Para salvar mandato, Cunha teria aceitado abrir processo de impeachment contra Dilma, diz jornalista

9

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), presidente da Câmara, estaria negociando com a oposição uma forma de salvar seu mandato oferecendo a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

Atualmente, o deputado integrante da bancada evangélica é investigado pelo Conselho de Ética da Câmara por causa da existência de contas bancárias não-declaradas na Suíça e descobertas pela investigação da Operação Lava-Jato.

O que motivou a abertura de um processo de investigação na Câmara foram as próprias afirmações de Cunha, meses atrás, na CPI da Petrobras, negando que tivesse contas no exterior. Com a revelação dos dados encontrados pela Polícia Federal e Procuradoria-Geral da República, os parlamentares enxergaram quebra de decoro parlamentar. Em sua defesa, Cunha argumentou dizendo que as contas estão em nome de empresas suas e de sua esposa, e que portanto não mentiu quando disse que não haviam contas em seu nome no exterior.

Agora, vendo a situação se tornar mais delicada, Eduardo Cunha teria lançado mão de sua principal carta na manga: o pedido de impeachment da presidente Dilma elaborado pelos juristas Hélio Bicudo (fundador do PT e ex-membro do partido), Miguel Reale Jr. e Janaína Paschoal.


“Cunha teve uma reunião separada hoje com os tucanos Bruno Araújo, Carlos Sampaio e os demistas Mendonça Filho e Rodrigo Maia, após o almoço com os líderes partidários na residência oficial da presidência da Câmara. Os deputados das duas legendas colocaram o presidente da Câmara contra a parede: ou ele abre o processo de impeachment contra Dilma Rousseff ou eles retiram o apoio que têm dado a Cunha. Embora o grupo negue publicamente o teor da conversa, Cunha topou”, informou o jornalista Guilherme Amado, colunista do jornal O Globo.

A intenção do parlamentar é trocar a abertura do processo de impeachment pelo voto contra sua cassação no processo aberto no Conselho de Ética. “Sem os votos do PSDB e do DEM, e sem o apoio deles daqui até lá, Cunha está liquidado”, acrescentou Amado.

9 COMENTÁRIOS

  1. Cunha, o evangelico moralista e conservador.
    um grande exemplo.
    milhoes escondidos fora do pais.
    parabens, evangelicos, por elegerem o sujeito em que o pastor mandou votar.

  2. Mesmo que o processo seja aberto isso não redundará em impeachment, pois não há, jurídica e constitucionalmente falando, embasamento, além disso, Cunha não salvará seu mandato através da suposta vil negociação, pois a nação sabe o que esta ocorrendo, e por todo o país multidões pedem o afastamento de Cunha, sendo que o próprio PSDB deu hoje declarações retirando o apoio a Cunha e reiterando que o mesmo deve ser afastado da presidência da Câmara. Estes são os fatos, senhores!

    • Há abundante base jurídica e constitucional para o impeachment. Só não enxerga quem é petista ou esquerdopata. As pedaladas fiscais estão comprovadas também no atual mandato. Você é jurista melhor que Hélio Bicudo e Miguel Reale Jr.?

      Contudo é preciso lembrar que um processo impeachment na verdade não depende de base jurídica, pois é um julgamento político. Não é julgado pelos tribunais do poder judiciário, que, em tese, se atém a fatos e provas. A câmara de deputados, formada por políticos de olhos e ouvidos atentos à opinião pública, dá início ao processo jogando para a plateia, a torcida da maioria. O Senado julga com a mesma visão. Assim foi com o impeachment de Collor, que perdeu o mandato por muito menos razões do que temos hoje. Foi julgamento político.

      Hoje, comprovadamente 70 a 90% da população estão furiosos com os resultados desastrosos do péssimo governo da Sra. Russeff.

      Se o processo for iniciado, a probabilidade do impeachment é quase total.

  3. Eduardo Cunha é um cínico nojento e a pseudo oposição, porcos do mesmo chiqueiro, faz qualquer coisa para se manter em evidência. Foi assim, também, com a presidente mentirosa que afirmou que, para ganhar a eleição, faria qualquer coisa; até um pacto com o diabo. E fêz mesmo! Vamos aguardar para ver, mais uma vez, o caráter ou a falta de caráter da oposição! O chiqueiro está em atividade plena…

DEIXE UMA RESPOSTA