Pastor Everaldo Pereira teria recebido R$ 6 milhões em dinheiro vivo da Odebrecht, em 2014

0

O pastor Everaldo Dias Pereira, presidente do PSC, estaria envolvido nos esquemas de caixa dois envolvendo a empreiteira Odebrecht, principal construtora do país que está no centro das delações premiadas envolvendo políticos.

A aproximação entre o pastor Everaldo e a Odebrecht teria acontecido em 2014, época em que o político assembleiano foi candidato à presidência da República e chegou a figurar entre os cinco primeiros colocados.

De acordo com o jornalista Mauricio Lima, da coluna Radar Online na revista Veja, o pastor Everaldo teria ganho a simpatia da Odebrecht por suas propostas de privatizações amplas. Durante a campanha, o então candidato propôs privatizar a maioria das empresas estatais, como a Petrobras, e também os bancos do governo, como Caixa Econômica e Banco do Brasil.

Os valores que teriam sido repassados ao pastor Everaldo Pereira em dinheiro vivo chamam atenção: “Além de Dilma e Aécio, outra campanha presidencial recebeu da Odebrecht em 2014. Foi a do Pastor Everaldo, do PSC. A empresa deu 6 milhões de reais em dinheiro vivo para sua candidatura. Por quê? Pela pregação a favor das privatizações, interesse da empreiteira”, informou Lima.


A matéria publicada no portal da revista Veja tem característica de revelações de bastidores, e não traz nenhum posicionamento do pastor Everaldo sobre o assunto. A coluna Radar Online, focada em revelações a partir de depoimentos exclusivos, tem como característica publicar também a versão dos envolvidos, quando esses negam as acusações ou justificam os atos noticiados.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA