Pastor Silas Malafaia explica porque evangélicos não devem participar do Carnaval

52

Em artigo publicado em seu site, o pastor Silas Malafaia comentou sobre a participação de evangélicos no Carnaval. Explicando a origem da festa, o pastor afirmou não se tratar de uma festa saudável para os cristãos, sobretudo por suas origens ligadas à libertinagem sexual e à bebedeira.

– As folias do Carnaval também estão ligadas às festas pagãs romanas, marcadas pela licenciosidade sexual, bebedeira, glutonaria, orgias coletivas e muita música – explica Malafaia.

– Eram conhecidas como bacanais (em homenagem a Baco, o deus do vinho e da orgia), lupercais (em homenagem ao deus obsceno Pã, também chamado de Luperco) e saturnais (em homenagem ao deus Saturno, que, segundo a mitologia grega, devorou seus próprios filhos) – completa o pastor.

Segundo o pastor, a ligação da festa com o cristianismo se deu quando a Igreja Católica, ao falhar em conter os excessos do povo nessas festas pagãs, oficializou a festa como os dias de festa que antecedem a quaresma.


O pastor explica que, visto que a quaresma é um período para que os fiéis se dedicassem a assuntos espirituais, “o povo enfrentaria um longo período de privações e abstinência”, portanto “alguns ‘carnais’ permitiram que o povo cometesse então algumas extravagâncias antes”, dando origem à tradição atual do Carnaval.

Assim, Malafaia orienta os cristãos evangélicos a não participarem de tal festa, visto que “o que deveria ser apenas uma festa religiosa acabou assimilando os antigos costumes de libertinagem e bebedeira”.

– Visto que até hoje essa festa da carne traz consequências físicas, morais e espirituais degradantes, estampadas nos noticiários da Quarta-feira de Cinzas, aconselho aos que não participam do Carnaval que continuem de fora (…). Sendo assim, não convém ao cristão, mesmo a título de curiosidades, participar dessa festividade – finalizou Silas Malafaia.

Por Dan Martins, para o Gospel+


52 COMENTÁRIOS

  1. Lamentavelmente o carnaval no Brasil tem um apelo muito forte por ser apoiado pela mídia e por se constituir num gigantesco show de imagens e fantasias que rendem muito dinheiro para as TVs. O pior é que tudo é financiado com dinheiro publico, ou seja, você goste ou não, está pagando. A questão espiritual encoberta é ainda pior e destruidora mas que só pode ser resolvida e esclarecida para aqueles que aceitam a verdade, o senhor Jesus Cristo!

DEIXE UMA RESPOSTA