Talibã ataca escola, mata mais de 130 crianças e deixa outras dezenas feridas no Paquistão

3

O grupo talibã do Paquistão cometeu um ato de terror contra uma escola em Peshawar, no norte do país. Extremistas islâmicos invadiram o local e mataram a tiros 148 pessoas. Outras 131 ficaram feridas.

A maioria das vítimas foi crianças, de acordo com informações das agências internacionais. Peshawar é uma cidade considerada violenta, e fica próxima à fronteira com o Afeganistão.

“Escolhemos a escola do Exército para o ataque porque o governo está alvejando nossas famílias e mulheres. Queremos que eles sintam a dor”, disse o porta-voz do Taliban Muhammad Umar Khorasani, ao assumir a autoria do ataque.

O massacre protagonizado pelos radicais foi condenado inclusive por outros grupos de extremistas muçulmanos: “O Estado Islâmico do Afeganistão expressa sua tristeza pelo incidente e oferece suas condolências às famílias das crianças assassinadas”, disse Zabihullah Mujahid, representante dos extremistas no país vizinho.


“O massacre proposital de pessoas inocentes, mulheres e crianças vai contra os princípios do islã e estes princípios devem ser considerados e levados em conta por cada muçulmano”, acrescentou.

O governo do Paquistão se manifestou sobre o ataque e disse que providências serão tomadas: “Eu não posso ficar recuado em Islamabad. Essa é uma tragédia nacional, provocada por selvagens. Essas eram minhas crianças. Essa perda é minha. Esta é uma perda da nação. Estou indo para Peshawar agora e vou supervisionar a operação pessoalmente”, afirmou Nawz Sharif, primeiro-ministro do país.

De acordo com informações do G1, ataques do talibã contra crianças são raros no Paquistão. O grupo luta para derrubar o governo e estabelecer um regime baseado em suas interpretações do islamismo.

Em setembro do ano passado, o talibã realizou um ataque contra uma igreja em Peshawar. Na ocasião, o massacre terminou com a morte de dezenas de pessoas, incluindo crianças.

3 COMENTÁRIOS

  1. É muito difícil ler uma notícia dessas e não desejar a decaptação de cada um desses monstros assassinos!

    Mas, como Cristãos temos orar e esperar em Deus, pois sua justiça é perfeita.

  2. Olhem e vejam, irmãos muçulmanos.

    É nisso que dá quando se quer ser santo demais, quando começamos nos achar melhor que todos.

    Na bíblia há passagens que os ocidentais não costumam tomá-las ao pé da letra.

    No caso do islamismo, tem-se que em face da briga entre sunitas e xiitas, onde cada um quer ser a voz da verdade, eis que partiram para conceber o alcorão ao pé da letra, daí passaram a matar e a perseguir os que não fossem intérpretes da normas como eles.

    Que os clérigos se juntem e decidam, depois façam admoestações aos fieis pra que não ensinem as ideias radicais, mesmo que tenha saído da boca de Deus, imagine da do profeta Maomé.

    São irmãos matando irmãos. É isso que Alá ensina? E se acaso tivesse ensinado, o homem pode seguir em sentido contrário, pois matar jamais será coisa boa, sempre retorna de mesmo modo pra pior, disso gerando uma avalanche de sangue terra abaixo sem se saber em que vai esbarrar toda essa de amor ao próximo.

  3. quero ver até onde esses desgraçados desses islamico vão, ate acordar o povo de Deus pra acabar com eles. Jesus pegou em corda e fez de chicote pra expulsar os vagabundos do templo. A ordem é vigia e orar. então vamos ao contra ataque.

DEIXE UMA RESPOSTA