Polícia encontra corpo de pastor da Assembleia de Deus que estava desaparecido

13

No fim da última semana, a Polícia Civil da cidade de Mogi das Cruzes (SP), localizou o corpo de um pastor evangélico que estava desaparecido desde a última segunda feira (5). O corpo do pastor Antônio de Souza Chimenez, de 40 anos, foi localizado em um terreno no bairro Botujuru, em Mogi.

Segundo o delegado titular da delegacia de Homicídios em Mogi, Luiz Roberto Biló, a família do pastor já identificou o corpo. O carro do pastor havia sido encontrado carbonizado ainda na segunda feira.

– Houve o encontro. A família, inclusive, já reconheceu o corpo – afirmou o delegado.

Chimenez havia desaparecido após sair de um culto da igreja “Assembleia de Deus, Unidos para Vencer”, na Vila Natal, dizendo que iria pagar o aluguel da segunda unidade da igreja, que fica em César de Sousa.


De acordo com o G1, a mãe do pastor, Célia de Souza Chimenez, de 64 anos, comentou o ocorrido afirmando ter recebido informações de que seu filho estaria mantendo um relacionamento extraconjugal e que, por isso, ele estaria sendo vigiado por homens rondando sua igreja.

– Testemunhas me ligaram em casa para dizer que ele estaria mantendo um relacionamento extraconjugal e que na sexta (2) um veículo preto com dois homens ficou rondando a igreja. Eles ficaram olhando para o altar, pareciam procurar por ele (Antônio) – relatou Célia Chimenez.


13 COMENTÁRIOS

  1. Nos não podemos julgar as pessoas pelos seus erros, porque da mesma forma que julgamos seremos julgados,, não da para saber a vida dele, o único que conhece ele por completo é Deus, uma coisa pode ser verdade se ele estava tendo um caso extra-conjugal ele deu brecha para o mal agir na vida dele.Mas que Deus console a família e eles se mantenham na fé

  2. O salário do pecado é a morte,é muita cara de pal deste finado pregar a palavra de Deus neste estado de adultério e pelas fotos era um senhor metido a boy e vaidoso,os fiéis deveria denunciar ele ao ministério da igreja dele,o pior que morreu sendo conhecedor da palavra oque é mais grave ainda.

  3. se fosse uma aberração gay que tivesse morrido , agora estaria um monte de doentes aqui falando que as leis precisam ser mudadas . agora morreu um cristão mesmo que errado não aparece ninguem pra defender criação de leis pra defender os evangelicos. esse é o país dos mensaleiros mesmo, que defendem aberrações gays e bandidos e deixam os seres humanos normais a mingua.

  4. Antigamente as pessoas arrastavam o culpado pra praça, e o apedrejava enquanto este se esguelava pedindo perdão.
    Hoje ele nao é arrastado ate uma praça, nao grita e nem se defende, mas é coberto de maldição que sai da boca de pessoas que se envolveram com drogas, tem alguns relacionamentos diferentes do aceito Até pela sociedade, e nao pode ver alguém cometendo os mrsmos erros dele que quer logo dar um fim no cara, alegando justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA