Lei que define família como a união de um homem e uma mulher é aprovada por unanimidade

40

Um projeto de lei que define a família apenas como a entidade formada por um homem e uma mulher, através de casamento ou união estável, foi aprovada pela Câmara Distrital na última terça-feira, 30 de junho, em Brasília.

A Câmara Distrital está para o Distrito Federal (DF) como as Assembleias Legislativas estão para os estados. O PL 173/15, que abrange apenas o DF, é de autoria do pastor e deputado Rodrigo Delmasso (PTN), foi aprovado por unanimidade, sem objeções, de acordo com informações do Fato Online.

Os 22 deputados votaram a proposta no último dia antes do recesso parlamentar de julho, em meio a outros 47 projetos que tramitavam na casa legislativa. O projeto segue as bases do projeto apelidado como Estatuto da Família, atualmente em discussão na Câmara dos Deputados.

O autor do projeto espera que o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) sancione a lei, pois considera que ela não exclui as famílias formadas por homossexuais: “Essa lei não veio para excluir. Dependendo da interpretação do inciso II, dá para se encaixar esse ponto”, disse, lembrando do trecho do texto que se refere a famílias monoparentais e também reconhece a “comunidade formada por qualquer dos pais e seus descendentes” como família.


A proposta do PL 173/15 inclui também diretrizes para que as autoridades ponham em prática ações de valorização das famílias no Distrito Federal, e prevê que a unidade da federação garanta às entidades familiares “as condições mínimas para sua sobrevivência”, o que inclui prevenção à violência doméstica e realização de estudos para avaliação do impacto dessas políticas públicas na sociedade local.

40 COMENTÁRIOS

    • Concordo plenamentimente em um quintilhão de por cento Familia e formada por UM HOMEM MACHO E UMA MULHER FEMEAque foi capacitada por Deus para gerar Filhos Pai Mãe filhos, e proto o resto e resto de resto restolho putefro restolho carnal fribolento carniçado e nojento,, e isso memo uai e nois e nois e nois

      • Quem não crê nessa teoria simplista de criação do homem e da mulher pode criar sua própria família sem problemas. Se você for contra o casamento gay, basta nãos e casar com um, ora bolas.
        .

        • ou então quem não cre na família tradicional na bíblia na igreja é só fundar um pais gay e fazer suas próprias leis, é fácil, construir uma nação, vá la e tente. de preferencia junto aos teus hermanos argentinos

          • Ah, mas neste caso com certeza apareceria um evangélicos insuportável lá para encher o saco. Não se esqueça de que o Brasil é um país criado por católicos, mas vocês chegaram aqui e já querem cantar de galo.
            .

          • marcelo
            vc. é mentirosso
            com dosi essessese entraram primeiro,mas os evangélicos estão a muitos anos, e estes é que moralizaram

      • Por que os gays simplismente nao chama essa união estável de outro nome,sem ser família pois essa questão de um amar o outro e haver troca de afeto representa família, não família não é só isso, isso pode até ser grupo uma gangue ou quadrilha ou um clã sei lá, família pode até ter isso mais se resume a sua prole tambem, um dos maiores qquerer de um casal é gerar vida, é tanto que todos que estão vivos tiveram que passar por esse relacionamento entre homem e mulher, seja divorciado, ou viúva ou orfan todos sempre ou qquerem ou gostaria de ter sua família por completo PAI MÃE e FiLHO tenha uma boa noite amados, fiquem na paz de Jesus

      • Os anmais ditos irracionais procuram seus pares para se acasalarem , se observarmos a natureza os animais que nao pensam tem muito a ensinar, os indios que o digam.

      • LELLISON
        Consta que o homem evoluiu a partir do macaco.
        Só que o macaco não copula com outro macho.
        Quem faz isso é o homem.
        Portanto, não houve evolução, o macaco degenerou e virou isso: o homem.

  1. Já pensou se o mundo inteiro resolvesse tomar a seguinte decisão: Homens com homens e mulheres com mulheres ?? A civilização em 120 anos estaria dizimada, acabada, não haveria continuidade, pois não haveria procriação. E qual o sentido da família ? Unir e multiplicar-se. Quer prova maior que esta ? Quando um homem com um homem e uma mulher com uma mulher por relação NATURAL ficarem grávidos, então neste dia eu “rasgo” a minha bíblia e pinto a minha casa nas cores GLBT. Antes, sinto muito não dá !!

    • Para de falar besteira e procura um argumento mais inteligente para justificar o teu preconceito. Com gays ou sem gays, são mais de 7 bilhões de pessoas no mundo. Quanta imbecilidade! Não se preocupe, querido – as piriguetes dos bailes funk se encarregarão de impedir que a população humana seja extinta.

      .

    • Paulo, esse tipo de decisão nunca vai acontecer. É fantasioso imaginar que vá existir lei que obrigue homens casarem com homens e mulheres com mulheres. A família de fato é constituída por pai, mãe e filhos, e isso é um fato, dois homens não procriam e duas mulheres idem. Querem apenas a aprovação do casamento gay e não a extinção da família tradicional, e não tem como a aprovação do casamento gay afetar o o que existe desde que mundo é mundo, se a união de homossexuais fizer um dito hétero, virar uma bicha é porque ele ja era, a gente sabe hoje em dia que ninguém vira gay do dia pra noite, se você é um cara hetero, não tem como você virar gay só porque foi aprovada uma lei de casamento gay, ou ver duas bichas se beijando ou fazendo sei lá o quê. Isso não existe e é tão irreal quanto a preocupação dos evangélicos com a vida sexual alheia, ao invés de se preocupar com a sua própria vida. Não diz a Bíblia que salvação é individual?

  2. Clamando Pedro Jorge, já vi que em termos de História do Brasil você é um ignorante. Vá estudar! Os portugueses só permitiram que os evangélicos entrassem no Brasil após um acordo comercial estabelecido com a Inglaterra. Antes disso, não eram permitidos evangélicos no Brasil.

    .

    • “Clamando Pedro Jorge, já vi que em termos de História do Brasil você é um ignorante.”

      Esta sendo muito condescendente, Marcelo. Esses aí são ignorantes em tudo, e, não satisfeitoa, ainda agem como pedantes de marca maior.

      • É verdade. É nisso que dá estudar um livro só. Aliás, estudar não, decorar. Sendo que a maioria não entende nada e pede que o pastor traduza as passagens que o leitor não entende.

        .

  3. Veedade, e graças a Deus por isso por que os católicos nessa época cometiam as maiores atrocidades na inquisição, matavam e torturavam apenas por ter opinião contrária a igreja de Roma, até crianças eram castradas para ficar com a voz fina e “embelezarem” os seus corais, pesquise aí no google, você é inteligente e vai entender, se quiser é claro…

  4. Ao meu ver os ensinamentos biblicos pra quem segue é a maior solução para os conflitos, deus criou o homem e a mulher e disse sede fecundos, multiplicai e enchei a terra, deixara o homem sua casa e seus pais, e serao uma só carne, quer dizer a familia é uma instituição muito antiga, hoje o que vemos é um mundo mudado com valores morais em ruinas e isso propagandeado na midia e em novelas, clipes de musicas, bombardeando a mente da juventude fraca, e sem estrutura familiar, o resultado é o que vemos aí um pais com o maior indice de violência, e as drogas destruido nossa juventude, quntas maes adolescentes com filhos de homens diferentes, muitos aqui discutem sobre o homossexualismo, que ao meu ver vem também dessa falta de estrutura familiar, mas temos que respeitar a opção de cada um e nao condenar, pois jesus nunca condenou ninguem, acho que ao invés dessas discussões onde muitos se acusam inclusives cristãos, deveria haver a cultura do bom testemunho, pois as pessoas procuram ser religiosas mas nao procuram ser bons cristaos, pagar o que deve, viver as proprias custas, nao ficar acusando e nem se meter na vida dos outros sao alguns exemplos que levariam muitas pessoas a Deus, mais do que palavras.

    • “Ao meu ver os ensinamentos biblicos pra quem segue é a maior solução para os conflitos,” (Jeca Tatu)

      Só um jeca para afirmar isso. A visão específica de uma religião nunca é solução, mas motivo de conflitos em razão da existência de outras religiões. O que soluciona conflitos é a tolerância mútua e o respeito à pluralidade. Fora disso é ficção.

      • Sandro,

        Não quero aqui provocar discussões, mas existe tolerância por parte de quem contra argumenta já fazendo ofensas ou diminuindo as idéias do contra locutor? Será que o direito de acreditar em Jesus, no Deus cristão é algo que torna a pessoa ruim, menos inteligente ou violenta?
        Há mais ou menos três ou quatro anos que eu frequento este site e observo que existe um confronto, não de idéias, mas de ego por parte de não cristãos e evangélicos, onde uma simples opinião alicerçada na boa educação é atacada com xingamentos e termos até imorais. O evangélico não pode dizer que crê em um Deus que tudo pode, pois isso é motivo para taxa- lo de alienado ou coisas do gênero e este espaço é por excelência de evangélicos e cristãos. Há sim, evangélicos e cristãos que ultrapassam os moldes do bom testemunho por meio de palavras, mas estes são em menor número do que os que aportam no “site dos crentes” com a intenção de ofende- los, salvo raras exceções em raras oportunidades.
        Então, essas discussões não levam ninguém a lugar nenhum e geram mais discórdias, preconceitos, e ofensas. Isso independe de religião, de crenças ou descrenças, mas depende muito do nível intelectual e da moral de cada um!

        • Sandro, acredito que a religião verdadeira é esta , que amemos uns aos outros, independentes, de raça, cor , religiao, e que nos esforcemos em fazer o bem, muito diferente da religião que ai está.

  5. Lei claramente inconstituicional feita apenas para dar apoio na tentativa de teocratização do país. Levada ao Supremo Tribunal Federal ela cairá como um castelo de cartas.

    • Sandro

      Acho muito improvável, pra não dizer impossível que o Brasil se torne uma teocracia, já que o país é multi-religioso.

      Seu comentário eu classifico como uma espécie “teoria da conspiração” muito parecida com a dos filmes que eu assistia sobre a “guerra fria” no final dos anos 70 e começo dos 80.

  6. É simplesmente rídiculos argumentos do tipo:

    “deixem os gays em uma ilha e em algumas décadas a ilha ficará vazia”.

    Ora, em um mundo com mais de sete bilhões de habitantes vocês hão de convir em que não necessitamos que os 10% de gays começem a procriar, justamente eles que existem – inclusive e de um ponto de vista da seleção natural -, para ajudar no controle da população mundial. E mesmo que estivéssemos em uma ilha ou que precisássemos procriar para aumentar a população, não teria problema algum em fazermos mais bebês. Eu mesmo poderia fecundar, nessa hipótese, a Célia Mulata e a Vanessa se elas fossem solterias e descompromissada, bem como outras mulheres tais como muitas lésbicas que também contribuiriam oferecendo seus ventres para a geração de novos habitantes para a terra. A maioria dos gays somos homens atraentes e não faltariam mulheres para nós, sendo que as lésbicas também são lindas e muitos homens, gays e héteros, as procurariam para procriação. Assim, fica empacotado e despachado para o lixo das ideias indigentes mais um argumento homofóbico imbecilizante.

    • Erratas (onde se lê …. leia-se ….)

      “É simplesmente ridículos” => “São simplesmente ridículos”;

      “solterias e descompromissada” => “solteiras e descompromissadas”.

      • Essas imbecilidades eles escutam de pastores imbecis como Silas Malafaia e Marco Feliciano e só fazem repetir, sem refletirem as asneiras que proclamam. Particularmente, eu não tenho a intenção de ter filhos, mas tem gays que tem essa vontade e nada os impede de procriarem, já que a maioria é fértil e atraente, como você disse. A propósito, essa obsessão por procriar é um instinto ancestral e primitivo de perpetuação da espécie, próprio de mentalidades inferiores e dos animais irracionais, que lutam para transmitir seu gene. Essa orientação do “crescei e multiplicai-vos” já não se aplica à nossa realidade. A Terra que o diga.
        .

  7. Lanço aqui um desafio gostaria que todos os intelectuais da área pudesse se manifestar depois disso.

    Os convido a ler a Bíblia desde o início um capítulo por dia.

    Haverá alguém aqui que “topa” esse desafio?

    Tenho certeza que você se surpreenderá e Deus com toda certeza falará com você minha oração é está,

    Pai quebre barreiras quebre correntes do inferno e que olhos cegos passe a ver e ouvidos surdos passe a ouvir a sua doce voz quebre religiosidades tradicionalismos todo eu todos os porquês mas salve liberte homens mulheres aqui que ainda não te conhece como tu és,

    Mas oro por aquele que um dia foi crente até professou sua fé com alegria mas por alguma razão seja decepção com pessoas ou igrejas…. abandonaram Jesus e seguindo uma vazia e vã maneira de viver, sei que o senhor não se esqueceu desta pessoa e sei que és um vaso de muito valor para ti senhor…. por favor pai toque nesses corações de pedras e coloque corações de carne. O Senhor conhece cada vida aqui, cada pessoa atrás do seu teclado então eu peço que o senhor alcance o coração dela e faça uma grande obra aviva a fé senhor dessas pessoas se revele a elas no seu mais intimo e profundo de seu ser….

    E esta é minha oração em nome de Jesus amém!

    • Imagino que você não tenha lido aquelas partes que pregam que a mulher não pode falar nas igrejas e devem se manter submissas ao homem. Afinal, primeiro deus fez o homem para depois fazer a mulher.

      .

      • Se vc estudar a Bíblia verá porque as mulheres não deviam falar nas sinagogas, pois deveriam aprender o que ouviam e depois perguntar ao marido se tivessem dúvidas. Isso se chama ordem. E submissão, leia a Bíblia: o homem ame sua muher como a si e mesmo e a mulher seja submissa ao seu marido. O conceito de submissão de hoje em dia é se submeter a tudo o que a outra pessoa quer. No tempo do Antigo Testamento era submissão por amor, ou seja, o marido era responsável por cuidar de sua mulher, provê-la do necessário, instruí-la e protegê-la, é esse tipo de submissão. Hoje em dia é uma bagunça, a mulher não tem condições de ser submissa porque tem que brigar para “ajudar” o marido a prover a casa. Leia a Bíblia. A maior burrada da mulher moderna foi querer se igualar ao homens, somos iguais, sim, perante Deus, somos tão capazes quanto os homens, mas as mulheres perderam mais do que ganharam. Antes, ficavam em casa, protegidas cuidado dos filhos, do marido e da casa, guardadas; hoje, estão nas ruas sofrendo assaltos, estupros, ouvindo o que não querem, pegando ônibus/trem, à mercê de tudo o que é ruim. Quando vc pegar um pedaço da Bíblia, saiba que texto fora de contexto é pretexto para errar.

    • É Marcelo, Deus criou tudo conforme a ordem de complexidade, dos organismos unicelulares aos peixes, dos peixes aos grandes mamíferos e aves, sendo a raça humana o ápice da Criação, e a mulher o ápice da raça humana (criada por último, logo mais complexa). Quando ele criou o homem ele disse: “Eu posso fazer melhor”, e pronto, aparecemos nós. ≧◡≦

  8. “Esse triângulo de verdades evidentes, de pai, mãe e filhos, não pode ser destruído; ele destrói apenas aquelas civilizações que o desprezam.” — G. K. Chesterton

    • Vcs deveriam se unir e irem lá para os países onde ser homossexual paga-se com a própria vida e então seriam dizimados todos, dando assim uma prova de amor a causa de vcs, façam isso!!

  9. Na natureza os animais ditos irracionais, procuram seus pares para se acasalarem, vamos observara natureza e aprender com os animais, que nao tem cerebro humano mais tem muito pra ensinar, os indios que o digam.

    • É verdade. O leão se acasala com a leoa para procriar. Aí chega outro leão, expulsa ou elimina o dono do território e mata os filhotes do seu antecessor para forçar a fêmea a entrar no cio. O importante é procriar e deixar o seu gene. Realmente em termos de procriação, temos muito a aprender com a natureza.

      .

  10. O RESGATE DA FAMÍLIA TRADICIONAL CRISTÃ – THE RESCUE OF THE TRADITIONAL CHRISTIAN FAMILY

    Pela primeira vez na história da civilização ocidental, esta é confrontada com a necessidade de redefinir o significado dos termos “casamento” e “família”. O que era considerado como uma família tradicional, composta por pais dos gêneros masculino-feminino e seus filhos, agora é visto como uma entre várias opções de escolha.

    Nossa sociedade redefiniu estes valores familiares para aplacar e atender às vozes de uma pequena minoria, convencendo-nos a crer que é certo uma criança ser criada por casais do mesmo gênero. Estas idéias radicais extraídas do “new-socialism” estão desconstruindo a base da unidade familiar e deteriorando o tecido social.

    Somando-se a estas mudanças, temos as ideologias do aborto e contracepção, o erotismo insano e a indústria da pornografia também ameaçando a existência da família tradicional. O efeito dessa nova realidade é devastador, pois os sociólogos estimam que a natalidade será reduzida a zero em algumas dezenas de anos. A sociedade vai enfrentar sua extinção mais cedo do que o esperado devido à pandemia do erotismo social acompanhado pela cultura da morte.

    A visão judaico-cristã do matrimônio e da estruturação da família tem suas raízes nas Escrituras, mas foi substituída por um conjunto de valores que situam estas instituições sob cerco cerrado e passíveis de extinção no mundo de hoje, fato que imergirá a civilização ocidental em intensa crise moral e social.

    No Antigo e Novo Testamentos, as estruturas do casamento e da família são explicitamente confirmadas. Deus criou o homem para constituir uma família consistindo de um pai, uma mãe e seus filhos. As famílias atuais precisam voltar aos valores da família tradicional Cristã, porque só desta forma a unidade familiar manter-se-á forte o bastante para rejeitar as inovações implementadas pelos governos.

    Os casamentos estão terminando em divórcios em números recordes e as crianças acabam aprendendo novos valores pela mídia em geral, sem a orientação segura dos pais e responsáveis. Por outro lado, os pais precisam colocar seus filhos acima das próprias necessidades, sacrificando o desejo e a busca irreal de obter mais bens e status, para que assim tenham mais tempo para educar e dedicarem-se aos filhos.

    A ausência de um dos pais no lar é profundamente sentida pelos filhos e deve-se fazer todo o possível para manter a família unida e pelo menos um dos pais sempre presente. Atualmente as crianças são deixadas em creches, longe dos pais, onde elas passam a maior parte das suas horas de vigília sem poder contar nem mesmo com a interação das suas mães, elemento imprescindível na evolução da criança.

    Alguns equívocos na educação dos filhos são extremamente comuns, como o que os pais não são necessários em casa ou que as crianças não são afetadas negativamente quando a mãe trabalha fora. As crianças já podem tomar decisões na vida desde a infância e tem as suas personalidades totalmente moldadas nos dez primeiros anos de vida.

    O modelo tradicional de família exige que desistamos de certas liberdades pessoais para o benefício dos filhos. Quando os pais começaram a colocar os seus direitos e ambições à frente das necessidades familiares de amor, carinho e atenção, os lares começam a ruir. Por isso os casamentos estão mais frágeis do que nunca!

    A ideologia feminista radical contribuiu significativamente para esta crise crescente enfatizando os direitos das mulheres à auto-realização, isto é, o esforço para as mulheres se libertarem do que elas percebem como uma sociedade dominada pelos homens, vista como uma construção social patriarcal concebida para controlar e oprimir as mulheres.

    A dominação social masculina pode ser vista nas sociedades islâmicas e do oriente, que consideram a mulher como um objeto descartável. Estas enfrentam discriminação, preconceito, violência e negligência ao longo das suas vidas, sejam solteiras ou casadas. Mas este comportamento não se encaixa no padrão da civilização ocidental construída nos princípios de respeito e tradição familiar.

    De acordo com as feministas radicais, os papéis de gênero servem apenas para perpetuar padrões estabelecidos de poder. Assim, a fim de alcançar a igualdade entre os sexos, elas implementaram uma reavaliação radical e uma redefinição do que significaria ser um homem ou uma mulher, e consequentemente do que constitui uma família. Baseiam-se na falsa visão estereotipada de que o trabalho da mullher no lar é aviltante.

    Historicamente, o feminismo radical tem suas raízes no solo do liberalismo, que enfatiza os direitos individuais acima de todas as outras responsabilidades sociais, institucionais e morais. Desde o início tem sido ligado aos pseudo-ideais de liberdade individual e à busca da igualdade de direitos perdidos para o homem.

    O feminismo compartilha a responsabilidade pelo declínio da família tradicional com o humanismo secular e com o naturalismo ateísta, que afirmam que os seres humanos não são nada mais do que uma coleção de produtos químicos dotados de instintos animais. Os grandes responsáveis por esta decadência foram o neo-socialismo e o pós-modernismo, que rejeitaram todas as noções de autoridade paterna.

    Estas ideologias ceifaram a importância do papel materno na criação dos filhos e contribuíram para uma mudança do paradigma moral, redefinindo a natureza e o componente social. O único elemento comum em todos esses sistemas de pensamento é a rejeição fundamental das verdades e tradições formadas pela cosmovisão da Cristandade no Ocidente.

    A união entre indivíduos do mesmo gênero é o maior flagelo para a continuidade da humanidade. Os governos têm legalizado e alçado estas parcerias à dignidade do casamento tradicional. No passado as leis estabeleceram o divórcio como uma alternativa muito conveniente para o casamento tradicional, mas com consequências desastrosas para as crianças e os pais. Para a moral, e na perspectiva Cristã, o divórcio já é uma causa perdida pois todos os países o adotaram.

    O papel da mulher no casamento e no lar é único, extremamente significativo e importante. A mulher é a parceira do homem e ambos foram incubidos por Deus para governar a Terra. Assim, a igualdade, distinção, complementaridade e autoridade devem ser mantidas em bom equilíbrio. Ambos são cobrados em conjunto pelo cumprimento das suas ordenanças através das funções específicas de seus gêneros.

    De fato, uma vez que essas diferenças funcionais são parte do projeto do Criador, é somente quando os homens e mulheres abraçam seus papéis de pai e mãe que estarão realmente cumprindo o que a sabedoria de Deus reservou para nós. Deus, não os seres humanos ou a sociedade, é a autoridade final porque ele é o Senhor Soberano do Universo. Isto coloca a ênfase não sobre os direitos individuais e interesses próprios, mas no amor e auto-sacrifício para com os outros.

    Deus determina o que é certo e errado, verdadeiro ou falso, moral ou imoral. Ele estabeleceu o casamento como uma união, uma aliança entre um homem e uma mulher, destinada a durar durante a vida na Terra e além. Ele, em sua sabedoria suprema, ordenou que na relação matrimonial participassem dois sexos distintos, mas iguais em status, valor e dignidade, que devem interagir com o mundo de acordo com suas funções específicas.

    Desde a antiguidade a família tradicional Cristã tem sido chamada de “igreja doméstica”, e foi no pontificado de João Paulo II que reafirmou-se esta ontologia. Em sua maravilhosa exortação apostólica, “A família Cristã no Mundo Contemporâneo” e na sua “Carta às Famílias”, o Papa estabeleceu a plenitude da verdade teológica contida neste conceito, profundamente importante para o casamento e a família Cristã.

    Uma família Cristã é uma igreja, uma célula menor porém vital do Corpo de Cristo. Esta compreensão é eclesiologia pura e antropologia sólida, destinada a se tornar realidade para aqueles que são batizados em Jesus Cristo. O Santo Matrimônio é um mistério para ser vivido, um modelo a ser imitado e uma missão que precisa encontrar o seu objetivo final. Nada menos será suficiente para enfrentarmos o declínio da cultura ocidental, que se esqueceu de Deus e como resultado está perdendo sua alma. Assim poderemos resgatar a essência da família tradicional Cristã.

  11. É uma pena vc achar que só existem os pastores Silas Malafaia e o Marco Feliciano, ou seja, antes deles as “ovelhas” andavam sem pastor. É isso mesmo? Então, coitados, eles nem devem ter vida pois precisam patorear várias igrejas! Não chame de imbecil quem vc não conhece, só ouve falar por pessoas que também não os conhecem mas gostam de denegrir a imagem dos outros. Isso não é inteligente. A Bíblia ensina que mesmo o que um pastor falar precisamos encontrar nela o que corrobore ou não. Não pensem, como muitos, que os cristão são burros, cegos e idiotas porque isso também não é inteligente! Comprove por si mesmo, não vá como “Maria vai com as outras”.

  12. perfeita a lei. devemos proteger nossas familias desse lixo que são as aberrações gays. agora devemos ver as aberrações gays como um cancer. devemos eliminar o cancer da sociedade custe o que custar. o nobres deputados tem que pensar nesse tipo de lei, que favorece os seres humanos normais. uma lei que nos autorize a limpar a sociedade. quem sabe essa lei não será votada em breve.

DEIXE UMA RESPOSTA