Após quebrar 2 recordes nas Paraolimpíadas, nadadora diz que não conseguiria “sem Deus e sem a Igreja”

0

A nadadora Bethany Firth superou um problema com o pulso e quebrou o recorde mundial duas vezes na categoria S14 do nado 100 m costas para conquistar sua medalha de ouro nas Paraolimpíadas do Rio de Janeiro, e agradeceu a Deus pela conquista.

“Deus coloca desafios em sua jornada, mas mostra um caminho, se você trabalhar duro e colocar sua mente naquilo. Esperemos que há muito mais medalhas para vir para o resto da equipe”, afirmou a nadadora paraolímpica britânica.

Nas eliminatórias da prova, Bethany tinha definido um novo recorde mundial, com 1:04.53s, e na final, ela foi ainda mais rápida, ganhando a prova com o tempo de 1:04.05s, à frente da holandesa Marlou van der Kulk, que registrou 1:06,33s, e sua companheira de seleção britânica, Jessica Jane Applegate, que marcou 1:08,67s.

“Eu estou tão encantada com isso, mas eu não poderia ter feito isso sem o apoio de todos lá de casa – especialmente a minha igreja e minha família”, disse Bethany Firth, de acordo com informações do Belfast Telegraph.


“Estou muito feliz com esse mergulho, mas não é só comigo, é todas as pessoas que me apoiaram, como meus treinadores, a seleção, meus amigos e família e minha igreja na Irlanda do Norte. Todos eles me ajudaram a chegar aqui e eu estou muito feliz com isso”, reiterou.

A nadadora cristã paraolímpica perdeu o Campeonato Mundial da categoria em 2015 por ter uma fratura no pulso, mas se recuperou e voltou a desempenhar seu talento em grande estilo: “Depois de quebrar meu pulso Eu estava há um bom tempo longe da piscina e eu tive que me reorientar e voltar, decidi concentrar mais em mim e minha natação e só faço o que posso fazer”, concluiu, explicando que a razão do sucesso é dedicação.

Este slideshow necessita de JavaScript.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA