Papa Francisco lavará pés de idosos e deficientes na quinta-feira santa

12

O papa Francisco realizará uma cerimônia de lava-pés no próximo dia 17 de abril, quinta-feira santa na tradição católica. Os fiéis que terão os pés lavados pelo pontífice serão idosos com deficiência que vivem no Centro Santa Maria, da Fondazione Providência Don Carlo Gnocchi, na Itália.

A data representa dia da última ceia de Jesus Cristo com seus discípulos, e o ritual do lava-pés faz parte da celebração católica para o dia, pois Jesus o fez junto ao seus seguidores mais íntimos, lavando seus pés como exemplo de humildade.

Essa não é a primeira vez que o papa Francisco repete o gesto de Jesus. Logo após ser eleito, o pontífice foi a uma prisão juvenil feminina de Roma e lavou os pés de duas detentas.

De acordo com o Huffington Post, o papa tem demonstrado uma atenção especial às pessoas com deficiência e idosos. Em duas oportunidades, após seus sermões, foi até o público que o assistia e cumprimentou e abraçou duas pessoas doentes, incluindo um senhor com o rosto desfigurado por conta de um problema de pele.


No último mês de novembro, criticou a sociedade que segundo ele, tende a “esconder a fragilidade física”, e cumprimentou centenas de pessoas em cadeiras de rodas, uma a uma.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


12 COMENTÁRIOS

  1. Grande coisa esta dos padrecos beijar pe dos outros uma vez por ano, quar qui e jacare, gostaria mutio de saber quar vantagem tem nisso, o que se ganha com isso, por ventura isso edifica? isso admoesta? com rasão de causa? fazem isso una vez por ano mas sus pensamientos estão mais longe de Deus em distancias astronomicas, estão sim com sus pensamientos em maria em santos de tudo quanto e nome que se possa imaginar tem ate santo brasileiro, agora mesmo ja apareceu mais um para a coleção brasileira o Anchieta, a que mais causa arepios a tal da sinhora das cabeças essa e demais, tradicione tradicione tradicione e tuma tradicione,

        • Que qui foi que qui e que qui a, ho jacare sabe ler não e ? tuis vai leno e vai colocando os pontos as virgulas os chapeuzinhos os pingos as creses os sujeitos os sinonimos os antonimos os plurais kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, c parece qui num gostou jacare, c faiz o seguinte tuis toma um cha de pau barbado qui e tire e queda pra morde oce aprender ler seu analfa, e tomem oce para de comer muito tuis anda cumeno mutiu e ai tuis fica gordão iguar ipopoto, come mais pouco ho, e seja magrelo qui nem qui eu uai, kkkkkkkkkkkkkk, c ta achando qui eu iscrevo ruim tuis ainda num viu nada, se eu quize escreve ruim de veldade ai tuis vai ve o qui e bão pa tosse, kkkkkkkkkkkkkkk, c ta percisano de tuma uns cha receitado pelo Tour natrak, ai se tu tuma tu vai fica novinho novinho, vai fica uma ceda de bão uai, o PITAGORAS, tumou e ficou uma belez de bão uai,

  2. Igualzinho os macedos, os malafaias, os rr soares, que ficam sempre MUIIIIIITO PRÓXIMOS( em seus ALTARES com três metros de altura) dos fiéis de suas igrejas kkkkk Desmintam se for possivel!kkkkkk

    Dá prazer de ver macedo, malafaia NO MEIO DO POVÃO KKKK pobre, doentes, alejados etc kkkkkkkkkkk

  3. Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que chegara a sua hora de passar deste mundo ao Pai, como amasse os seus que estavam no mundo, até o extremo os amou. Durante a ceia – quando o demônio já tinha lançado no coração de Judas, filho de Simão Iscariotes, o propósito de traí-lo, sabendo Jesus que o Pai tudo lhe dera nas mãos, e que saíra de Deus e para Deus voltava, levantou-se da mesa, depôs as suas vestes e, pegando duma tolha, cingiu-se com ela. Em seguida, deitou água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha com que estava cingido. Chegou a Simão Pedro. Mas Pedro lhe disse: ‘Senhor, queres lavar-me os pés!…’
    Respondeu-lhe Jesus: ‘O que faço não compreendes agora, mas compreendê-lo-ás em breve.’ Disse-lhe Pedro: ‘Jamais me lavarás os pés!…’ Respondeu-lhe Jesus: ‘Se eu não tos lavar, não terás parte comigo.’ Exclamou então Simão Pedro: ‘Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça.’ Disse-lhe Jesus: ‘Aquele que tomou banho não tem necessidade de lavar-se; está inteiramente puro. Ora, vós estais puros, mas nem todos!…’ Pois sabia quem o havia de trair; por isso, disse: ‘Nem todos estais puros.’ Depois de lhes lavar os pés e tomar as suas vestes, sentou-se novamente à mesa e perguntou-lhes: ‘Sabeis o que voz fiz? Vós me chamais Mestre e Senhor, e dizeis bem, porque eu o sou. Logo, se eu, vosso Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar-vos os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo para que, como eu vos fiz, assim façais também vós.’” (Evangelho de São João, XIII, 1-15)

    Lavar os pés dos discípulos é sinal da caridade de Cristo para com os homens. Não poderia haver momento mais propício do que a última ceia com os Seus amigos, ocasião em que antecipara o sacrifício que ofereceu no Calvário, para que o Senhor lhes lavasse os pés. Se em Sua suprema entrega ao Pai, morrendo na Cruz, Jesus Cristo reconciliou o mundo com Deus, provando um infinito amor aos homens, possibilitando com que todos pudessem receber a graça da vida eterna, e a ceia derradeira fora uma antecipação daquele evento da Sexta-feira Santa, num outro modo de oferecimento, é precisamente nessa refeição, que Nosso Senhor dera a todos um novo sinal de que nos amava.
    Sendo caridoso, manda-nos que também o sejamos. Temos de amar o próximo, como Ele nos amou, pois isto nos garante, como conseqüência de nosso amor a Deus, a eterna recompensa nos céus. Precisamente isso é que nos ensina o hino: “Onde o amor e a caridade, Deus está. Congregou-nos num só corpo o amor de Cristo; exultemos, pois, e nele jubilemos. Ao Deus vivo nós temamos, mas amemos; e sinceros, uns aos outros, nos queiramos. Onde o amor e a caridade, Deus está. Todos juntos num só corpo congregados, pela mente não sejamos separados. Cessem lutas, cessem rixas, dissensões, mas esteja em nosso meio Cristo Deus! Onde o amor e a caridade, Deus está. Junto um dia com os eleitos nós vejamos vossa face gloriosa que adoramos. Alegria que é imensa, que enche os céus: ver por toda a eternidade Cristo Deus. Onde o amor e a caridade, Deus está.Amém

  4. Deveria ter também a festa do xicote, lembrando quando jesus entrou no templo e expulsou os mercadores que estavam no templo fazendo comércio.e nesta festa o papa pegava um xicote e dava 12 açoitadas uma pra cada mês nun clérigo corrupto.e este ano poderia começar pelo bispo ou arcebispo da alemanha que gastou milhões numa igreja por la revoltando os fiéis da localidade.

DEIXE UMA RESPOSTA