Brasil

Pastor Silas Malafaia rebate críticos e afirma que ri das opiniões divergentes às suas: “Ilustres desconhecidos me atacam”. Leia na íntegra

Comentários (17)
  1. Eduardo Soares disse:

    Podem falar mal do silas e tudo o mais, mas uma qualidade ele tem de sobra, mais que todos nós:

    >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>HUMILDADE<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<<

    Val lá Silas, continua assim que tu vai longe.

  2. geraldao disse:

    o papa tem o vaticano la em roma!!!

    mecedo tera o templo do salomao no bras

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  3. show disse:

    cifras maracutaia é o cego que guia cegos.Pior que esse povinho crente que defende esse safado é o mesmo que elege deputados da oração da propina a saber… leonardo prudente e brunelli.Em vez de serem papagaios que repetem o que esses safados dizem, criem vergonha e vão estudar….principalmente a biblia ou vocês seguem o que o homem diz ou seguem o que Deus manda.

  4. Esse é o MAIOR MERCENÁRIO do Brasil.

    1) Vira Casaca- Começou descendo o porrete na Teologia da prosperidade é agora é casado com ela.

    2) Nunca fundou nada- Ficou sempre nas costas do sogro que o controlava.

    3) Orgulhoso- Gaba-se de ter ganho presentes tais como: carro blindado, relógio de ouro, avião- O orgulho levou o diabo para o inferno.

    4) É HIPÓCRITA- Ganhava dinheiro do Macedo, estava sentado no púlpito do Valdomiro é o Prefeito Eduardo Paes envolvido até o pescoço com corrupções estava no picadeiro da Marchinha para Jesus.

    5) Faz Nepotismo – Basta ver que os seus programas só aparecem o filhinho é esposa. Aliás isso está acontecendo na maioria das igrejas.

    6) Cobra uma fortuna para pregar nas igrejas – Por isso ficou com muito grana.

    7) Usa Casos como Homossexuais para se auto promover- Mas está colocado com a TV Globo

    8) Mentiroso- Chama os blogueiros para um desafio , quando na verdade não permite um debate em seu programa ou no seu portal.

    9) É Debochado e tem linguajar baixo- Chama todos os que discordam de suas opiniões Teologicas de :idiotas, vagabundos,zé mané,otários, bêbados,filhos do diabo,etc,etc….

    há um adágio popular que diz: ‘ QUEM ANDA COM MORCEGOS, ACABA DE CABEÇA PARA BAIXO’

  5. José Carlos disse:

    A paz do Senhor Jesus.

    Voltaremos pelados para terra.

    Olha, a terra e sua plenitude pertence a Deus, foi criada por Deus. O Criador reivindica sua honra nas escrituras. A sua glória não é dada a ninguém. Eu honro os que me honram.
    Tem muita tecnonogia sendo usada pelo mal. Então, a criação de Deus está sendo utilizada, desonrada pelo diabo, pelos criminosos. Sim ou não?
    Na verdade, o papel de glorificar a Deus cabe ao Espírito Santo, a Jesus e ao crente salvo, à igreja de Jesus. É um dever moral, voluntário, de todo ser humano usar os bens da terra para glorificar a Deus. Para fazer o bem, as boas obras em Cristo.
    Como glorificar a Deus? Deixando-se ensinar pelo Espírito Santo, o professor da igreja. O Consolador irá colocar graça, favor, frutos de louvor, de reconhecimento de nossa dependência de Deus. Então, agradecidos, apresentaremos a oferta de Abel, como nos tempos antigos.
    É preciso querer obedecer a palavra para recebermos de Deus essa força que nos move.
    Essas ações, atitudes despertadas em nós pelo Espírito nos coloca em comunhão com o Pai. E naturalmente, nossa condição material é melhorada. E principalmente, a espiritual, em ralação à santidade, à intimidade com Deus. Crescemos em todas as áreas.
    E nessa caminhada de fé, em fé, meu irmão e minha irmã, podemos ter a qualidade de vida que Deus preparou para seu povo. Afinal somos reis em Cristo ou não? O justo viverá da fé.
    E no fim de tudo, voltaremos pelados para terra. E não adianta vestir o defunto porque o bicho vai pegar, os micróbios vão comer.
    Por isso, dos poucos anos que viveremos aqui, é importante gozarmos dos bens do Senhor nessa vida e no futuro a vida eterna.
    Dinheiro é uma questão de entender que tudo é graça, que vem de Deus e volta para Deus.
    Deus dá a semente ao que semeia e o pão para comer. Somos trabalhadores do evangelho, cooperadores de Deus, semeadores das boas novas e de dinheiro..
    O reino da igreja não é desse mundo. Aqui na terra, lemos a bíblia, ouvimos a voz do Consolador, invocamos a presença de Deus para salvar almas, curar os enfermos, expulsar os demônios, batizar com Espírito Santo. E devolvemos nosso dinheiro como oferta suave, agradável a Deus.
    A humanidade está abençoada em Cristo. Precisa-se buscar a graça de Deus por meio da fé.
    A fé é o próprio Deus quem dá por meio da leitura bíblica e pela pregação do evangelho.
    Quem tem ouvidos para ouvir ouça. Você quer a prosperidade bíblica? Então medite na palavra e obedeça o que o Espírito Santo ti ensinar. Seja grato.

    Deus abençoe a todos em nome de Jesus.

  6. jonas barros lima disse:

    tenho o video completo aonde o MALA mete o pau da teologia da prosperidade e ainda vem dizer que não falou da teologia a prosperidade no video e que fizeram montagem com partes do vieo? o MALA é muito cara de pau… opá cara de botox….

    cego não guia cego… e sabido leva cegos, bobos só no banho maria… e´ou não é……

    MALA mostra pra todo mundo a UNÇÃO DA MEDIDA EXTRA na bíblia… PF.

    contraditório…. CANALHA isso que MALA é!

  7. Pitagoras disse:

    Eu não falei prá onde o Malafaia iria virar sua metralhadora ???? Está se desviando do foco das críticas. Bem apropriado a ele.

  8. xander disse:

    malafaia, ….porque tem muita gente que não da dizimo,nao participa de campanha,nao vai a igreja,é macumbeiro,ou na maioria das vezes nao é nada, mas mesmo assim sao ricas..muito ricas…me responda seu cachorro,enganador, vai trabalhar…aposto que vc nao vai responder porque é covarde….

  9. Bill disse:

    Eu Postei o video no youtube onde silas malafaia uma hora critica a teologia da prosperidade e depois mostra ele a defendendo, e agora ele me chama de filho do diabo. Mafalaia Eh intolerante igual o movimento gay que ele acusa de ser intolerante, e ainda mais ele eh hipocrita. No video nem tem como fugir, ele diz claramente TEOLOGIA DA PROSPERIDADE, agora ele joga o corpo fora. Silas malafaia tambem critica outras doutrinas cristas, mas quando ele eh criticado, chama os criticos de filhos do diabo, como so ele e quem o apoia sao filhos de Deus, o resto sao filhos do diabo.

    Se sou “ilustre desconhecido” eh porque nao me vendo por dinheiro como ele, nao fico pedindo dinheiro para o povo, nao fico vendendo a palavra de Deus, nao fico dizendo que o dinheiro que o crista da vai voltar em bencaos de Deus.

    Silas malafaia invergonha os evangelicos, ele faz com que a imagem dos evangelicos fiquem suja, pois qualquer um que le a biblia e nao a manipula ou ISOLA textos como o malafaia faz, sabe que dinheiro e cristianismo nao se misturam.

  10. gil disse:

    Eis o desespero de um rato acuado, ele ataca para se defender. Chama os que se opoem de “ilusustres desconhecidos” onde mais uma vez revela o seu caráter autocrata em que não aceita opinião contrária e nem críticas, caso ontrário, se for do seu domínio, ou seja, do seu feudo (advec), será sumariamente julgado e condenado no seu tribunal particular sem misericórdia. Por que esse sentimento de poder? porque existe um séquito de bajuladores e subservientes que o sustentam e o legitimam o seu estado patológico, que aliás só MAMOM pode curá-lo, isso é que ter fé!
    Ele cita algumas referências para respaldar sua teologia da prosperidade e o recebimento dos presentinhos (carro blindado, relógio de ouro e tantas outras coisas não reveladas), mas ele esquece de citar a passagem onde o profeta (Eliseu) recusou todos presentes de Naamã, porque eram anátemas e antietico, o apóstolo Paulo abandonou a sua vida de homem rico para viver da venda das tendas que fabricava e de poucas ofertas, e tantos outros ilustres anônimos que abdicaram de uma vida de prosperidade para viver uma vida simples, pregando a salvação e não a prosperidade, este senhor vai na contramão da Bíblia, porque o principal foco do evangelho de Jesus Cristo é o IDE – a SALVAÇÃO.

  11. Wagner disse:

    Os pastoes desconhecidos dos homens podem ser muito mais conhecidos lá no céu do que o Silas… Eu o admirava, mas ele anda desapontando… Vaidade, tudo vaidade… É correr atras do vento….

  12. evangelistarogerioreis disse:

    Resposta ao desafio de Sila Malafaia, a luz da BÍBLIA.

    Silas Malafaia fez um desafio para que se ache erro teológico em sua pregação, e para isso utilizou partes convenientemente escolhidas do texto de 2 Coríntios 9. Silas Malafaia deturpou o texto e tirou-o do contexto, dando uma interpretação totalmente herética ao texto.
    Silas Malafaia deveria saber, ou melhor, lembrar-se de que o texto fora do seu contexto é pretexto para heresias.
    Vejamos o que diz 2 Coríntios 9:

    II Corintios 9:1
    1 – Porque bem sei a prontidão do vosso ânimo, da qual me glorio de vós para com os macedônios; que a Acaia está pronta desde o ano passado; e o vosso zelo tem estimulado muitos.
    Paulo está elogiando aos coríntios por estarem prontos a ofertar com determinação e liberalidade.
    Paulo glorifica e exalta a postura dos coríntios diante dos macedônios, dizendo que eles estão com a oferta preparada desde o ano passado. O zelo, o cuidado que os coríntios tinham com a obra de Deus ofertando para ajudar na evangelização e aos necessitados , estimulando outros cristãos a serem ofertantes fieis.
    Acaia.
    Parte da antiga Grécia, situada ao norte do Peloponeso (península da Grécia), compreendendo a cidade de Corinto. Depois da conquista da Grécia pelos romanos, o imperador César Augusto a dividiu, com as regiões adjacentes, em duas províncias, a Macedônia e a Acaia. Está ultima compreendia todo o Peloponeso, sul da Ilíria, o Epiro e a Tessália. Corinto era a capital da província e residência do procônsual governador. As referências do Novo Testamento são à província romana e não a Acaia antiga.

    II Corintios 9:2
    2 – porque bem reconheço a vossa presteza, da qual me glorio junto aos macedônios, dizendo que a Acaia está preparada desde o ano passado; e o vosso zelo tem estimulado a muitíssimos.
    Paulo demonstra gratidão, e reconhece que os coríntios não poupam esforços para ajudar, com rapidez e boa vontade. Por isso Paulo glorifica e exalta a postura dos coríntios diante dos macedônios, dizendo a eles que o povo da Acaia preparara antecipadamente a oferta, e que o cuidado especial que o povo da Acaia tem com a obra de Deus está dando ânimo e incentivo a outros cristãos a fazerem o mesmo.

    II Corintios 9:3
    3 – Mas enviei estes irmãos, para que a nossa glória, acerca de vós, não seja vã nesta parte; para que (como já disse) possais estar prontos,
    Paulo envia alguns irmãos aos coríntios para que eles estivessem prontos, com suas ofertas preparadas.
    Para que nossa gloria: Paulo está falando da reputação que alcançou junto aos macedônios. Paulo havia falado aos macedônios que as ofertas dos coríntios já estavam preparadas desde o ano passado, e que o cuidado e a atenção especial deles com a obra de Deus estava estimulando aos outros cristãos a ofertar.
    Não seja vã nesta parte: Paulo não queria que depois de falar deles e do seu zelo com a obra de Deus, ao chegar a coríntios os achassem despreparados, e dessa forma tudo o que Paulo havia dito se tornaria sem valor. Por isso Paulo enviou os irmãos para se certificar de que estariam prontos.

    II Corintios 9:4
    4 – A fim de, se acaso os macedônios vierem comigo, e vos acharem desapercebidos, não nos envergonharmos nós (para não dizermos vós) deste firme fundamento de glória.
    Caso os macedônios fossem com Paulo até coríntios e os achassem sem o dinheiro da oferta, eles seriam envergonhados.
    Deste firme fundamento de glória: Paulo está dizendo que os coríntios não fossem envergonhados por não corresponder à confiança que foi depositada neles, e sim que fossem firmes e determinados na decisão de ofertar e ajudar os irmãos necessitados.
    Glória refere-se à manifestação da majestade de Deus, algo que per-tence a Deus, louvor, honra e glória de Deus. A generosidade do cristão faz com que rendam louvor, honra e glórias a Deus.
    Logo o firme fundamento da glória é ser determinado e generoso na decisão de ofertar para ajudar aos necessitados, pois o que temos pertence a Deus, e é usado para a glória Dele.
    Malaquias 3:8
    8 – Roubará o homem a Deus? Todavia vós me roubais, e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.

    II Corintios 9:5
    5 – Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza.
    Paulo achou necessário aconselhar aos irmãos que foram enviados a coríntios para que os coríntios se encontrassem com a oferta preparada.
    A vossa benção: do grego ευλογία que significa benção, generosidade.
    O que Paulo está falando é para que os coríntios preparassem antecipadamente uma oferta generosa para abençoar os irmãos necessitados.
    Já antes anunciada: Paulo já havia falado aos macedônios que o povo de Acaia tinha preparado essa oferta com antecedência.
    Para que esteja pronta como benção: do grego ευλογία que significa benção, generosidade. Bênção tem o sentido de generosidade, ou seja, o servo de Deus generoso leva benção (provisão) aos necessitados. O texto não está falando de benção para o ofertante. O texto está falando que a generosidade do ofertante leva benção aos necessitados.
    O ato voluntário de ofertar leva bênçãos às pessoas, pois leva o evangelho da salvação aos povos e ajuda aos necessitados.
    E não como avareza: do grego πλεονεξια que significa desejo ávido de ter mais, cobiça, ambição, insaciabilidade, avareza.
    Paulo fala das pessoas que são apegadas demais ao dinheiro e acabam ofertando com tristeza. Isto também é relativo aos que ofertam em busca de bênçãos, pois suas ofertas são dadas com a intenção de receber algum favor de Deus. A oferta é um ato de amor e fidelidade a Deus, e amor ao próximo. Por isso nunca deve ser feita com a intenção de receber de Deus, dinheiro, trabalho, prosperidade, carro, casa, etc. Fazer isto é ofertar por avareza, cobiça, desejo ávido de ter mais e insaciabilidade pelas coisas materiais e dinheiro.
    Nota:
    “as ofertas não são para serem usadas na construção de empresas, editoras, gravadoras, mega igrejas, etc. Isto é fazer das pessoas que ofertam um negócio.”
    II Pedro 2:3
    3 – E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita.
    Os pastores que incentivam o povo a ofertar para receber algo estão ensinando ao povo praticar o pecado da avareza e da cobiça, ou seja, levam as pessoas a ficarem extremamente apegadas ao dinheiro, as coisas materiais e as coisas terrenas.
    Colossenses 3:1
    1 – PORTANTO, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus.
    Colossenses 3:2
    2 – Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra;

    Lucas 8:10
    10 – E ele disse: A vós vos é dado conhecer os mistérios do reino de Deus, mas aos outros por parábolas, para que vendo, não vejam, e ouvindo, não entendam.
    Lucas 8:12
    12 – E os que estão junto do caminho, estes são os que ouvem; depois vem o diabo, e tira-lhes do coração a palavra, para que não se salvem, crendo;
    Lucas 8:13
    13 – E os que estão sobre pedra, estes são os que, ouvindo a pala-vra, a recebem com alegria, mas, como não têm raiz, apenas crêem por algum tempo, e no tempo da tentação se desviam;
    Lucas 8:14
    14 – E a que caiu entre espinhos, esses são os que ouviram e, indo por diante, são sufocados com os cuidados e riquezas e deleites da vida, e não dão fruto com perfeição;
    Barganhar: hoje os pastores estão ensinando o povo a barganhar com Deus, isso significa que estão ensinando o povo a negociar a compra das bênçãos através das ofertas. “Eu dou a minha oferta e Deus me dá de volta em abundância.”
    O ato de ofertar é a demonstração da fidelidade e amor a Deus, pois quem não oferta está roubando a Deus. O cristão deve sempre estar pronto a ofertar (segundo suas condições financeiras, por amor e não por pressão ou obrigação), para obra de Deus.
    Amar é dar sem esperar receber nada em troca, a partir do momento que você dá querendo receber de volta deixa de ser amor, passa a ser interesse.
    A única coisa que devemos ter em mente é que Deus irá suprir todas as nossas necessidades, por isso, não temos que correr atrás das bênçãos, ou ficar preocupados ou pensando em barganhar com Deus para ter condições de adquirir algo ou alguma coisa. Se for da vontade Dele, Ele irá conceder sem que precisemos negociar a compra dessa benção.

    II Corintios 9:6
    6 – E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
    Paulo relaciona a oferta com a semente, um agricultor quanto mais semente plantar maior será a sua colheita.
    Paulo está falando da oferta que está sendo recolhida para Jerusalém. Paulo fala que se semearem escassamente a colheita será de forma reduzida, e se semearem com generosidade a colheita será com generosidade. Paulo não está falando de prosperidade financeira para o ofertante, e sim de ajuda aos irmãos com generosidade.
    O texto está falando da generosidade entre irmãos, o semear está relacionado a ajudar aos irmãos necessitados, e o colher relacionado a arrecadar, coletar ajuda para os irmãos. Para melhor entendimento o texto fica assim: O que oferta escassamente à coleta será de forma reduzida, e o que oferta com generosidade com generosidade vai arrecadar.
    A palavra traduzida para o português como abundância no original grego é ευλογιαις significa generosidade.
    A palavra traduzida para o português por pouco no original grego é φειδομένως que significa escassamente, de forma reduzida.
    Nota
    Lei da semeadura: Silas Malafaia diz que quem ofertar muito, vai receber muito. O versículo não está falando de ofertar muito dinheiro e Deus lhe dará muito mais em troca. O versículo fala de ofertar com generosidade para os irmãos que estão passando necessidade. Se essa lei fosse verdadeira os macedônios que foram generosos em ofertar não seriam pobres. A justificativa para os que ofertam, e não recebem em abundância, como é pregado por Silas Malaia e outros, é que para cada semente tem um tempo. Com isso é provável que quem receba a abundância seja a sua descendência.
    Paulo não está ensinando isso que chamam de lei da semeadura, Paulo está falando de generosidade para com os irmãos.

    II Corintios 9:7
    7 – Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
    Paulo diz para que o cristão contribua com o valor que está no seu coração, lembrando que não se deve ofertar com avareza.
    Não com tristeza: Não devemos ofertar com tristeza no coração por estar dando aquele valor, e nem por obrigação, e sim como ato voluntário de amor e fidelidade a Deus. Quando ofertamos temos que dar com alegria, pois estamos ajudando a obra de Deus.
    Ou por necessidade: não devemos dar oferta por pressão, ou forçados ou porque necessitamos de uma benção, Deus ama ao que oferta de coração, com um amor verdadeiro para com Deus e aos irmãos.

    II Corintios 9:8
    8 – E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
    Paulo está dizendo que Deus é poderoso para fazer o seu poder se manifestar em nossas vidas.
    Graça em grego χαριν ou χaρις, está sendo empregado no sentido de efeito excepcional produzido pela graça divina, sendo traduzida também por conhecimento, poder e glória.
    Esta parte do texto diz que Deus irá nos capacitar com o conhecimento, poder, santidade, ou seja, com o poder de Deus. Isto para que tenhamos sempre em tudo a capacidade, a habilidade e as condições para que possamos ajudar os necessitados e dessa forma Deus será glorificado.
    Nota:
    Boas obras: são atos, gestos ou empreendimentos de caridade, auxilio a quem necessita. A pregação da palavra de Deus também é uma boa obra.
    Deus não está garantindo que teremos grandes quantias de dinheiro se ofertamos muito dinheiro. O que está sendo dito é que sempre teremos o suficiente para ajudar a realizar a obra de Deus.
    Deus nos promete suprir as nossas necessidades, e não os nossos delírios.
    Ora se Deus está prometendo riquezas, então porque os cristãos de Jerusalém estavam passando necessidades?
    E porque os apóstolos não eram riquíssimos, como são hoje os pregadores da prosperidade?
    Deus não dá riquezas para todos, porque nem todo mundo sabe lidar com as riquezas, e nem sempre é Deus quem dá riquezas; Mamom também dá riquezas a fim de destruir o cristão, e o desviar do verdadeiro caminho do evangelho.
    Mateus 19:23
    23 – Disse então Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus.
    Mateus 19:24
    24 – E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.
    Mateus 19:25
    25 – Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizen-do: Quem poderá pois salvar-se?
    Mateus 19:26
    26 – E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso im-possível, mas a Deus tudo é possível.
    Mateus 19:27
    27 – Então Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Eis que nós dei-xamos tudo, e te seguimos; que receberemos?
    Mateus 19:28
    28 – E Jesus disse-lhes: Em verdade vos digo que vós, que me se-guistes, quando, na regeneração, o Filho do homem se assentar no trono da sua glória, também vos assentareis sobre doze tronos, para julgar as doze tribos de Israel.
    Mateus 19:29
    29 – E todo aquele que tiver deixado casas, ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou mulher, ou filhos, ou terras, por amor de meu nome, receberá cem vezes tanto, e herdará a vida eterna.
    O versículo em questão não está falando graça de Deus, no sentido de favor imerecido, e sim em Deus nos capacitar para ajudar os necessitados. A oferta não atrai a graça de Deus para nós, pois nada que possamos fazer pode atrair a graça de Deus, pois, recebemos Sua graça, pelo seu amor por nós. A Graça de Deus é um favor imerecido, logo, nada que façamos irá fazer com que passemos a merecê-la.
    Nota:
    Paulo não esta ensinando que se ofertarmos, iremos chamar a graça de Deus para nós, e sim de dar capacidade de ajudar aos necessitados. O que Silas Malafaia está ensinando é totalmente errado e herético, pois, a oferta não tem poder para fazer com que recebamos a graça de Deus. A oferta também não tem poder para trazer cura ou resolução para nenhum problema, pois, quem oferta com esse objetivo está ofertando por necessidade, ou por avareza.

    II Corintios 9:9
    9 – Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre.
    Espalhou, deu aos pobres: Paulo está dizendo que aquilo que Deus nos dá, devemos ajudar aos pobres.
    A sua justiça: Deus é justo por isso, nós temos que ser justos, se Deus nós dá condições de ajudar devemos ser generosos para com os pobres e necessitados.
    Permanece para sempre: o ato de ofertar leva bênçãos eternas a quem oferta e presta auxílio aos pobres e necessitados com sua generosidade.
    Mateus 25:31
    31 – E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória;
    Mateus 25:32
    32 – E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas;
    Mateus 25:33
    33 – E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.
    Mateus 25:34
    34 – Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, ben-ditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;
    Mateus 25:35
    35 – Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me;
    Mateus 25:36
    36 – Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.
    Mateus 25:37
    37 – Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber?
    Mateus 25:38
    38 – E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos?
    Mateus 25:39
    39 – E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te?
    Mateus 25:40
    40 – E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

    II Corintios 9:10
    10 – Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;
    Ora, aquele que dá a semente ao que semeia: Deus é quem da à semente (dinheiro), para quem semeia (ofertante), na obra de Deus.
    Também vos dê pão para comer: Paulo diz: se Deus dá a semente, também dará o pão para comer, ou seja, Deus suprirá as necessidades.
    E multiplique a vossa sementeira: Paulo deseja que Deus multiplique as condições do ofertante. Isto não é uma afirmativa de que Deus vai multiplicar a fonte de renda dos ofertantes, o que Paulo está fazendo é desejar que Deus, multiplique.
    E aumente os frutos da vossa justiça: Paulo deixa claro que o pedido para que Deus multiplique a fonte de renda do ofertante é para que o ofertante aumente seus frutos de generosidade (justiça). O desejo de Paulo não é para enriquecimento egoísta, e sim para que Deus atendendo o seu pedido o cristão seja mais generoso em suas ofertas e na ajuda aos pobres.

    II Corintios 9:11
    11 – Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.
    Para que em tudo enriqueçais: Os pregadores e os cristãos carnais veem sempre tudo, como se fosse dinheiro e fortuna.
    Enriqueçais do grego πλουτιζω, significa: tornar-se rico, enriquecer de riquezas espirituais e estar ricamente suprido. O texto não está prometendo riquezas materiais, e sim espirituais, e ricamente supridos no sentido de ter o básico para nossa subsistência aumentada, para que com isso possamos ajudar aos pobres e necessitados. Tudo isto está ligado ao que Paulo está desejando que aconteça na vida do ofertante.
    Os versículos 10 e 11 são pedidos de Paulo, para que Deus abençoe aos irmãos que estão ofertando; e não uma afirmativa de que Deus irá multiplicar, ou enriquecer financeiramente e materialmente o ofertante.
    Para toda a beneficência: Paulo volta a dizer o motivo pelo qual ele pede a Deus que nos dê mais condições de ofertar: Para que aumentemos a prática de fazer o bem, nos dedicarmos a caridade, ou seja, termos maior disposição para praticar o bem, e ajudar aos pobres e necessitados.
    Paulo deixa claro que seu pedido não é para enriquecimento material e financeiro, como se tem pregado hoje. Deus vai nos enriquecer no sentido espiritual, e nos dará condições de termos sempre o necessário para nós e que fique algo a mais para que possamos ajudar a quem precisa.
    A qual faz que por nós se deem graças a Deus: Quando somos generosos em ofertar e ajudamos aos pobres e necessitados, os que recebem a ajuda do povo de Deus para suprir as suas necessidades, na maior parte das vezes reconhece a ajuda recebida de Deus. Com isso através de nós as pessoas terão profunda gratidão a Deus por ter nos enviado em seu socorro, assim Deus será exaltado e glorificado.
    O ofertar da forma correta é levar a palavra de Deus aos perdidos e ajuda aos pobres e necessitados dessa forma, Deus será glorificado.

    II Corintios 9:12
    12 – Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus.
    Paulo está falando da administração do serviço não como trabalho remunerado, do tipo dou minha oferta (serviço), e Deus vai me pagar por isso.
    Serviço do grego λειτουργία empregado no sentido de prestar serviço a alguém em necessidade, esse serviço é o que supre as necessidades dos santos (cristãos), para o qual Paulo estava recolhendo a oferta. E através da ajuda aos santos necessitados, Deus será grandemente glorificado.
    Quem trabalha para Deus pensando em receber dinheiro em troca é mercenário, ou seja, só faz o serviço se for receber algo em troca. Os pastores que ensinam tais coisas são os mesmos que Jesus falou em João 10:11 e 12.
    João 10:12
    12 – Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas.
    João 10:13

    13 – Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cui-dado das ovelhas.
    Nota
    Sila Malafaia usa o texto de Jeremias 21:14, no sentido de que Deus irá nos recompensar segundo nossas ações, um erro gravíssimo, e o que mostra total despreparo para pregar a palavra de Deus.
    Vejamos:
    Jeremias 21:14
    14 – Eu vos castigarei segundo o fruto das vossas ações, diz o SE-NHOR; e acenderei o fogo no seu bosque, que consumirá a tudo o que está em redor dela.
    Deus está falando que irá castigar e não recompensar, Deus irá castigar cada um segundo os frutos de nossas ações. A ação de detur-par a palavra de Deus levará os pregadores que fazem tal loucura a sofrer o castigo de Deus.
    1 Coríntios 15 fala da ressurreição, logo o trabalho para Deus não será em vão, pois, receberemos a vitória reinando com cristo.

    II Corintios 9:13
    13 – Visto como, na prova desta administração, glorificam a Deus pela submissão, que confessais quanto ao evangelho de Cristo, e pela liberalidade de vossos dons para com eles, e para com todos;
    A oferta é uma prova de obediência ao evangelho de Cristo, e quem recebe a ajuda glorifica a Deus pela nossa obediência e liberalidade em compartilhar, seja com os irmãos em Cristo ou com quem necessita de ajuda.

    II Corintios 9:14
    14 – E pela sua oração por vós, tendo de vós saudades, por causa da excelente graça de Deus que em vós há.
    Quando ajudamos as pessoas, elas ficam gratas e irão pedir a Deus por nossas vidas, farão orações e intercederão por nós e agradecerão a Deus pela ajuda graciosa (que é dada sem querer nada em troca; que decorre da graça de Deus).

    II Corintios 9:15
    15 – Graças a Deus pelo seu dom inefável!
    Paulo termina dando graças a Deus, pelo seu dom inefável (que não se pode descrever por causa de sua grandeza, poder), pela generosidade na oferta dada aos irmãos de Jerusalém.

    Se os seguidores de Silas Malafaia e outros realmente amam a Deus, deveriam abandonar a teologia que pregam que tem como objetivo obter fama, reconhecimento, enriquecimento etc. Espero que Silas Malafaia volte atrás no caminho espaçoso que ele escolheu trilhar e volte para o caminho apertado.
    Todos os cristãos que querem seguir realmente o caminho de Deus precisam se unir, deixar de lado teologias denominacionais e seguir somente a Deus e sua palavra. Temos que nos unir e viver em plena comunhão, em amor sincero uns pelos outros e viver como uma verdadeira família.
    Vamos abraçar a essência do verdadeiro evangelho, e nos unir contra os falsos pregadores e suas falsas igrejas. Vamos pregar o verdadeiro evangelho.

    Evangelista Rogério Reis.

  13. Anselmo Melo disse:

    Não tenho sequer ânimo para dar respostas a esse sujeitinho. Ele se acha a ultima coca-cola no deserto, mas não passas de um empresário que viu no meio do povo Cristão um excelente nicho de negócios.

  14. isac souza disse:

    silas nao aceita se criticado. silas voce nao e o dono da razao.e a sua maneira de interpletar a biblia.porque voce nao prega que jesus ta voltando para recolher seus dicipulos.so prega prosperidade pos jesus diz nao jutei tesouro na tera pos o ladrao rouba.

  15. edney disse:

    quem fala o q quer , ouve o q não quer não faz e fala de quem faz ao menos la não tem 318 p esvasiar os bousos aleios.meu amigo minha amiga

  16. Aragão disse:

    Silas Malafaia é uma pessoa que foi agraciado por Deus para levar o evangelho a todas pessoas. Deus deu-lhe o dom da palavra e isso foi muito bom mas, o orgulho e a vaidade tomou conta de todo seu ser e hoje é um homem perdido. Ele precisa ser simples e se envolver com aquilo que edifica o Corpo de Cristo. Foi o orgulho e a vaidade que derrubaram Lúcifer. Ele precisa nascer de novo, ser humilde e simples e falar o amor de Deus aos homens. Gritar, esbravejar não edifica ninguém, afasta as pessoas. Ele precisa ser manso, fiel e simples.

  17. marcio disse:

    O Sr pastor Silas, nao è homem que ele considera ser (irrepriensivel), escrevo esta palavras com base nas fala que ele sempre coloca como verdade, visto, que somente a palavra de Deus e a verdade, entao, precisa ser revista suas colocaçoes, manter-se na tv para criticar quem nao aceita sua fala, mostra com clareza o seu egocentrismo, total falta de autocontrole, demonstra dificuldade em manter o equilíbrio, onde seu grito nada mais é do que medo, pavor, ira…, mostrando sua distancia com a palavra de Deus .

  18. Jose Carlos n. junior disse:

    pessoal. bom dia !!!e que a paz de nosso senhor e salvador JESUS CRISTO seva com todos amém!!!
    querido nao descutam por bobagem , pq é isso que o diabo quer, é criar disençoens entres todos , se malafaia é ou nao um homem perverço cabe ao Senhor julgar .
    na duvida leia releia , 10 ,20,30,40,50,60,100,1000,100000000000 .etc quantas vezes for preciso a escritura sagrada , mais leia com muita muita atenção , pq a própria diz conhecereis a verade e a verade voz libertara , a verade é JESUS , ai eu te pergunto , o SENHOR precisou de dinheiro pra colocar seu ministério em pratica , nao nao precisou , entao sigam os passos de JESUS, E ELE É PODEROSO PARA GUIALOS.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

As principais notícias gospel do Brasil e do mundo no portal pioneiro; Saiba tudo aqui sobre música gospel, evangélicos na política, ações missionárias e evangelísticas, projetos sociais, programas de TV, divulgação de eventos e muito mais.

No ar desde 2006, o canal de notícias gospel do portal Gospel+ é pioneiro no Brasil, sempre prezando pela qualidade da informação, com responsabilidade e respeito pelo leitor.

ANÚNCIO
ANÚNCIO
ANÚNCIO