Líderes evangélicos traçam estratégias para aumento de representantes no Congresso e se tornam alvo dos candidatos aos governos

8

Além de projetar um crescimento de aproximadamente 30% dos seus integrantes, a bancada evangélica vem traçando estratégias junto a pastores para que a meta se cumpra. Líderes evangélicos de todo o país, como Silas Malafaia, R. R. Soares, Edir Macedo, Valdemiro Santiago e Manoel Ferreira já se articulam para colocar em prática o projeto que faria a bancada evangélica atingir aproximadamente 20% das 513 vagas da Câmara dos Deputados.

O pastor Silas Malafaia, que lidera a igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC, 120 templos e 40 mil membros) explica o motivo de a liderança evangélica desejar aumentar sua representatividade no Poder Legislativo: “No Congresso, temos 800 projetos de lei tramitando que detonam os princípios e os valores cristãos. É o Congresso que faz as leis”.

Além disso, estes mesmos líderes têm sido procurados por candidatos a governos estaduais. O principal cenário de disputa entre eles é o Rio de Janeiro, onde Malafaia apóia o petista Lindbergh Farias, enquanto que Macedo recomenda o voto em Marcelo Crivella (PRB), e o deputado Anthony Garotinho (PR) conta com o apoio de outras lideranças evangélicas no estado e, até agora, se mantém à frente nas pesquisas de intenção de votos. O candidato Luiz Fernando Pezão (PMDB), apoiado pelo atual governador, receberá suporte do bispo Manoel Ferreira, principal liderança da Assembleia de Deus em Madureira.

Malafaia diz ter sido procurado pelo governador Sérgio Cabral (PMDB) para apoiar seu candidato, Pezão, porém negou: “Falei ao Pezão com honestidade. Não tenho nada contra ele. Nunca falarei mal dele na campanha. Mas eu disse: ‘Pezão, lamento dizer. Você representa o governador Sérgio Cabral. E o Cabral não cumpriu nenhum acordo. Ao contrário: fez de tudo para beneficiar a causa gay no Legislativo. Agora, se ele quiser votos, que procure os gays’”.


Uma coisa em comum entre a maioria dos líderes evangélicos é o desejo de ver a presidente Dilma Rousseff (PT) derrotada em sua tentativa de reeleição, de acordo com o jornal O Globo. A avaliação é de que a presidente não cumpriu sua palavra com os evangélicos em questões como o aborto, por exemplo. Malafaia, sob a justificativa de querer ver a “alternância do poder”, apoiará Eduardo Campos (PSB) e Marina Silva, evangélica e missionária da Assembleia de Deus.

O senador Magno Malta (PR), pré-candidato à presidência da República, e o pastor Everaldo Pereira (PSC) até agora não anunciaram ter recebido apoio de nenhuma liderança evangélica representativa a nível nacional.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

8 COMENTÁRIOS

  1. Isto é mais do que JUSTO somos uma parcela da sociedade que mais tem aumentado no Brasil embreve seremos 50% da nação é eventual que teremos maior representatividade nas duas casas legislativas!

    Também temos ambição no Judiciário teremos logo dois ministros no STF para começar!

    Vote Pr Marco Feliciano vote #20

    In hoc signo vince.

  2. Realmente se a semente cristã seguir os passos de josé de daniel em virtudes honradez e honestidade, ninguém segura nossa gente, mas enquanto o partido do anti-Cristo estiver no poder é dificil ele compra todos comprou feliciano magno malta crivella e todos outros que la estão, o amor ao dinheiro e poder corrompeu eles, só DEUS para nos ajudar

  3. holá queridos, para os que creem na Bíblia como a coluna da verdade,como palavra daquele que sabe tooooodaaaaas as coisas, aqui vai alguns lembretes de sua palavra infalível.O salmo 133 nos adverte quanto ao caminho da vitória, se queremos vitória quer queira ó não se quisermos a vitória teremos que passar por ele e isto é ponto, pois, quem falou se chama ADONAY TSEVAOT (Senhor dos exércitos) ,agora não podemos esquecer de suas instruções a respeito de uma eleição, que se encontra em Dt: 17v15;espero que os amados pastores e lideres conheçam,pratiquem e ensinem aos queridos irmãos a votar segundo as intruções; sábia ordem que nos foi dada ; e não me diga que isto é para Israel,pois,a mesma palavra nos diz que estamos enxertados neles digo Israel; mas, mesmo assim, se alguém quiser desobedecer, estará simplesmente votando contra si mesmo devido que quando se vota em uma pessoa que não tem compromisso com Deus, e aliás se não têm compromisso com Deus vai ter com a população? você vai se encontrar tão culpado diante de Deus quanto o ímpio que faz leis que permitem casar HOMEM com HOMEM MULHER com MULHER e outras coisas depravadas mais; você é cúmplice e não passará impune aos olhos do que tudo vê.Perdoe-me se o seu pastor se juntar com pessoas que não seja do meio do povo de Deus pessoas essas desprovidas do Espírito Santo pode ter certeza que ele nãaaaoooo está na visão do Espírito do Deus de Abraão de Isac e de Jacó
    shalom.

DEIXE UMA RESPOSTA