Rabino diz que “Israel deixará de existir” se baixar suas armas de defesa contra o Hamas

9

A chance de uma trégua na guerra travada entre o Hamas e Israel na faixa de Gaza parece ser algo mais distante a partir de agora. O rabino-chefe dos judeus ortodoxos na Grã-Bretanha, Ephraim Mirvis, afirmou que o governo israelense não vai recuar na defesa do país.

“Israel não vai mais existir se baixar suas armas”, disse o rabino numa entrevista à emissora inglesa BBC, acrescentando que o país “defendeu de maneira compreensível e justificável os seus cidadãos”.

O conflito atual, iniciado em julho deste ano, já resultou na morte de mais de 1.900 palestinos no território de Gaza, enquanto que no lado israelense, 64 soldados e três civis foram mortos pelos foguetes disparados pelo Hamas.

“Israel enfrentou um ameaça clara e direta de destruição de vidas israelenses por causa do disparo de mais de 3.000 foguetes contra centros populacionais”, disse Mirvis, que frisou a importância do sistema de defesa de Israel chamado “Iron Dome”.


Lamentando a perda de vidas na Palestina, o rabino admitiu que nenhuma guerra “é limpa” e deixou a entender que os alvos civis atingidos por Israel foram vítimas de equívocos.

“A perda de vidas de civis nos causa muita dor. Israel conduziu uma guerra com o propósito expresso de não mirar suas armas em civis. Isso só aconteceu contra o Hamas, mas sempre com o único desejo de apenas proteger os civis israelenses. E, infelizmente, guerras não são limpas. Guerras são feias e no meio das guerras algumas vezes alguém pode errar o alvo, o que foi o que aconteceu nesse caso”, ponderou.

O rabino disse ainda que as diferenças entre o Hamas e Israel são fáceis de detectar: “Durante essa guerra tem sido óbvio achar que se o Hamas baixasse suas armas haveria paz”, enquanto que “se Israel baixar suas armas, não haverá mais Israel”.

9 COMENTÁRIOS

  1. Ah, Abraão e Sara, que não souberam esperar a promessa do Altíssimo, que resolveram “dar um jeito de ajudar Deus”. Agora Ismael e Isaque batalham há milênios por essas terras.

    Infelizmente, e muito infelizmente, é a mais pura verdade. Basta estudar a história dos conflitos, que ninguém estuda antes de dar opinião. Judeus e palestinos sempre viveram em paz na região, quando foram criados os estados de Israel e da Palestina começaram os conflitos diretos, não por parte dos palestinos (que na verdade pouco tem a ver, e muitos vivem muito bem no estado de Israel entre os judeus), mas por organizações terroristas localizadas nos países ao redor e que se instalaram na região.

    O Hamás, jamais aceitará a existência de Israel, está em seu Estatuto, não há negociação se não a destruição de Israel:

    “A hora do julgamento não chegará até que os muçulmanos combatam os judeus e terminem por matá-los. E mesmo que os judeus se abriguem por detrás de árvores e pedras, cada árvore e cada pedra gritará: ‘Oh! Muçulmanos, Oh! Servos de Alá, há um judeu por detrás de mim, venham e matem-o”.

    Claro que por trás disso há interesses ainda muito maiores, como dos EUA em ter um ponto estratégico no Oriente Médio (Israel, o único país realmente democrático ali, e alidado dos EUA), petroleiros e comerciantes de armas (como a Rússia que alimenta muitos grupos terroristas).

    Infelizmente, a guerra é muito lucrativa, menos para os envolvidos nela, e muito menos para os que estão no meio do fogo cruzado.

  2. Israel não deixará de existir, mas será pisada por mais algum tempo até que o Cristo (Miguel) venha em seu socorro em Abibe/5781 (Mar-Abr/2021):
    •Em 1951 iniciou a contagem dos 70-Anos para cumprir-se as Desolações-de-Jerusalém, predito por “Daniel 9:2″. Este período encerra-se em 2021 (1951+70=2021).
    •O Ano 1951 é também a Data-Chave com base nas 62-Semanas-Proféticas de “Daniel 9:26″, que correspondem a 434-Anos contados a partir do Início-do-Protestantismo (cristianismo independente do domínio papal) em 1517. Ou seja: 1517 + 434 = 1951.
    •Em 1517 (Início do Protestantismo, Afastamento de Lutero do Catolicismo) iniciou-se também a contagem das 69-Semanas (7-Semanas + 62-Semanas = 69-Semanas → 69 x 7 = 483-Anos-Bíblicos) profetizadas em Daniel 9:25, em que culminaria com o Acordo do Fim-do-Protesto dos Luteranos, no Final-de-1999/2000. Ou seja: 1517 + 483 = 2000. Confira detalhes deste Acordo→ http://tribodejacob.blogspot.com.br/2009/10/31-de-outubro-de-1999-luteranos-e.html
    •As 69-Semanas Proféticas correspondem de 1517 a 2000. Agora estamos na Última-Semana-Profética (Sete-Anos) que corresponde os 21 Dias (21-Anos Bíblicos) de Daniel (2000 + 21 = 2021).
    “Naqueles dias eu, Daniel, estive triste por três semanas.” (Daniel 10:2)←(3-Semanas = 21-Anos).
    •Em 1951 foi também quando iniciou-se o sacerdócio de Bento XVI; o Príncipe-Anticristo (Besta-do-Mar) que afastou-se em 2013, provisoriamente, e que mais tarde voltará (Besta-do-Abismo) a reinar, e fará guerra, perseguição e morte aos remanescentes, até a Vinda de Cristo (Abibe/2021).
    •Em 1951 também iniciou-se o Reinado de Maria (Rainha dos Céus) conforme Declaração Papal de sua Vitória sobre a Morte e o Pecado, sendo assunta ao Céu. Confira→ http://pt.wikipedia.org/wiki/Assun%C3%A7%C3%A3o_de_Maria
    O Papa Pio XII em 1/11/1950 na constituição apostólica Munificentissimus Deus, dentro do exercício da Infalibilidade Papal, declarou a vitória de Maria sobre o pecado e sobre a morte, sendo assunta ao Céu.
    •A “Besta do Mar” (Bento XVI) retornará como a “Besta que Subiu do Abismo”, e será ele que irá declarar que o “Reverendo Moon” (Rev.Lua) é o “Messias do Segundo Advento”.

  3. os judeus jamais sera vencido por muçulmanos essa tentativa, ja vem de longe por que não lembram da guerra dos 6 dias um pais que seus povo foi massacrado por todo mundo,sendo mais na Alemanha, e vence 9 países em 6 dias, a relatos de um guerreiro de cavalo branco na frente de batalha, e eu acredito mesmo,era impossível israel vence em apenas 6 dias, 9 paises agora mesmo nós estamos vendo relato de misseis sendo jogado para o mar milagrosamente..

    QUE DEUS ABENÇOE ISRAEL, DALI SAIU NOSSA SALVAÇÃO GLORIA DEUS POR ISRAEL>>>>

    • Divaldo concordo plenamente contigo, Exaltado e Engrandecido seja o Nome Santo do Senhor Jesus, que o Senhor da Gloria continue a Abençoar e proteger Isrrael e eu digo Amem e Aleluias tambem

  4. Tem muito líder de estado, o brasil por exemplo, que quer ver Israel vulnerável. Todos os países do mundo tem seu legitimo direito à defesa e Israel não pode e nem deve ser exceção. Quem tem de depor as armas é o terror palestino : Hamas e outros mais…

  5. Tem muito líder de estado, o brasil por exemplo, que quer ver Israel vulnerável. Todos os países do mundo tem seu legitimo direito à defesa e Israel não pode e nem deve ser exceção. Quem tem de depor as armas é o terror palestino : Hamas e outros mais…

  6. Israrel é de Deus e JEOVÁ é por Israel.”Se não fora o SENHOR, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, eles, então
    nos teriam engolido vivos, quando a sua ira se acendeu contra nós; bendito seja o SENHOR, que não nos deu por presa aos seus dentes.

  7. Na verdade Israel nunca abaixará as armas. O objetivo é dizimar o povo palestino. Mas tem que ser feito aos poucos prá não dar muito na cara. Há interesse material em ficar com as terras da palestina para si para especulação imobiliária, construir condominios de alto padrão para os judeus-israelenses, empreiteiros com valiosos contratos junto ao estado israelense, etc. Claro que não é só isso. A ideologia racista pulsante em suas veias, baseada na superioridade étnico-religiosa do “povo escolhido”, explica o apoio inflexível de indivíduos influentes em Hollywood, Wall Street, no meio acadêmico etc. A cegueira moral dessas pessoas as fazem ignorar os ensinamentos de seculares filósofos humanistas como Kant, Spinoza e outros. Estarão estas expressões de um fanatismo étnicoo-religioso ligadas à busca de um império regional e à pilhagem?

  8. Infelizmente, o discurso sionista é reproduzido e apoiado nas igrejas!! Querem fazer Israel de vítima e chamam os palestinos de terroristas!! Os palestinos perderam grande parte do seu território e o pouco que restou é invadido pelas colônias israelenses, além de negligenciar direitos básicos, como o de ir e vir, por exemplo. Ainda chamam os palestinos de terroristas??

  9. Mas não foram, não diria o povo palestino, mas os terroristas do Hamas que estão sempre jogando foguetes sem parar no territorio israelense? E não foram eles que cavaram tuneis para chegar no terreno de seu inimigo para fazer o que? Uma vizitinha amigavel? Ora pois, porque os palestinos são sempre as vítimas, eles são vitimas sim, dos terroristas que lá usam o proprio povo como escudo, onde está o lider do Hamas? Nos emirados árabes claro, ele e sua família, enquanto os pobres palestinos enfrentam a fúria israelense e a fúria dos seu próprios algozes terroristas. Eu tenho pena sim, dos palestino que com certeza gostaria de ver pelas costas esse tal de Hamas e Isis, pior ainda que o hamas.

DEIXE UMA RESPOSTA