Brasil

Ação do Ministério Público pretende proibir uso de verbas públicas na Marcha para Jesus e outros eventos religiosos

Comments (8)
  1. Era o que já deveria ter sido feito a muito tempo. Isso é uma roubalheira discarada e desvio do dinheiro público. O prefeito do Rio, Eduardo Paes, entregou nas mãos do MALAfaia 2,4 milhões de reais para ser gasto em um evento desses. Após o desfile de meia hora o MALAfaia 'num ato de moralidade, honestidade' devolveu 400 mil reais a prefeitura do Rio dizendo que só precisou de 2 milhões para comprar água e distribuir com os fiéis. Quer um exemplo de roubo do dinheiro público maior que esse? Enquanto isso os hospitais estão entupidos de pacientes sem atendimento médico e morrendo sem piedade. Cuidado! O MALAfaia em retribuição aos 2 milhões embolsados está 'apoiando' a reeleição do prefeito do Rio, Eduardo Paes. Também, por dois milhões de reais ele teria apoio de muita gente, inclusive o meu! O POVO NÃO DEVERIA VOTAR NESSE SUJEITO! E o MP cobrar do prefeito Eduardo Paes a devolução do dinheiro desviado.

  2. Paulo Eduardo disse:

    Apesar de não ser protestante, sou contrário a essa atuação do MP; as pessoas tem que entender que "Estado laico" não significa "Estado sem religião" no sentido de perseguir ou dificultar a vivência da Fé; o povo, em sua grande maioria, não é laico. Se eu pago meus impostos, por que não podem ser investidos em manifestações culturais como o são os eventos religiosos? Por que se promove tanto a pederastia com os dinheiros públicos? Ou o Carnaval? (não que eu seja intrinsecamente contrário, mas… ). Acho que o Estado deve sim subsidiar esses eventos.

  3. Paulo Eduardo disse:

    Apesar de não ser protestante, sou contrário a essa atuação do MP; as pessoas tem que entender que "Estado laico" não significa "Estado sem religião" no sentido de perseguir ou dificultar a vivência da Fé; o povo, em sua grande maioria, não é laico. Se eu pago meus impostos, por que não podem ser investidos em manifestações culturais como o são os eventos religiosos? Por que se promove tanto a pederastia com os dinheiros públicos? Ou o Carnaval? (não que eu seja intrinsecamente contrário, mas… ). Acho que o Estado deve sim subsidiar esses eventos.

  4. Paulo Luiz Mendonça. disse:

    A marcha para Jesus.

    O que eu penso sobre a marcha para Jesus. Vejo nesta marcha uma prepotência sem limites, uma demonstração do poder de arregimentar fieis, os quais seguem induzidos pela propaganda religiosa de uma parte expressiva do mundo evangélico, estas pessoas participantes deste movimento não têm nenhuma noção do que estão fazendo, pois já leram cansaram de saber que Jesus foi segundo a história uma pessoa humilde, sem nenhuma prepotência. Sendo assim este movimento com grandes aparatos de som que ensurdecem a cidade não tem nada a ver com Cristo. Os participantes estão apenas e tão somente colaborando para o enriquecimento ilícito de muitos falsos profetas que aproveitando da ingenuidade deste povo sofrido estão montando seus impérios de poder, mas o povo que acompanha e acredita seguem passivamente sem se dar conta dos interesses escusos dos incentivadores destes movimentos. Por ironia do destino tive o desprazer de cruzar um dia com este movimento, me deu náuseas o tremendo barulho, o qual era ensurdecedor, alem do barulho eles estavam colaborando com o atravancamento do transito em São Paulo que já é caótico no seu dia a dia. Estes religiosos ainda não aprenderam que a verdadeira demonstração de amor a Deus se por acaso ele existir não é feita desta maneira com grandes aparatos nas ruas com grandes demonstrações de poder, a verdadeira demonstração que eleva o espírito que transforma as pessoas vem do seu coração das suas atitudes com seus semelhantes, da sua honestidade e de seu caráter. Participar deste movimento é a meu ver falta de conhecimento do que é na verdade o trabalho de evangelização e de filantropia das religiões.

    Paulo Luiz Mendonça.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *