informações da Folha do Espírito Santo.

O Ministério Público afirmou que o show de Fernanda Brum vale quatro vezes menos que o valor pago pela prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim, mas não incluiu Fernanda Brum no processo, por enxergar que o superfaturamento ocorreu através da empresa intermediadora da contratação.

O show em questão foi realizado em março de 2012 e a assessoria de imprensa da cantora preferiu não se manifestar sobre o assunto.


A secretária Cristiane Fagundes já seria ré em quase uma dezena de processos por irregularidades semelhantes, segundo a Folha do ES.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


11 COMENTÁRIOS

    • Será que a sua afirmação consta, sobre o que o cordeiro do pai realmente é, de acordo como ele disse?
      Olha, o cordeiro não poderia ter mancha, e teria que ser na idade que o pai falou.
      jesus, pesquise um pouco em fontes seguras, jesus antes era Iesus, e recebeu o nome a imagem de escultura.

    • O Davi quem monta as postagens não são pessoas cristãs, e não estão nem ai para o evangelho, Pois quanto mais tendencioso for o titulo melhor para eles…

      Não ha nenhum cristão na administração dessas paginas, pois todos fazem questão de fazer com que os escanda-los se torne mais escandalosos ainda.

      procure em todo site, uma pelo menos uma matéria que beneficie o evangelho.
      VC NÃO VAI ENCONTRAR NENHUMA.

    • A vocês que enxergam, pensam e agem com “corporativismo” em defesa imponderada ao meio evangélico, deixo a passagem de Ezequiel 33. Leiam aqui: http://biblia.gospelmais.com.br/ezequiel_33/

      A matéria não é tendenciosa e o título alerta justamente para o fato em si. Se sentem incomodados pois uma “estrela gospel” está mencionada, mas abandonam o papel de cidadãos ao ignorarem que dinheiro público foi desviado por corruptos que usaram o nome da “estrela gospel” para seus objetivos escusos.
      Embora a cantora não esteja envolvida no escândalo, ela foi massa de manobra, assim como vocês estão sendo ao se negarem a enxergar as denúncias que aqui, a duras penas e sob críticas vazias, nós fazemos.
      Fiquem na Paz, meus queridos.

      • Tiago Chagas, você não entendeu mesmo o meu comentário! E também não leu a postagem do site.
        Entre os denunciados pelo Ministério Público não aparece o nome da Fernanda Brum:

        Foram denunciados a secretária municipal Cristiane Resende Fagundes, a empresa O. ES Consultoria e Assessoria Fonográfica Ltda. e seus sócios Marcelo Leite da Silva e Edson da Silva Cruz, segundo informações da Folha do Espírito Santo.

        A própria postagem diz:

        O Ministério Público afirmou que o show de Fernanda Brum vale quatro vezes menos que o valor pago pela prefeitura de Cachoeiro do Itapemirim, mas NÃO incluiu Fernanda Brum no processo, por enxergar que o superfaturamento ocorreu através da empresa intermediadora da contratação.

        Não me sinto incomodado com o título, apenas entendo que ele é maldoso. Imagine se uma postagem (notícia) viesse com o seguinte título: Justiça denuncia esquema de fraude na liberação de FGTS de Tiago Chagas.
        Agora, considere que o “esquema” em nada beneficia você. Você entenderia o título como correto?
        Uma coisa é a realidade (péssima realidade) dos cachês dos cantores “gospel”, outra coisa é alguém, de modo ardiloso, produzir um título que – sozinho – condena uma pessoa.

        Assim, não me presto a defender Fernanda Brum ou quem quer que seja. O que me preocupa é que esse tipo de artifício já foi utilizado contra outra pessoa que julgo que você conhece bem. Certa vez, disseram dele o seguinte:
        Mt 26. 61 E disseram: Este disse: Eu posso derrubar o templo de Deus, e reedificá-lo em três dias.

        O que disseram de Jesus era uma verdade, mas o contexto não! Por isso, devemos ter o cuidado de filtrar toda informação a respeito de alguém, a fim de não difamar uma pessoa injustamente.

        Não me leve a mal. O debate é apenas no campo das ideias.

  1. Saudades de quando adoração não era show, de quando adoração não se cobrava e nem se pagava ingresso, de quando cantor evangélico não recebia de prefeitura para adorar, digo, dar show, e muito menos de nome de crente cantor no meio de barraco político. Sò saudade….

  2. Pessoal ruim de interpretação textual viu!!!!
    Acho que vcs se deram mal no Enem rs
    Quem superfaturou foi a Prefeitura e não a CANTORA!!!!!!
    E se pastores ou cantores evangélicos abusam quando o assunto é dinheiro eles prestarão conta com Deus um dia.

    É verdade que alguns pregam a Cristo por inveja e rivalidade, mas outros o fazem de boa vontade.
    Estes o fazem por amor, sabendo que aqui me encontro para a defesa do evangelho.
    Aqueles pregam a Cristo por ambição egoísta, sem sinceridade, pensando que me podem causar sofrimento enquanto estou preso.
    Mas, que importa? O importante é que de qualquer forma, seja por motivos falsos ou verdadeiros, Cristo está sendo pregado, e por isso me alegro. De fato, continuarei a alegrar-me,

    Apostolo Paulo aos Filipos!!!!

  3. Sua Anta mendel, não sabe ler não? a noticia diz que ela não tem nada a ver, foi a empresa contratada que superfaturou, vai aprender a ler, além de anta é burro

DEIXE UMA RESPOSTA