Milagre: Bebê declarado morto pelos médicos volta à vida após cinco horas; Pais o chamaram de Lázaro

5

Lázaro foi um amigo de Jesus que se tornou conhecido porque, após ficar doente e morrer, foi ressuscitado pelo filho de Deus depois de quatro dias que havia sido enterrado. Uma história similar, guardadas as devidas proporções, aconteceu em Campo Grande, MS, e rendeu ao protagonista o nome do personagem bíblico.

Kauã Lázaro é um bebê que nasceu prematuro aos seis meses de gestação e segundo os médicos, morreu logo após o parto. Sua mãe, a jovem Michele dos Santos, 17 anos, havia sido informada durante um exame pré-natal que seria necessário uma cesariana de emergência devido a problemas com o bebê.

Encaminhada ao hospital, Michele foi submetida à cesariana e o bebê não resistiu. Após cinco horas da declaração de óbito, o corpo da criança foi levado para um exame necroscópico enquanto a família providenciava o funeral. Durante o exame a criança se mexeu, e os médicos o levaram imediatamente a uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e informaram a família sobre o fato.

O pai, Rafael dos Santos Dionísio, 22 anos, teria declarado de maneira informal que orou muito pelo filho após ser informado de que Kauã não teria sobrevivido. Numa rede social, publicou uma imagem do bebê com a legenda: “Meu Guerreiro”.


Inviável

Uma nota divulgada pelo Hospital Universitário (HU) nega que o bebê tenha sido dado como morto pelos médicos. Segundo o documento, Kauã Lázero nasceu com respiração irregular e menos de 100 batimentos por minuto, e que a equipe médica tinha considerado “o feto inviável e poderia evoluir para o óbito”.

O texto diz ainda que o bebê “foi acompanhado no Centro Obstétrico pelo especialista e foram tomadas as medidas paliativas. Após duas horas, como a criança apresentou melhora espontânea, optou-se por transferi-la para a UTI Neonatal, onde se encontra até o momento”.

O HU não confirmou a versão apresentada pela família, de que um médico havia informado que o bebê estava morto, e que enquanto eles preparavam o funeral, outro médico tenha informado sobre a “ressurreição”.

Testemunho

Os vizinhos da família de Kauã Lázaro afirmaram ao G1 que foram pegos de surpresa com a notícia: “Foi muito maravilhoso o que Deus fez. A gente ora para que ela possa testemunhar que Deus faz algo importante na vida da gente”, declarou a cozinheira Rosimeire Coelho.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

5 COMENTÁRIOS

  1. que coisa engraçada, a turma de satã
    jgmix
    stardust
    poeira da estrela caída
    pai da safadesas
    mãe das malandragens
    de simas falecido
    afonso falecido
    renato mendes seu atual ateu
    nick
    ana clara
    jean
    bereano radical
    eduardo plebeu
    estrela caída
    paulo
    não comentam noticias onde DEUS é tremendo….sim não podem pois não da para sentar o pau…e seu mestre satã não vai gostar

    • Bom dia clamando (Márcio Collins). Você anda sumido heim? Depois daquela apresentação na assembléia seus shows estão bombando né?

      Mas respondendo ao seu questionamento. A sua turminha da Universal também não está aqui dando Glória a Deus.

      Glória a Deus por esse milagre, por mais que o fato não tenha ocorrido conforme relatado pelos pais, o nascimento de qualquer criança é uma explosão de vida, um grande milagre de Deus, ainda mais um bebê prematuro com poucas chances de sobreviver.

  2. Para os médicos em questão fica de bom tamanho o fato do milagre, porque caso contrário caracteriza negligência e erro médico terem enviado uma criança viva para necroscopia

DEIXE UMA RESPOSTA