Brasil

Quantidade de brasileiros convertidos ao islamismo está crescendo rapidamente, diz jornal francês

Comentários (19)
  1. Apocalipse disse:

    huu Isto não e bom, quando homens BOMBA começar a explodi ai vai ficar complicado.

  2. Eduardo Nobre disse:

    No caso da Europa, a questão da explosão demográfica muçulmana não são as conversões, mas as baixas taxas de natalidade das populações nativas da Europa em comparação com as altas taxas de fecundidade dos muçulmanos.

    Já no Brasil a questão é diferente, um país sem educação é terreno fértil para a religião. Por isso qualquer religião de fundo de quintal prospera aqui.

  3. Ester disse:

    Não entendi, porque um jornalista francês faz pesquisa sobre convertidos aos islamismo no Brasil???? Não deveria ser jornalistas brasileiros?

    Na mídia tudo pode acontecer!!!! Até manipular dados, inventar.

    A Europa, em especial a França estão aos poucos abandonando os princípios judaico-cristãos, principalmente os que inspiram os direitos humanos, e têm abraçado o islamismo com sua intolerância, ódio, derramamento de sangue, e estão pagando um alto preço e ainda vão pagar mais.
    Na verdade abandonar a Cristo é desejar toda sorte de desgraça e a morte eterna.

  4. Lopes disse:

    Isto está ocorrendo e haverá um grande crescimento na América latina de novos convertidos ao Islã., devido a babel do cristianismo e tbm escandalos ., sabe se segundo a junta comercial que abrem se dezenas de igrejas e fecha se dezenas todos os dias ., e além disso uma denominação se julga a que tem unção denegrindo assim outras em que acabaram de sair .. Sem contar os vendilhões do templo , que surrupiam e desviam os dízimos para benefício próprio adquirido assim mansões , carrões., jatinhos particulares , empresas . E vivem uma vida abastardas., incomum para um servo de Deus .. E não para por aqui , as doutrinas não são universais cada seita tem uma doutrina , onde uns divorciam, outros adulteram., outros consagram homessexuais., outros rebatiam os fiéis , etc., o que se pode esperar desta babel protestante ., o êxodo entre as próprias igrejas deles ., até de de tanto trocar de placa , o fiel resolve conhecer um terceira opção ai entra não só o Islã, mas tbm o budismo, o xintoísmo , livre pensadores., etc., o número está muito acima do votado na reportagem , veja a reportagem da cbn os filhos do Islã., e verás o alto número de conversões., os çristao são muitos desunidos e isso não é bom., enfraquece ., e não foi isto que nosso senhor jeus cristo queria e quer., ele disse um só pastor um só rebanho é uma só igreja., mateus 16 v 18
    Oremos e mudemos nossas atitudes çrista enquanto há tempo , pois o Islã daqui a 50 anos irá passar os çristao a largo no mundo .,

  5. luciano disse:

    A palavra de Deus tem que se cumprir na terra.

  6. clamando disse:

    BRASILEIRO É UM POVO TOMADO POR DESGRAÇAS, GEMENDO PELA SALVAÇÃO, QUER DIZER QUALQUER TABOA PODRE QUE APARECE ELES SE AGARRAM.
    A CULPA É DOS CRISTÃOS QUE NÃO PREGAM MAIS A PALAVRA COMO NO PRIMEIRO SÉCULO
    Assim, as igrejas eram edificadas na fé e cresciam em número, dia após dia.

    1. Eduardo Nobre disse:

      Está preocupado com a redução da arrecadação do dízimo né?

    2. The Sun disse:

      Imagine se o mentecapto do Jean Wyllys conseguisse convencer o Ministro da Educação com suas falácias de que nas escolas deveriam ser ensinadas a religião “islâmica”, como ele mesmo disse em várias entrevistas ? É isso que o capeta quer, que o cristianismo acabe e venha ser implantado a nova religião da Nova Ordem Mundial. Adorar tudo, menos Deus.

      1. The Sun disse:

        E o Jean Wyllys é tão burro, que se fosse implantado a educação e a religião islâmica aqui no Brasil, os gays não teriam essa passividade de pregação que existe nas igrejas cristãs não.
        Adeus Sandro, adeus Manoel, adeus o próprio Jean Wyllys, adeus homossexuais. E ainda chamam os cristãos de fundamentalistas…kkkkk
        A palavra de Deus mostra a verdade…

        “e conhecereis a verdade e a verdade vos libertará”

        Mas Deus, o Deus de Israel, o Deus dos céus e da terra não impõe ou obriga a ninguém a fazer Sua vontade, diferentemente da religião islâmica que impõe na marra e em sua maioria são condenados à morte !!

  7. emanuelle disse:

    Acredito que a maioria dos que irão para o islamismo serão os protestantes.

    1. Ta Serto disse:

      é possível….

      já que os “pontífices” católicos gostam de rapazinhos… o islamismo não deixa barato não….

      1. emanuelle disse:

        Muitos não sabem que o Islamismo está sempre exercendo uma influência sobre o protestantismo e os dois tem muitas semelhanças.
        No Islam é somente o Al Corão
        No Protestantismo é somente a Biblia
        Aos 40 anos de idade o anjo Gabriel aparece a Muhammad, ordenando que recitasse uma mensagem divina (o Alcorão) e estas revelações continuaram por 23 anos até a morte de Muhammad no ano 632 d.C.
        No protestantismo as seitas surgem muitas vezes através de “revelações divinas” com doutrinas contraditórias como se Deus fosse contraditório.
        A intolerâcia religiosa é comum no protestantismo e no islamismo. No islamismo movidos por ódio, falso zelo, fanatismo religioso, praticam a iconoclastia, ou seja perseguição aos católicos com destruição de imagens sagradas de igrejas católicas ou não. No protestantantismo também movidos por ódio e falso zelo, muitos pastores incitam os seus fiéis a fazerem o mesmo contra a igreja Católica, como é comum se ver nas redes sociais e pagínas policiais.
        Em relação às imagens, é muita hipocrisia essa perseguição contra os católicos e religiões de origem africanas, haja visto que muitas igrejas evangélicas usam imagens. Fica a pergunta: por que então não se vê um protestante quebrar imagens de outras igrejas protestantes? A resposta: intolerância contra a Igreja Católica Apostólica Romana.
        No islamismo, a religião é imposta aos que não são da mesma crença. Uma imposição com mortes e perseguição.
        No protestantismo não há diferença porque os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, todos países ricos antes católicos. É sabido que os saqueadores sempre gananciam as coisas de maior valor de suas vítimas, nem que para isso as exterminem. Tal procedimento histórico praticado pelo protestantismo. ( saiba mais sobre cada país no site fim da farsa )
        Há muitos outros países ricos que continuam católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.
        Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los. O povo foi obrigado a “engolir” o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências eram recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.

        Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
        Os protestantes eram tão incapazes que sequer se esforçaram para evangelizar o povo destes países, parecem ter surgido apenas para implicar com a Igreja Católica. A grande Índia por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
        Vale a pena fazer um estudo sobre a inquisição protestante e esclarecer sobre a danosa e tenebrosa chegada do protestantismo ao Brasil marcado com carnificina, intolerância, vandalismo e destruição que promoveram para implantar o protestantismo. (vale a pena ver essa verdade documentada, relatos sobre morte de religiosos, de padres, de fíeis, igrejas incendiadas e etc. ver no site o fim da farsa)
        Nos costumes também há semelhanças. Um dos costumes que mais chamam a atenção no Islã é a maneira como as mulheres se vestem, com os seus véus e roupas compridas que cobrem praticamente todo o corpo, pois para o Islã não só no momento da oração, mas também em todos os momentos, a mulher deve cobrir “o corpo todo”, “com exceção do rosto, das mãos e dos pés” [quando estiver orando] e não deve “usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.”Por exemplo, as mulheres que frequentam a igreja evangélica Assembleia de Deus dos últimos dias, também se vestem de forma semelhante pois vestem “os chamados ‘roupões’ (vestidos londos que não delineiam o corpo feminino) “revelados” pelo Espírito Santo de Deus e aprovado pelas santas do Senhor, da mesma forma que no Islã as mulheres escondem seus cabelos, nesta denominação os cabelos das mulheres também ficam escondidos pois “os cabelos devem ser presos em coque, para não serem usados como instrumentos de vaidade ou atrativo sensual.”
        Por causa de sua fé os seguidores do Islã não podem ter em suas casas nenhum cachorro, que é um dos animais de estimação mais comum, pois “os anjos não entram na casa daqueles que têm cachorro e estátuas.”, segundo a suas crenças . Encontra-se uma forma radicalizada deste pensamento na doutrina da Assembleia de Deus dos últimos dias, não com o temor dos anjos não entrarem na casa, mas destes animais de estimação serem uma porta de entrada para espíritos malígnos, então não é permitido a criação de nenhum tipo de animal ” seja cachorro, gato, periquito, papagaio, peixes…,qualquer espécie ou tipo de bichinhos de estimação (pelúcia). Isto se dá aos animais serem seres irracionais, incapazes de se defenderem de ataques de espíritos malígnos, trazendo males como enfermidades, dissensão, improsperidades e etc.” nem mesmo é permitido o uso de plantas em vasos “Lembramos que as plantas também possuem vida…por isso não podemos tê-las presas em vasos. Pois também há possiblidade dos espíritos maus se esconderem nas tais, como nos animais.” Conforme o pensamento dessa seita.
        Uma das obrigações de todo o muçulmano é jejuar durante o mês do Ramadan, este deve “abster-se, desde o raiar da aurora até o pôr-do-sol, da ingestão de qualquer espécie de alimentos e/ou bebidas, assim como fumar e manter relações sexuais.”, ou seja o jejum no Islã tem dia e hora marcada para ser realizado, querendo ou não o muçulmano terá que fazer pois se não fizer terá a seguinte punição: libertar “um escravo, ou que faça jejum durante 60 dias seguidos para cada dia não jejuado, ou que dê de comer a 60 pessoas pobres.”
        Ocasionalmente a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convoca as suas igrejas filiadas para a “Semana Nacional de Oração & Jejum”, o qual todos os evangélicos desta seita devem orar e jejuar por um motivo preestabelecido e em muitas igrejas aqueles que se recusam a jejuar, enfrentam a reprovação de seu líder e de sua comunidade.
        A ala mística do Islamismo é representada pelos sufis que seguem todas as regras do Islã, mas que almejam um contato mais íntimo com Deus através de “devoções e práticas meditativas e espirituais”, os sufis ficam rodopiando até entrar em transe e assim ter este contato íntimo. Em muitas igrejas evangélicas é cena comum ver membros “cheios do Espírito Santo” rodopiando de forma semelhante.
        No Islam existe a extrema direita ensinando que o Alcorão não está casado, unido a violência enquanto que a extrema esquerda diz o oposto, que o alcorão esta sim unido ao Jihad ou guerra santa.
        No Protestantismo, encontramos extremas semelhanças entre a direita e a esquerda como no Islam. Enquanto um lado interpreta as Escrituras de uma forma, o outro invariavelmente a entende de modo contrário.
        Cada doutrina ensinada por uma seita protestante é negada por outra. Por exemplo : O inferno existe, o inferno não existe; divorciar, não divorciar
        Batizar crianças , não batizar as crianças; consagração de pastoras, não consagração de pastoras.
        Jesus Cristo é Deus, Jesus Cristo não é Deus
        Observar o sábado, observar o domingo
        Etc., Etc., Etc., Etc., e assim através é doutrina Cristã protestante,exceto no básico, que Deus existe.
        Então qual a raiz do problema? Jesus Cristo ensinou somente Uma Verdade? Ou não?
        No islamismo e no protestantismo há uma disseminação de opiniões pessoais, direitistas, esquerdistas, conservadoras, etc. Nem o Protestantismo muito menos o Islam terem nenhuma autoridade central para se tomar uma decisão definitiva a respeito da verdade de nenhuma de suas doutrinas percebidas.
        Ambos estão ancorados a um livro que pode ser interpretado de tantas formas como há cabeças. Consequentemente, ambos terminam em inacabáveis disputas, contendas, controversias internas, pleitos, frações e cáos sobre o qual cabeça esta a interpretação correta de seus respectivos livros.
        Palavras de Lutero:
        “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final,quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças”
        (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l).
        Para o protestantismo, é a Torre de Babel novamente.
        O Protestantismo e o islamismo são medonhos, melancólicos, sombrios, alarmantes, apavorantes, arrepiadores e arrepiantes, assombradores e assombrosos, atemorizantes, intimidantes, temíveis e terríveis.
        O fim do protestantismo e do islamismo será vergonhoso e terrível, acabarão pior do que as milhares de seitas gnósticas que se diziam as guardiãs da verdade no tempo da igreja primitiva, levando seus seguidores pouco a pouco ao ateísmo e a loucura.

    2. emanuelle disse:

      No Islamismo é somente o livro sagrado deles
      No Protestantismo é somente a Biblia
      Aos 40 anos de idade o anjo Gabriel aparece a Muhammad, ordenando que recitasse uma mensagem divina (o livro sagrado) e estas revelações continuaram por 23 anos até a morte de Muhammad no ano 632 d.C.
      No protestantismo as seitas surgem muitas vezes através de “revelações divinas” com doutrinas contraditórias como se Deus fosse contraditório.
      A intolerâcia religiosa é comum no protestantismo e no islamismo. No islamismo movidos por ódio, falso zelo, fanatismo religioso, praticam a iconoclastia, ou seja perseguição aos católicos com destruição de imagens sagradas de igrejas católicas ou não. No protestantantismo também movidos por ódio e falso zelo, muitos pastores incitam os seus fiéis a fazerem o mesmo contra a igreja Católica, como é comum se ver nas redes sociais e pagínas policiais.
      Em relação às imagens, é muita hipocrisia essa perseguição contra os católicos e religiões de origem africanas, haja visto que muitas igrejas evangélicas usam imagens. Fica a pergunta: por que então não se vê um protestante quebrar imagens de outras igrejas protestantes? A resposta: intolerância contra a Igreja Católica Apostólica Romana.
      No islamismo, a religião é imposta aos que não são da mesma crença. Uma imposição com mortes e perseguição.
      No protestantismo não há diferença porque os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, todos países ricos antes católicos. É sabido que os saqueadores sempre gananciam as coisas de maior valor de suas vítimas, nem que para isso as exterminem. Tal procedimento histórico praticado pelo protestantismo. ( saiba mais sobre cada país no site fim da farsa )
      Há muitos outros países ricos que continuam católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.
      Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los. O povo foi obrigado a “engolir” o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências eram recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.

      Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
      Os protestantes eram tão incapazes que sequer se esforçaram para evangelizar o povo destes países, parecem ter surgido apenas para implicar com a Igreja Católica. A grande Índia por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
      Vale a pena fazer um estudo sobre a inquisição protestante e esclarecer sobre a danosa e tenebrosa chegada do protestantismo ao Brasil marcado com carnificina, intolerância, vandalismo e destruição que promoveram para implantar o protestantismo. (vale a pena ver essa verdade documentada, relatos sobre morte de religiosos, de padres, de fíeis, igrejas incendiadas e etc. ver no site o fim da farsa)
      Nos costumes também há semelhanças. Um dos costumes que mais chamam a atenção no Islã é a maneira como as mulheres se vestem, com os seus véus e roupas compridas que cobrem praticamente todo o corpo, pois para o Islã não só no momento da oração, mas também em todos os momentos, a mulher deve cobrir “o corpo todo”, “com exceção do rosto, das mãos e dos pés” [quando estiver orando] e não deve “usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.”Por exemplo, as mulheres que frequentam a igreja evangélica Assembleia de Deus dos últimos dias, também se vestem de forma semelhante pois vestem “os chamados ‘roupões’ (vestidos londos que não delineiam o corpo feminino) “revelados” pelo Espírito Santo de Deus e aprovado pelas santas do Senhor, da mesma forma que no Islã as mulheres escondem seus cabelos, nesta denominação os cabelos das mulheres também ficam escondidos pois “os cabelos devem ser presos em coque, para não serem usados como instrumentos de vaidade ou atrativo sensual.”
      Por causa de sua fé os seguidores do Islã não podem ter em suas casas nenhum cachorro, que é um dos animais de estimação mais comum, pois “os anjos não entram na casa daqueles que têm cachorro e estátuas.”, segundo a suas crenças . Encontra-se uma forma radicalizada deste pensamento na doutrina da Assembleia de Deus dos últimos dias, não com o temor dos anjos não entrarem na casa, mas destes animais de estimação serem uma porta de entrada para espíritos malígnos, então não é permitido a criação de nenhum tipo de animal ” seja cachorro, gato, periquito, papagaio, peixes…,qualquer espécie ou tipo de bichinhos de estimação (pelúcia). Isto se dá aos animais serem seres irracionais, incapazes de se defenderem de ataques de espíritos malígnos, trazendo males como enfermidades, dissensão, improsperidades e etc.” nem mesmo é permitido o uso de plantas em vasos “Lembramos que as plantas também possuem vida…por isso não podemos tê-las presas em vasos. Pois também há possiblidade dos espíritos maus se esconderem nas tais, como nos animais.” Conforme o pensamento dessa seita.
      Uma das obrigações de todo o muçulmano é jejuar durante o mês do Ramadan, este deve “abster-se, desde o raiar da aurora até o pôr-do-sol, da ingestão de qualquer espécie de alimentos e/ou bebidas, assim como fumar e manter relações sexuais.”, ou seja o jejum no Islã tem dia e hora marcada para ser realizado, querendo ou não o muçulmano terá que fazer pois se não fizer terá a seguinte punição: libertar “um escravo, ou que faça jejum durante 60 dias seguidos para cada dia não jejuado, ou que dê de comer a 60 pessoas pobres.”
      Ocasionalmente a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convoca as suas igrejas filiadas para a “Semana Nacional de Oração & Jejum”, o qual todos os evangélicos desta seita devem orar e jejuar por um motivo preestabelecido e em muitas igrejas aqueles que se recusam a jejuar, enfrentam a reprovação de seu líder e de sua comunidade.
      A ala mística do Islamismo é representada pelos sufis que seguem todas as regras do Islã, mas que almejam um contato mais íntimo com Deus através de “devoções e práticas meditativas e espirituais”, os sufis ficam rodopiando até entrar em transe e assim ter este contato íntimo. Em muitas igrejas evangélicas é cena comum ver membros “cheios do Espírito Santo” rodopiando de forma semelhante.
      No Islam existe a extrema direita ensinando que o Alcorão não está casado, unido a violência enquanto que a extrema esquerda diz o oposto, que o alcorão esta sim unido ao Jihad ou guerra santa.
      No Protestantismo, encontramos extremas semelhanças entre a direita e a esquerda como no Islam. Enquanto um lado interpreta as Escrituras de uma forma, o outro invariavelmente a entende de modo contrário.
      Cada doutrina ensinada por uma seita protestante é negada por outra. Por exemplo : O inferno existe, o inferno não existe; divorciar, não divorciar
      Batizar crianças , não batizar as crianças; consagração de pastoras, não consagração de pastoras.
      Jesus Cristo é Deus, Jesus Cristo não é Deus
      Observar o sábado, observar o domingo
      Etc., Etc., Etc., Etc., e assim através é doutrina Cristã protestante,exceto no básico, que Deus existe.
      Então qual a raiz do problema? Jesus Cristo ensinou somente Uma Verdade? Ou não?
      No islamismo e no protestantismo há uma disseminação de opiniões pessoais, direitistas, esquerdistas, conservadoras, etc. Nem o Protestantismo muito menos o Islam terem nenhuma autoridade central para se tomar uma decisão definitiva a respeito da verdade de nenhuma de suas doutrinas percebidas.
      Ambos estão ancorados a um livro que pode ser interpretado de tantas formas como há cabeças. Consequentemente, ambos terminam em inacabáveis disputas, contendas, controversias internas, pleitos, frações e cáos sobre o qual cabeça esta a interpretação correta de seus respectivos livros.
      Palavras de Lutero:
      “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final,quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças”
      (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l).
      Para o protestantismo, é a Torre de Babel novamente.
      O Protestantismo e o islamismo são medonhos, melancólicos, sombrios, alarmantes, apavorantes, arrepiadores e arrepiantes, assombradores e assombrosos, atemorizantes, intimidantes, temíveis e terríveis.
      O fim do protestantismo e do islamismo será vergonhoso e terrível, acabarão pior do que as milhares de seitas gnósticas que se diziam as guardiãs da verdade no tempo da igreja primitiva, levando seus seguidores pouco a pouco ao ateísmo e a loucura.

    3. servo disse:

      Emanuelle vc esta errada,pois os protestantes tem uma identidade,boa parte e fundamentalista crendo nas escrituras como unica regra de fe.Diferentemente, o catolicismo nao apresenta fieis em boa parte so espectadores, que nao leem a biblia ,vao a igreja de vez em quando, e nem obedecem a mesma,alem de se pautarem em tradicoes humanas+ ensinos da igreja+biblia ou sejam nao acreditam somente na biblia.Dai vc pode concluir que os candidatos a mudarem de religiao sao os que menos tem identidade como a sua.A maior prova de que vcs sao os mais faceis de mudar e;1vivem dentro das mais diversas igrejas e seitas nao frequentando so o catolicismo,estampando em seus carros adesivos espiritas e catolicos ao mesmo tempo,alem de outros.Observe o numero de catolicos que vao para a igreja protestante por exemplo enquanto e raro protestantes frequentarem igrejas catolicas.Soma-se que vcs relativisam a biblia,propoe ecumenismo,ou seja aceitam varios caminhos para Deus e nao so Jesus.E batem no ombro dos seus fieis se assim se pode dizer e dizem Deus esta contigo porque es catolico e nao porque conhece a sua palavra e a obedecem.Para ser catolico e so abrir a boca e dizer, nao precisa obedecer que o alfabeto de Deus.

  8. Bem, a considerar um povo interesseiro, que valoriza mais o estrangeiro que o nacional. Povo que sofre em todos os seguimentos da sociedade brasileira em especial na educação e saúde, como não se voltaria para o que vem de fora? Onde está nossa herança cultural? Infelizmente sempre as multidões serão massa de manobras. Não foi a toa que a multidão deu às costas para Jesus. Não a toa que escolheram a Barrabás à Jesus. As escrituras dizem que poucos vão entrar pela porta estreita (Jesus Cristo) e que muitos vão pela porta larga (mundo, religiões). Infelizmente, continuarão sem salvação, sem teto e sem terra! Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor!

  9. Essas pessoas são muito bem acolhidas e valorizadas , existe mais irmandade entre eles do que entre os cristãos , e eu acho a lavagem cerebral dessa religião pior do que a do cristianismo. e até o ano 2050 talvez o islamismo seja a segunda maior religião do Brasil.

  10. Religião adora liberdade pois assim eles crescem livremente e quando eles crescem e tomam o poder eles barbarizam , os evangélicos estão ai e não deixa eu mentir.

  11. Daniela Aguiar, NÃO RESPONDA OS (A)aNTI-CRISTO, POIS O QUE O (D)dIABO QUER É CONTENDA.ORE UMAS TRÊS VEZES POR ELES, E APÓS OS COLOQUEM NAS SANTAS MÃOS DE JESUS CRISTO.

  12. Davi Costa disse:

    logo logo vão começar a explodir a galera por aqui!!!

  13. Ja esta próximo os dias de perseguição no Brasil. Afinal Dilma ja confirmou a entrada do chip da besta em nosso pais e agora os perseguidores estão aqui… E realmente o fim dos tempos

  14. Antonio Henrique disse:

    Ai fica as minhas perguntas: Será que os gays irão falar, dos Rabinos,Xeiques,Imãs,como fala dos Evangélicos e outras denominações cristã? Será que os gays vão as ruas revindicar, com suas posturas e trajes inapropriados sem pudor, e com insinuações imorais?Será que os gays vão invadir uma sinagoga,diante de todos beijar abraçar,tentar manter relação sexual e não acontecer nada? Será que eles vão aceitar a abominação gay determinar o que eles devem aceitar ou não? Mas de uma coisa eu sei, que a fé deles ,eles não negocia, faz valer a qualquer preço,ai fica a pergunta e os cristãos? Resposta: já estamos acostumados a ser perseguidos, desde o tempo que o salvador passou a levar a sua palavra de fé e de verdade,até os dias de hoje,e sabemos que por amor a ELE, esta perseguição só terá fim com a SUA vinda.O NOSSO SALVADOR, JESUS CRISTO O FILHO DE DEUS.

    1. jose romualdo disse:

      Concordo plenamente, deixe que venham. E que Cristo venha logo também.

  15. emanuelle disse:

    o Islamismo está sempre exercendo uma influência sobre o protestantismo e os dois tem muitas semelhanças.
    No Islamismo é somente o livro sagrado deles
    No Protestantismo é somente a Biblia
    Aos 40 anos de idade o anjo Gabriel aparece a Muhammad, ordenando que recitasse uma mensagem divina (o livro sagrado) e estas revelações continuaram por 23 anos até a morte de Muhammad no ano 632 d.C.
    No protestantismo as seitas surgem muitas vezes através de “revelações divinas” com doutrinas contraditórias como se Deus fosse contraditório.
    A intolerâcia religiosa é comum no protestantismo e no islamismo. No islamismo movidos por ódio, falso zelo, fanatismo religioso, praticam a iconoclastia, ou seja perseguição aos católicos com destruição de imagens sagradas de igrejas católicas ou não. No protestantantismo também movidos por ódio e falso zelo, muitos pastores incitam os seus fiéis a fazerem o mesmo contra a igreja Católica, como é comum se ver nas redes sociais e páginas policiais.
    Em relação às imagens, é muita hipocrisia essa perseguição contra os católicos e religiões de origem africanas, haja visto que muitas igrejas evangélicas usam imagens. Fica a pergunta: por que então não se vê um protestante quebrar imagens de outras igrejas protestantes? A resposta: intolerância contra a Igreja Católica Apostólica Romana.
    No islamismo, a religião é imposta aos que não são da mesma crença. Uma imposição com mortes e perseguição.
    No protestantismo não há diferença porque os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, todos países ricos antes católicos. É sabido que os saqueadores sempre gananciam as coisas de maior valor de suas vítimas, nem que para isso as exterminem. Tal procedimento histórico praticado pelo protestantismo. ( saiba mais sobre cada país no site fim da farsa )
    Há muitos outros países ricos que continuam católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.
    Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los. O povo foi obrigado a “engolir” o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências eram recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.

    Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
    Os protestantes eram tão incapazes que sequer se esforçaram para evangelizar o povo destes países, parecem ter surgido apenas para implicar com a Igreja Católica. A grande Índia por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
    Vale a pena fazer um estudo sobre a inquisição protestante e esclarecer sobre a danosa e tenebrosa chegada do protestantismo ao Brasil marcado com carnificina, intolerância, vandalismo e destruição que promoveram para implantar o protestantismo. (vale a pena ver essa verdade documentada, relatos sobre morte de religiosos, de padres, de fíeis, igrejas incendiadas e etc. ver no site o fim da farsa)
    Nos costumes também há semelhanças. Um dos costumes que mais chamam a atenção no Islã é a maneira como as mulheres se vestem, com os seus véus e roupas compridas que cobrem praticamente todo o corpo, pois para o Islã não só no momento da oração, mas também em todos os momentos, a mulher deve cobrir “o corpo todo”, “com exceção do rosto, das mãos e dos pés” [quando estiver orando] e não deve “usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.”Por exemplo, as mulheres que frequentam a igreja evangélica Assembleia de Deus dos últimos dias, também se vestem de forma semelhante pois vestem “os chamados ‘roupões’ (vestidos londos que não delineiam o corpo feminino) “revelados” pelo Espírito Santo de Deus e aprovado pelas santas do Senhor, da mesma forma que no Islã as mulheres escondem seus cabelos, nesta denominação os cabelos das mulheres também ficam escondidos pois “os cabelos devem ser presos em coque, para não serem usados como instrumentos de vaidade ou atrativo.”
    Por causa de sua fé os seguidores do Islã não podem ter em suas casas nenhum cachorro, que é um dos animais de estimação mais comum, pois “os anjos não entram na casa daqueles que têm cachorro e estátuas.”, segundo a suas crenças . Encontra-se uma forma radicalizada deste pensamento na doutrina da Assembleia de Deus dos últimos dias, não com o temor dos anjos não entrarem na casa, mas destes animais de estimação serem uma porta de entrada para espíritos malígnos, então não é permitido a criação de nenhum tipo de animal ” seja cachorro, gato, periquito, papagaio, peixes…,qualquer espécie ou tipo de bichinhos de estimação (pelúcia). Isto se dá aos animais serem seres irracionais, incapazes de se defenderem de ataques de espíritos malígnos, trazendo males como enfermidades, dissensão, improsperidades e etc.” nem mesmo é permitido o uso de plantas em vasos “Lembramos que as plantas também possuem vida…por isso não podemos tê-las presas em vasos. Pois também há possiblidade dos espíritos maus se esconderem nas tais, como nos animais.” Conforme o pensamento dessa seita.
    Uma das obrigações de todo o muçulmano é jejuar durante o mês do Ramadan, este deve “abster-se, desde o raiar da aurora até o pôr-do-sol, da ingestão de qualquer espécie de alimentos e/ou bebidas, assim como fumar e manter relações sexuais.”, ou seja o jejum no Islã tem dia e hora marcada para ser realizado, querendo ou não o muçulmano terá que fazer pois se não fizer terá a seguinte punição: libertar “um escravo, ou que faça jejum durante 60 dias seguidos para cada dia não jejuado, ou que dê de comer a 60 pessoas pobres.”
    Ocasionalmente a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convoca as suas igrejas filiadas para a “Semana Nacional de Oração & Jejum”, o qual todos os evangélicos desta seita devem orar e jejuar por um motivo preestabelecido e em muitas igrejas aqueles que se recusam a jejuar, enfrentam a reprovação de seu líder e de sua comunidade.
    A ala mística do Islamismo é representada pelos sufis que seguem todas as regras do Islã, mas que almejam um contato mais íntimo com Deus através de “devoções e práticas meditativas e espirituais”, os sufis ficam rodopiando até entrar em transe e assim ter este contato íntimo. Em muitas igrejas evangélicas é cena comum ver membros “cheios do Espírito Santo” rodopiando de forma semelhante.
    No Islam existe a extrema direita ensinando que o Alcorão não está casado, unido a violência enquanto que a extrema esquerda diz o oposto, que o alcorão esta sim unido ao Jihad ou guerra santa.
    No Protestantismo, encontramos extremas semelhanças entre a direita e a esquerda como no Islam. Enquanto um lado interpreta as Escrituras de uma forma, o outro invariavelmente a entende de modo contrário.
    Cada doutrina ensinada por uma seita protestante é negada por outra. Por exemplo : O inferno existe, o inferno não existe; divorciar, não divorciar
    Batizar crianças , não batizar as crianças; consagração de pastoras, não consagração de pastoras.
    Jesus Cristo é Deus, Jesus Cristo não é Deus
    Observar o sábado, observar o domingo
    Etc., Etc., Etc., Etc., e assim através é doutrina Cristã protestante,exceto no básico, que Deus existe.
    Então qual a raiz do problema? Jesus Cristo ensinou somente Uma Verdade? Ou não?
    No islamismo e no protestantismo há uma disseminação de opiniões pessoais, direitistas, esquerdistas, conservadoras, etc. Nem o Protestantismo muito menos o Islam terem nenhuma autoridade central para se tomar uma decisão definitiva a respeito da verdade de nenhuma de suas doutrinas percebidas.
    Ambos estão ancorados a um livro que pode ser interpretado de tantas formas como há cabeças. Consequentemente, ambos terminam em inacabáveis disputas, contendas, controversias internas, pleitos, frações e cáos sobre o qual cabeça esta a interpretação correta de seus respectivos livros.
    Palavras de Lutero:
    “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final,quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças”
    (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l).
    Para o protestantismo, é a Torre de Babel novamente.
    O Protestantismo e o islamismo são medonhos, melancólicos, sombrios, alarmantes, apavorantes, arrepiadores e arrepiantes, assombradores e assombrosos, atemorizantes, intimidantes, temíveis e terríveis.
    O fim do protestantismo e do islamismo será vergonhoso e terrível, acabarão pior do que as milhares de seitas gnósticas que se diziam as guardiãs da verdade no tempo da igreja primitiva, levando seus seguidores pouco a pouco ao ateísmo e a loucura.

  16. emanuelle disse:

    Aos 40 anos de idade o anjo Gabriel aparece a Muhammad, ordenando que recitasse uma mensagem divina (o livro sagrado) e estas revelações continuaram por 23 anos até a morte de Muhammad no ano 632 d.C.
    No protestantismo as seitas surgem muitas vezes através de “revelações divinas” com doutrinas contraditórias como se Deus fosse contraditório.
    A intolerâcia religiosa é comum no protestantismo e no islamismo. No islamismo movidos por ódio, falso zelo, fanatismo religioso, praticam a iconoclastia, ou seja perseguição aos católicos com destruição de imagens sagradas de igrejas católicas ou não. No protestantantismo também movidos por ódio e falso zelo, muitos pastores incitam os seus fiéis a fazerem o mesmo contra a igreja Católica, como é comum se ver nas redes sociais e páginas policiais.
    Em relação às imagens, é muita hipocrisia essa perseguição contra os católicos e religiões de origem africanas, haja visto que muitas igrejas evangélicas usam imagens. Fica a pergunta: por que então não se vê um protestante quebrar imagens de outras igrejas protestantes? A resposta: intolerância contra a Igreja Católica Apostólica Romana.
    No islamismo, a religião é imposta aos que não são da mesma crença. Uma imposição com mortes e perseguição.
    No protestantismo não há diferença porque os protestantes surrupiaram sob sangue derramado, todos países ricos antes católicos. É sabido que os saqueadores sempre gananciam as coisas de maior valor de suas vítimas, nem que para isso as exterminem. Tal procedimento histórico praticado pelo protestantismo. ( saiba mais sobre cada país no site fim da farsa )
    Há muitos outros países ricos que continuam católicos, como o Canadá, Suíça, Austrália, Itália, França, Irlanda, Bélgica, etc., que muito enganador protestante omite porque não os conseguiu surrupiar.
    Todos os países ditos “protestantes e ricos”, já eram ricos e católicos antes do protestantismo ser fundado no século 16 e confiscá-los. O povo foi obrigado a “engolir” o protestantismo porque os reis e príncipes cobiçavam as terras e bens materiais doados pelos católicos à Igreja. Prova isto o fato de que as primeiras providências eram recolher ao fisco real, tudo o que da Igreja Católica poderia se converter em dinheiro. Daí veio a “riqueza” protestante.

    Os reais países colonizados pelos protestantes continuam pobres, miseráveis ou na semi-barbárie, são eles a África do Sul, Índia, Nigéria, Botswana, Jamaica, Bahamas, Guiana e São Vicente e Granadinas. Por que os protestantes não os enriqueceram?
    Os protestantes eram tão incapazes que sequer se esforçaram para evangelizar o povo destes países, parecem ter surgido apenas para implicar com a Igreja Católica. A grande Índia por exemplo, foi abandonada por eles, e seu pobre povo continua a ser entregue aos diversos deuses pagãos. Isso sempre é omitido pelos protestantes que preferem fazer cultos arruaceiros dentro de ônibus e metrôs dos países católicos.
    Vale a pena fazer um estudo sobre a inquisição protestante e esclarecer sobre a danosa e tenebrosa chegada do protestantismo ao Brasil marcado com carnificina, intolerância, vandalismo e destruição que promoveram para implantar o protestantismo. (vale a pena ver essa verdade documentada, relatos sobre morte de religiosos, de padres, de fíeis, igrejas incendiadas e etc. ver no site o fim da farsa)
    Nos costumes também há semelhanças. Um dos costumes que mais chamam a atenção no Islã é a maneira como as mulheres se vestem, com os seus véus e roupas compridas que cobrem praticamente todo o corpo, pois para o Islã não só no momento da oração, mas também em todos os momentos, a mulher deve cobrir “o corpo todo”, “com exceção do rosto, das mãos e dos pés” [quando estiver orando] e não deve “usar roupas transparentes ou apertadas que marquem o corpo.”Por exemplo, as mulheres que frequentam a igreja evangélica Assembleia de Deus dos últimos dias, também se vestem de forma semelhante pois vestem “os chamados ‘roupões’ (vestidos londos que não delineiam o corpo feminino) “revelados” pelo Espírito Santo de Deus e aprovado pelas santas do Senhor, da mesma forma que no Islã as mulheres escondem seus cabelos, nesta denominação os cabelos das mulheres também ficam escondidos pois “os cabelos devem ser presos em coque, para não serem usados como instrumentos de vaidade ou atrativo.”
    Por causa de sua fé os seguidores do Islã não podem ter em suas casas nenhum cachorro, que é um dos animais de estimação mais comum, pois “os anjos não entram na casa daqueles que têm cachorro e estátuas.”, segundo a suas crenças . Encontra-se uma forma radicalizada deste pensamento na doutrina da Assembleia de Deus dos últimos dias, não com o temor dos anjos não entrarem na casa, mas destes animais de estimação serem uma porta de entrada para espíritos malígnos, então não é permitido a criação de nenhum tipo de animal ” seja cachorro, gato, periquito, papagaio, peixes…,qualquer espécie ou tipo de bichinhos de estimação (pelúcia). Isto se dá aos animais serem seres irracionais, incapazes de se defenderem de ataques de espíritos malígnos, trazendo males como enfermidades, dissensão, improsperidades e etc.” nem mesmo é permitido o uso de plantas em vasos “Lembramos que as plantas também possuem vida…por isso não podemos tê-las presas em vasos. Pois também há possiblidade dos espíritos maus se esconderem nas tais, como nos animais.” Conforme o pensamento dessa seita.
    Uma das obrigações de todo o muçulmano é jejuar durante o mês do Ramadan, este deve “abster-se, desde o raiar da aurora até o pôr-do-sol, da ingestão de qualquer espécie de alimentos e/ou bebidas, assim como fumar e manter relações sexuais.”, ou seja o jejum no Islã tem dia e hora marcada para ser realizado, querendo ou não o muçulmano terá que fazer pois se não fizer terá a seguinte punição: libertar “um escravo, ou que faça jejum durante 60 dias seguidos para cada dia não jejuado, ou que dê de comer a 60 pessoas pobres.”
    Ocasionalmente a Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), convoca as suas igrejas filiadas para a “Semana Nacional de Oração & Jejum”, o qual todos os evangélicos desta seita devem orar e jejuar por um motivo preestabelecido e em muitas igrejas aqueles que se recusam a jejuar, enfrentam a reprovação de seu líder e de sua comunidade.
    A ala mística do Islamismo é representada pelos sufis que seguem todas as regras do Islã, mas que almejam um contato mais íntimo com Deus através de “devoções e práticas meditativas e espirituais”, os sufis ficam rodopiando até entrar em transe e assim ter este contato íntimo. Em muitas igrejas evangélicas é cena comum ver membros “cheios do Espírito Santo” rodopiando de forma semelhante.
    No Islam existe a extrema direita ensinando que o Alcorão não está casado, unido a violência enquanto que a extrema esquerda diz o oposto, que o alcorão esta sim unido ao Jihad ou guerra santa.
    No Protestantismo, encontramos extremas semelhanças entre a direita e a esquerda como no Islam. Enquanto um lado interpreta as Escrituras de uma forma, o outro invariavelmente a entende de modo contrário.
    Cada doutrina ensinada por uma seita protestante é negada por outra. Por exemplo : O inferno existe, o inferno não existe; divorciar, não divorciar
    Batizar crianças , não batizar as crianças; consagração de pastoras, não consagração de pastoras.
    Jesus Cristo é Deus, Jesus Cristo não é Deus
    Observar o sábado, observar o domingo
    Etc., Etc., Etc., Etc., e assim através é doutrina Cristã protestante,exceto no básico, que Deus existe.
    Então qual a raiz do problema? Jesus Cristo ensinou somente Uma Verdade? Ou não?
    No islamismo e no protestantismo há uma disseminação de opiniões pessoais, direitistas, esquerdistas, conservadoras, etc. Nem o Protestantismo muito menos o Islam terem nenhuma autoridade central para se tomar uma decisão definitiva a respeito da verdade de nenhuma de suas doutrinas percebidas.
    Ambos estão ancorados a um livro que pode ser interpretado de tantas formas como há cabeças. Consequentemente, ambos terminam em inacabáveis disputas, contendas, controversias internas, pleitos, frações e cáos sobre o qual cabeça esta a interpretação correta de seus respectivos livros.
    Palavras de Lutero:
    “Este não quer o batismo, aquele nega os sacramentos; há quem admita outro mundo entre este e o juízo final,quem ensina que Cristo não é Deus; uns dizem isto, outros aquilo, em breve serão tantas as seitas e tantas as religiões quantas são as cabeças”
    (Luthers M. In. Weimar, XVIII, 547 ; De Wett III, 6l).
    Para o protestantismo, é a Torre de Babel novamente.
    O Protestantismo e o islamismo são medonhos, melancólicos, sombrios, alarmantes, apavorantes, arrepiadores e arrepiantes, assombradores e assombrosos, atemorizantes, intimidantes, temíveis e terríveis.
    O fim do protestantismo e do islamismo será vergonhoso e terrível, acabarão pior do que as milhares de seitas gnósticas que se diziam as guardiãs da verdade no tempo da igreja primitiva, levando seus seguidores pouco a pouco ao ateísmo e a loucura.

  17. isto eu tenho visto desde 2002 aqui, e com maior intensidade dentro das universidades,, não sou contra enviarmos missionários para outros países, mas se pararamos, veremos que há muito o que fazer no Brasil, em sua casa na sua rua, no seu bairro na sua cidade etc…

  18. Todo muçulmano é um terrorista em potencial basta ler o alcorão e você atestará essa verdade.

  19. samuel jose disse:

    Tem que conter essa praga baixar leis que proiba construção de mesquitas! Esse povo não ter respeito pela Constituição é leis do País
    Fora islã! o Brasil não vai te tolerar.

  20. Hubner disse:

    Existem muitas religiões no mundo e muitos livros tidos como sagrados. Em meio a tudo isso, há uma maneira segura de reconhecermos a verdadeira Palavra de Deus e o seu plano de salvação. A Bíblia Sagrada prova ser verdadeira.

    Esse estudo está disponível em Evangelismo.blog.br (Deus e sua verdadeira Palavra). Nele, você descobrirá o engano do profeta Maomé, que sem qualquer fundamento ou verdade, afirmou que o Senhor Jesus Cristo nos ensinou a morrer e também a “matar” pela causa de Deus, conforme escrito em Sura 9:111 – Alcorão. Porém isso não é verdade!

    Jesus sempre nos ensinou o contrário do do que disse Maomé. Por exemplo: amar os inimigos, não resistir ao mal, pagar o mal com o bem, etc.

    Tenha, no mínimo, a curiosidade para procurar saber se aquilo no que crê é realmente verdadeiro.

    A ignorância aprisiona, mas a verdade liberta. Jesus é a verdade.

    Evangelismo.blog.br

  21. Atalaia disse:

    Jean ‘Uilis’ um dia vai sentir falta dos protestantes.

    Este vídeo é uma pregação do dr. MacArthur. Ele faz uma correlação entre o anti-cristo e a religião de Maomé. Pra quem se interessar, há outros estudiosos com Walid Shoebat, Joel Richardson e Perry Stone. São impressionantes. Pois é: chegou a vez do Brasil!

    https://www.youtube.com/watch?v=LQVIIERQSE8

  22. DIDEUS-NETO disse:

    uma das metas do islamismo e suplantar toda religião por onde eles musulmanos chegarem,agora quer ver briga feia é tentar evangelizar um musulmano, não só aqui no brasil mas em todo lugar.

  23. Já está próximo os dias de perzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz…

  24. Isso acontece por que o povo ainda não abriu os seus olhos.

    Quando forem maioria, ou tiverem número representativo os problemas surgirão.

  25. São muitos os fatores que contribuem para o crescimento do islamismo, no islamismo eles não cobram o dízimo, não vendem livros e nem o Alcorão, só os ricos que contribue com 2por cento. …

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

ANÚNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO