Pastor Marco Feliciano critica Nelson Mandela: “Implantou a cultura da morte na África do Sul”

54

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) comentou a morte de Nelson Mandela, líder sul-africano na luta contra o apartheid, dizendo que o ex-presidente “implantou a cultura da morte” naquele país.

A afirmação foi feita durante uma entrevista ao iG nesta segunda-feira. O presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) disse que a aprovação do aborto na África do Sul foi um erro de Mandela.

“Quem mata uma criança, para mim, não é meu amigo. Então Mandela implantou a cultura que chamamos de cultura da morte dentro da África do Sul […] E até hoje os índices de aborto na África do Sul são dos maiores do mundo. Então, nesse quesito, Mandela não foi feliz”, criticou o pastor.

Em 1996, quando Mandela aprovou a lei do aborto na África do Sul, o país registrava altíssimas taxas de violência sexual contra a mulher, e o ex-presidente se baseou nesse indicador para aprovar a interrupção da gravidez. De acordo com as autoridades, anualmente são registrados 60 mil casos de estupro na África do Sul.


Mesmo com essa crítica, Feliciano afirmou que pretende homenagear o líder sul-africano com um voto favorável ao projeto de lei que cria cotas para negros em concursos públicos no Brasil: “Meu voto vai ser uma homenagem a Mandela”.

2014

Sobre as eleições em 2014, Feliciano afirma que só não sairá candidato à reeleição como deputado federal se houver oportunidade de se candidatar ao Senado.

Entretanto, Feliciano sabe que a disputa será apertada, pois há apenas uma vaga e esta deverá ser disputada pelo atual senador Eduardo Suplicy (PT), José Serra (PSDB), ex-governador de São Paulo, e Gilberto Kassab (PSD), ex-prefeito de São Paulo.

“Se fosse só ele [Eduardo Suplicy], entraria na disputa sem medo nenhum. Seria uma luta bonita, porque o sobrenome Suplicy está atrelado a tudo o que contraria a nós [evangélicos]”, afirmou o pastor.

A respeito da disputa pelo Palácio do Planalto, Feliciano diz que apoiará o candidato de seu partido, pastor Everaldo Pereira, e que de maneira alguma apoiará a reeleição de Dilma Rousseff (PT): “Eu não posso caminhar ao lado dela”, definiu, relembrando os compromissos contra o aborto assumidos com as lideranças evangélicas durante a campanha de 2010, e quebrados durante o mandato.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

54 COMENTÁRIOS

      • lilian, pra que lugar especial para grávidas, idosos, deficientes né? direitos são iguais. pq um senhor acima de certa idade não paga passagem e eu pago? pq existe delegacia pra mulher e não para homem? pq existe lei maria da penha e não existe lei mario pedro (essa foi boa rs..)? pq mulher se aposenta com 60 anos e homem com 65? pq no RJ existe vagão no metrô só para mulheres? pq não existe dia da consciência branca? pq as leis de pensão e divórcio favorecem mais as mulheres?

        os direitos não são iguais? isso tudo está errado então né lilian?

    • dayana tem um cartoon muito interessante, pena que não dá para colar aqui.

      um menino branco e um menino negro queriam subir em um muro, para fugir de um cachorro, não sei. aí o menino branco convence o menino negro a se agachar, sobe nas costas dele, e fica em cima do muro. aí o menino negro pede pra ele ajudá-lo, e o menino branco diz: não posso fazer isso, seria racismo, você tem capacidade de subir sozinho.

      estuda a história do Brasil e medite nisso.

        • dayana, não é questão de capacidade intelectual, mas de herança histórica. vc não entendeu o cartoon. os negros foram escravizados, trabalharam como escravos por décadas, quando libertos, foram largados na marginalidade, muitos até retornaram para a escravidão, por não terem para onde ir. não tinha oportunidade. e isso foi se passando. quer dizer, o menino branco subiu nas costas do negro.

          aí agora, vc chega e diz: o negro tem a mesma capacidade intelectual que eu, ele não precisa de ajuda, ele sobe sozinho. como o menino do cartoon. vc está a um abismo social e histórico dele, e pede pra ele superar tudo isso e subir, como se vc tivesse lutado e conseguido tudo por mérito próprio. e não foi.

          as terras dos nossos antepassados foram DADAS, os primeiros brancos a chegarem aqui receberam terras. tomaram dos índios, em combates em que eles usavam paus e flechas e nossos antepassados usavam armas de fogo. eu nasci em uma boa casa, tive condições de estudar em boas escolas, minha família pode ser traçada na árvore genealógica até indivíduos que foram muito favorecidos pela Coroa, depois pelo Império, incentivo do Império para a plantação de cana de açúcar, para a exploração de ouro em Minas, enquanto os negros nada. agora, para mim, fica fácil falar para o negro: seria racismo se eu te ajudasse, sobe sozinho, vc tem capacidade.

          né dayana. concordo q a cota tem q ser dada para os pobres, mas a maioria dos negros, índios etc. estão nessa faixa, justamente por nunca terem tido oportunidade nesse país, os incentivos, desde a Coroa até o Império, sempre foram para os brancos, nunca competiram de igual para igual. sempre recebemos incentivo, e não reclamamos, e agora na hora de incentivar eles vamos reclamar?

          • Macedinho, eu já ia soltar os cachorros pra cima dessas duas ignorantes, mas vc já fez um bom trabalho em tentar explicar a situação pra esse par de imbecis.

          • indio quer cota de que, não faz nada, come bebe e dorme e estão ficando com a maior parte do país, ganhão bolsa familia rancho hospital maquinas ganham de tudo , não produzem nada…cota para que, estão roubando os brasileiros. e quanto aos nossos irmãos negros não acho correto, e esta não é uma verdade, frequentei varias repartições publicas na minhas indas e vindas e a maioria nunca foi branca, existe dentro do estado um numeroi muito grande de negros…não precisam de cotas, estas tem de ser reservadas aos mais pobres e ai sim aqueles que forem negros sejam também incluidos, tenho muitos e digo muitos amigos negros que quando se fala de cotas eles ficam bravos, e com razão são plenamente capazes

          • Cassandra, leia o texto do Macedinho novamente (meu deus, nunca pensei que um dia fosse referir alguém para um texto do Edyr mancebo), quem sabe assim vc aprende alguma coisa de história. A questão não são os seus amigos negros que não querem cotas, ótimo pra eles, mas a coisa é mais profunda. Estamos falando de séculos de escravidão, discriminação racial e genocídio que atrasou durante séculos o avanço da população negra. Sim, negros são capazes física e intelectualmente de se desenvolverem, mas uma imensa parte desta população só irá conseguir isso com o auxílio do Estado, o mesmo Estado que impediu de progredir. Isso não é favor, é uma reparação do Estado a sua própria injustiça.

          • E Cassandra, sua indiferença., e até deboche, pela luta dos povos indígenas me deixou boquiaberto. De vc, como pastor, era de se esperar uma posição mais humanitária e sensível a questão de um povo tão oprimido. A sua opinião seria a mesma de Cristo? Eu acho que não.

          • Edy Mancebo não sei se esse é seu verdadeiro nome. Mas sinceramente, fiquei emocionado ao ler seu comentário. Não apenas por ser negro, morar em um país de África, mas por conhecer a realidade histórica da colonização, através dos meus estudos no ensino médio em Ciência Sociais, e também por ouvir relatos da história dos meus avós e pais. A Escravidão durou em Angola quase 500 anos. Então, por 500 anos pessoas negras [os negros] foram levados como animais para as plantações de cana, arroz, cacau, levados à força para trabalharem na abertuda de estradas, construção de caminhos de ferro, construção de cidades, portos… Eram somente os negros. Os negros construiram a Europa, apesar de dirigidos por brancos. Mas para os brancos, os negros foram apenas instrumentos e mão de obra barata. Eram amarrados, chicoteados, as mulheres negras apenas escravas sexuais dos capatazes brancos, e por isso geraram os mulatos [mistura de branco com negras], dormiam em sanzalas, amarrados ao tronco quando se rebelavam, mortos e atirados aos cães, não tinham direito algum. Os brancos Ingleses que colonizaram África do Sul, mesmo apôs a abolição da escravatura, ainda continuaram maltratando os negros. Sou negro casado com uma Loira Brasileira, olhos azuis, mas Para o conhecimento daqueles, brancos ou negros,que se negam a ler a história e limitam-se apenas a julgar preconceituosamente, Durante todo o Período da Escravidão, enquanto os Negros eram tratados como Bichos, não Tiveram direito a Construir Casas, Não tiveram direito a Estudar, apenas serviam como animais de carga. Foram vários séculos, ok? Os Negros Sempre Foram Tratados como Indigentes, e até hoje o preconceito Racial é herança Histórica Muito forte também no Brasil. Basta olhar para Novelas, Empresas Públicas e Privadas, até no Ministério Público, há Diferenças Sim. Se existe algum respeito pela História do Brasil, deveria ser Obrigação do Governo Promover a Igualdade em todos os aspectos. E para isso,é justo que aquele grupo social que nunca teve algum privilégio, seja hoje ajudado a atingir alguns níveis de crescimento. Sem preconceito.

          • a bíblia se não trabalha não coma, sustentamos os índios , com regalias que nenhum cidadão pagador de impostos tem, temos milhares de colonos a dezenas de anos esperando um pedaço de terra para plantar, e quando ganham são abandonados a própria sorte, enquanto isto uma minoria poucos indios recebem um estado quase inteiro com terras fertil minas de todo o tipo, fartura de agua fauna flora e animais, não produzem e são um peso a sociedade, recebem maquinas semente e todo tipo de incentivo, não cultuam mais suas tradiçoes realmente paulo, não existe mais lugar para previlégios de qualquer classe, era melhor dar esta terra aos agricultores, e estes pagarem um tributo aos índios, todos ganhariam

          • Só 10% dos deputados e senadores são pretos ou pardos – Política …
            fernandorodrigues.blogosfera.uol.com.br/…/so-10-dos-deputados-e-sena…‎
            19/11/2013 – Há menos afrodescendentes no Congresso do que na elite … Bancada religiosa é a que mais tem pretos e pardos; ruralista, a que menos tem … atribuiu a etnia ou cor dos políticos com base em fotos oficiais e de campanha.

    • Sou contra cotas raciais mas sou favorável a cotas aos menos favorecidos.

      Se a maioria dos pobres forem negros e eu acredito que sim pelo contexto histórico serão beneficiados da mesma forma, o que não podemos engolir é o fato de uma família branca pobre ser deixada no esquecimento e ver um filho de um rico negro (há muitos) entrando em uma vaga que poderia ser dele.

      O problema no Brasil HOJE não é mais a questão racial mas a questão SOCIAL e não é com Bolsa Famila que será resolvida.

      Concordam que por essa linha de pensamento os Judeus poderia pedir benefícios por serem um dos povos mais perseguidos da história da humanidade? Vitimas do holocausto entre outras situações? Porém, não precisam, se levantaram como povo, como nação, e hoje representa um dos povos mais ricos da terra, lembrando que eles também já foram escravos e por muitas vezes.

      Vamos parar de hipocrisia e tratarmos a todos de forma igualitária e estender a mão aos que precisam e os que precisam são os pobres e menos favorecidos, sejam eles negros, judeus, brancos, índios, etc.

  1. E não foi só o aborto não … mandela foi preso pela morte de pessoas alen de terrorismo ,ele nem negou isso em seu julgamento ,depois que assumiu o governo ele matou mais ainda tanto negros como brancos ,na africa hoje só ha o seu partido o CNA ,quem fizer oposição a eles só a um castigo ,a morte. Antes desse partido a africa tinha 20% de desemprego hoje é 40% ,alem do que esse miseravel entregou toda riqueza mineral da africa aos banqueiros americanos e ingleses .quem tirou esse cara do cadeia e fez seu nome como herói foi David Rocckfeller(não sei se é assim que escreve)o maior banqueiro do mundo e o dono da ONU juntamente com os poderosos da mídia.VAMOS ESTUDAR MAIS GENTE…

  2. É impressionante o nível de preconceito, racismo e mau caráter desse Marco Feliciano. Sua cara de pau conseguirá sumbmovê-lo abaixo das latas de lixo da história. Se esse cara pelo menos estudasse algumas linhas de ciências humanas e de teologia talvez não fosse tão imbecil e não diria tantas sandices para vergonha dos cristãos.

    • Sua Excelência, não foi feliz, se a sua fala foi uma crítica ao último dos maiores SULFRAGISTA da atualidade.
      E assim já dizia o Senhor JESUS: … bem aventurado, são os pacificadores; pois dos tais é o Reino do CÉU…

  3. Sim, aquí em África agente não considera Nelson Mandela um deus, não o idolatramos, mas o honramos. Ele foi condenado a prisão perpétua, passou 27 anos a prisão, mesmo na prisão liderou a luta contra o aparthaid. Nelson Mandela não acertou em tudo. Mas quem é Marco Feliciano para Julgar alguém? Por acaso ele é perfeito?

      • Mas é claro que eu sei, e posso te dar um breve resumo ok? O continente Africano, de onde Mandela é oriundo, foi escravisado pelos Brancos Europeus por muitos séculos. Esses governantes, ex-colonos adoptaram o Aparthaid. apartheid ( separação) foi um regime de segregação racial adotado de 1948 a 1994 pelos sucessivos governos do Partido Nacional na África do Sul, no qual os direitos da grande maioria dos habitantes foram cerceados pelo governo formado pela minoria branca. A segregação racial na África do Sul teve início ainda no período colonial, mas o apartheid foi introduzido como política oficial após as eleições gerais de 1948. A nova legislação dividia os habitantes em grupos raciais (“negros”, “brancos”, “de cor”, e “indianos”), segregando as áreas residenciais, muitas vezes através de remoções forçadas. A partir de finais da década de 1970, os negros foram privados de sua cidadania, tornando-se legalmente cidadãos de uma das dez pátrias tribais autônomas chamadas de bantustões. Nessa altura, o governo já havia segregado a saúde, a educação e outros serviços públicos, fornecendo aos negros serviços inferiores aos dos brancos. O apartheid trouxe violência e um significativo movimento de resistência interna, bem como um longo embargo comercial contra a África do Sul.

      • Domingos, ignora o Nabucão raivoso pq ele é um racista famoso por aqui pela sua repugnância a pessoa de Nelson Mandela por ser negro. Pra esse traste, os heróis são os membros do governo do Apartheid sulafricano. A opinião dele não vale dois tostões.

      • Nelson Mandela, assim como Agostinho Neto, Samora Machel, e vários outros jovens patriotas, lutou pela libertação do seu país da segregação racial, contra o imperialismo.Nelson Rolihlahla Mandela foi um advogado, líder que rebelou contra o sistema racista que imperava na África do Sul, e presidente da África do Sul de 1994 a 1999, considerado como o mais importante líder da África Negra, ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1993, e Pai da Pátria da moderna nação sul-africana. Até 2009 havia dedicado 67 anos de sua vida à causa que defendeu como advogado dos direitos humanos e pela qual se tornou prisioneiro de um regime de segregação racial, até ser eleito o primeiro presidente da África do Sul livre, razão pela qual em sua homenagem, a Organização das Nações Unidas instituiu o Dia Internacional Nelson Mandela no dia de seu nascimento, como forma de valorizar em todo o mundo a luta pela liberdade, pela justiça e pela democracia. Nascido numa família de nobreza tribal, numa pequena aldeia do interior onde possivelmente viria a ocupar cargo de chefia, abandonou este destino aos 23 anos ao seguir para a capital Joanesburgo e iniciar atuação política. Passando do interior rural para uma vida rebelde na faculdade, transformou-se em jovem advogado na capital e líder da resistência não-violenta da juventude em luta, acabando como réu em um infame julgamento por traição, foragido da polícia e o prisioneiro mais famoso do mundo, após o qual veio a se tornar o político mais galardoado em vida, responsável pela refundação do seu país – em moldes de aceitar uma sociedade multiétnica. Se desejar saber mais sobre Nelson Mandela é so dizer…

    • caro amigo eu sou a favor da vida , acho que Mandela foi infeliz em adotar a lei do aborto quem somos nos para matar crianças indefesas, o que adianta alguém lutar a vida inteira pela a liberdade e a justiça e chegar ao poder fazer o papel de Herodes que no tempo de jesus mandou matar as crianças de dois anos, como faraó que deram ordem para as parteiras matar sufocado os recém-nascido filhos dos hebreus! qual a diferença matar crianças indefesas ou matar uma pessoa adulta? ninguém tem o direito de tirar uma vida principalmente de um bebe indefeso!

  4. também quero fazer uma homenagem a feliciano..ele foi o maior safado da história cristã nos balcões da politica, se vendeu ao pt votou no salario minimo de fome fezs homenagem a satanica xuxa na casa do póvo chamou os crentes de cachorros, o comentarista do gospel mais de burro fez cortina de fumaça para josé genuino e joão entrarem pelas portas da frente da camara já condenados por formação de quadrilha e peculato, não viu e não ouviu e muito menos falou quando incluiram os gays na lei do racismo quando votarem a lei de união estavel de gays com direito a adoção e muito mais, não fez nenghuma lei para moralizar a casa ao contrario quando passou a lista para acabar com o decimo quarto e decimo quinto salarios não assinou…minhas homenagens ao pior cristão que eu já vi

  5. Edy Mancebo não sei se esse é seu verdadeiro nome. Mas sinceramente, fiquei emocionado ao ler seu comentário. Não apenas por ser negro, morar em um país de África, mas por conhecer a realidade histórica da colonização, através dos meus estudos no ensino médio em Ciência Sociais, e também por ouvir relatos da história dos meus avós e pais. A Escravidão durou em Angola quase 500 anos. Então, por 500 anos pessoas negras [os negros] foram levados como animais para as plantações de cana, arroz, cacau, levados à força para trabalharem na abertuda de estradas, construção de caminhos de ferro, construção de cidades, portos… Eram somente os negros. Os negros construiram a Europa, apesar de dirigidos por brancos. Mas para os brancos, os negros foram apenas instrumentos e mão de obra barata. Eram amarrados, chicoteados, as mulheres negras apenas escravas sexuais dos capatazes brancos, e por isso geraram os mulatos [mistura de branco com negras], dormiam em sanzalas, amarrados ao tronco quando se rebelavam, mortos e atirados aos cães, não tinham direito algum. Os brancos Ingleses que colonizaram África do Sul, mesmo apôs a abolição da escravatura, ainda continuaram maltratando os negros. Sou negro casado com uma Loira Brasileira, olhos azuis, mas Para o conhecimento daqueles, brancos ou negros,que se negam a ler a história e limitam-se apenas a julgar preconceituosamente, Durante todo o Período da Escravidão, enquanto os Negros eram tratados como Bichos, não Tiveram direito a Construir Casas, Não tiveram direito a Estudar, apenas serviam como animais de carga. Foram vários séculos, ok? Os Negros Sempre Foram Tratados como Indigentes, e até hoje o preconceito Racial é herança Histórica Muito forte também no Brasil. Basta olhar para Novelas, Empresas Públicas e Privadas, até no Ministério Público, há Diferenças Sim. Se existe algum respeito pela História do Brasil, deveria ser Obrigação do Governo Promover a Igualdade em todos os aspectos. E para isso,é justo que aquele grupo social que nunca teve algum privilégio, seja hoje ajudado a atingir alguns níveis de crescimento. Sem preconceito.

  6. Eu fico pensando aqui com os meus botões, que muitas vezes, é melhor ficar de boca bem fechada., porque veja bem: Para falar e ter opinião formada de outro país, é preciso viver por muito tempo por lá, principalmente os momentos difíceis. Então para o pastor Feliciano é melhor calar-se.

DEIXE UMA RESPOSTA