Pastor Silas Malafaia diz que reverência a santos é idolatria, assim como tietagem a cantores gospel: “Idólatras não herdarão o Reino dos céus”

82

Um dos pontos de maior embate entre cristãos protestantes e católicos se dá pela liturgia da igreja romana, que reverencia fiéis considerados santos, e que é entendida pelos cristãos da outra tradição como idolatria.

O pastor Silas Malafaia publicou texto em que analisa a questão e reforça o ponto de vista da tradição protestante sobre o assunto.

“O texto em Êxodo 20.4,5 é bastante enfático: ‘Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que há em cima nos céus, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra. Não te encurvarás a elas nem as servirás; porque eu, o Senhor, teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a maldade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem’. Na época em que a Lei foi dada a Moisés, os israelitas haviam acabado de chegar ao Egito, uma terra cheia de ídolos. Cada deus representava um aspecto da vida, por isso era comum adorar diversos deuses para tentar alcançar o maior número de bênçãos”, disse o pastor, explicando o contexto da ordem dada aos hebreus.

Para Malafaia, “infelizmente, muitos católicos, sem o devido conhecimento das Escrituras e confiando apenas no que lhes é ensinado nas missas e catecismos católicos, ainda estão presos a essas crenças antibíblicas, confessando publicamente a sua fé no poder e ministério intercessor de Maria, por exemplo”, lamenta o pastor, que acrescenta: “Eles oram a ela e adoram-na, como se ela fosse a despenseira da graça divina, a estrela da manhã, o refúgio dos pecadores, atributos que pertencem exclusivamente a Cristo”.


Em seu texto, Malafaia observa que boa parte dos fiéis católicos “desconhecem o que a própria Maria disse quanto à condição dela, igual à nossa, de salva por Deus e serva do Senhor”. O pastor menciona ainda o texto de Lucas 1:46-48, em que Maria externa seus sentimentos por ter sido escolhida para dar à luz ao filho de Deus: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador, porque atentou na humildade de sua serva”.

“Nas Escrituras fica claro que Maria reconheceu o ministério e a autoridade de Jesus como Filho de Deus e Messias, e contribuiu com Ele e seguiu-o até o fim. Em texto bíblico algum, vemos que foi dado a Maria qualquer poder ou autoridade para realizar milagres ou interceder pela humanidade, ligando e desligando qualquer coisa no céu e na terra”, frisa Malafaia.

Na conclusão de seu texto, Malafaia aproveita para tecer duras críticas aos evangélicos que exaltam artistas gospel: “Quem é avaro ama mais o dinheiro do que a Deus; quem é egoísta ama mais a si do que a Deus; quem ‘tieteia’ artista e quem vai à igreja apenas para ouvir padre, pastor ou cantor gospel é tão idólatra quanto aquele que se inclina diante de imagens de escultura, pois cultua ídolos em seu coração. Essa pessoa precisa reconhecer seu erro, pedir perdão e ajuda ao Senhor para mudar, pois os idólatras não herdarão o Reino dos céus (Gálatas 5.20,21)”, conclui.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

82 COMENTÁRIOS

  1. Na minha opinião eu acho que os evangelicos estão muito bem instruídos a respeito de idolatrar alguem.pelos vídeos que vejo, eles ficam sim adorando e louvando a deus e não aos cantores gospel. Minha gente deixa os cantores gospel em paz, viu malafaia acho que você ta com dor de cotovelo deles, Porque eles tem mais mídia do que você.atenção cantores gospel so Deus pode Pará vocês, continuem colocando a serviço do povo o dom que deus deu para vocês que é cantar.

        • Mauro.
          Se fazer uma estátua de gêsso, colocá-la em cima de uma padiola, sair pelas ruas do bairro, todo mundo jogando flores e beijando-lhe os pés; se fazer de uma criatura mortal e pecadora sua “medianeira”, se ensinar que esta pessoa, representada pela estátua não morreu, mas subiu ao céu em vida, como ocorreu com Jesus, se pedir que uma simples mortal rogue ao Pai “agora e na hora de nossa morte”, se tudo isto não é adorar, então o que seria “adoração”?

    • O antigo povo de Israel estava rodeado por nações que adoravam [ outros deuses] havia dagom a principal deidade dos filisteus, vizinhos de Israel do lado oeste os filisteus esperavam que seu deus lhes concedesse boas colheitas e grandes pescarias, o que significava abundancia e prosperidade, os fenicios vizinhos de Israel ao norte, eram devotos da deusa-lua Astarote ou Ishtar, responsavel pela fertilidade, o seu culto celebrado com orgias e festas regadas a bebidas, era muito popular, A leste, os moabitas adoravam Quemos, e os amonitas adoravam a Maloque, anbos especialmente os amonitas exigiam sacrificios de crianças, as pessoas chegavam a esses horriveis extremos para conquistar o poder dessas deidades em seu favor, hoje naturalmente a cultura popular mudou, muitas e muitas pessoas não mais se inclina diante de deuses com d minusculos pois são deuses fracassados, A não ser a nação Catolica que ainda enssiste em fazer tal proeza de se inclinar perante deuses de madeira de pedra e metal mais afora disso temos o dinheiro o sexo e o poder ainda continuam ocupando o lugar central na vida de milhões e milhões de seres humanos de sobre a face da terra, quando um de voces passarem por uma banca de revistas, olhe as capas e examine os titulos, observe os temas mais populares dos talk shows e das novelas, E o que lhe diz acerca dos deuses que as pessoas cultuam com mais fervor hoje? entao pergunte a voce mesmo qual tem sido o resultado, ate o momento de sua tão pobre vida de adorar esses deuses, assim como aqueles de antigamente são deuses que se voltam contra seus adoradores e os devoram, queres ver? do culto frenetico ao sexo se originou a pandemia da aids, e órque ninguem fala a respeito da mais clara e obvia solução? não deveria ser tão dificio descobrir não e nescessario que esta doença se espalhe ainda mais, A solução mais simples e obvia e dar as costas a estes deuses traiçoeros e mesquinhos e novamente respeitar os valores da familia e o carater sagrado do matrimonio,MAS em ves disso, os lideres tanto politicos como eclesiasticos ao redor do mundo preferem e e apelam ao seu deus DINHEIRO, ao seu deus poder terreno ao seu deus liderança ao seu deus politica ao seu deus um cargo ao seu deus orgulho ao seu deus ciencia , e por ai vai Esquecendo do passado e suas consequencias, as consequencias de terem os do passado adorado e venerado estes mesmos deuses de d minusculos deuses derrotados que somente trouxe e continua a trazer ate seus adoradores o feu de amargura e rager de dentes, Esquecendo qu o DEUS UNICO SANTO E VERDADEIRO E TODO ONICIENTE TODO ONIPRESENTE E TODO ONIPOTENTE, QUE TUDO SABE E TUDO VE, estes que assim procedem não tardara verem em suas frentes a derrota assim como e derrotado seus deuses de d minusculo————-ha e tenho dito—

    • Anexo:Lista dos pastores evangélicos mais ricos do Brasil (Forbes)
      Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
      O ranking feito pela revista Forbes, que lista os seis pastores evangélicos mais ricos do Brasil.Na primeira posição, está o bispo Edir Macedo, que tem uma fortuna estimada em R$ 2 bilhões, segundo a revista.1 2
      Nº Pastor Fortuna Igreja
      1ª Edir Macedo R$ 2 bilhões Igreja Universal do Reino de Deus
      2ª Valdemiro Santiago R$ 400 milhões Igreja Mundial do Poder de Deus
      3ª Silas Malafaia R$ 300 milhões Assembléia de Deus Vitória em Cristo
      4ª R. R. Soares R$ 250 milhões Igreja Internacional da Graça de Deus
      5ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
      6ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
      Obs:¹ Os fundadores da Igreja Renascer, ocupam o 5ª e a 6ª posição, com uma fortuna avaliada em R$ 120 milhões.

  2. Anexo:Lista dos pastores evangélicos mais ricos do Brasil (Forbes)
    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
    O ranking feito pela revista Forbes, que lista os seis pastores evangélicos mais ricos do Brasil.Na primeira posição, está o bispo Edir Macedo, que tem uma fortuna estimada em R$ 2 bilhões, segundo a revista.1 2
    Nº Pastor Fortuna Igreja
    1ª Edir Macedo R$ 2 bilhões Igreja Universal do Reino de Deus
    2ª Valdemiro Santiago R$ 400 milhões Igreja Mundial do Poder de Deus
    3ª Silas Malafaia R$ 300 milhões Assembléia de Deus Vitória em Cristo
    4ª R. R. Soares R$ 250 milhões Igreja Internacional da Graça de Deus
    5ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
    6ª Estevam Hernandes e Sônia Hernandes¹ R$ 120 milhões Igreja Renascer
    Obs:¹ Os fundadores da Igreja Renascer, ocupam o 5ª e a 6ª posição, com uma fortuna avaliada em R$ 120 milhões.

    • Oh Jorge e aigreja mais multimilionari de toda a face da terra qual e?
      Interessante o primeiro “Papa” foi Pedro, tinha sogra porque era casado, e nao tinha nem ouro nem prata, nem aviao, nem papamovel, nem palacio, era somente pescador de homens…

  3. E A DIZIMOLATRIA, POR QUE O PA$TOR DE CABELOS IMPLANTADOS E TINGIDOS NÃO FALA NADA? PODE VENDER BÍBLIA DE 900 REAIS PARA OS INCAUTOS? E O SPRAYANTI-CAPETA, PODE SER VENDIDO LIVREMENTE NAS SUAS IGREJAS? E A POLITICAGEM FEITA NOS PÚLPITOS, PODE? RESPONDA AÍ PA$TOR CIFRA$ MALA CHEIA.

  4. E os idolatras de futebol que beijam bandeira de time na igreja? em Malafaia como fazes tú? e o seu amor pelo dinheiro, seus 300 milhões? é o sujo falando do mal lavado!

  5. Pastor Silas Malafaia, o senhor esqueceu de citar os documentos dos cristãos primitivos dos três primeiros séculos, onde muitos deles caminharam com os apóstolos e base de nossos ensinamentos onde reside toda patrística deixada por eles.

    Não há como dar qualquer crédito aos pregadores contemporâneos. Nós cristãos católicos morremos assim até que o Justo Julgador Dê a Derradeira Decisão.

    • Mauro.
      Não entendi tua afimação: “Nós católicos morremos assim até que o justo julgador..”.
      Mauro, nunca como hoje, houve tanta debandada de católicos para as igrejas evangélicas. e o Justo Julgador ainda não deu a derradeira decisão.
      a tua igreja está minguando.

  6. Ana clara não é errado pastores e padres venderem seus livros, DVDs,etc…e tambem não é errado os cantores gospel ganhar dinheiro com suas musicas.agora acredito que tem gente infiltrado no meio evangelico que quer ganhar dinheiro se fazendo de cantor gospel, mais essas coisas so deus para julgar. E é por isso e muitas outras coisas que deus um dia vai separar o joio do trigo, então vamos Pará de julgar e vamos ajuntar e não espalhar.

  7. Ele sabe que o problema é mais profundo, não é só isto, a coisa está descambada e a pastorada sabe de tudo, mas não intercedem porque tem seus interesses de toda ordem.


    Assine o Canal
    • Calma Pita mutia calma nesta magnifica hora, sorria o mundo e belo não te aflijas fiqui tranquilo que tudo vai dar certo praque tanto infeso fassas como eu leve tudo com alegria e bom humor, onde for seri e serio, onde puder tirar uma casquinha tira-se uma casquinha, onde puder colocar uma pitada de humor coloca-se uma pitada de humor e assim vamos levando, sacumene, oce fica ai nesse nervo danado despois oce num drome dereito na noite, causa qui oce infesado oce num pensa dereito e das veis oce pensa inte da umas cacetadas no Malafaia e ou num e fala a verdade, dai tuis poe a pinhonhenta no trabicero mais num drome causa qui oce se infesa por dimais, eta nois nois e nois e num e não, brincadeira Pita e qui eu gosto de ler suas marretadas ,

  8. Se para os católicos a santa os representa, para os evangélicos quem os representa é Feliciano! Oh, pensei que quem os representava era Jesus, nem se fala tanto nele como se fala nesses pastores políticos! Idolatria?

    • Quem representa os evangélicos é Jesus Cristo apenas, o Feliciano entre outros apenas representa nossa opinião, coisa que vocês não respeitam nem de longe, e nem tem maturidade para isso.

    • Cada católico romano vê Maria como uma mulher irrepreensível, uma virgem totalmente dedicada a Deus e à prática das virtudes. Maria é uma cristã “renascida”, que recebeu o Espírito Santo em Pentecostes e falou em línguas 2000 anos antes dos pentecostais terem recebido este dom (Atos 1,14-2,3).

      “Minha alma glorifica ao Senhor,
      E meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador,
      Porque olhou para a baixeza de sua escrava
      Por isso, todas as gerações me chamarão bem-aventurada” (Lucas 1,46-49)

      Maria necessitava de um Salvador E todas as gerações a chamarão bem-aventurada.

      Alguns evangélicos entendem que Maria é uma “deusa católica” em razão do título mariano “Mãe de Deus”. Em razão disto, pensam que os católicos a chamam desta forma porque crêem que deu a Jesus sua divindade.

      Jesus nasceu de Maria para se fazer homem. Se ela fosse um ser divino, como teria ele, Jesus, derivado sua natureza humana a partir dela, Maria?

      A maioria dos cristãos diria que é impossível separar a divindade de Jesus de sua humanidade. Ele é, ao mesmo tempo, totalmente Deus e totalmente homem. Há uma união inseparável destas duas naturezas de Deus e Homem em Jesus Cristo. Chamamos Maria de “Mãe de Deus” porque Jesus é Deus e ela é sua mãe. Já que as duas naturezas de Jesus (divina e humana) são inseparáveis, os católicos crêem que é apropriado chamar Maria de Mãe de Deus. Isabel disse: “Quem sou eu para que a Mãe do meu Senhor venha me visitar?” (Lucas 1,43). Logo, este não é um título pagão, mas sim um título bíblico.

  9. Idolatria macediana na igreja universal, a saber, é feita uma procissão de pessoas carregando uma cópia da suposta arca da aliança judaica pelas ruas da cidade quando da inauguração de algum prédio da denominação, agora até tem um vídeo onde o corpo de bombeiro faz o traslado, absurdo. E saibam que esta imagem terá destaque no “santíssimo” da imitação do templo da universal no bairro do brás em sp.


    Assine o Canal
  10. Clamando sempre que discordo das baboseiras que vc escreve vem com esse papinho de que eu sou o Stardust,se assim for posso jurar pelas quantidades de besteira que vc escreve que é o próprio capeta

  11. Crente não é burro, é muito esperto!!! pena que uma fase de minha vida eu tenha conhecido a verdade, e ser uma pessoa voltada para os ensinos bíblicos fez de mim uma pessoa melhor e compreender a ignorância de certas pessoas, e que elas busquem a Deus.

  12. Espertinho o seu Silas ele não leu o versículo inteiro. Então continuando o versículo que o seu silas esqueceu. “POR ISSO DESDE AGORA “TODAS” AS GERAÇÕES ME CHAMARAM DE BEM AVENTURADA.

    • Amigo vc sabe o que quer dizer bem aventurado? Tenho certeza que nâo sabes, bem aventurado ou aventurada quer dizer : Uma pessoa feliz e isso vc também deve ser.Salmos cap:1 Vs:1 Bem aventurado é o homem que não anda segundo os concelhos dos impios…

  13. não entendo porque tanta discussão, segundo a bíblica idolatria é pecado. fato. Maria não tem culpa se as pessoas resolveram idolatrá-la, em nenhum lugar da Biblia ela diz que quer ser adorada, na BIBLIA LUCAS 1: 46,47 e 48 : maria chama DEUS de : SENHOR, SALVADOR e SE DIZ SERVA. ou seja no cântico ela reconhece que tem um Senhor, que precisa de um Salvador e que é uma Serva. QUEM DECIDIU QUE ELA DEVERIA SER ADORADA FOI OS HOMENS. IDOLATRIA É PECADO SEJA A QUE TITULO FOR. tem neguinho idolatrando pastores, cantores, símbolos.

    Lucas 1:46-48

  14. .
    “Lembra-te do dia de sábado, para santificá-lo.
    Trabalharás seis dias e neles farás todos os teus trabalhos,
    mas o sétimo dia é o sábado dedicado ao Senhor teu Deus. Nesse dia não farás trabalho algum, nem tu, nem teus filhos ou filhas, nem teus servos ou servas, nem teus animais, nem os estrangeiros que morarem em tuas cidades.
    Pois em seis dias o Senhor fez os céus e a terra, o mar e tudo o que neles existe, mas no sétimo dia descansou. Portanto, o Senhor abençoou o sétimo dia e o santificou.o Sétimo dia.

    Êxodo 20:8-11 Se o Mandamento diz para não termos “Ídolo”, porque igreja do Srº Silas Malafaia não faz o observância do do quarto mandamento. Se Deus aboliu toda a Lei na morte de Jesus, já todo o velho testamento perdeu validade ou Deus Só aboliu o mandamento do Sábado. Deus não tem duas palavras? Ou é Pra o comodismo, mesmo assim e com os animais limpos e imundos Se Jesus veio para abolir mandamentos,a Carne imunda se tornar limpa, Jesus Veio e morreu a toa que morte sem significado a dele. Porque toda essa contradição no Livro que se harmoniza em todos o seu conteúdo, não há divergência nele. Ou puro Comodismo, Marcos.

  15. A Igreja Católica pratica a idolatria ?

    “Os católicos são idólatras, pois adoram estátuas!”… Quem nunca ouviu essa acusação ? Infelizmente, uma vez que os católicos usam estátuas em suas igrejas, enfrentamos a acusação de violar um dos mandamentos de Deus:
    “Não farás para ti imagem de escultura, nem alguma semelhança do que está em cima nos céus, nem em baixo na terra, ou seja nas águas debaixo da terra: você não deve se curvar a elas nem as servirás ”(Êxodo 20:4-5),” Ai, este povo cometeu um grande pecado, pois eles fizeram para si deuses de ouro “(Ex . 32:31).
    Mas Deus proibiu mesmo toda Imagem?
    Deus proibiu a adoração de estátuas, mas não proibiu o uso delas. Em vez disso, ele de fato mandou que fossem usadas em contextos religiosos, como provarei abaixo. Portanto, aqueles que se opõem à iconografia e estatuária religiosa esquecem das muitas passagens onde o Senhor ordena a confecção de estátuas. Por exemplo:
    “Farás dois querubins de ouro; e os farás de ouro batido, nas duas extremidades da tampa, um de um lado e outro de outro, fixando-os de modo a formar uma só peça com as extremidades da tampa. Terão esses querubins suas asas estendidas para o alto, e protegerão com elas a tampa, sobre a qual terão a face inclinada. Colocarás a tampa sobre a arca e porás dentro da arca o testemunho que eu te der. Ali virei ter contigo, e é de cima da tampa, do meio dos querubins que estão sobre a arca da aliança, que te darei todas as minhas ordens para os israelitas.” “Farás uma mesa de madeira de acácia, cujo comprimento será de dois côvados, a largura de um côvado e a altura de um côvado e meio. Recobri-la-ás de ouro puro e farás em volta dela uma bordadura de ouro. Farás em volta dela uma orla de um palmo de largura com uma bordadura de ouro corrente ao redor. “(Ex. 25:18-20).
    Davi deu a Salomão a planta do templo ”Também determinou a quantidade de ouro refinado que o altar do incenso deveria ter. Deu-lhe o modelo do carro dos querubins de ouro, que cobriam com as suas asas a Arca da Aliança de Javé. Tudo isso estava num escrito que Javé havia entregado a David, explicando a fabricação do modelo. “(1 Cr. 28:18-19). A planta de Davi para o templo, que o autor bíblico nos diz que foi “escrita pela mão do Senhor”, incluía estátuas de anjos.
    Da mesma forma Ezequiel 41:17-18 descreve escultura (talha) das imagens do templo idealizado, que lhe havia sido mostrada em uma visão, pois ele escreve: ”Nas paredes ao redor na sala interior e [sobre] a nave foram esculpidos semelhanças de querubins. “
    O Uso Religioso de Imagens
    Durante uma praga de serpentes enviadas para punir os israelitas durante o êxodo, Deus disse a Moisés para “fazer [a estátua de] uma serpente e coloque-a em um poste, e todo aquele que for picado e vêr a serpente viverá. Então Moisés fez uma serpente de bronze, e prendeu-a em um poste, e se qualquer pessoa picada olhasse para a serpente de bronze e vivia.”(Num. 21:8-9).
    Bastava olhar para a estátua de bronze da serpente para ser curado, o que mostra que as estátuas poderiam ser usadas ‘sacramentalmente’, ou seja, como símbolo externo que manifesta a fé existente interior, e não apenas como ornamentos religiosos. Eis aqui apenas mais uma evidência Bíblica que Deus de fato utilizou de símbolos ou sinais físicos para dispensar suas Graças ao Seu Povo já no Antigo Testamento. O mesmo pode ser dito do método escolhido por Deus para saciar a sede dos israelitas no deserto, quando ordenou a Moisés que usasse seu cajado contra uma pedra, que somente então jorraria agua e salvaria o povo de Israel de morrer de sede. Não poderia Deus ter apenas feito chover? Obviamente que sim, mas o Senhor escolheu um modo simbólico de apresentar sua benção ao seu povo, permitindo assim que através do gesto de Moisés a fé de todos aqueles presentes fosse aumentada.
    Os Católicos usam estátuas, pinturas e outros recursos artísticos para “recuperarem” a pessoa ou cena representada na arte. Da mesma forma que ao olharmos para uma fotografia lembramos da pessoa nela capturada, ao olharmos uma estátua nos remetemos mental e espiritualmente àquilo que ela representa.
    Os católicos também usaram as estátuas como ferramenta de ensino. No início da Igreja elas foram especialmente úteis para a instrução dos analfabetos. Muitos protestantes usam imagens de Jesus e outras figuras da Bíblia na escola dominical para ensinar as crianças, uma tradição tipicamente católica.
    Os católicos também usam estátuas para imortalizarem a lembrança de certas pessoas e eventos, do mesmo modo muitas igrejas protestantes nos EUA e no mundo usam presépios tridimensionais no Natal.
    Sendo assim, se o mesmo peso e a mesma medida forem usados, os protestantes também estariam praticando a “idolatria” de que acusam os católicos. Mas não há idolatria em nenhuma dessas situações, pois Deus proíbe a adoração de imagens como deuses, mas não proíbe sua realização. Se fosse o caso, os filmes religiosos, vídeos, fotografias, pinturas, e todas as coisas semelhantes seriam idolatria. Mas, como no caso da serpente de bronze de Moisés, Deus não proibiu o uso ritual de imagens religiosas.
    O problema é quando as pessoas começam a adorar a estátua como um ‘deus’ que o Senhor se zanga. Assim, quando os judeus do Antigo Testamento começaram a adorar a serpente de bronze como um ‘deus-serpente’ (a quem chamaram de “Neustã”), o rei justo Ezequias mandou destruí-la (2 Rs. 18:4).
    Prostração: Postura Idólatra?
    Às vezes os anti-católicos citam Deuteronômio 5:9, onde Deus disse a respeito de ídolos, “Vós não deveis vos curvar a eles.” para formularem sua acusação. Uma vez que muitos católicos às vezes se ajoelham diante de estátuas de Jesus e mesmo dos santos, as pessoas confundem esse ato de veneração com o pecado da idolatria.
    Apesar da curvatura e a genoflexão (ato de ajoelhar-se) poderem ser posturas de adoração, isso não quer dizer que sempre que elas ocorrem esteja caracterizada a adoração. Assim, um católico que se ajoelha diante de uma imagem sacra não está prestando adoração à estátua, mas apenas assumindo uma postura de oração. Ou seja, a genuflexão é uma postura de reverência que exterioriza um sentimento de humildade e piedade interior, ela somente caracterizaria um ato de adoração se houvesse a atribuição do status de divindade ao objeto ( imagem sacra) em substiuição à Deus, o que não ocorre na prática Católica. A Bíblia Sagrada nos prova isso:
    Moisés saiu ao encontro do sogro e, prostrando-se, o beijou. Em seguida, depois de mútua saudação, os dois entraram na tenda. Ex. 18:17
    Josué rasgou suas vestes e prostrou-se [diante da Arca da Aliança] com a face por terra até a tarde diante da arca do Senhor, tanto ele como os anciãos de Israel, e cobriram de pó as suas cabeças. Seria esse o desejo de Deus?~
    Obadias ajoelhou-se diante de Elias e esse por sua vez não o repreendeu, pois percebia o gesto de Obadias como ato de respeito:
    “Enquanto Obadias caminhava, eis que veio Elias a seu encontro. Abdias reconheceu-o e prostrou-se com o rosto por terra, dizendo: És tu, meu senhor Elias?” (1 Reis 18,7)
    Eliseu também para se pos de joelhos:
    “Os filhos dos profetas que estavam em Jericó, vendo o que acontecera defronte deles, disseram: O Espírito de Elias repousa em Eliseu. Foram-lhe ao encontro, prostraram-se por terra diante dele.”(2 Reis 2:15)
    As mulheres se ajoelharam diante dos anjos no sepulcro:
    “Não sabiam elas o que pensar, quando apareceram em frente delas dois personagens com vestes resplandecentes. Como se estivessem amedrontadas, inclinaram o rosto para o chão, disseram-lhes eles: Por que buscais entre os mortos aquele que está vivo?”[Lucas 24: 4-5)
    Alguns recorrem ainda à Deuteronômio 4:15-18 para condenarem o uso de estátuas religiosas: “No dia em que o Senhor, vosso Deus, vos falou do seio do fogo em Horeb, não vistes figura alguma. Guardai-vos, pois, de fabricar alguma imagem esculpida representando o que quer que seja, figura de homem ou de mulher, representação de algum animal que vive na terra ou de um pássaro que voa nos céus, ou de um réptil que se arrasta sobre a terra, ou de um peixe que vive nas águas, debaixo da terra”
    Já mostramos que Deus não proíbe a confecção de estátuas ou imagens de várias criaturas para fins religiosos (cf. 1 Rs 6:29-32, 8:6-66;.. 2 Crônicas 3:7-14) mas sim o ‘endeusamento’ de estátuas em subistuição ao culto a Deus. Muitos protestantes diriam que mesmo assim essa prática é errada, pois Deuteronômio 4 nos diz que os israelitas não viam a Deus sob uma forma concreta e, portanto, não devemos fazer representações simbólicas de Deus. Mas será que Deuteronômio 4 proíbe tais representações?
    A resposta é não
    No início de sua história, Israel foi proibida de fazer quaisquer representações de Deus, porque Ele não havia se revelado de uma forma visível. Dada a cultura pagã ao seu redor, os israelitas poderiam ter sido tentados a adorarem a Deus sob a forma de um animal ou algum objeto natural (por exemplo, um touro ou o sol), como de fato o fizeram.
    Mais tarde, porém, Deus revelou-se sob formas visíveis, como em Daniel 7:9 “Enquanto eu olhava, foram colocados tronos e um que era Ancião de Dias, tomou o seu lugar, o seu vestido era branco como a neve, e o cabelo da sua cabeça como a pura lã; o seu trono era chamas de fogo, suas rodas eram fogo ardente.” Os Evangélicos e protestantes em geral fazem representações de Deus Pai, de acordo com essas descrições quando fazem ilustrações das profecias do Velho Testamento.
    O Espírito Santo revelou-se sob pelo menos duas formas visíveis, a de uma pomba, no batismo de Jesus (Mateus 3:16, Marcos 1:10, Lucas 3:22, João 1:32), e como línguas de fogo, no dia de Pentecostes (Atos 2:1-4). Os cristãos não-Católicos usam essas imagens para representarem episódios bíblicos, nos EUA por exemplo, usam alfinetes na lapela com a representação do Espírito Santo em forma de pomba, ou ainda emblemas em seus carros, etc…
    Mas, mais importante, na encarnação de Cristo, Seu Filho, Deus mostrou à humanidade um ícone de si mesmo. Em Colossenses 1:15 Paulo disse: “Ele é a imagem. (Em grego imagem = ikon) do Deus invisível, o primogênito de toda a criação.” Cristo é o tangível “ícone” divino do invisível, do Deus infinito.
    Nós lemos que, quando os Reis Magos foram “entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe, e prostrando-se, o adoraram. Então, abrindo os seus tesouros, ofereceram-lhe presentes: ouro, incenso e mirra” (Mt 2:11). Embora Deus não tivesse revelado uma forma no Monte Horebe, ele revelou uma na casa em Belém.
    A questão é, quando Deus estabeleceu Sua nova aliança conosco, ele revelou-se sob uma forma visível em Jesus Cristo. Por esse motivo, nós podemos fazer representações de Deus em Cristo. Até mesmo os protestantes usam todos os tipos de imagens religiosas: Imagens de Jesus e outras personagens bíblicas aparecem em uma variedade de Bíblias, livros de fotos, camisetas, bijuterias, adesivos, cartões, discos compactos, e presépios. Cristo ainda é simbolicamente representado pela Icthus ou “emblema de peixe.”
    O bom senso nos diz que, uma vez que Deus se revelou em várias imagens, sobretudo na encarnação de Jesus Cristo, não é errado para nós usarmos imagens destas formas para aprofundar o nosso conhecimento e amor à Deus. É por isso que Deus revelou-se nessas formas visíveis, é por isso que são feitos ícones e estátuas.
    A Igreja Católica Condena a Idolatria há 2014 anos
    Desde os tempos dos apóstolos, a Igreja Católica sempre condenou o pecado da idolatria. Os Padres da Igreja alertam contra este pecado, e concílios da Igreja também abordaram a questão.
    O Segundo Concílio de Niceia (787 D.C), que referiam-se sobretudo à questão do uso religioso de imagens e ícones, dizendo: “Aquele que nos redimiu das trevas da idolatria insanidade, Cristo nosso Deus, quando assumiu … a sua noiva a sua santa Igreja Católica prometeu que iria protegê-la e garantiu aos seus santos discípulos, dizendo: ”Eu estou convosco todos os dias até a consumação dos tempos”… À esta graciosa oferta algumas pessoas não prestaram atenção … sendo ludibriadas pelo inimigo traiçoeiro elas abandonaram a verdadeira linha de raciocínio… e eles não conseguiram distinguir o sagrado do profano, ao afirmar que os ícones de nosso Senhor e dos seus santos não foram diferentes das imagens de madeira dos ídolos satânicos. “
    O Catecismo do Concílio de Trento (1566 DC) ensinou que a idolatria é cometida “a adoração de ídolos e imagens como Deus, ou acreditar que elas possuem qualquer divindade ou virtude que os autorizem a nossa adoração, por meio da oração, ou depositando confiança neles” ( 374).
    “A idolatria é uma perversão do sentido inato do homem religioso. Idólatra é aquele que” transfere a sua indestrutível noção de Deus como algo diferente de Deus “(CIC 2114).
    A Igreja absolutamente reconhece e condena o pecado da idolatria. Os não-católicos, ao acusarem os Católicos de Idólatras, não reconhecem a distinção entre o pensamento que eleva um pedaço de pedra ou gesso ao status de um deus e o desejo de visualmente lembrar Cristo e dos santos no céu, fazendo estátuas em sua homenagem. A fabricação e utilização de estátuas religiosas é uma prática totalmente bíblica. Quem disser o contrário não conhece a Bíblia, portanto Silas Malafaia lê a Bíblia, mas não a entende.

    • elias.
      Teu texto é muito longo e fica difícil respondê-lo na íntegra, porém nota-se que copiaste de alguém, pois já li em outra oportunidade texto semelhante.
      Estas alegações de que Deus, no VT mandou fazer imagens de seres celestiais, a questão de fotografias apenas para recordação, já foram por demais contestadas, mas parece que são recorrentes, e volta e meia elas aparecem, querendo justificar o injustificável. (se queres te aprofuncar neste tema, digite no google: cacp idolatria).
      Elias, eu posso ter em casa uma fotografia de um ente querido apenas para recodação. Isto não é idolatria. Porém, se eu colocá-la em um quadro, ao lado de minha cama, e todas as noites eu me ajoelhar diante dela, fizer o sinal da cruz, beijar esta foto e passar a falar com ela como se vida tivesse, tu vais me desculpar, mais isto é idolatria. Não tem outro nome.
      Quando o pároco da igreja do meu bairro convoca o povo para a festa de santo antonio, e no dia da festa, pões a imagem do mesmo em uma padiola, e quatro homens a carregam pelas ruas do bairro, e os fiéis a seguem em romaria, choram, esforçam-se para tocá-la, beijam-lhes os pés, atribuem-lhe poderes salvíficos e curadores, o que seria isto?
      Elias, a missa católica se divide em duas partes: a “latria” adoração que só deve ser prestada a Deus, e a dulia, veneração ou culto a santos, e hiperdulia, culto de veneração a Maria. Em Deuteronômio, Deus proibe o culto a qualquer outro ser, senão somente a ELE.
      O que a igreja católica faz é tentar mascarar e enrolar com palavriados, tentando dizer o que a Bíblia não diz.
      Venerar é prestar culto, e em nada difere de adorar, somente na forma de escrever.

      • Alguns estudiosos da bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda besta de apocalipse 13, a besta que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
        Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
        Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
        O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
        MAR E TERRA EM APOCALIPSE
        Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

        Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
        Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 besta do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.

        Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
        Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
        Formação literária de João
        Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
        Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
        Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
        É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
        Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
        Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água besta respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a besta do Apocalipse 13.
        É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

        Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
        Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas bestas míticas:
        Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

        Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

        Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.

        Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.

        Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.

        Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a besta de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
        Conclusão
        a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

        As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda besta era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

        A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

        Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

        Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

        Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
        No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
        Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
        1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
        2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
        3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
        4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
        Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
        Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

        Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

        PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
        Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
        Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
        Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
        Além disto, em Apocalipse 12 diz que a Besta e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
        Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
        Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
        Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

        A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

        A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
        Por fim o próprio Cristo nos disse:
        Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
        Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

        ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
        Apoc.13,1-7:
        “Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
        Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
        I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
        “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
        “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

      • QUERIDOS, ACHO TÃO FÚTIL E INÚTIL TANTAS DISCUSSÕES, NUNCA CHEGAREMOS A UM DENOMINADOR COMUM, ACREDITAMOS DE FORMAS DIFERENTES…. NENHUMA CRENÇA É ERRADA, QUANDO NELA SE PREGA E ACIMA DE TUDO SE VIVE O AMOR QUE CRISTO NOS TRANSMITIU, ATÉ OS DE RELIGIÕES AFRICANAS COM SEUS ORIXÁS SE VIVEREM O VERDADEIRO AMOR SERÃO ACOLHIDOS PELO CORAÇÃO AMOROSO DE DEUS…. A FÉ CATÓLICA NÃO É IDÓLATRA E ISTO BASTA, NÃO PRECISAMOS NOS JUSTIFICAR…. CRIAR UMA RELIGIÃO PROMETENDO PROSPERIDADE FINANCEIRA, CURA DE TODOS OS MALES, ISTO SIM É IDOLATRIA…. CRISTO NOS MANDOU PARTILHAR TUDO O QUE TEMOS, ISSO NÃO É ENRIQUECER….. DEUS NOS MANDOU VIVER NA HUMILDADE….. O QUE É CERTO, E QUE COLHEREMOS TUDO O QUE PLANTAMOS…… TUDO O QUE TEMOS É REFLEXOS DE NOSSOS ATOS…. NÃO PRECISAMOS PAGAR PARA TERMOS UMA BENÇÃO OU GANHARMOS O DIREITO DE PROSPERAR, DEUS NOS DARÁ GRATUITAMENTE COMO CONSEQUÊNCIA DO QUE FAZEMOS…..
        VAMOS VIVER E SEMEAR O AMOR…… ACOLHER A TODOS INDIFERENTE DE CRENÇA, RAÇA OU ORIENTAÇÃO SEXUAL…. DEUS AMA E ACEITA CADA FILHO, COMO ELE É…….

    • Elias.
      Onde tu leste no meu comentário que eu não li a tua postagem?
      Pelo visto, tu é que não leu a minha. Eu apenas disse que fica dificil refutar uma a uma e que já havia lido em outra oportunidade texto semelhanate.
      Mas sr. Elias, quem se expões num site como este, deve estar preparado para ser contrariado, e deve manter a calma, principalmente quando lhe faltam argumentos para refutar.
      Vamos combinar uma coisa: Eu doo dinheiro para a minha seita, e tu para a tua. Um não pede dinheiro emprestado para o outro. Certo? Eu fico com a minha seita, e tu ficas com o teu santo antonio de barro numa padiola, e aproveita para comer os pãezinhos de sto. antonio, dizem que são milagrosos.

    • Caro amigo vc disse q o mv protestante q separou a santa Igreja mais se esqueceu de um pq detalhe a própria ig católica se separou pq muitos não concordavam com as heresias q estavam acontecendo dentro da própria ig então ela se dividiu em catoliva romana e católica ortodoxa isso antes do protestantismo eu sou evangélica de cristo e não de martinho e até respeito à católica ortodoxa mais não acredito na romana

  16. A BESTA DO APOCALIPSE
    Alguns estudiosos da bíblia tanto Católicos como protestantes, acreditam que a segunda besta de apocalipse 13, a besta que surge da terra, represente o protestantismo apóstata, a fusão entre a Igreja e o Estado, e, mais especificamente, os Estados Unidos da América. Em apoio desta interpretação, temos o adventista de Uriah Smith
    Tendo concluído que na visão de João, o mar representa multidões de pessoas, áreas densamente povoadas, pode-se supor que, em seguida, coloque a aumentar a segunda besta é apenas o oposto de uma solução pacífica deserto, pouco povoada? Talvez alguns considerem que é assim. Mas o estudioso familiarizado com os termos envolvidos provavelmente ainda sérias dúvidas.
    Para interpretar corretamente o Apocalipse, devemos começar com o livro em si. Em seguida é preciso consultar o Antigo Testamento, especialmente as passagens apocalípticas para o Apocalipse é particularmente dependente Velho Testamento simbolismo.
    O apocalíptico de obras não-canônicos que influenciou o estilo literário de João também nos ajudar a interpretar os símbolos que ele usou.
    MAR E TERRA EM APOCALIPSE
    Em Apocalipse 17:15 um anjo explica que o símbolo “águas” usada no versíc. 1 significa “povos e multidões, e nações e línguas”. Se o símbolo de “águas” ( hudar) pode ser usado para “mar” ( thalassa ), temos motivos para a nossa interpretação do Apocalipse 13:1 .

    Em outra parte no Apocalipse, o mar é um lugar habitado (por exemplo, Apocalipse 8,9 ;10,6 ; 16,3 ). Mas em todos os textos do mar de habitantes do são mencionados em estreita ligação com as da terra (muitas vezes sofrem do mesmo ou um destino semelhante, como em Apocalipse 16:2 , 3 ).
    Portanto, a nossa posição de que a elevação do Apocalipse 13,1 besta do “mar” repressente a sua subida de entre multidões de pessoas ou de uma área densamente povoada é razoável e defensável. Tem apoio exegético bom. Mas, como vimos acima, não podemos encontrar esse apoio bíblico para a nossa interpretação de “terra”.

    Como foi a “terra”, utilizada no dia do João?
    Daniel usa o hebraico e aramaico tronco rs ” para “terra” quase 20 vezes, e metade destes usos referem-se a habitação de pessoas na Terra. Nenhuma referência a um deserto. O resto do Antigo Testamento e a profética literatura apocalíptica também considerada a terra a morada do homem. Muitas vezes é usada simplesmente para dizer Israel, ou Palestina. O mesmo acontece na literatura apocalíptica intertestamentário. Assim como uma palavra isolada, “Terra” não tem significado simbólico para João ou suas fontes.
    Formação literária de João
    Quando lidamos com trechos simbólicos das Escrituras, percebemos que o escritor está tentando ilustrar uma verdade espiritual.
    Enquanto a verdade espiritual pode ter uma aplicação universal, o símbolo que ele usa, nem sempre.
    Deve vir pela necessidade de sua própria formação cultural. Assim, para apreciar plenamente a verdade espiritual, precisamos entender o que o símbolo significa para o autor em seu contexto.
    É na literatura apocalíptica intertestamental, a fonte de alguns dos ricos simbolismo de João, que se encontre uma pista para o significado da sua mensagem enigmática em Apocalipse 13:11 . J.M. Ford aponta que “o capítulo 13 introduz outra crença judaica associada com o advento da era messiânica, isto é, as atividades do Leviatã e Behemoth…. (Estes são os nomes dos animais gigantescos ou monstros descrito em Jó 40 e 41) “.
    Uso de João do mito Leviathan-Behemoth em Apocalipse 13
    Jó 40,15-24 é a única referência bíblica ao Behemoth, um animal oxlike da terra. Leviatã, no entanto, aparece em Jó 41; Isaías 27:1 , Salmo 74:12-14 e Salmo 104:26 . É um grande, forte, água besta respiração fogo que é orgulhoso e arrogante, como a besta do Apocalipse 13.
    É também um dragão de muitas cabeças que Deus vai matar no dia da libertação de Israel ( Sl 74:14. ; Isaías 27:1. ).

    Ao longo desses mitos Behemoth, a devoração um, é sempre um animal terrestre com chifres proeminentes, como em Apocalipse 13:11 .
    Escritores judeus fizeram uso gratuito das imagens destas bestas míticas:
    Nos apócrifos eles aparecem juntos mais ou menos como eles fazem no Apocalipse. O texto de 4 Esdras 6:49-52, descreve o Leviatã e Behemoth como monstros de água pré-Criação que Deus chamado no quinto dia da semana da Criação (cf. v. 47). No terceiro dia, de acordo com esta passagem, Behemoth foi lançado para a terra seca e viveu entre um mil montes de areia, porque a água que foi deixada não conseguiu segurar as duas bestas.

    Em 1 Enoque 60 encontramos uma história semelhante, e um detalhe adicional que é relevante para a nossa compreensão de Apocalipse 13. Aqui Behemoth “ocupados com o peito um deserto chamado Duidain resíduos [ou Deddain] no leste do jardim, onde os eleitos e justos habitam” (v. 8). Significativamente, 2 Baruch 29:4 afirma, “Behemoth será revelada a partir de seu lugar e Leviatã subirá do mar” localizar os lugares onde habitam como o Apocalipse 13.

    Esse mito era bem conhecido do século primeiro os judeus através da literatura apocalíptica, e eles não teriam sabido que uma besta surgiu de um mar povoado e outro de um escassamente povoada deserto distante.

    Portanto, João não foi o único entre os primeiros escritores cristãos a fazer referência a este material.

    Na verdade, o uso de material mitológico foi bastante aceitável no cristianismo primitivo. Uma criatura parecida Leviatã aparece no Pastor de Hermas. 10 E o próprio Jesus usou material mítico-histórico do homem rico e Lázaro, com bons resultados.

    Assim como a compreensão das origens da história que nos ajuda a ajustá-lo de forma credível para o nosso sistema de crença, então a compreensão da história subjacente a besta de cordeiro do Apocalipse 13 nos dá a base para interpretar a passagem corretamente.
    Conclusão
    a palavra “terra” não tem uma aplicação coerente simbólica no Apocalipse, como “chifres”, “Estrelas”, o “Cordeiro”, e outras palavras fazem. Assim, na interpretação de Apocalipse 13:11 , que devemos abandonar o nosso velho argumento de que apenas os contrastes “terra” com “mar”. Mas não precisamos abandonar nossa posição tradicional.

    As imagens de João claramente se baseia em um mito bem conhecido, há muito estabelecida como uma metáfora no pensamento religioso judaico, para expressar sua mensagem profética. Nesta lenda a segunda besta era o senhor do deserto de Duidain. Em Apocalipse 13:11 , então, o lugar que a besta surge é um deserto desabitado acidentada. Só chamando o Behemoth, Leviathan imagem podemos esperar para mostrar que João quis dizer algo diferente de “terra” em Apocalipse 13:11 que ele quis dizer com isso no resto do livro.

    A Bíblia sagrada é um livro Católico, feito e edificado pela igreja Católica, para ser usado na liturgia católica e assim sempre possuiu 73 livros e não 66 como pensam os hereges rebelados, alias tem uma questão numérica muito importante a ser exposta, Deus nos manda sinais mostrando o que é certo e o que é errado.

    Os protestantes retiraram 7 livros da Bíblia (numero 7 e um numero de perfeição) isso quer dizer que eles retiraram a perfeição da Bíblia deles.

    Assim sua Bíblia ficou com 66 livros (o 6 sempre foi um numero imperfeito na simbologia Hebraica) tanto que o nome da besta tem essa contagem numérica de 666 por ser exatamente um numero imperfeito, o real significado é que a Bíblia protestante esta totalmente imperfeita.

    Podemos entender que Deus deixou todos os sinais para a humanidade entender seus erros, mas os protestantes não conseguiram até esse momento enxergar o sacrilégio que cometeram.
    No ano 100 da era cristã, os rabinos judeus se reuniram no Sínodo de Jâmnia (ou Jabnes), no sul da Palestina, a fim de definir a Bíblia Judaica. Isto porque nesta época começavam a surgir o Novo Testamento com os Evangelhos e as cartas dos Apóstolos, que os judeus não aceitaram.
    Nesse Sínodo, os rabinos definiram como critérios para aceitar que um livro fizesse parte da Bíblia, o seguinte:
    1) Deveria ter sido escrito na Terra Santa;
    2) Escrito somente em hebraico, não em aramaico e nem grego;
    3) Escrito antes de Esdras (455-428 a.C.);
    4) Sem contradição com a Torá ou lei de Moisés.
    Esses critérios eram mais nacionalistas, do que verdadeiramente religiosos, fruto do retorno do exílio da Babilônia em 537aC.
    Por esses critérios não foram aceitos na Bíblia judaica da Palestina os livros que hoje não constam na Bíblia protestante, citados anteriomente. Mas a Igreja católica, desde os Apóstolos, usou a Bíblia completa anterior a este Sínodo Judeu que era A SEPTUAGINTA, mais conhecida como a bíblia dos Setenta.

    Portanto,até o ano de 1.500, a única Bíblia Cristã existente na face da terra era a Bíblia Católica! Foi Martinho Lutero, um ex-sacerdote, excomungado pela Igreja, que, ao criar a “sua” igreja, denominada de “Igreja Luterana”, forjou a “sua bíblia”, tomando a Bíblia Católica com os SETE LIVROS tirados por ele, porque o incomodava com suas teses heréticas, e que passou desde então a ser chamada de “bíblia protestante”.

    PERGUNTA QUE NÃO CALA : Com que autoridade Lutero fez isto ?
    Ora, todos sabemos que o número de satanás é 6(Seis). Sabemos que é ele (satanás) quem causa divisão e discórdia no Povo de DEUS.
    Portanto,sem medo de testemunhar a verdade, podemos afirmar sem sombra de dúvidas que Martinho Lutero foi um instrumento que o maligno usou para tirar milhões de criaturas da presença (física) de Deus na Eucaristia, e da única e verdadeira Igreja fundada por Cristo ( Conf. Mateus 16,18).
    Concluindo: o número de Martinho Lutero é 6 (seis) e a “sua bíblia” tem 66 (sessenta e seis) livros, o que dá o número 666…… o que pensar diante disso?
    Além disto, em Apocalipse 12 diz que a Besta e seus seguidores iriam perseguir Maria a mulher que Deus à luz um filho varão que irá governar e o reino que não terá fim.
    Qual a religião que mais odeia e persegue Maria a Mãe de Deus? Católicos ou protestantes?
    Segundo Lutero, não há necessidade de sacerdotes, e da hierarquia. Todo cristão tem uma relação livre com Deus (Vejam ai resultado: Seitas e heresias para todos os gostos):
    Isto parece algo muito bom, e realmente nós podemos ter uma relação direta com Deus. Entretanto não podemos excluir o papel da hierarquia e dos sacerdotes. Lemos no livro de Números, capítulo 12, que a irmã de Moisés, Mirian (Maria), disse: “Porventura é só por Moisés, diziam eles, que o Senhor fala? Não fala ele também por nós“. A Bíblia mostra que “o Senhor ouviu isso” e disse “Por que vos atrevestes, pois, a falar contra o meu servo Moisés?” e logo depois “Maria foi ferida por lepra“.

    A Bíblia nos ensina a não proceder contra os escolhidos por Deus: “Deus me guarde de jamais cometer este crime, estendendo a mão contra o ungido do Senhor, meu senhor, pois ele é consagrado ao Senhor!” (1Sam 24,7). Pela intercessão de Moisés, Mirian foi curada da lepra. Logo depois vemos Coré (Num 16) se rebelar contra Moisés e Aarão: “Basta! Toda a assembléia é santa, todos o são, e o Senhor está no meio deles. Por que vos colocais acima da assembléia do Senhor?“.

    A Bíblia mostra que, por causa desta revolta, “Saiu um fogo de junto do Senhor e devorou os duzentos e cinquenta homens que ofereciam o incenso“. Isto pode ser a semelhança do que espera aqueles que se rebelam contra os desígnios de Deus: “Voltar-se-á em seguida para os da sua esquerda e lhes dirá: – Retirai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e aos seus anjos” (Mt 25,41).
    Por fim o próprio Cristo nos disse:
    Quem vos ouve a vós, a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós, a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou. (Luc 10:16)
    Lutero é a árvore, e as igrejas evangélicas e protestantes são seus ramos.

    ALGUEM PODE CONVENCER DO CONTRÁRIO QUE DIFERENTES DENOMINAÇÕES NÃO SÃO UMA TORRE DE BABEL !!!??? UM VERDADEIRO MONSTRO DEVORANDO-SE UMAS AS OUTRAS NA DISPUTA POR DIZIMISTAS ?
    Apoc.13,1-7:
    “Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação…”
    Lutero é a árvore e estes são os seus ramos.
    I João 2,19: Eles saíram dentre nós, mas não eram dos nossos. Se tivessem sido dos nossos, ficariam certamente conosco. Mas isto se dá para que se conheça que nem todos são dos nossos.
    “Examinai-vos a vós mesmos, se estais na fé. Provai-vos a vós mesmos… A menos que a prova vos seja, talvez, desfavorável” (2Cor 13,10).
    “Pregando a Verdade e confirmando os irmãos na verdadeira fé, com a graça de Deus construo Catedrais nas almas para que nelas possam habitar o Espírito Santo de Deus” ( Pierry de Craon).

  17. e o fedor da hipocrisia deste inidividuo da para ser sentido a kilometros,Esta criatura idolatra,:o dr(nao sei no que??)Mike mordedog,riqueza,poder politico,dominio e manipulaçao das massas,ele mesmo,seu aviao ,sua associaçao,seus caberlos sua beleza,sua inteligencia!!!isto e para le que se caha inteligente,e a lista pode aumentar…e vem falar estas besteiras dos outros.E tipico desta raça de hipocritas,falm verdades biblicas como se fossem revelaçoes deles e elevam suas palavras como verdades absolutas,sempre repetem as mesmas ladainhas com novas palavras,e no final sao os promeiros a infligirem oque eles proprios falam,e a turminha do faça o que mando ,as nao faça o que eu faço.Os caes nao herdarao o reino dos ceus

  18. Mas não se esqueça que Maria era virgem até a concepção do Senhor Jesus, depois José a recebeu como esposa e tiveram outros filhos, e não cometeram erro nenhum por isso. José qdo ficou sabendo que Maria estava grávida ficou triste e não queria recebê-la como esposa:

    Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Que estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo.
    Então José, seu marido, como era justo, e a não queria infamar, intentou deixá-la secretamente.
    E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo;
    Mateus 1:18-20

    E mesmo que Maria continuasse virgem(o que não ocorreu) não a tornaria mais ‘santa’ que outras pessoas, porque o ato sexual NO MATRIMÔNIO é uma dádiva de Deus; o sexo só é pecado FORA do casamento. Então até nos dias de hoje, qualquer pessoa que queira manter sua castidade e mesmo que seja serva de Deus em obediência, depois que morre não lhe dá o direito nem a virtude de ser santo/a com poderes de ouvir orações, fazer milagres etc.

    Agora, ficar clamando e chamando ela de virgem Maria, não tem fundamento; ela foi virgem, mas não ficou virgem o resto da vida.
    Veja o que diz estes versos:
    E foram ter com ele sua mãe e seus irmãos, e não podiam aproximar-se dele, por causa da multidão. E foi-lhe dito: Estão lá fora tua mãe e teus irmãos, que querem ver-te.
    Mas, respondendo ele, disse-lhes: Minha mãe e meus irmãos são aqueles que ouvem a palavra de Deus e a executam.
    Lucas 8:20-21
    Veja que o próprio Jesus disse que sua mãe e seus irmãos são aqueles que ouvem e executam a Palavra de Deus, e pelo modo que Ele disse dá-se a entender que Maria e seus outros filhos não seguiam a Cristo como as multidões o seguiam!
    E outra, veja o que Maria disse, e serve de exemplo pra todos:
    Sua mãe disse aos serventes: Fazei tudo quanto ele vos disser. João 2:5 Ou seja, Maria realmente foi bem aventurada, mas não recebeu nenhum poder pra ouvir orações, fazer milagres etc. Analise em todo o Novo Testamento, nenhum dos Apóstolos invocaram Maria ou qualquer outro, a não ser o Senhor Jesus, o ÚNICO mediador entre Deus Pai e a humanidade:

    Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. 1 Timóteo 2:5 (veja que não é citado Maria ou qualquer outro/a)

    Então se um pastor(seja quem for), padre, bispo etc., ensinar outra doutrina diferente do que foi escrito pelos apóstolos guiados pelo Espírito Santo, são falsos e mentirosos:

    Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema.
    Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Gálatas 1: 8,9.

    Quem NÃO segue a verdade, que a Palavra de Deus sem alterações, está sendo enganado com a mentira: Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai. Ele foi homicida desde o princípio, e não se firmou na verdade, porque não há verdade nele. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44

  19. QUERIDOS, ACHO TÃO FÚTIL E INÚTIL TANTAS DISCUSSÕES, NUNCA CHEGAREMOS A UM DENOMINADOR COMUM, ACREDITAMOS DE FORMAS DIFERENTES…. NENHUMA CRENÇA É ERRADA, QUANDO NELA SE PREGA E ACIMA DE TUDO SE VIVE O AMOR QUE CRISTO NOS TRANSMITIU, ATÉ OS DE RELIGIÕES AFRICANAS COM SEUS ORIXÁS SE VIVEREM O VERDADEIRO AMOR SERÃO ACOLHIDOS PELO CORAÇÃO AMOROSO DE DEUS…. A FÉ CATÓLICA NÃO É IDÓLATRA E ISTO BASTA, NÃO PRECISAMOS NOS JUSTIFICAR…. CRIAR UMA RELIGIÃO PROMETENDO PROSPERIDADE FINANCEIRA, CURA DE TODOS OS MALES, ISTO SIM É IDOLATRIA…. CRISTO NOS MANDOU PARTILHAR TUDO O QUE TEMOS, ISSO NÃO É ENRIQUECER….. DEUS NOS MANDOU VIVER NA HUMILDADE….. O QUE É CERTO, E QUE COLHEREMOS TUDO O QUE PLANTAMOS…… TUDO O QUE TEMOS É REFLEXOS DE NOSSOS ATOS…. NÃO PRECISAMOS PAGAR PARA TERMOS UMA BENÇÃO OU GANHARMOS O DIREITO DE PROSPERAR, DEUS NOS DARÁ GRATUITAMENTE COMO CONSEQUÊNCIA DO QUE FAZEMOS…..
    VAMOS VIVER E SEMEAR O AMOR…… ACOLHER A TODOS INDIFERENTE DE CRENÇA, RAÇA OU ORIENTAÇÃO SEXUAL…. DEUS AMA E ACEITA CADA FILHO, COMO ELE É…….

      • A JUSTIÇA DE DEUS NÃO É A MESMA DOS HOMENS… NÃO SEJAMOS HIPÓCRITAS AO TENTAR ADIVINHAR O QUE DEUS FARIA…. COM CERTEZA O AMOR QUE DEUS TEM POR CADA FILHO TIRA O DIREITO DE UM SER HUMANO JULGAR O OUTRO… ACORDA!!!!!

      • A JUSTIÇA DE DEUS NÃO É A MESMA DOS HOMENS… NÃO SEJAMOS HIPÓCRITAS AO TENTAR ADIVINHAR O QUE DEUS FARIA…. COM CERTEZA O AMOR QUE DEUS TEM POR CADA FILHO TIRA O DIREITO DE UM SER HUMANO JULGAR O OUTRO… ACORDA!!!!!

    • Ta errado padre servir aos dmonios não leva ninguém ao reino dos céus. ok? ou a bíblia esta errada? só existe um caminho o caminho de Cristo esta fora dela codenado ao inferno esta.

    • COM MUITO RESPEITO A TUA OPINIÃO, QUERO TE DIZER QUE SE DEUS ACEITASSE TODOS ASSIM COMO ELES SÃO NÃO HAVERIA NECESSIDADE DE JESUS MORRER PELOS NOSSOS PECADOS. ELE RECEBE E ACEITA SIM A TODOS COMO ELES SÃO, MAS PARA MUDAR E TRANSFORMAR SUAS VIDAS E NÃO PARA CONTINUAR ASSIM. II CO 5.17…QUEM ESTÁ EM CRISTO NOVA CRIATURA É AS COISAS VELHAS PASSARAM E ES QUE TUDO SE FEZ NOVO.

  20. Mas ele é idolatrado pelos seus seguidores e bajuladores da sua propriedade ADVEC.
    Gente isso só cortina de fumaça para poder esconder e fazer as suas alianças espúrias com a politicagem para tirar LUCRO!

    • O que este homem diz ou fala não tem a menor importância. Não há nele credibilidade e nem mesmo fidelidade no que prega ou faz. Ontem ele estava com Macedo e agora está contra. Ontem ele era contra a Teologia da Prosperidade e hoje é a favor. Nada que venha dele merece ser assimilado.

DEIXE UMA RESPOSTA