Padre que chamou evangélicos de otários propõe aliança entre igrejas para lutar contra ativistas gays que “planejam acabar com a família”; Assista

19

A crença no mesmo Deus não foi suficiente para fazer católicos e protestantes superarem os dogmas que separam as duas linhas de pensamento cristãs, mas se depender do padre Paulo Ricardo de Azevedo Junior, a homossexualidade unirá as duas tradições.

O padre, conhecido por chamar evangélicos de “otários orgulhosos”, é um dos líderes da Igreja Católica na luta contra a aprovação do PL 122, e interlocutor da bancada católica na Câmara dos Deputados em sua aproximação da bancada evangélica na “busca pelo bem comum” da sociedade.

Para ele, evangélicos e católicos devem unir forças políticas para evitar que a tradição judaico-cristã seja extirpada pelos movimentos que buscam a secularização da sociedade: “Um bando de celerados colou na cabeça que ‘a moral judaico-cristã só faz desgraça, então nós temos que acabar com ela’… Acabando com a moral judaico-cristã é acabar também com essa instituição chamada família”, declarou o padre num vídeo publicado por ele mesmo no YouTube.

Paulo Ricardo comanda a Arquidiocese de Cuiabá, no Mato Grosso, e tem se aproximado das lideranças da bancada evangélica para fazer frente às exigências por ativistas gays e feministas, entre outros setores da sociedade que têm o pensamento divergente dos princípios cristãos.


“Nós vemos a nova invasão dos bárbaros”, disse o padre, referindo-se aos ativistas gays. “Não são bárbaros que vêm com a guerra, mas são bárbaros que vêm com a língua bifurcada como a serpente. Todos eles têm a língua bifurcada, eles dizem uma coisa, que para a população significa uma coisa, mas para eles é outra”, criticou o padre.

As pautas reivindicadas pelos ativistas visam, segundo Paulo Ricardo, por um fim em tradições milenares que sustentam a sociedade, trazendo uma nova ordem: “O que eles estão planejando é acabar com a instituição familiar e para acabar com a instituição familiar eles precisam acabar com o papel de marido, mulher, macho, fêmea, filho, pai e mãe”.

Assista:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

19 COMENTÁRIOS

    • melhor um meio trato do que um grande prejuizo, não seremos ecumenicos, pois não vamos comungar as mesma fé, eles na deles e nós na nossa, mas melhor unimos em esta luta, do que deixar se instalar a mordaça gay, do que sermos obrigados por força da lei a nos fecchar dentro de templos e depois perdermos a bíblia, sim pode ter certeza vão nos obrigar a não usar mais pois é retrogada..já pensou?

  1. tava na hora dos católicos que também se consideram cristão perceberem o perigo da trupe do jean wilis, marta suplici hadade e toda a guieisada da conspiração arco-íris, o movimento de resistência tem que crescer em todo o país e se os católicos serão combatentes contra a anomalia da inversão dos valores, estou na luta com eles

  2. É realmente esse padre não sabe o que diz ou o que quer, nos chama de otários, e quer nossa união quando lhe é conveniente, nos chama de protestante e somos realmente protestante á mentira, mas isso não vem ao caso , mas o que vejo é ele difamar, criticar e quando lhe convém quer unir, que união é essa??? Somos contra as práticas homossexuais sim, mas não porque um sacerdote como o padre nos chama atenção ao caso mas sim porque a palavra de Deus proibe tais atos. Somos contra as praticas homossexuais , assim como somos contra a mentira, a idolatria, os falsos ensinamentos religiosos. Paz e bem

  3. Outra coisa, eles acreditam que somos não somente otários como ignorantes, mas esse padre somente que nossa união porque essa é a politica do atual papa, e em seus discursos ele demonstrava estar na contra mão da politica papal atual, vamos ficar atentos os servos de Deus devem unir-se cada vez mais com aqueles que andam em espírito e verdade, e crer e esperar o agir de Deus e não dos homens.

  4. Não vejo a questão por esta ou aquela religião ou doutrina, mas sim o que retrata a realidade natural dos fatos. A naturalidade é que Deus fez macho e fêmea, inclusive quando na arca de Noé assim foi colocado cada casal de seres, e se questionar ainda sobre isto, basta observar sem necessitar de nenhum conhecimento acadêmico o processo reprodutivo como ocorre entre os indivíduos seja entre humanos ou não!

DEIXE UMA RESPOSTA