Produção do filme bíblico “Êxodo” é acusada de racismo por escolha de elenco “branco”

5

A hashtag #BoycottExodusMovie (#BoicoteOFilmeExodus) explodiu no Twitter na última semana, como uma forma encontrada pelo público para expressar sua raiva e decepção com o elenco “branco” da produção “Exodus: Gods and Kings” (Êxodo: Deuses e Reis, em tradução livre) de Ridley Scott. A escolha de atores caucasianos para interpretar papéis como dos egípcios é encarada por muitos como uma forma de racismo.

O filme terá o ator Christian Bale como Moisés, e tem também em seu elenco nomes como Aaron Paul, John Turturro, Ben Kingsley e Sigourney Weaver. Após fotos da filmagem terem sido divulgadas, muitas pessoas usaram a internet para rapidamente apontar que as figuras bíblicas e realeza egípcia foram interpretadas por atores brancos, enquanto escravos são representados no filme por atores negros.

– Parem de tentar reescrever e encobrir a história. Não está funcionando. Os antigos egípcios não eram brancos – escreveu um usuário do Twitter.

– Por que ainda estamos vivendo com uma mentalidade de que o povo do Egito era branco? Estamos em 2014 – escreveu outro.


Essa não é a primeira fez que os estúdios de Hollywood foram acusados de escolher atores de forma “indevida” para uma produção por causa de sua cor de pele. Críticas semelhantes foram endereçadas a outro épico bíblico recente: “Noé”.

Segundo o Christian Headlines, em novembro do ano passado, Ryan Herring escreveu uma carta aberta aos estúdios criticando este tipo de escolha de elenco.

– Historicamente, esta prática foi usada para discriminar os atores, tanto homens como mulheres, de cor. Os exemplos mais comuns de tal prática no passado eram atores brancos vestir-se no que é conhecido como blackface, redface e yellowface – afirmou a carta, em referência a termos que se referem ao uso de maquiagem para “disfarçar” a etnia do ator.

Ele afirma ainda que tal prática continua hoje de uma forma diferente, quando “os papéis de scripts que seriam claramente para uma pessoa de cor são dadas aos atores brancos”.

5 COMENTÁRIOS

  1. culpa da igreja catulica que coloca aquele jisuis loiro de zoios azules cabelos bem aloirado barba amarelada estilo europeu, dai os caras so querem os de zoios zules uai, mais e claro eles vem aquelas imagens e gravuras e ate pinturas do tal jisuis catulico

    • Desculpe.. mas o que a Igreja Católica tem haver com isto? De desenha o rosto de Jesus? Para sua informação quem fez esta imagem de Jesus foi a própria população mundial, não foi nada imposto. Só porque a Igreja Católica foi fundada por Jesus e tem mais de 2mil anos de existência ela recebe o titulo de tudo?

  2. STUDEBAKER
    Mas não era? não esqueça tem muito judeu louro de olho azul, tem ruivos brancos e estes conhecidos na bíblia, então, será será rssrrsrsr.

  3. Há muitos fatos errados neste filme, irei contar quais são.

    1 – Moisés e Arão quando vão falar com faraó eles já tem 80 anos.
    2 – Segundo pesquisadores e arqueólogos, Faraó encurralou Moisés e os hebreus numa praia chamada neweiba.
    3 – Segundo um dos livros da bíblia, Moisés era gago, ou tinha algum problema na fala voz tremula), pois ele mesmo revela isso a Deus, se você for traduzir do texto hebraico, e por este motivo, Arão se tornou seu porta-voz.
    4 – No trailer se vê chuva de granizo caindo, no texto original mostra que o que caiu no Egito foram meteoritos.
    5 – O cajado de Moisés não era de madeira, mas ele era um cetro feito em safira.

    Bom, só vamos saber vendo o filme realmente, só espero que eles tenham feito através de efeitos especiais algum ser divino.

    • 1 moisés tinha 80 e arão 83
      2 golfo de agaba, ja fora do egito
      3 moisés nunca foi gago era de língua dura ou pesada, fora treinado para mandar os exércitos de faraó, acostumado a dar ordens e nunca a conversar a servir como embaixador.
      4 quase certo o que caiu foi uma saraiva de pedras e fogo
      5 a bíblia não relata do que era feito o cajado

DEIXE UMA RESPOSTA