Pastor diz que piadas sobre o cristianismo são oportunidade de evangelismo; Assista

15

Não é incomum se deparar com piadas e gozações sobre a religião, e no caso dos evangélicos, geralmente a reação é de irritação e descontentamento. Nesse cenário, o reverendo Augustus Nicodemus Lopes, da Primeira Igreja Presbiteriana de Goiânia, afirmou que às vezes é possível usar a situação como forma de evangelismo.

Sugerindo levar “na esportiva” algumas brincadeiras que são feitas com a fé cristã, Nicodemus disse ser importante não reforçar o estereótipo de “cristão ranzinza”.

“Depende da piada, não é? Porque tem umas piadas bem engraçadas. Eu não vejo mal nenhum em você dar uma risada e aproveitar o momento de descontração para já trazer uma palavra de evangelização, uma palavra de confronto pra aquela pessoa também”, analisou Lopes. “Se quando as pessoas usam o bullying ou zombam da sua fé você reage com raiva ou com indignação e tudo mais, só vai confirmar para aquelas pessoas a figura do cristão ranzinza, fechado, bitolado”, contextualizou.

Para Lopes, ter jogo de cintura é importante na vida, mesmo quando a piada é com a fé: “Se a pessoa brinca ou zomba, conta uma piada da sua fé e você leva na esportiva e aproveita aquele momento e vira contra aquela pessoa, de repente é uma boa oportunidade. Isso vai depender da piada”, ponderou.

“Quando as piadas são de fato de mau gosto ou ofensivas, seria interessante você dizer pra pessoa que aquilo lhe ofendeu, lhe machucou e que você gostaria que a pessoa não brincasse daquela forma”, explica. “Não que você seja contra a brincadeira, não é? Mas, não ofensivas e aquelas que nos atacam pessoalmente. Tirando isso, eu creio que a gente pode rir mesmo quando a piada é proferida por gente que não é crente, que não tem o temor de Deus. Aí você pega isso, usa como uma ponte e traz de volta, aproveitando o clima de descontração. De repente você vai encontrar um coração aberto ali para ouvir também a palavra de Deus”, aconselhou.

Assista:

Assine o Canal

15 COMENTÁRIOS

    • Vamos lá: uma baleia engole um cara e fica com ele no estômago por 3 dias; dois caras morrem e ressuscitam em 3 dias; uma burra e uma serpente falam com as pessoas; uma arca capaz de comportar um casal de cada espécie animal (faltou salvar as árvores); o sol para no firmamento para favorecer a batalha de um cara que serve a um deus de paz; e outras. Realmente a bíblia que embasa o cristisnismo uma piada.

      • Cláudio
        A bíblia, não diz que foi uma baleia, mas um grande peixe, mesmo assim se tiver sido uma baleia, não faz diferença. Deus, que é onipotente pode fazer tudo que Ele quer, imagine até o impossível ao homem. Se Jesus, o filho de Deus, ressuscitou a Lázaro, depois de 4 dias de morto e alimentou mais de 5 mil pessoas com 5 pães e 2 peixinhos, por que não um ser humano não possa ficar quantos dias ele quiser no ventre de um peixe?

  1. Vivemos em um país democrático e de liberdade de expressão, mas isso não significa que os homens ficarão isentos perante Deus de dar contas, como disse Jesus, das palavras frívolas que pronunciaram. Apesar da piada ser muito sem graça, e em nada contribuir para um mundo melhor, o fato é que Jesus se importa muito mais com a forma como seus pretensos devotos o estão seguindo, do que com as palavras tolas dos que resolveram faser piada dele. O que fere o coração de Jesus são as palavras, não dos ateus, mas dos que, se dizendo crentes, ofendem a Deus por pregar mentiras – como a do inferno eterno, com o que transformam Deus em um monstro perto do qual Hitler se torna um anjo de amor e bondade -, e ofendem ao próximo por palavras e atos rudes, sem amor. Deveríamos nos preocupar infinitamente mais com o que NÓS, que cremos, estamos dizendo a Deus e ao mundo, do que os tolos profanos dizem.

  2. Foi esse calvinazi (será que ele acha isso engraçado?) quem disse: “Não estou ofendido com transexual crucificada.” Ele se mostra um inimigo da cruz por não repudiar um ato anti-cristão grotescamente iconoclástico. O Porta dos Fundos mesmo é totalmente profanador e iconoclástico. Da mesma formam quando um ateuzinho enfezado diz que a Bíblia não serve nem para limpar a bunda ou quando fazem queima da Bíblia, é um ato inteiramente iconoclástico. É muita mornidão.

DEIXE UMA RESPOSTA