Kaká revela ser conselheiro espiritual de colegas jogadores de futebol e diz: “Preciso de Jesus porque preciso”; Assista

13

O jogador Kaká concedeu uma entrevista e falou sobre sua fé e influência religiosa entre jogadores de futebol, e afirmou que precisa de Deus “por precisar”, e não por questões materiais.

O meia do Milan disse que sua humanidade o torna dependente de Deus: “Não é por eu ser famoso, não é por eu ser rico, ser bem sucedido, que eu preciso de Jesus ou eu não preciso de Jesus. Eu preciso porque preciso”, pontuou, acrescentando: “É só por isso. Eu preciso d’Ele, porque senão Deus seria um deus muito injusto… ‘Porque o rico não precisa e o pobre precisa, porque que o branco precisa e o negro não precisa’… Então eu preciso porque eu preciso d’Ele, eu dependo d’Ele e eu acredito que a minha vida está n’Ele. Ele é a árvore e eu sou o ramo, então eu preciso d’Ele. Para minha existência e minha sobrevivência eu preciso de Jesus”, definiu.

Kaká acredita que o testemunho é uma ferramenta única e eficaz de evangelismo: “É importante eu estar falando, mas o mais importante é eu estar demonstrando, então todas as vezes que eu puder estar demonstrando, como ajudar o próximo, os valores da família, eu, minha esposa meus filhos, e assim as pessoas estarem vendo em mim realmente aquilo que eu falo, acho que isso é um grande segredo”.

Segundo o Melhor Jogador do Mundo de 2007, muitos colegas de profissão o procuram para se aconselharem com ele: “Jogadores que estão passando algum problema em casa e pedem uma ajuda para tomar uma decisão, falam ‘me ajuda a orar’, ‘como eu tomo esta decisão’, ‘preciso decidir se vou para outro clube ou se não vou’, então, situações do dia a dia e às vezes situações muito grandes, desde problemas familiares e decisões de mudança de clubes. Então, várias vezes tive que estar trocando ideias, tá orando, fazendo um acompanhamento com alguns jogadores para que eles tomassem uma boa decisão”, contou o atleta, que rompeu com a Igreja Renascer há alguns anos.


O princípio de “orar sem cessar” é seguido à risca por Kaká, que afirma se manter em estado de oração o tempo todo em seu dia-a-dia: “Minha oração é continua, eu passo o dia inteiro em oração, em tudo aquilo que vou fazer to orando, realmente estou buscando a Deus em todos momentos do meu dia. Porque eu acho que Deus fala com a gente de várias maneiras, pelo menos pela minha experiência me demonstra muito isso. Deus fala comigo através de uma música que to ouvindo, através dos meus filhos, através de um momento que estou com a minha esposa. Claro que tem momentos durante o dia, principalmente durante a noite que separo para estar só ali orando e meditando na Palavra de Deus, normalmente isso é no final do dia pra mim”, revelou.

Assista a entrevista de Kaká para o projeto “Net for God” (Rede para Deus):

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

13 COMENTÁRIOS

    • Vinícius.

      Só os pobres é quem podem seguir Deus pra você recomendar o jogador tal coisa?

      Vá com calma, até porque se ele doar, aí seria a vez da zombaria sua pelo fato dele ter doado.

      Lembrei agora, não sei porque, a história de Cristo no deserto sendo instigado pelo diabo a se lançar do alto duma torre.

      • LEVI,quem não doa porque não é convertido de fato e de verdade,ainda é mundano.
        O Jorge Vinícius não está inventando, é bíblico.Na bíblia,o rapaz rico preferiu as
        riquezas. É que vocês,falsos crentes, só aceita na Bíblia o que convém a vocês.O
        Jorge é crente,mas é honesto,não faz da Bíblia uma fraude a seu favor.Não adianta
        amar a DEUS e não amar ao próximo.Crente detesta e nas seitas não dão ênfase
        a parábola do BOM SAMARITANO,ou melhor,os falsos crentes nem conhecem.DEUS
        È AMOR,POR ISSO QUE O AMOR é muito mais do que a fé interesseira,fé egoísta,
        fé soberba,fé para tomar emprego dos outros, fé para amaldiçoar e espraguejar……
        O amor é amor,vence tudo.

        • LEVI,eu não sou crente,sou cristão católico.Todo mundo pode ajudar ao próximo.Quem não pode ajudar com dinheiro,ajuda com rezas, é só orar dia
          e noite pelos presos,pelos órfãos,pelas prostitutas,pelos doentes,pelos moradores de rua e pelos necessitados em geral.Acrfedito que os verdadeiros crentes de JESUS CRISTO fazem isto,pois,os falsos crentes ignoram,sentem
          preconceitos e querem LEIS INJUSTAS E TIRANAS contra estes filhos de
          DEUS.Até os doentes eles falam que não tem DEUS,estão com demônios…
          É tanta gente ruim neste meio.Fico horrorizado. É bíblico.Mas estes falsos
          também serão julgados.Eles colhem o que plantam.

          • Jânio,

            Vá com calma.

            Leia a passagem do rico, direitinho e com afinco.

            Cristo não é contra situação patrimonial de ninguém, até porquê Ele é rico também.

            Cristo nos ensina sermos ricos como Ele é, como seja desprendido, não avarento, não apegado.

            O rico que você lembrou era apegado, tanto que não se livrou da riqueza, aliás, poderia até deixar nas mãos de pessoas da confiança, mas sequer isso fez, era daqueles que não dormem à noite vigiando o patrimônio, o tipo que mata e morre pelo dinheiro. Igual, aliás, aos que matam seus cônjuges por ciumes(apego exagerado e doentio), os que matam os de outra igreja, de outra nação, de outra torcida desportiva, de outro ponto do tráfico, os filhos dos outros por apontar contra os dele.

            Meu caro, se não for do modo como eu digo, tenho pena de sua igreja católica, pois o único que vai para o céu é São Francisco de Assis, se bem que se comece dela, pois a instituição mais rica do mundo.

            Aqui no Brasil, os católicos é que são os ricos, quer dizer que vão tudo pro inferno em face de não ter dado tudo o que possuíam? Itália, Espanha…, tudo fisgado pelo dinheiro.

            Zaqueu não disse que ia doar 100%, sim a metade, e se acaso, veja bem se acaso roubou de alguém devolvo multiplicando por quatro. Ele não confessou roubo.

            Meu caro, você com sua língua não vão para o céu, sugiro que doe, digo corte-a, lembrando a você que é o mesmo princípio que Cristo condenou os avarentos.

            Outra coisa, o riquinho era mentiroso, pois qual homem que conseguiu cumprir na íntegra e por toda a vida os desígnios de Deus? Ai vem esse cara de pau e diz a Cristo, que tudo vê e tudo sabe, que não era pecador.

            Meu caro, por favor, leia bíblia com sabedoria, pois se for para lançar esse tipo de interpretação, é melhor seguir a orientação da tua igreja de não lê-la, vai deturpá-la mesmo, então fique analfabeto bíblico, será menos pesado para você quando chegar perante Deus.

    • Isto que você falou, Jorge Vinícius, não possui sabedoria algma… Certa vez Jesus Cristo passou por uma situação semelhante a esta: Uma mulher pecadora ungiu os pés de Jesus com o puro nardo, um óleo perfumado de altíssimo valor, guardado em um vaso especial, o vaso de alabastro. Aconteceu que um Jorge Vinícius que assistia a cena não gostou… Então foi logo protestando, dizendo: “Esta mulher esperdiçou aquele óleo caríssimo! Para que tal desperdício de dinheiro? É um perfume que custa mais de 300 denários. Quantos pobres poderíamos alimentar, visto que o Denário, moeda romana, feita de prata, vale um dia de trabalho de um lavrador. Logo, 300 denários correspondem a 300 dias de trabalho…” Acontece, caro Jorge Vinícius, que o Senhor Jesus Cristo ouviu tal pensamento e o recriminou dizendo: “Por que vocês estão perturbando essa mulher? Ela praticou uma boa ação para comigo.
      11 Pois os pobres vocês sempre terão consigo, mas a mim vocês nem sempre terão.
      12 Quando derramou este perfume sobre o meu corpo, ela o fez a fim de me preparar para o sepultamento.
      13 Eu asseguro que em qualquer lugar do mundo inteiro onde este evangelho for anunciado, também o que ela fez será contado, em sua memória”. (Mateus, capítulo 26)

    • Depende de que tipo de obras você está falando colega. Tudo isso que o Kaká está fazendo são obras no reino. Você acha que ser cheio do Espírito e ajudar aqueles que precisam não é obra? Você acha que adorar ao Senhor sem cessar não é obra? Obras meu queridinho não se enquadram SOMENTE em caridade, mas no acrescentar para o Reino de Deus em ações, adorações, louvores, etc.

    • Vinicius Deus nunca disse que alguém não pode ser rico na terra e ser salvo o problema é quando o nosso coração faz do dinheiro o nosso Deus. Se uma pessoa consegue viver, fiel a Deus sendo rica, não há problema nenhum…Porém Deus sempre prova a pessoa e são rarissimas as mesmas…Chegará o dia que Deus provará essa pessoa rica pore´m ela não tem que dar todo seu dinheiro para os pobres se Deus não mandar ela fazer isso…

  1. Amigo, parábolas sao parábolas, leia a BIBLIA em espirito q ebtenderá um pouco mais da palavra… Pare de querer fazer o papel de Deus ou Jesus cabe a Ele tds os julhos e não a vc amigo…. Essa proposta soa como inveja….q feio

  2. Caro Jorge Vinicius!
    O que Jesus está ensinando na parabola do jovem rico é que devemos nos desapegar das coisas materiais, isso não quer dizer que não pdemos possui-las.
    É uma questão de idolatria, coisa que vcs catolicos entendem muito bem né???
    Vcs que se dizem cristãos, vivem do jeito que querem e entregam suas vidas aos pes de imagens!
    O nosso Deus não precisa ser representado, porque Ele vive e o espirito dele habita em nós!
    Espero que um dia ele te toque e abra os seus olhos!
    Jesus te ama amigo!

  3. Kaká tinha uma Bíblia na mão direita e uma bola de futebol na mão esquerda. Então um demônio veio a ele, e lhe disse: “siga-me e gostaria de mostrar-lhe o caminho da mentira”. Esse demônio então tomou a Bíblia e colocou-o na mão esquerda e o futebol em sua mão direita. Infelizmente, esse demônio estava levando-o a o inferno também. Eu, então, viu um homem que lhe disse em Português que você pode ser um cristão, mas tudo o que você quer fazer no futebol eu faria isso por você. Este homem então tinha alguns rituais e um demônio apareceu, então ele colocou um pouco de líquido sobre a sua cabeça e o demônio entrou nele. Ele, então, começou a tocar habilmente.

    Testemunho de Emmanuel Agyarko, de Gana, África.

DEIXE UMA RESPOSTA