Malafaia proclama: “Brasil é de Jesus. Nenhum espírito de mentira e engano prevalecerá”

13

O viés espiritual da atual situação política do Brasil foi destacado pelo pastor Silas Malafaia em uma sequência de tuítes publicados no último domingo, 10 de abril. Ferrenho opositor da administração petista no governo federal, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC) declarou crer que Deus vai interferir na situação.

“O BRASIL É DO SENHOR JESUS! Nenhum espírito de mentira e engano, prevalecerá. Toda essa corrupção, em nome de Jesus, vai ser desmascarada. Como podemos aceitar que o governo mais corrupto da história do Brasil, continue no poder? INACEITÁVEL! JAMAIS! UMA VERGONHA! FORA CORRUPTOS!”, declarou o pastor.

“O Brasil virou motivo de piadas no exterior. Estão fazendo deboche da nossa nação. Como pode ter gente ainda apoiando esse governo corrupto[?]”, questionou Malafaia. “Dilma, Lula e toda a quadrilha que os acompanha, tem que estar é na cadeia, são responsáveis pela maior roubalheira da história do Brasil”, acrescentou.

Lembrando descobertas feitas pela força-tarefa da Operação Lava-Jato, Malafaia pediu que os envolvidos sejam presos, mesmo que sejam políticos de alto escalão: “Toda a quadrilha do PT, incluindo os chefes, foram citados várias vezes, com inúmeras provas, nas delações da lava jato. CADEIA NELES!”.


Por fim, o pastor lembrou que sua postura firme contra o PT tem sido retaliada pelo partido, com o uso da máquina pública, através da Receita Federal: “Essa cambada já revirou a minha vida para tentar me desmoralizar, NÃO VÃO CONSEGUIR NADA! Em nome de Jesus serão derrotados vergonhosamente. Não tenho medo deles, nem de suas ameaças. Não vão me calar. MAIOR É O QUE ESTÁ COMIGO, DO QUE O QUE ESTÁ COM ELES, O NOME DELE É JEOVÁ. JÁ PERDERAM”, afirmou.

Essa é uma semana decisiva para que o processo de impeachment seja aberto contra Dilma. Nesta segunda-feira, 11 de abril, a Comissão Especial que avalia a denúncia contra a presidente vota o relatório feito a partir da audição da acusação e defesa. Se aprovado, o pedido de impeachment será votado em plenário, e são necessários 342 votos contra Dilma para que o processo seja aberto e encaminhado ao Senado.


13 COMENTÁRIOS

  1. malafaia
    vc. pirou o brasil não é de Jesus, ele é do pt e ele vai trazer o anti-Cristo a baila ( luladrão ) vcs. se lembram quando o também filho do capeta Obama disse … este é o cara! deixou claro que no brasil está o anti -CRISTO para quem já teve o menguelli isto é fichinha

  2. kkkkk
    como esse malafaia$$$ é cara de pau!!!!! kkkk

    ” Não tenho medo deles, nem de suas ameaças. Não vão me calar.MAIOR É O Q ESTÁ COMIGO, DO Q O Q ESTÁ COM ELES, O NOME DELE É JEOVÁ.JÁ PERDERAM”

    a RECEITA FEDERAL é que te DÀ MEDOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!! kkkkk

  3. O Malafaia naonão esqueçamaos que votaste no Lula e inclusive apoio-o em manifesto dos pastores ao es presidente. E feio não admitir nossos erros, pois nem todos são fracos de memória. Eu apoiei a Dilma e me arrependi, admito com maior naturalidade, ha mas você e é importante e famoso , então não é possível.

  4. O Pastor Silas Malafaia, grita tanto, mas nem sussurra quando se trata de Eduardo Cunha. Por que será? Ver Dilma Roussef arrumar a mudança, sem dúvida, é um alento. Entretanto é bom observar que, em caso de eleições diretas, o patrão dela e chefe da quadrilha petista está liderando pesquisas com 21% das intenções de votos, a frente de todos os outros candidatos! Jararaca viva e solta, vira presidente deste infeliz e distraído Brasil. É um horror, mas é verdade. Vejam as pesquisas de hoje.

  5. O Mala Faia está mais para articulador político, do que para pastor. Está bem sujeito de em suas pregações como “pastor” trocar o nome de Deus por político, xingar o Lula, mandar a Dilma para os quintos do inferno. Porque a imprensa dá tanto ibope a esse “pastor”? É isso que não entendo.

  6. O Mala Faia está mais para articulador político do que pastor, no que eu entendo só Jesus pode julgar. Mala converta-se ao evangelho e aceite Jesus enquanto é tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA