Papa Francisco poderá fazer mudanças em relação à doutrina da Igreja Católica sobre o divórcio, diz padre

84

O papa Francisco tem trabalhado numa reforma institucional na Igreja Católica a fim de reaproximar fiéis que se afastaram da denominação por conta de sua postura inflexível a respeito de muitos temas, incluindo o divórcio.

Em outubro, um Sínodo dos bispos será realizado para discutir questões ligadas à família, e de acordo com o padre Robert Sirico, é possível que aconteçam mudanças na doutrina católica sobre o divórcio.

Essas mudanças atingiriam apenas questões ligadas à anulação de casamento, que hoje é prevista apenas em casos específicos, mas não alteraria nenhuma questão sobre o matrimônio.

O padre Robert Sirico é conhecido por publicações em importantes jornais e outros veículos de imprensa nos Estados Unidos, e é visto como um dos clérigos mais bem informados sobre os bastidores do Vaticano.


“Eu suspeito que, se eles forem fazer qualquer coisa neste sínodo, eles podem querer modificar alguns dos requisitos canônicos para a anulação [do casamento]. Isso não mudaria a doutrina da igreja. Isso mudaria o procedimento para obter uma anulação. Espero que os bispos deixem mais fácil o processo de obtenção das anulações de casamentos que claramente não são matrimônios sacramentais válidos, aos olhos da Igreja”, disse o padre Sirico.

Uma das situações em que é permitida a anulação do casamento na Igreja Católica é quando os cônjuges nunca mantiveram relações sexuais, segundo o padre.

“Existem muitas pessoas que me dizem que tiveram uma cerimônia católica, mas nunca foram realmente casados em termos do que a igreja pretende. Talvez quando eles estavam se preparando para se casar, seus párocos não explicou-lhes que, se você não pretende ter filhos, você não pode se casar na igreja. Esses casamentos poderiam e deveriam ser dissolvidos, porque não são casamentos católicos reais. Há uma série de situações como essa que têm de ser esclarecidas”, pontuou o padre.

Sirico apontou que o sínodo, no entanto, não mudaria a visão da igreja de que as pessoas que se casam pela segunda vez estão vivendo em pecado: “Se, de fato, dois católicos são validamente casados, e, posteriormente, se divorciam para se casar de novo, elas são consideradas como vivendo em um estado pecaminoso. Existem algumas circunstâncias em minha experiência pastoral, no entanto, quando uma pessoa se divorciou e eles podem ter se casado novamente, mas agora eles já estão velhos e com o segundo parceiro de casamento. Se duas pessoas em tal situação já não mantém um relacionamento sexual com o segundo parceiro de casamento, então, nessas circunstâncias, e na privacidade do confessionário, o padre pode admiti-las aos sacramentos”, disse o padre Robert Sirico em entrevista ao WND.

Por fim, Sirico afirmou que é equivocado pensar que o pontífice católico é uma pessoa sem a postura adequada para conduzir os católicos: “O papa Francisco deixou claro que ele é um homem da Igreja. Ele acredita no catecismo, e isso não vai mudar. O que confunde as pessoas é que o papa Francisco é muito gentil e amoroso, especialmente para com as pessoas que estão presas em situações difíceis. Isso cria uma situação de dúvida na mente de algumas pessoas que interpretam sua gentileza como um sinal de fraqueza”.


84 COMENTÁRIOS

      • Reinaldo

        Não existe casamento gay, casamento se faz entre um homem e uma mulher. O que existe é dois homens ou duas mulheres que se esfregam na mesma cama.

        Pastor gay também não existe, se é pastor, então não é gay. E se é gay, então não é pastor.

        Por outro lado, infelizmente existem ainda muitos padres que adoram bulinar uma criança! E seu querido papa tem o conhecimento disso, sabe quem são grande parte dessa cambada e não tem culhão pra tomar uma atitude de colocar esses vagabundos na cadeia!

        • ora rapaz.. kkkk

          é até engraçado vc dizer isso kkkk

          o casamento gay existe sim.. não se faça de cego meu caro..

          o Brasil está celebrando este “casamento” nos cartórios..

          e agora Igrejas protestantes celebram a união no “religioso”

          ora bolas..

          que hipocrisia kkk

          o pior é ver vc aqui achando que está jogando na cara sobre pedofilia de padres quando na verdade os pa$$tores protestantes já estão em larga vantagem neste quesito.. estupro e pedofilia..

          isso dentro das seitas protestantes estão alastrado…

          olha só.. uma dica…

          de uma olhada nas páginas deste site e conte quantas noticias de padres pedófilos e compare com a quantidade de noticias de pastores que cometem crimes sexuais.. depois agente conversa kkkkk

          • tá olhando muito para a Igreja Católica Luciano…

            olha tanto para a Igreja Católica (creio que seja inveja) que esqueceu de voltar os olhos aos seus e notar que quase 100% dos casos de crimes sexuais postados aqui neste site são referentes a pastores protestantes…

            cuidado com quem anda “atrás de vc” kkkk

          • Reinaldo

            Se você considera a união de dois homens ou duas mulheres como casamento, então você não tem a mínima noção de qual é o verdadeiro sentido do casamento para o cristianismo.

            Pouco me importa se a pedofilia está infiltrada no meio evangélico ou católico, pedófilo é pedófilo não importa onde esteja, e tem que ir pra cadeia!

            Os malditos pedófilo e/ou estupradores que estejam se disfarçando de pastores, tem que ir pra cadeia e pagar por seus crimes!

            O que questionei de você foi a morosidade do papa de vocês, em denunciar e por na cadeia os malditos pedófilos infiltrados na ICAR, cuja a grande maioria ele tem conhecimento e sabe quem é!

          • engraçado que se a “unidão” homoafetiva fosse realizada em uma igreja católica vcs protestantes estariam aqui gritando aos sete ventos que a igreja católica esta casando gays..

            agora como o casamento é realizando dentro de diversas denominações protestantes, ai o casamento não é mais casamentos…

            ora Elder.. seja honesto meu caro…

      • REINALDO
        Sendo oportuno e honesto
        sim confesso existe casamento gay, mas não são evangélicos, pois estes pregam as boas novas e estas condena esta pratica, assim como a católica roubou solapou e se auto designou igreja de Cristo, estes gays também o fizeram.
        A verdade, não casamos gays.
        Pastor gay falando a verdade, é desta mesma igreja que se auto denomina evangélica, mas não o são.
        Agora pastor ex gay católico está cheio, foram transformados pelo poder do verdadeiro evangelho.
        Outra verdade a poucos dias famoso arcebispo que quase substitui Bento, disse a igreja vai abrir as portas para gays e rever sua situação, vc. disse mentira este ai está caído gaúcho safado, agora a verdade chame o papa de argentino safado.
        seja honesto e oportuno

        • A verdade José…

          a verdade é que os protestantes gostam de mudar tudo e protestar…

          acerca de 500 anos, acharam-se autosuficientes para interpretar a biblia e assim, sairam acreditando que tudo para trás estava errado e agora que iria começar o “serto”…

          eis que mesmo assim não se contentaram e uns discordando dos outros passaram a se dividir..

          hj, milhares de seitas diferentes e divergentes umas das outras clamam para si a “iluminação do Espirito Santo” e em contrapartida creem que os demais estão errados.

          eis que ainda assim, não contentes, como não há muito mais o que “protestar”, resolveram ceder as pressões do mundo…

          agora realizam CASAMENTOS HOMO AFETIVOS..

          E agora José??

          sim José..

          Igrejas evangélicas fundadas por evangélicos de denominações diversas agora realizam casamentos de gays…

          sim José..

          pastores que disfarçavam sua homossexualidade hj “sairam do armário” e, como todo bom protestante, FUNDARAM suas próprias igrejas e se tornaram pastores assumidamente gays…

          essa é a honestidade José…

          os protestantes estão evoluindo acerca de 500 anos.. sempre inovando..

          inovaram ao refugar a veneração aos Santos..

          inovaram ao crerem na salvação exclusiva pela fé…

          inovaram com o protestantismo pentecostal…

          depois inovaram como neo-pentecostal…

          inovaram com a teologia da prosperidade material…

          inovaram com a banalização das curas (até dor de cabeça)…

          inovaram com A IGREJA DOS PELADÕES…

          inovaram com o ministério pastoral feminino..

          inovaram com a instituição de apóstolos…

          inovaram com a instituição de apóstolas…

          inovaram até com a Igreja protestante adepta a maconha (não me lembro o nome)

          inovaram com PASTORES GAYS..

          e inovaram com a insituição do casamento gay nas igrejas protestantes..

          e pode esperar José…

          ainda vem muito mais por ai…

          • vamos falar de inquisição agora???

            mas qual??

            a católica com seus tribunais e toda uma historia ou a PROTESTANTES que assassinou centenas de pessoas sem julgamento algum???

            vamos falar de perseguição e morte aos Judeus, antissemitismo, arianismo e apoio a Hitller???

            mas pensei que vc era protestante, e como tal, não gosta de tocar nesses assuntos, já que o antissemitismo foi apoiado por Lutero e todo o protestantismo Alemão..

          • Reinaldo,

            Depois da listagem acima das concessões feitas pelas igrejas evangélicas, sabe o que veio à mente? Um nome, heresias.

            Pergunto, assim como foi no passado, ou seja, em 300 dc, vocês vão começar a fazer uma limpeza ética novamente matando os cristãos que pensavam diferente do criado da igreja católica, Constantino?

            Meu caro, se for, diga aos de sua igreja que não repita os mesmos erros e matanças, pois Deus dá agente o direito de pensar como quiser, falando eu isso na certeza que você não sabe o que eu estou a dizer, pois tua igreja não dá o direito nem de lê a bíblia e muito menos de expressão, imagine discordar.

            Vou logo dizer uma coisa, sou covarde, pra não ser morto pela terceira fase da inquisição de vocês, eu nego tudo que disse, torno-me católico novamente como aconteceu comigo e com setenta por cento do povo brasileiro, tudo cristão novo convertido à força por ordem de tua igreja.

            Eu sou tão borra bota como os meus antepassados, e ainda corro daqui, igual a eles que vieram morar no Brasil, no caso eu pego carona aí num foguete qualquer e vou morar em marte.

            Mas antes uma pergunta, a igreja católica não está instalada ainda lá não, num é? Que se tiver, tenho que ir pra outro lugar, senão vocês me matam, quando eu não tenho tendência para herói morto, sim covarde vivo.

          • Reinaldo,

            Entendi.

            Quem fez inquisição sem julgamento foram os protestantes. Então foi bem pensando converter judeus à força em católicos? Foi uma coisa de Deus? Se sim, então dê parabéns ao islamismo, pois de forma bem pensada tanto quanto vocês exigem a conversão de todos e destrói e mata quem se afasta, vá viver lá.

            Segundo os historiadores, essa boa ação e bem pensada ação católica foi deflagrada em 1492, ou seja, antes do protestantismo de lutero, pode explicar como um movimento que sequer existia já mandava desse jeito? Quem mais agiu assim foram dois países católicos, espanha e portugal, então quer dizer que os protestantes que ainda não existiam conseguiram convencer seus reis de expulsar os não convertidos?

            Puxa, meu caro, coitada da católica, qualquer pé rapada manda nela. Se bem que antes tinha se juntado aos reis, conspirando e guerreado, resultando nisso na expulsão dos mouros. Engraçado, muito engraçado, é de matar de ri essa sua inocência.

  1. COMO FICA A DECLARAÇÃO: ” O SEGUNDO CASAMENTO É UMA PRAGA ? ” ( PAPA BENTO XVI – MARÇO/2007 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EDR76723-6013,00.html ).

    PORTANTO, O QUE DEUS AJUNTOU NÃO O SEPARE O HOMEM ( MT.19:1-9 )

    ( APOLOGÉTICA CRISTÃ )

    CETICISMO. CONFRONTA ESTES VERSÍCULOS COM DEUTERONÔMIO 24:1-4 E I COR. 7:10-16 PARA AFIRMAR QUE HÁ CONTRADIÇÃO BÍBLICA POR NÃO CONCORDAREM ENTRE SI A RESPEITO DAS NORMAS DO DIVÓRCIO.

    RESPOSTA APOLOGÉTICA: EM PRIMEIRO LUGAR, É NECESSÁRIO ENFATIZAR QUE A BÍBLIA NÃO REFERENDA A PRÁTICA DO DIVÓRCIO (VISTO QUE DEUS O ODEIA – ML.2:16). O ESCRITO DE REPÚDIO, DESCRITO NA SEQUÊNCIA DE DEUTERONÔMIO, VISAVA GARANTIR À REPUDIADA O DIREITO DE PROPRIEDADE SOBRE O DOTE QUE LEVOU AO SE CASAR, PARA QUE O MARIDO NÃO INCORRESSE EM MÁ-FÉ, ALEGANDO QUE A ESPOSA O ABANDONARA VOLUNTARIAMENTE E, POR ESSE MEIO, SE APROPRIASSE INDEVIDAMENTE DO DOTE.

    NO REFERIDO TEXTO DE MATEUS, FORÇOSAMENTE CONTRADITADO PELOS CÉTICOS, O ASSUNTO É MAIS DETALHADO. JESUS ENFATIZA QUE, À EXCEÇÃO DO ADULTÉRIO, NENHUM OUTRO MOTIVO JUSTIFICARIA A DISSOLUÇÃO DO CASAMENTO, COM INTERESSE EM NOVAS NÚPCIAS, O QUE RETOMA A APLICABILIDADE DO TEXTO DE GÊNESIS 2:24. DESTE CONFRONTO, PODEMOS SUSCITAR, AINDA, A QUESTÃO DA PROSCRIÇÃO, DA POLIGAMIA E DA ESCRAVIDÃO.

    QUANTO AO TEXTO DE I COR. 7:10-16, DOIS PONTOS PRINCIPAIS MERECEM SER DESTACADOS. PRIMEIRO, PARA O CASO DOS CASAIS MISTOS, A PARTE CRÉDULA DEVE ZELAR PELA MANUTENÇÃO DO CASAMENTO E JAMAIS SER O PIVÔ DE UMA SEPARAÇÃO, MESMO EM UM MOMENTO CRÍTICO DA RELAÇÃO; CABENDO, EXCLUSIVAMENTE, À PARTE ÍMPIA A DECISÃO PELA RUPTURA DA UNIÃO.

    SEGUNDO, A MANUTENÇÃO CONJUGAL PROPOSTA VISA, ALÉM DA PRESERVAÇÃO DA FAMÍLIA E DA MORAL, A SANTIFICAÇÃO DOS FILHOS, QUE DEVEM SER INFLUENCIADOS PELA PARTE CONVERTIDA.

    ” RETENDO FIRME A FIEL PALAVRA, QUE É CONFORME A DOUTRINA, . . . PARA CONVENCER OS CONTRADIZENTES . . . AOS QUAIS CONVÉM TAPAR A BOCA; . . . ” ( APÓSTOLO SÃO PAULO TT. 1:9,11 ).

    FONTE: BÍBLIA APOLOGÉTICA DE ESTUDO – ICP

  2. Pelo que sei divorciado não pode comungar,hora tanta coisa acontecendo no mundo,crimes muitos dolosos e um pior do quer o outro e as pessoas não se mostra um pingo de arrependimento.
    Milhoes de católicos estão afastado da igreja simplesmente porque são proibidas de comungar porquer esta divorciado e esta politica o papa tem que fazer mesmo,tem católicos que estão na igreja protestante e mesmo assim não larga o santinho que fica na carteira ou no guarda roupa,mochila,etc…ja ater aconselhei alguns à voltarem pra igreja deles porquer sinto que eles não ficam em comunhão quando vem a palavra no púlpito e fala sobre idolatrias,que tem olhos mais não ver,tem pernas mais não anda,tem boca mais não fala etc…

    • Continuando.
      pra quer ficar aqui se você não se sente bem eu falo pra eles,volta pra tua igreja e conversa com teu padre,é melhor do quer ficar aqui descontente e infeliz,alguns vão mais volta e ai eles dizem que sentiu falta do jeito que a palavra é pregada no pulpito dos crentes.
      São coisas assim que acontece no Brasil vai entender.

        • Reinaldo

          Discordo de você; um católico ignorante, é aquele que se ajoelha perante uma imagem surda, muda e sem vida, e que não pode fazer absolutamente nada por ninguém.

          • O catecismo da Igreja não ensina o fiel católico a tais práticas, essa máxima, ao melhor estilo Goebbels, nasceu nos meios evangélicos para colher dividendos.

          • católico ignorante é um futuro protestante.

            infelizmente é o que temos hj…

            e o protestante ignorante acredita que se ajoelhar ou beijar uma imagem, que apenas representa alguém que venceu o pecado através da fé em Jesus Cristo, é a mais pura expressão de ADORAÇÃO…

            que pena.. o ignorante que pensa assim não sabe o que é adoração…

            triste imaginar que pessoas que falam tanto em Deus, dão a ele um simples sentimento de veneração… de honra que é devido na verdade as suas obras e não ao Criador, o qual de fato deve ser adorado…

          • Olha Elder esse papo de adorar imagem já esta tao desgastado que nem incomoda mais, posso te garantir que nao somos tao débeis o quanto voces desenham. Procure se informar o que é uma imagem e o que é um ídolo, lembre se que a pessoa pode idolatrar muitas coisas, infelismente conheço muitos irmaozinhos evangélicos protestantes que idolatram a casa o carro e os bens materias e pior ainda alguns sao péssimos quando se trata cumprirem seus compromissos financeiros, ex: trabalho com salao de beleza, se o pagamento nao for no cartao, uffa… levo um cansaço pra receber.

        • Com certeza Reinaldo. Quanto mais estudo a Bíblia, o Catecismo e a história da Igreja, eu me torno muito mais “Crista Católica” e convicta que mesmo com todas as falhas que fazem parte do humano e vai respingar sempre nessa instituiçao que e Divina e assim será até a consumaçao com a volta gloriosa de Jesus. Nasci Católica por tradiçao e com a maturidade da idade e da fé, a cada dia mais “Católica por convicçao’
          Perdao pela falta dos acentos, meu teclado esta pedindo outro, rsrs.

          • Continuem fabricando católicos ignorantes, pois hoje a metade do Brasil já católica, em 2050 vai ser cem por cento de católicos ignorantes nas igrejas evangélicas, onde aprendem alguma coisa.

            Outra coisa, Cristo nasceu judeu(religião) convicto, mas depois mudou, criando a própria igreja Dele. Assim, Maria, faça como Cristo, mude da igreja que você nasceu e vá para a que a palavra é ensinada e a que todos estão migrando.

            Faça um levantamento pessoal, veja se estou ou não falando a verdade quanto ao percentual exato de evangélicos, mas o estado que sempre foi católico esconde esses dados.

            Num domingo à noite vá em todas as igrejas protestantes e conte, depois vá ás católicas, fenômeno esse nas capitais e nas grandes cidades que dão uma certeza grande do que falo. No interior em que tem alguns ignorantes ainda, é que esse percentual ainda é 40%.

            Levante-se, saia e vá constatar a verdade.

          • pois é Levi..

            o católico ignorante nas coisas da Igreja e muitas vezes ignorante em seu modo de ser, se torna protestante…

            ai aprende nas igrejas protestantes bisonhices como “Deus erra”.. Cristo nasceu em Belém do Pará.. etc. etc. etc.

            em outras igrejas protestantes aprendem que a trindade não existe,..

            já em outras vai aprender que existe sim, contudo, quem se sacrificar mais, vai ficar mais rico financeiramente…

            em outras aprende que pastor pode ser gay e o casamento homossexual é permitido..

            e por ai vai

            é o que se aprende no protestantismo…

            inclusive em algumas seitas, se aprende que batizar crianças é designio de Deus.. mas em outras ensinam o contrário.

            em outras se aprende que o sábado é sagrado, mas em outras se aprende que é o domingo..

            e por ai vai…

          • Reinaldo,

            Todo católico é ignorante, pois a igreja não permite que eles leiam a bíblia, muito menos ensinam as coisas da bíblia, basta fazer uma pergunta bíblica que ficam a vê navios.

            Sim, Cristo nasceu em Belém do Pará como também Maria foi assunto aos céus igual a Cristo, ou seja, onde é que está escrito isso na bíblia?

            Judeus também não acham que a trindade não existem, então vocês o julgam e os condenam por isso também? Ora, vocês não acreditam na trindade, sim na em quatro cindo Deuses, pois acrescentaram Maria e o líder da igreja de vocês, o papa.

            Tua igreja ensina o povo a usar a imagem de Santo Antonio para casar, São Judas para as causas perdidas, ora se vocês usam santos pra tudo, então, de tanto santo, ficam ricos também, a prosperidade, e essa prosperidade invade a igreja de vocês, que é a instituição mais financeiramente próspera do mundo, a que mais tem dinheiro, propriedades, ações, imóveis. se isso não for prosperidade materializada, então é o que?

            Quanto a casamento gay, vocês ensinam a casar com a igreja, pois a maioria dos padres se não é gay, possui aspecto efeminado; e possui a mania de esconder as que abusam de crianças.

            As que batizam crianças é que ainda estão com um pé na igreja católica, que não souberam refletir direito a instituição do batismo, portanto tolos como vocês.

            Sábado sempre foi discutido pelos judeus, aí vocês pra complicarem ainda mais, criam o domingo, é brincadeira!

            Complicar sempre foi a tônica de tua igreja, julgar sempre foi a docência,

    • Luciano, eu sou divorciada e comungo, divorciado pode comungar sim porem, nao poder se estiver vivendo maritalmente com alguém mas vivendo em castidade pode e deve comungar.
      O Corpo e o precioso Sangue de Jesus fortalece a nossa decisao de vivermos em castidade,
      portanto nao é só pelo fato de ser divorciada que nao pode viver em comunhao.

      • Verdade neste caso não tem proibição.vejo que leva numa boa o teu divórcio, realmente todo divórcio é doloroso e cruel,por isso que Deus abomina tal ato.
        maria fica com Deus.

  3. Ninguém separe o que Deus juntou?

    Só é juntado por Deus em face delas(duas pessoas) assim o quererem.

    Mas depois essas duas pessoas se querem se separar, aí elas não podem?

    Se para se juntar, a vontade delas foi respeitada, todavia quando esse casal não mais quer viver junto, Deus exige união eterna em vista de que?

    Mais importante que um casamento com outro ser humano é casamento com Deus.

    Se de Deus eu posso me separar a qualquer momento, do cônjuge terrestre?

    O casamento é uma instituição perfeita? Então vamos apresentar esse modelo lá no céu,

    Já imaginou se Deus fosse casado com Lúcifer, então não teria havido o divórcio deles e muito menos a terça pare dos anjos abandonado o céu.

    Ora, esse povo que acha que conhece a bíblia, com todo o respeito, sequer sabem interpretar a vontade implícita e explícita de Deus e nem de Cristo.

    Primeira bobagem foi quando li que, se não queriam ter filhos, então pra que casou?

    Maria, mãe de Cristo, nunca teve vida sexual com José, e nem teve outros filhos, significa que o casamento dela não é válido para a igreja católica ou para quem acima veio com essa pérola de, quem não quer ter filhos, não se case? Tem alguma coisa não batendo nessa história.

    Segundo, Cristo se preocupou em não haver divórcio em vista de que a mulher, como até hoje, é a que mais sofre, pois com a separação geralmente fica com a responsabilidade de criar os filhos, não podia trabalhar, e os pais não a aceitavam de volta para casa.

    É diferente de um casal que vem e manifesta que nada mais os une, que se persistir o casamento, este deixa de ser benção, para ser maldição, pois com agressões um ao outro, o desrespeito e muita das vezes, o assassinato.

    Será que Cristo quer isso?

    Ora, se Deus que é Deus não quis viver sob o mesmo teto de Lúcifer, então o que motiva Ele exigir que duas pessoas que muita das vezes se odeiam permaneçam casadas e sob o mesmo teto? Parece isso uma pena, um purgatório em plena terra?

    Cristo nos ensinou a não se apegar a filhos, a dinheiro, a bens, à igreja, apenas a Deus, aí vai nos ensinar a nos apegar a um contrato?

    Não, mais esse contrato foi assinado perante Deus dentro de uma igreja, então abençoado,

    Lascado o casamento de Adão e Eva, pois não existia igreja. O de Abraão e Sara, dos seus dois filhos, dos doze filhos de Jacó, do casamento de José que morava no Egito.Moisés também. O casamento de Davi, de Salomão e suas 800 mulheres.

    Só quando a igreja católica passou a casar é que os casamentos passaram a existir, se bem que Moisés já aceitava o divórcio como meio de dissolução do casamento.

    Engraçado como a igreja católica pega tudo para fazer um cavalo de batalha, para reger a vida das pessoas, quando sequer sabe reger os matadores que dentro dela tiraram a vida por séculos, de agora que crianças foram e são imoladas por padres pedófilos a ponto de ter sido chamada a atenção pelo ONU, aliás deveria se desligar dessa instituição, pois se não cumpre as regras dela, deixe de ser um estado e passe a ser apenas uma igreja, como Cristo criou.

    A vontade é grande de estar sobre todos e em todos os lugares, e agora quer um pedaço de Jerusalém, quando deveria estar tentando resolver o impasse criado por ela em dizer anos a fio que os judeus são culpados pela morte morte de Cristo, deveria pedir desculpas os italianos e tentar resolver o impasse criado em destruir Jerusalém e expulsar os judeus de suas terras, mas não se vê os italianos envolvidos com isso, são calados, são inertes, escondem-se, mais parecendo que o retrato do mundo atual não diz respeito às suas ações do passado.

    A igreja católica tem sede nesse país, e ainda se juntou nessa tese maldita, mas é outra que nada faz visando unir judeus e palestinos, povos irmãos, mas que sofrem em face das interferências indevidas de impérios seculares e religiosos.

    Itália e católica façam o que é da obrigação de vocês, desatem os nós dados contra esses povos. Saiam dessa acomodação, não se escondam, vocês prestaram um desserviço, agora devem mostrar honras. Reconheça seus erros e vão tentar retificar, peça ajuda a outrem, mas não se escondam como se nada devessem

    • Note-se que muito antes do anúncio da Revelação e até mesmo da instituição de ordenanças religiosas por Deus, o matrimônio por natureza é indissolúvel, não por decreto, mas porque foi assim que Deus o concebeu: “Portanto, não separe o homem o que Deus uniu”.

      No entanto os judeus receberam de Moisés a autorização de dar carta de divórcio às suas esposas, contrariando então a própria natureza do matrimônio.

      “Disseram-lhe eles: Por que, então, Moisés ordenou dar um documento de divórcio à mulher, ao rejeitá-la? Jesus respondeu-lhes: É por causa da dureza de vosso coração que Moisés havia tolerado o repúdio das mulheres; mas no começo não foi assim. Ora, eu vos declaro que todo aquele que rejeita sua mulher, exceto no caso de matrimônio falso, e desposa uma outra, comete adultério. E aquele que desposa uma mulher rejeitada, comete também adultério. Seus discípulos disseram-lhe: Se tal é a condição do homem a respeito da mulher, é melhor não se casar! Respondeu ele: Nem todos são capazes de compreender o sentido desta palavra, mas somente aqueles a quem foi dado” (Mt 19,7-11)

      Conforme vimos Jesus é bem claro sobre a natureza indissolúvel do matrimônio. Esta mesma doutrina foi exposta pelo Senhor no Sermão da Montanha (cf. Mt 5,32).

      Paulo também ensinou a indissolubilidade do matrimônio quando escreveu aos coríntios:

      “A esposa está ligada ao marido durante todo tempo em que ele viver. Se o marido morrer, ela ficará livre para casar-se com quem quiser; mas apenas no Senhor” (1Cor 7,39).

      O divórcio dissolve o vínculo do matrimônio?

      Mesmo verificando que o matrimônio é indissolúvel, o Senhor parece considerar a dissolução do vínculo matrimonial em um caso específico: “exceto no caso de matrimônio falso”.

      • O matrimônio falso ou inválido é aquele cujo vínculo matrimonial não existe por faltarem as condições que o tornem válido.

        Farei uma comparação com o batismo para facilitar o entendimento. Se alguém for batizado em nome do Pai, da Mãe e da Tia, não pode se considerar uma pessoa batizada. Isto porque um batismo válido só pode ser ministrado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

        Algumas denominações crstãs dizem que o batismo só é válido se for num rio, a outra que a água tem que ser filtrada, e assim vai… Uma aceita o batismo por aspersão, enquanto outra só por imersão. Enfim, tudo isto são concepções de validade do batismo.

        O mesmo acontece com o matrimônio, sem as condições necessárias ele se torna falso, inválido, ou melhor, inexistente.

        A Antiga Lei se valia de algumas regras para determinar a validade do Matrimônio. Por exemplo, em Ezequiel:

        “Eles [os sacerdotes] não desposarão viúvas nem mulheres repudiadas, mas somente virgens de descendência israelita; poderão, entretanto, casar com a viúva de um sacerdote” (Ez 44,22).

        Um outro exemplo é a lei do Levirato:

        “Se alguns irmãos habitarem juntos, e um deles morrer sem deixar filhos, a mulher do defunto não se casará fora com um estranho: seu cunhado a desposará e se aproximará dela, observando o costume do levirato. Ao primeiro filho que ela tiver se porá o nome do irmão morto, a fim de que o seu nome não se extinga em Israel” (Dt 25,5-6).

        Quando estas regras não eram satisfeitas havia então um impedimento ao matrimônio.

        Outros exemplos de impedimento são:

        Quando os noivos não têm a intenção de ter filhos (cf. Rt 1,11-13; Tb 8,9-10);
        Quando os noivos não têm a intenção de viver juntos para sempre (cf. Tb 8,10);
        Quando se mata o cônjuge para se casar com quem ficou viúvo (cf. 2Sm 12,9-11);

        Alguns graus de parentesco invalidam o casamento (cf. Lv 18,6-15; Lv 20,17-20).

        A falta de impedimentos não é suficiente para validar o casamento. É preciso que os noivos estejam se entregando ao matrimônio de livre vontade, pois estão assumindo um compromisso onde se doarão de corpo e espírito um ao outro (cf. 1Cor 7,3-4).

          • Consulte a Deus, ou melhor busque um pouco humildade e o Espirito Santo de Deus poderá lhe dar sabedoria para entender os desígnios do próprio Deus.

          • Maria,

            Quer dizer que os desígnios de Deus, neste caso, foram diferentes do pregado sobre o casamento? Ou seja, se não interesse em ter filhos, não case.

            Humildade? Ora, minha cara, eu estou fazendo uma pergunta após tecer considerações, aí sou taxado de soberbo? Perguntar não ofende, discordar, também não.

            Aproveite e responda o fato de casais em que um deles é estéril, todavia a igreja católica é contra bebês de provetas e etc. Não existe ai uma discrepância teológica?

          • “O Anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma virgem desposada… e o nome da Virgem era Maria” (Lc 1,26). Maria ainda dá testemunho de sua virgindade ao responder ao Anjo: “Como se fará isso, pois eu não conheço varão?”

            O que é concebido por milagre deve nascer por milagre. O nascimento é uma conseqüência da concepção; sem o milagre do nascimento virginal, o milagre de se manter a virgindade da Mãe de Cristo estaria incompleto. Deus então teria operado um milagre incompleto.

            E isto está conforme à profecia “uma virgem conceberá e dará à luz”. E a própria Bíblia confirma a profecia: “Ora, tudo aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo Senhor, por meio do profeta.” (Mt 1,22); ou seja, conceber e dar à luz, virginalmente.

            E Maria Virgem durante sua vida terrena

            Segundo a Tradição, Maria havia feito um voto de castidade perpétua e assim o manteve, mesmo vivendo com José, como fica clara pela própria afirmação dela : “Eu não conheço varão”, quando já estava desposada de José.

            Marcos, na mesma linha, chama Jesus “O filho de Maria” – “uiós Marias” (Mc 6,3), e não um dos filhos de Maria, querendo mostrar que ele era o seu filho único.

            Alguns se utilizam da expressão “antes de coabitarem” para demonstrar que Maria teve relações sexuais com José. Vamos ao trecho em questão: “Maria, sua Mãe, estava desposada com José. Antes de coabitarem, ela concebeu por virtude do Espírito Santo” (Mt 1,18). Ora “antes de coabitarem” significa apenas “antes de morarem juntos na mesma casa”. Isso aconteceu quando “José fez como o anjo do Senhor lhe havia mandado e recebeu em sua casa sua esposa.” (Mt 1,24).

            Alguns cometem outro engano acerca da expressão “filho primogênito”, para continuar negando a Virgindade perpétua de Maria. Esta expressão é usada por Lucas: “Maria deu à Luz o seu filho primogênito” (Lc 2,7). “Filho primogênito” significa somente “primeiro filho”, podendo ele ser filho único ou não.

            De fato, o casamento dos judeus era feito em duas etapas: a 1ª se realizava na casa dos pais da moça em cerimônia simples. Marcavam-se então as núpcias festivas, era a segunda etapa, na qual a esposa era levada para a casa do esposo. Era esta a coabitação (morar juntos), de que fala o evangelista no citado texto. Foi entre essas duas cerimônias que se deu o mistério da Encarnação.

            Gerando o Filho de Deus por obra do Espírito Santo, Maria permaneceu virgem antes, durante e depois do parto. Jesus Cristo nasceu sem ferir sequer de leve a integridade virginal de sua Mãe, do mesmo modo como, mais tarde, Ele entrou na casa em que se encontravam seus discípulos, embora estivessem fechadas as portas ( Jo 20,19). Jesus é Deus e para Ele nada é impossível (Lc 1,37).

          • Mauro,

            Costumavam os judeus fazerem uma festa aos noivos, nada de casados. Depois disso, os dois se separariam por período suficiente visando o noivo e a família deste terem a certeza que a noiva não foi infiel, tendo relações com outros homens, bem como não haviam os noivos entre si cometido o pecado do fornicamento.

            Ora, foi depois deste festa que Deus se apresentou à Maria, fator este que levou a José e Maria, para não dizerem a verdade sobre um filho de Deus, passarem por fornicadores, essa foi a resignação do casado, pois tidos como apressadinhos.

            No mais, os evangelistas falam dos irmãos de Cristo, Paulo fala dos meios irmão de Cristo, sendo que um deles escreveu uma das cartas do novo testamento, Tiago.

            Bom, se Maria prometeu morrer virgem, então volto ao que falei, o casamento dela não se confirmou com José, daí que a tua igreja use seus ensinamentos e decrete nulo, pois não pode é ter dois pesos e duas medidas, por favor.

            Maria não se relacionou com seu noivo até o momento do seu casamento, fato ocorrido depois do casamento, pois com a barriga em crescimento, mais a mais, não interessava a ninguém saber que o casal estava a carregar o filho de Deus, o rei dos judeus, bastando vê que só foram os magos falarem para Herodes que este perseguiu e matou inúmeras crianças.

            Já imaginou, José chegando pros vizinhos fofoqueiros e dizendo que aquela barriga que a mulher trazia era o Messias esperado? O Rei dos reis?

            Ao certo, não apenas os fofoqueiros dos seus vizinhos, mas os parentes iriam dar com a boca nos dentes.

            Ora, a coisa era tão sigilosa, que o primo de Cristo, João Batista, não tinha a certeza certeza, teve que indagar a Ele ao vir se batizar, tudo guardado com sigilo, tudo com discrição, meu caro.

            Por favor, diga a tua igreja que reveja essas besteiras pensantes ditas por você, chega a ser infantil essas concepções católicas a respeito das relações humanas, agem como se tudo fosse belo e bonito, como se fosse teatro, como se fosse aceitável, compreensível pelos contemporâneos do casal.

  4. chupa essa manga, reinaldo!!!você não sabe nada de bíblia e fidca aqui comentando. vá estudar bíblia meu rapaz!!!vá estudar teologia!!!sua igreja é mais suja que pau de galinheiro, matou milhoes na inquisição, e ainda fica falando???

  5. Ontem e hoje a rede esgoto noticiando a visita do papa na coreia mais do quer outros canais de tv,hoje no globo repórter vão mostrar formigas desenhando numa folha de árvore a aparecida do norte e acho que estão desesperados e preoculpados com crescimento de evangélicos no brasil porquer as novelas ja tão dando baixo ibope por motivo de boicotes de evangélicos a novelas com vários viados e encentivando o homossexualismo.
    a rede globo está apelando?estamos de olho.

  6. Mostre a fonte dessas suas informaçoes. Cuidado que nao é muito difícil chegar a algumas conclusóes por ex: Qual a religiao predominante nos países europeus onde explodiu a pretensao de dominar o mundo pelo louco Rhitler? O nacionalismo pregado por Rhitler enganou há muitos protestantes da época, demoraram descobrir de fucim de porco nao era tomada meu caro e quando descobriram, se colocassem as azas de fora, morriam como os judeus.

    • Maria Batista,

      Os alemães não queriam Hitler, leia a história, mas aos poucos o católico chamado Hitler foi tomando o poder, usando as armas da enganação, depois dominou com terror e medos os evangélicos e católicos alemães, coisa parecida com o que ocorreu na católica Venezuela, em Cuba, onde lá se instalaram fortes governos, governos impopulares.

      Lembre de tua igreja, pois ela caiu na mesma conversinha, onde em 300 DC alguns cristãos caíram no cântico de ouro de Constantino, que depois passou a perseguir os demais cristãos sob o argumento de heresias, ou seja, tua igreja foi e é a continuação do império romano, o império que matou Cristo, Paulo, Pedro…, que manda no mundo secular dando ordens a reis e a reinados, casando e descasando reis, matando e dominando os contra, fatos esses que começaram a ser combatidos no ano de 1200 e culminou com Lutero, estranhamente um padre de vocês, portanto sabia de tudo que havia de errado dentro da igreja, pois ninguém começa um movimento de oposição com tantas teses contra, 95.

      É que sabia demais, é que o povo não aguentava mais a tirania duma igreja que se dizia de Cristo e pouco anos antes determinou conversão à força de judeus ao catolicismo, em 1492. Cristo determinando à força que seguissem Ele? Ora, isso nunca Ele faria.

      • Hitler era católico???????

        kkkkkkkkkkk

        Levi.. essa é mais uma para guardar no baú do Levi…

        vejamos:

        1- Deus que erra.
        2 – Cristo Casado.
        3 – Cristo nascido em Belém do Pará.
        4 – biblia corrompida por constantino.

        e agora

        5 – Hitler Católico kkkk

        faltou algo?

        kkk

        Levi.. faz o seguinte…

        poste a fonte.. o nome do livro que conta essa sua “estorinha” kkkkkk

        • Reinaldo,

          Qual a religião dele, então?

          Os pais dele eram da Áustria, pais em que o Estado paga os salários mensais dos padres, e a população de maioria católica, aí você vem acaso dizer que ele era judeu, evangélico, muçulmano?

          Brincadeira, né? Outra coisa, já havia falado isso aqui, minimamente 04 vezes, mas só agora que você percebeu?

          Purgatório, onde está escrito isso na bíblia?

          Reza para salvar do inferno defunto ruim, onde está escrito isso na bíblia?

          Cristo andava com imagens nas mãos como padre Antonio Maria e colar no pulso, onde está escrito isso?

          Mostre João Batista e/ou Cristo batizando criancinhas na bíblia? E por quê Cristo se batizou aos trinta? Cristo foi pagão até a idade de trinta anos? Onde diz na biblia que o não batizado é pagão?

      • É verdade que Hitler nasceu em uma família católica. Seu pai foi relatado como tendo sido relapso na sua fé, mas sua mãe era muito devota. Adolf Hitler foi confirmado em 1904, mas não ia muitas vezes à missa. A questão não é se Hitler era católico, mas se ele praticou a fé católica e se seu estilo de vida representava com precisão o catolicismo. Claramente, a resposta a essa pergunta é “não”.
        Hitler não era um filho fiel da Igreja, dócil à sua doutrina, mas via a Igreja de uma forma que servia seus próprios fins. Por exemplo, em seu Mein Kampf, ele faz referência à Igreja Católica, porque ele percebia que a Igreja era um projeto para o Estado totalitário que desejava criar. É absurdo interpretar os delírios políticos de Hitler como uma acusação contra a Igreja.
        O nazismo de Hitler era totalmente contrário à Igreja. Quando isso foi reconhecido e condenado pelos bispos na Alemanha, a resposta de Hitler aos bispos foi enviar todos os católicos judeus que pudesse encontrar para os campos de extermínio. Este movimento de Hitler custou a vida de milhares de religiosos católicos, incluindo Teresa Benedita da Cruz, ou Edith Stein e Maximiliano Kolbe, hoje parte do grande panteon de santos da Igreja.

        Levi pesquise bastante para não cair em contradição.

        • Mauro,

          Obrigado, você ajudou ao seu irmão na fé, Reinaldo.

          A discussão aqui levantada por mim diz respeito a acusação de que evangélicos massacraram os judeus.

          Releia todos os textos, pois eu não falei mentira, afinal sua igreja desde 1492 já havia pregado peças contra os judeus, impondo que todos se convertessem à força, então nada a haver com Lutero e nem os protestantes, pois o protestantismos somente foi criado em 1517 em diante, onde já era plena e secular a perseguição dos católicos, pasmem, aos parentes de Maria, a tão venerada Maria, a Deusa Maria, ora brincadeira.

          Por questão de hegemonia, o império passou a perseguir os judeus, vocês foram na mesma linha, aí vem botar a culpa nos protestantes?

          Respeitem os líderes de vocês, pois os últimos papas pediram desculpas aos judeus, aos muçulmanos e agora aos protestantes, faltando agora convidar o governo italiano e montar um comitê pacificador em Jerusalém, pedindo desculpas, confessando e mediando a paz entre os judeus e muçulmanos, a rezão da ausência de paz no mundo, e do que se sabe, foi obra dos italianos(romanos do império e católicos romanos).

          Se o governo italiano não quiser ir, que a igreja vá e coloque os pés nos jardins das oliveiras como escrito na bíblia e procedam com ações de paz, convidando todos para se unirem, inclusive devolvendo a eles os lugares considerados santos, pois haverão de, legitimamente, explorarem o turismo, pois pessoas pobres, enquanto a igreja católica é rica.

          Devolvam os lugares santos a quem é de lá, único modo do mundo voltar a ter paz, e se não tiver, que vocês não venham a ser mais incriminado ainda perante o juízo final. Hajam como verdadeiros pacificadores, pois não adiante o papa está pedindo que parem a guerra quando a igreja que ele representa faz parte dessa guerra.

          • falou.. falou.. e cade as fontes Levi??

            vc le livros e os interpreta estupidamente como faz com a bilia e não posta as fontes, pois quando formos confrontar suas interpretações com o livro, veremos que a exemplo do seu Cristo casado, do seu deus que erra, vc deturpou todas a história…

            fontes Levi…

            por gentileza.

          • Reinaldo,

            Pra que dizer as fontes, se a própria bíblia, fonte maior, você denega.

            Fica a dizer que Cristo não tinha irmãos, quando diversas partes há menção disso.

            Tá doido, fonte pra você é lugar onde bebe água, não onde se aprende, lugar em que nos despimos das nossas ignoranças.

          • kkkkkk

            vem com conversinha Levi…

            cade sua honestidade garoto…

            posta a fonte ai ou vai ficar só na desculpa???

            kkkk

            tinha ser protestante mesmo kkkkk

          • Reinaldo,

            Você quer os capítulos e os versículos, pois a fonte do que acabei de falar é a bíblia, mas você, católico, não a lê, sequer a possui, então pra que eu indicar. Já sei, há bíblias virtuais, portanto se quiser, direi versículo por versículo. Vai querer passar mais uma decepção ou está querendo aprender a santa palavra mesmo.

          • Levi, a biblia tem cap. e vers. que fala sobre hitler e que ele era apoiado pelos católicos??

            kkkk

            mostre então Levi..

            mas não se esqueça de dar fontes históricas também…

          • Reinaldo,

            Hitler agiu conforme a política milenar da igreja católica. Perseguiu os judeus, quem fez isso a vida toda? A Católica. Quem usava argumentos políticos para tomar posse dos povos? A católica? Quem é que depois de instalado impunha suas táticas e fazia o povo de seu vassalo? A Católica.

            Meu caro, Hitler está na tradição católica, ou seja, fez tudo que a católica queria, pois não a perseguiu enquanto instituição, do contrário, a preservou, diferente do que ocorreu com os judeus, ciganos, gays, tendo se aliado a Mussoline, e declarado guerra justamente contra o povo anglicano, os da ilha inglesa, justamente os que se rebelaram contra a igreja em 1500, como seja: hítler subjugou o povo onde começou o protestantismo e depois exigiu dele atrocidades, sendo matar judeus, ciganos e gays, depois enfrentou os anglicanos. Tem católico que acaso cumpriu a cartilha católica mais que Hitler? Esse sim, o verdadeiro católico. O senhor das guerras tanto quanto a católica, o de dominar o mundo, o que vocês não esperavam foi a reação inglesa e americana, justo dum país protestante, não é mesmo, meu caro?

          • Hitler agiu conforme a política milenar da igreja católica.

            Perseguiu os judeus, cabendo perguntar, quem fez isso a vida toda? A Católica.

            Quem usava argumentos políticos para tomar posse dos povos? A católica.

            Quem é que depois de instalada impunha suas táticas e fazia o povo de seu vassalo? A Católica.

            Meu caro, Hitler está na tradição católica, ou seja, fez tudo que a católica queria, pois não a perseguiu enquanto instituição. Do contrário, a preservou, diferentemente do que ocorreu com os judeus, ciganos e gays, tendo ele se aliado a Mussoline(imperador dos italianos), e declarado guerra justamente contra o povo anglicano, os da ilha inglesa.

            Tinha que ser justamente os que se rebelaram contra a igreja em 1500? Como seja: Hitler subjugou o povo onde começou o protestantismo, os alemães, e depois exigiu desse povo atrocidades, sendo matar judeus, ciganos e gays, depois enfrentou os anglicanos.

            Tem católico que acaso cumpriu a cartilha católica mais que Hitler?

            Esse sim, o verdadeiro católico. O senhor das guerras tanto quanto a católica, com política de dominar o mundo.

            O que vocês não esperavam foi a reação inglesa e americana, justo dum país protestante, não é mesmo, meu caro?

          • Levi.. não adiante meu amigo..

            hittler se “converteu” ao protestantismo e assim se apoiou nele para matar..

            mas tudo bem Levi.. se quer trazer novos fatos..

            estou aguardando as fontes kkkkkkkkkkkkk

    • Maria,

      Você não consegue pensar além da sua passada.

      Se o objetivo é a procriação, tanto que vocês dizem que é nulo o casamento de quem casa sem o intento de ter filhos, logo se deduz que pessoas estéreis são condenadas antecipadamente por Deus, como seja, não podem ter filhos, porquanto descasem logo após as tentativas. É isso mesmo?

      Vocês possuem cada regra infantil, e querem que a gente as defenda como verdade intocável.

      O casamento é a união de duas pessoas, independente de vir ou não a ter filhos, onde haverão de mutuamente se ajudarem, se assistirem, se amarem.

      Se assim não for, Maria José são pecadores às vistas de suas concepções, pois dizem que o casal não teve filhos, apenas ela e com Deus. Ou seja, José ficou chupando o dedo a vida toda, Maria não se preocupou em dar uma descendência derivada de seus esposo, José?

      O casal teve filhos, e a bíblia destaca isso várias vezes, mas vocês católicos, até mesmo a bíblia são capazes de renegá-la.

      • Levi, a cada comentário sobre o católico, você mostra que sabe menos ainda.
        Todo casal de noivos passa por um curso antes de casar. Assim como os evangélicos.
        E sempre citam o fato de tudo ser compartilhado na vida conjugal. e você se perguntar, se você vai querer uma vida sozinha ou acompanhada. namoro e muito bom, vocês se desentendem, cada um vai para sua casa e nos outro dia esta tudo bem. No casamento não é assim, você vai dormir do lado da pessoa. Isso eles tem que se resolver. casamento não se acaba por falta de filho. mas por mentira sim. Tem pessoas se mostram uma coisa no namoro, quando casam e outra bem diferente.
        Minha e falecida, a esposa atual do meu pai e criada no evangelho. Ela casou com um homem que frequentava a mesma igreja, tinha os mesmos costumes e bla bla bla. Ela engravidou, teve problemas, perdeu a criança e não pode mais ter filhos. O marido na época, falou que ela não prestava, pois nem filhos poderia ter. (Isso porque ele era evangélico). Enfim, eles se separaram, ele arrumou outra mulher e teve filhos. Aonde ficou a sabedoria dele como cristão?
        O virar as costas nos momentos difíceis, e do homem. Não de Deus. Tais atitudes não tem haver com religião

  7. Maria Batista Mendes

    Não importa o nome que dão, se ídolo ou imagem. E não importa se essa imagem, ou ídolo seja de um santo, de um carro, de uma banda de rock, de dinheiro, de pessoas e etc.

    O que é importante se saber é que: A UMA PESSOA SÓ É PERMITIDO DOBRAR OS JOELHOS, EM REVERÊNCIA AO DEUS TODO PODEROSO, O QUAL NÃO SE PODE ADORAR POR MEIO DE IMAGEM OU ÍDOLO, MAS EM ESPÍRITO E EM VERDADE.

    Veja o que está escrito em Apocalipse 22, 8-9:

    “E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, PROSTREI-ME(ajoelhei-me) aos pés do anjo que mas mostrava para o adorar.
    E disse-me: Olha, não faças tal; porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora somente a Deus.”

    Hora, se não nos é permitido ajoelhar perante anjos, quanto mais estátuas de barro, de ouro de prata, de bronze…!

    Mas de uma coisa você tem razão, não adianta ler a palavra de Deus, e não cumprir as suas responsabilidades aqui na terra perante as pessoas.

  8. A Igreja Católica é Igreja. Não vos preocupeis com que ela pode dizer ou fazer. Até por que é o próprio Cristo, seu Fundador, que a assiste e a rejuvenesce por mais de dois mil anos. Resistiu nos momentos mais difíceis da própria história da humanidade e está de pé. Tem maturidade suficiente para remar e seguir em frente. Sabe de onde vem e para onde vai. Por isso, nunca se preocupou com aqueles que a pisam no pé ou procuram abalar a sua estrutura pois, sabe que está alicerçada em Cristo, seu Fundador, e está de cabeça erguida. Apesar de tanta inveja e ódio de alguns pródigos, nenhuma força do inferno prevalecerá contra ela. Já teria desaparecido há muito tempo. Por isso, é em vão e cansar-se-ão os que procuram, a todo custo combate-la.

    • Rui,

      O judaísmo tem quatro mil anos, e vocês não conseguiram acabar com ele, apesar da grande frente de perseguição mundo afora.

      O islamismo tem trezentos anos a menos que vocês, e é a maior religião em número de pessoas, e não há indício algum de que vai se acabar, e que porta alguma de inferno prevalece contra ela, cada vez mais forte e matando cristãos, é bom que seja dito.

      O diabo é bem antigo, muito antigo, então tempo não significa posto, posto é santidade, respeito, postura ética, nunca matar, nunca ofender, nunca desprezar o próximo…

  9. Bom Levi
    acho que o ignorante é você. Não sei de uma igreja católica que não permite que leiam a bíblia, isso se foi você quem criou.
    Ignorantes são aqueles que se acham melhores e mais corretos que outros. Católico não adora, nem se ajoelha diante a uma imagem. Isso são costumes antigos que não são mais praticados na igreja de hoje.

    • A igreja critica quem lê a bíblia e aos que tentam interpretá-la, tanto que sempre criticou os protestantes por lerem a bíblia e concluírem.

      Falando em achar melhor, seria bom você dizer para os da tua igreja essa mensagem, pois todos costuma dizer que são da única igreja de Cristo, que as evangélicas são seitas.

      Pode repetir quem é soberbo?

      • Você deve viver em um mundo diferente.
        Pessoas alienadas e ignorantes dizem que a igreja que elas frequentam é a única igreja de Cristo. Eu frequento igreja, sou católica, vou a cultos de igrejas evangélicas também. Mas na paroquia que frequento o padre chama a atenção de quem deixa a bíblia em casa, bíblia deve ser carregada e lida, assim como usamos o telefone celular.
        Assim ele prega, e não esses costumes idiotas como pessoas mal informadas ficam falando.
        Nós somos a igreja de Cristo, nosso corpo e o templo do Senhor, não templos de paredes como muitos idolatram. Acho que você deveria saber disso.

        • Danielle,

          Aqui navegam dois católicos,o Reinaldo e o Mauro, e constantemente deixam claro que os evangélicos, por lerem a bíblia, findam por interpretar do modo que querem;

          Minha cara, acho que você é jovem, mas nada a impede de ir buscar na literatura mundial que tua igreja até 1965 fazia a missa no latim, fazendo com que os católicos não entendesse sequer a missa. Zombava dos protestantes por possuírem e conduzirem a bíbilia aos cultos, no máximo vocês abrem a bíblia num salmo e deixa a vida toda num altar caseiro.

          Minha cara, é tão patente que 99.99999, quando indagados, não sabem responder uma pergunta da bíblia. costumam dizer que é de difícil leitura e interpretação, sendo diferente hoje os carismáticos, haja vista seguirem os evangélicos em tudo, seja no modo de orar, de cantar, nos hinos, todos das igrejas protestantes, dando aleluia(muito criticando os evangélicos a quem os chamavam de aleluia)

          Minha cara, vá estudar a historia da sua igreja antes de criticar, pois o que afirmei não foi por simples crítica, sim em defesa das aduções denegridoras e costumeiras dos teus irmãos na fé.

          • esqueceu de citar-se como um “protestante” que afirma que Cristo se casou, teve filhos, que nasceu em Belém do Pará, que Deus errou diversas vezes.. sua outra pérola que eu falei que seria mais uma pro seu bau eu me esqueci o que era kkkkk

          • Reinaldo,

            Se católico pode negar os irmãos de Cristo, se pode negar a vida sexual de Maria e José, se negar que Cristo se batizou não como criança, se pode negar que Cristo não foi o único a ascender aos céus(Maria também), se pode negar o amor de Deus e vida correta para ir para o céu e no seu lugar missas pagas como solução para salvação, então todo mundo pode tudo, ou só vocês podem mudar a bíblia? Isso sem falar nas duas ascendências divergentes uma da outra que vocês registraram em Mateus e Lucas.

          • claro Levi..

            VC SEMPRE “SERTINHO”..

            tudo pode Levi..

            até Cristo nascer em belém do Pará pode..

            principalmente dentro do protestantismo Levi…

            no protestantismo TUDO PODE…

            pode cada um interpretar a biblia como queira..

            e assim cada um pode se transformar em Cristo como cabeça da Igreja e fundar a sua própria Igreja..

            inclusive vc pode Levi, já que vejo que vc interpreta a biblia diferente dos demais protestantes, creio que vc deveria fundar a sua também

            afinal…

            no protestantismo TUDO PODE. só não pode falar bem da Igreja Católica, afinal, quase toda regra tem sua exceção.

          • É difícil falar bem de quem nos espanca, e espancamentos gratuitos, apenas por questões de hegemonia.

            A católica é quem interpreta o evangelho igual a Cristo, embora nunca tenha provado onde e em qual momento Ele disse que morto ruim pode vir a ser salvo com rezas pagas.

            Enganação e exploração do povo, aí são os evangélicos os distorcidos?

          • Pra começar não nasci em 1965, nasci depois. As missas não são realizadas em latim a muito tempo, pelo menos no Brasil. (ate onde sei) .
            Protestante zomba do católico achando que ele não prega a Cristo. engane-se, porque prega sim. Lemos a bíblia sim, e não é só salmos. Mas não temos que provar nada pra você. Assim como muitas pessoas se dizem evangélicas e na verdade não. Existem pessoas que se dizem católicos e nem frequentam a igreja.
            Mas o que sempre digo e que independente da igreja que eu ou você frequentamos, adoramos e pregamos ha um único Deus… Somos cristãos, pecadores.
            E se formos procurar erros, falhas. Vamos encontrar muitas, não só na igreja católica, mas nas evangélicas também.
            Levi, somos homens e pecadores.. Tanto é que vemos comportamentos de pessoas que acham que conhecem a palavra, que se dizem pastores, apóstolos, bispos, padres que são completamente errado…
            Aquele que diz a minha igreja (religião) e que salva. Esta completamente errado. Só Deus salva

      • Levi …. bnão entendi muito bem sua colocação. Dizendo que nossa igreja proibe quem le a bibiia????? afff que igorância a sua, desde do Vaticano II em 1963 eu tinha 12 anos e a igreja passou de lá pra cá a ter novos pensamentos sobre a leitura da biblia – me lembro que eu já com 17 anos fiz um curso de teologia para jovens e de lá pra cá nunca mais parei, eu tenho 3 biblias – uma leitura e adoração, uma para estudo, e outra que fica aberta na minha casa. Sabe Levi voce precisa se entrosar mais e procurar as verdades, nossa igreja está acompanhando a evolução dos tempos …. imagina estamos em 2015 – Jesus seria o primeiro a dizer pra gente POVO DO MEU PAI ACORDEM – VOCES PARARAM NO TEMPO???? E isso entendeu Levi, procurar ver o que está acontecendo – Lutero criando a igreja protestante também nos ajudou muito mostrou o quanto a igreja estava errada não deixando as pessoas lerem a biblia – e ele o Lutero no fundo tbem modificou a nossa igreja passamos a pensar mais. quem não Lê e nem segue a biblia não quer seguir os ensiamentos de Deus. Senão foi em vão o seu Fiho ter morrido na cruz. Fica com Deus querido, paz e bem. Um abraço. Lena

  10. Estou mto decepcionada com a igreja católica e me perguntando se é um lugar adequado para mim e minha família. Sou católica e não sou a favor de nenhuma dessas mudanças. Acho que a igreja independente de qual seja, deve seguir a bíblia e não as mudanças do mundo. Esses bispos e principalmente o Papa, estão agindo contra os ensinamentos de Jesus. Se não encontrarmos moral e bons costumes na igreja, onde encontraremos? O que vamos ensinar aos nossos filhos? Vamos dizer á eles sobre o sacramento do casamento e sobre a sexualidade? O Papa Francisco foi um erro, está se deixando levar pelas mudanças do mundo e isso é um absurdo. Não vou participar de uma igreja que prega o contrário dos ensinamentos de Deus.

    • Karem concordo plenamente com voce as igrejas hoje querem se adaptar as pessoas não as pessoas ao q a biblia diz. em especial a igreja catolica continua a distorcer o q a biblia ensina. a posicão dela e clara qanto a diversos assuntos. mesmo assim ela continua a ensinar mentiras sobre Deus e seus propositos, me tornei leitora d biblia e vi q muitos dos seus ensimanentos são falsos e nao tem base biblica.

      • Dayane
        Estando na igreja há mais de 50 anos ( hj ) com 64 anos e vi muitos erros na igreja catolica, mas sabe Dayane minha mãe sempre me ensino9u que mesmo estando na igreja ou em qualquer outra igreja … só devo seguir a Deus, não estamos na igreja por causa de Papa ou padres, ou pastor, ou bispos, estamos na igreja para amar e adorar a Deus. A maturidade religiosa vem com o tempo, e houve tempos que me revoltei com muitas coisas que via errada dentro na igreja católica. Fiz muitos encontros de biblia, catequese, etc quando jovem – e depois que me casei fizemos o ECC e retiro de casais =hj sou catequi8sta de adulto de crisma, e vc há de ver que ainda tem pessoas que adoram Maria, e eu na minha insiginificância humilde digo nós só adoramos a Jesus/Deus/Espirito Santo, Maria nem quer isso, ela me diz minha alma glorifica ao Senhor e meu espirito se engradece em Deus Salvador, ela nas suas aparições nunca disse me adorem …. não dizia sempre o MUNDO PRECISA ADORAR MEU FILHo, quando o padre da minha comunidade me entregou em 2014 uma turma de adultos ( fui catequista de jovens há uns 7 anos anos atrás|) eu disse padre – não vou seguir catecismo disso ou daquilo, vou procurar passar e relembrar tudo que sei que a igreja tem de bom, o que é a biblia dentro do que acho, o que é a missa, ( uma festa comparando com a ressurreição de Jesus ) , os mandamentos da igreja, os sacramentos que estão vivos dentro da prória biblia, e o que Deus quer daquelas pessoas que iriam fazer o encontro da crisma,. pronto Dayane, foi o que fizemos e foi um sucesso, em nome de Jesus. Foi muito bom graças a Deus, e o Espirito Santos brotava em todas os nossos encontros. Você entendeu querida, é assim que devemos seguir a Jesus. Pelo coração, pelo amor, e pedindo sempre ao Espirito Dele que nos guie. bjs conte comigo com alguma dúvida ( meu email lenasb@ibest.com.br) ok fic acom Deus.

  11. A cumplicidade da igreja com Hitler, Mussolini e outros assassinos
    Por eu 09/01/2012 às 22:02

    http://www.youtube.com/watch?v=mJgj-XTGVaU
    http://www.youtube.com/watch?v=Jr5Q5Volv88
    A igreja apóia ativamente o crescimento do fascismo na Europa. Em Portugal, ela apóia Salazar. O cardeal Cerejeira (amigo do ditador) chega a dizer que Salazar a tinha a missão divina de governar Portugal.Na Áustria, a igreja apóia o Austro-Fascismo de Dollfuss e Schuschnigg.O primaz Innitzer é o principal apoiante do regime. Innitzer mais tarde apoiaria a “Anschluss” nazista.

    Na católica Polônia, a igreja apóia Pilsudski (e sucessores). O regime polaco anexa partes da Ucrânia e Bielorússia e promove a aculturação forçada das 2 nações. Os idiomas (ucraniano e bielorrusso) e a igreja ortodoxa são proibidos. Vários ortodoxos (inclusive padres) são presos e executados. Igrejas ortodoxas são destruídas pelos piedosos católicos poloneses. Essa repressão duraria quase 20 anos (só pararia com a invasão da Polônia em 1939). O Vaticano foi conivente com a opressão. Essa opressão contra a minoria ucraniana serviria de pretexto mais tarde para o Exército Insurgente Ucraniano (?Ukrainska Povstanska Armiya?, ou UPA) promover o massacre de 100000 poloneses em Volinia (incluindo crianças e padres) em 1944.

    Na Itália, a igreja assina com o Mussolini uma concordata que faz do catolicismo a religião de estado. A igreja sacrifica em grande parte as suas próprias associações (inclusive o Partido Popular de Sturzo, no intuito de ajudar Mussolini consolidar sua ditadura): todas, exceto a Ação Católica, devem integrar as organizações fascistas. O Vaticano promete a Mussolini de fazer com que a AC não se deixe tentar por ações antifascistas. Mussolini, depois de ter assinado a concordata dita “Patti Lateranensi”, é qualificado pelo papa como “o homem da providência”. Em 1932, o ditador recebe das mãos do papa, a Ordem da Espora de Ouro, que é a mais alta distinção concedida pelo Estado do Vaticano. O Vaticano apoiaria a invasão italiana na Abissinia, sob protexto de que os soldados italianos estavam levando valores cristãos. Estes bons ?soldados de Cristo? cometem inúmeras atrocidades contra os ?bárbaros? da Abissínia, como por exemplo, o uso de gás mostarda.

    Na Alemanha, em março de 1933, o Zentrum, partido católico, cujo líder é um padre (Ludwig Kaas), vota a favor de plenos poderes para Hitler (A lei habilitante, que se aprovada no parlamento, daria poderes ilimitados ao Executivo): Hitler pode assim atingir a maioria de dois terços necessária instituir uma ditadura. Com uma caridade toda cristã, o Zentrum (e o Vaticano) aceita também fechar os olhos pros crimes nazistas. Depois a igreja começa a negociar uma concordata com a Alemanha: nesse cenário, ela sacrifica o Zentrum, então o único partido significativo que os nazistas não tinham proibido. Na realidade ele tinha-o ajudado a chegar ao poder. Em 5 de julho de 1933, o Zentrum se dissolve sob solicitação do Vaticano (cujo Secretário de Estado era Pacelli, futuro Pio XII), deixando o caminho livre para o NSDAP de Hitler, então partido único (A Alemanha assinou a Concordata com o Vaticano em virtude dos votos importantes do Zentrum. Em suma, foi um clientelismo).Hitler declara-se católico no “Mein Kampf”, o livro onde ele anuncia o seu programa político. Também afirma que está convencido ser ele um “instrumento de Deus”. A igreja católica nunca colocou no seu Índex o “Mein Kampf”(ao contrário dos livros de Rousseau,Sartre,Pascal e Voltaire), mesmo antes da ascensão de Hitler ao poder. Podemos acreditar que as idéias de Hitler não desagradavam à igreja. Hitler mostrará o seu reconhecimento tornando obrigatória uma prece a Jesus nas escolas públicas alemãs, e reintroduzindo a frase “Gott mit uns” (Deus está conosco) nos uniformes do exército alemão. Hitler também foi apoiado pela igreja protestante, a ponto dessa igreja criar o movimento nazi-protestante chamado “Deutsche Christen” liderado pelo pastor Ludwig Müller. Müller e outros religiosos (católicos e protestantes) se tornariam membros do NSDAP. O bispo Alois Hudal (membro do NSDAP), publica um livro que concilia vários aspectos do catolicismo com o nazismo. Ele defende visão arianizada do cristianismo. Hudal nunca foi condenado pelo Vaticano. Hudal mais tarde ajudaria nazistas a fugir da Europa.

    Na Espanha, os militares tentam um golpe de estado, que aborta, mas degenera em guerra civil. A igreja os apóia, padres e bispos benzem os canhões de Franco, celebram com muita pompa e Te Deum as suas vitórias contra o governo republicano legítimo (que havia acabado com os privilégios do clero). A guerra faz mais de um milhão de mortos, e Franco fuzila todos os prisioneiros. Franco se mostrará reconhecido por seus santos aliados, nomeando diversos membros da Opus Dei para o seu governo. A influência da Opus Dei crescerá ao longo da ditadura franquista, ao ponto de se chegar a mais de metade dos ministros serem membros dessa venerável instituição católica. Franco proíbe todas as religiões, com a exceção óbvia do catolicismo. A minoria protestante sofreria anos de perseguição por parte do piedoso regime franquista. O Vaticano nunca condenou essa perseguição.

    Na Eslováquia (fantoche nazista), o piedoso padre Jozef Tiso assume o poder e promove uma violenta perseguição de opositores, ciganos e judeus (parte das vítimas foi deportada pra Auschwitz). O Vaticano jamais excomungaria este sacerdote exemplar (ao contrário de padres que defendem camisinha, aborto, fim do celibato clerical etc.). Tiso ajudaria Hitler a invadir a católica Polônia. O Vaticano não condena os 2 ditadores, pois ficou sabendo que a Polônia invadida serviria de base pra uma futura invasão à URSS (odiada pela igreja).A Polônia foi literalmente traída pelo Papa.

    Na França (Vichy), a igreja declara que “Petain é a França”: ela prefere de fato o Trabalho-Família-Pátria de Vichy ao ?Liberté-Égalité-Fraternité? da República, que sempre a horrorizaram. Pétain suspende a laicidade do Estado instituida em 1905 e restabelece os privilégios clericais. Em retribuição, o clero fecha os olhos pros abusos do regime de Pétain.

    Na Bélgica, a igreja católica apóia o movimento fascista “Rexisme” (nome derivado de Christus Rex) chefiado pelo devoto Leon Degrelle. Degrelle acabaria influenciado mais tarde pelas idéias de Hitler. Durante a 2ª guerra, Degrelle vira oficial nazista e chefia as SS Wallonie, com a presença de capelães. O padre Cyriel Verschaeve se torna capelão das SS Langemarck (formada por belgas flamengos). Estes 2 católicos exemplares fugiriam da Bélgica (seriam condenados por colaboracionismo) e viveriam no exterior pro resto de suas vidas.

    Na Croácia “Ustasha”(fantoche nazi), a igreja apóia plenamente (e ativamente) os crimes de Ante Pavelic (líder Ustasha). Cerca de 1000000 de pessoas (sérvios, ciganos, judeus, croatas antifascistas etc.) seriam brutalmente assassinadas. Os terríveis crimes Ustasha chocariam até mesmo os nazistas, aliados de Pavelic.Os padres cooperam com o genocídio promovido pelos Ustashas. Os piedosos padres também promovem a conversão forçada dos sérvios (cristãos ortodoxos) ao catolicismo, sob ameaça de tortura e morte. Várias igrejas ortodoxas são destruídas e o clero ortodoxo sofre terríveis atrocidades por parte dos piedosos Ustashas.O regime de Pavelic constrói o terrível campo de extermínio de Jasenovac, cujo comandante era o sádico padre franciscano Filipovic (O “Irmão Satan”). Os guardas de Jasenovac executam as vítimas friamente com facas, machados, marretas e outros métodos cruéis. O franciscano Brzica, um guarda de Jasenovac, degola mais de 1000 prisioneiros. A crueldade Ustasha(e a cumplicidade dos padres) jamais seria condenada pelo primaz Stepinac (aliado de Pavelic. Stepinac acabaria beatificado pelo Vaticano em 1998) e nem mesmo pelo Vaticano do Papa Pio XII. Pavelic e outros piedosos Ustasha conseguiriam fugir da Europa pós-guerra com a santa ajuda do Vaticano. Até hoje, o Vaticano nunca pediu perdão por sua cumplicidade com Pavelic. (a cumplicidade católica com Pavelic lhe renderia mais tarde um processo http://www.vaticanbankclaims.com/)

    Na Eslovênia, o bispo Gregory Rozman chefia uma terrível milícia pró-nazi. Rozman acabaria fugindo de seu país, procurado como criminoso de guerra (a exemplo do piedoso bispo Ustasha Ivan Saric).

    Durante a 2ª guerra mundial, o Vaticano estava ciente das atrocidades nazistas. O papa Pio XII pensou em condenar os nazistas, mas desistiu por causa de seu anticomunismo ferrenho e achando que uma vitória russa seria pior (o Vaticano chegou a considerar a invasão da URSS por Hitler uma ?cruzada contra o bolchevismo ateu?). Na rádio-mensagem de Natal de 1942, Pio XII critica o comunismo, ao contrário de Hitler e seus serviçais (Tiso,Pavelic, Pétain,Franco,Mussolini etc.). Ele falou em sua mensagem natalina das ?centenas de milhares de pessoas que sem culpa nenhuma da sua parte, às vezes só por motivos de nacionalidade ou raça, se vêem destinadas à morte ou a um extermínio progressivo?, porém ele não citou as vítimas e nem os carrascos nazistas. O Vaticano ajudaria alguns perseguidos pelos nazistas quando viu que a derrota alemã era iminente. Depois da guerra, o Vaticano ajudaria Mengele, Eichmann e outros nazistas a fugirem da Europa através das “Ratlines”.

    A igreja apoiou também ditaduras na América Latina. Na Argentina, a igreja colaborou com a repressão, a ponto de padres os torturadores e assassinos do regime, inclusive nos vôos da morte, onde os opositores eram atirados ao mar. A igreja também apoiou a repressão de minorias (testemunhas de Jeová e gays, por exemplo). Católicos dissidentes, a exemplo do bispo Angelelli, das freiras francesas e dos padres palotinos, foram mortos perante o silêncio cúmplice da igreja. O núncio Pio Laghi foi um notável apoiante da repressão na Argentina, além de ter tido amizado com a cúpula militar. A igreja apoiou também Pinochet, Somoza, Stroessner, Trujillo e outros fascistas da região.

    http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=47351
    IGREJA CATÓLICA ALEMÃ INDENIZA 594 ESCRAVOS DO NAZISMO
    http://www.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=195190
    IGREJA NA ALEMANHA RECONHECE QUE EXPLOROU CERCA DE 6000 DEPORTADOS DURANTE O NAZISMO

    *Seria bom lembrar que o Vaticano, que foi conivente com o nazifascismo, condenaria diversas vezes o comunismo e outros sistemas políticos “heréticos”, a ponto de pedir pros católicos residentes em países comunistas e laicos pra que promovessem rebeliões, desobediência civil, e outras formas de resistência aos governos vigentes. O Vaticano apoiou os “Cristeros” contra o governo mexicano, o sindicato Solidariedade de Lech Walesa contra os comunistas poloneses, a revolta anticomunista na Hungria em 1956 etc.

    >>Denuncie abusos na política editorial

    >>Complemente esta matéria
    Comentários

    fotos
    eu 09/01/2012 22:09

    fotos…

    • Eu concordo, meus afilhados batizaram na Igreja Católica casaram na Igreja Católica, foram Padrins na Igreja Católica. E essa semana batizaram em outra igreja

  12. Não existe isso da igreja se modernizar. A igreja tem que seguir a palavra de Deus! A palavra de Deus é uma só. Deus não muda, é errado querer mudar os preceitos bíblicos para agradar as pessoas que querem viver ao seu bel prazer, fazendo o que dá na telha. A palavra de Deus não tem que se adequar a nada. Nós é que devemos ser obedientes. As pessoas casam, se separam, não buscam a orientação na palavra de Deus e depois querem que que se dê um jeitinho? A questão é ser feliz, não importam-se em desagradar a Deus, o que importa é ser feliz, custe o que custar! Lembrem-se: A palavra de Deus é a mesma ontem, hoje é sempre!!

  13. Papa Francisco diz que a separação é inevitável em alguns casos. E a Igreja diz o mesmo há uns 100 anos!, by O Catequista.

    “Foi mais um sinal de abertura para as famílias modernas”, comentou William Bonner, no Jornal Nacional. Não, não foi. O Papa Francisco não está introduzindo nenhuma doutrina nova na Igreja. Se o Jornal Nacional tivesse feito uma simples consulta a qualquer estudioso da doutrina católica, saberia que tal orientação existe há pelo menos 100 anos!

    Mas a grande mídia, ao menos quando o assunto é catolicismo, parece muitas vezes optar por fazer o papel de Chacrinha: está aí pra confundir, não pra explicar.

    Na Audiência Geral do dia 24 de junho, o Papa Francisco disse que “há casos em que a separação é inevitável; às vezes, pode-se tornar até moralmente necessária”. Ele nada mais fez do que relembrar o que o atual Código de Direito Canônico já prevê, desde 1983:

    Cân. 1153 — § 1. Se um dos cônjuges provocar grave perigo da alma ou do corpo para o outro ou para os filhos, ou de algum modo tornar a vida comum demasiado dura, proporciona ao outro causa legítima de separação…”

    E o Código de Direito Canônico anterior a esse, de 1917 (!!!), promulgado pelo Papa Bento XV, já decretava que é legítima a necessidade de SEPARAÇÃO DE CORPOS em casos específicos, em que a convivência com o marido ou a mulher chegou a um ponto inaceitável de humilhação ou violência. Isso está registrado no capítulo VII, artigo II (se alguém conhecer alguma orientação da Igreja anterior a esta de 1917, por favor, nos informe).

    Notem também que, tanto em 1917 quando no Código atual, os casais separados permanecem unidos pelo vínculo indissolúvel do matrimônio. Ou seja, conforme Jesus ensinou, se se unirem a outra pessoa, cometem adultério. Então, que fique claro: quando a Igreja fala em “separação”, ela não se refere de modo algum a “nulidade” ou ao fim dos laços matrimoniais, que só se desfazem com a morte do marido ou da mulher.

    Façamos a caridade de espalhar a verdade aos nossos irmãos, que acabam dando crédito às notícias que pintam o nosso Papa como um sujeito que veio negar a Tradição da Igreja e introduzir uma nova doutrina. Infelizmente, a versão da TV e dos jornais é a que prevalece, mas temos a obrigação de fazer a nossa parte.

    O mundo precisa saber que a Igreja jamais aprovará o divórcio, pois não pode voltar as costas para o que o próprio Cristo ensinou.

  14. A palavra de Deus não muda, mas a humanidade sim. E pela “dureza do coração” de alguns é necessário repensar e adequar certas situações. Mais do que discutir se a palavra/ vontade de Deus mudou com a modernização da humanidade devemos preocupar com nossas ações, sem perder tempo em questionar as dos outros.

DEIXE UMA RESPOSTA