Theresa May, nova primeira-ministra britânica, diz que a fé cristã é parte significativa de suas decisões

0

A decisão dos britânicos, em plebiscito, de deixar a União Europeia proporcionou a ascensão de uma nova primeira-ministra, que ocupará o cargo deixado por David Cameron, que renunciou por ser contrário à saída do bloco comum continental.

Theresa May venceu a disputa interna no Partido Conservador – que possui maioria no parlamento – e se tornou a nova primeira-ministra do Reino Unido, que representa a Inglaterra, País de Gales, Irlanda do Norte e Escócia.

Em uma entrevista concedida há dois anos, Theresa revelou que a fé cristã representa uma parte significativa de sua vida: “Ela [fé cristã] é parte de mim. É parte de quem eu sou e, portanto, de como eu abordo as coisas”, afirmou à Rádio BBC 4, quando era ministra do Interior.

Filha de um pastor anglicano – assim como sua colega na Alemanha, Angela Merkel – Theresa May considera que a tradição britânica de não dar ênfase às questões religiosas na política está correta: “Eu acho que é certo que não venhamos a expor essas coisas aqui na política britânica. Mas isso é parte de mim e, obviamente, ajuda a moldar meu pensamento e minha abordagem”, comentou.


O pai da nova primeira-ministra, reverendo Hubert Brasier e sua esposa Zaidee, a criaram em uma família acostumada a servir: “Eu cresci filha de um vigário local e neta de um sargento regimental. O serviço público tem sido parte de quem eu desde as minhas primeiras memórias”, disse, de acordo com informações do Gospel Herald.

“Eu sei que alguns políticos buscam altos cargos, porque eles são movidos por fervor ideológico. Eu sei que outros os procuram por razões de ambição ou glória. Minhas razões são muito mais simples”, acrescentou.

A nova primeira-ministra do Reino Unido é membro da Igreja da Inglaterra e frequenta a Igreja de St. Andew, onde o reverendo Jamie Taylor lidera. Ele descreveu a nova mandatária como uma “trabalhadora incansável” e um “membro muito favorável” da congregação.

“Oramos semanalmente para Sua Majestade e pelas autoridades sob ela. Esta oração vai assumir um pouco mais significado para nós em Saint Andrew nos próximos anos… Em nome de todos da Igreja de Saint Andrew, eu a felicito calorosamente enquanto ela se prepara para assumir as responsabilidades desafiadoras que estão diante dela”, afirmou o reverendo Taylor.

Na política britânica, Theresa May é descrita como a “Dama de Gelo”, por sua sobriedade e austeridade no trato da coisa pública. E sobre o evento que a levou ao número 10 da Downing Street, o icônico endereço onde moram os premiês britânicos, em Londres, ela afirmou que se vê pronta para o desafio de “forjar um corajoso, novo, papel positivo no mundo” para o Reino Unido.

“A visão de um país que trabalha, não apenas para os poucos privilegiados, mas que funciona para cada um de nós. Porque nós estamos dando às pessoas, mais controle sobre suas vidas. É assim que, juntos, vamos construir para um Reino Unido melhor”, concluiu Theresa May.


SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA