Trump ordena bombardeio contra Síria após ditador realizar ataque com gás letal contra civis

"Pedimos sabedoria a Deus para encarar o desafio de nosso próprio mundo problemático e oramos por todas as vidas dos feridos e daqueles que morreram", disse Donald Trump

0

Um bombardeio realizado pelos Estados Unidos contra uma base aérea da Síria na noite da última quinta-feira, 06 de abril, pode marcar o início de uma nova guerra, uma vez que a Rússia, histórica opositora dos americanos, é aliada militar e política do governo sírio.

A ação militar ordenada pelo presidente Donald Trump foi uma resposta a um ataque feito com armas químicas contra uma região controlada por rebeldes sírios, que se opõem ao presidente do país, Bashar al-Assad, considerado um ditador.

No ataque, a Marinha americana disparou 59 mísseis Tomahawk em direção à base aérea de onde teria decolado a aeronave que atacou os rebeldes sírios com o gás sarin, uma arma química letal. De acordo com informações do telejornal Bom Dia Brasil, da TV Globo, a Síria confirma seis mortes no bombardeio dos Estados Unidos.

Os mísseis atingiram a base de Al Shayrat por volta das 21h40, no horário de Brasília, 4h40 na hora local da Síria. Jeff Davis, porta-voz do Pentágono, informou que os mísseis foram lançados dos destróieres USS Porter e USS Ross contra “aeronaves, abrigos de aviões, áreas de armazenamento de combustível, logística e munição, sistema de defesa aérea e radares”.


Donald Trump fez um breve comunicado explicando o motivo que o levou a ordenar o ataque, e frisou que considera inaceitável o uso de armas químicas pelo governo sírio contra civis, e que isso violava um acordo assinado pela Síria para eliminar as armas químicas de seu arsenal.

Confira a íntegra do discurso do presidente Donald Trump:

Na terça-feira, o presidente da Síria, Bashar Al-Assad, conduziu um ataque químico horrível usando um agente nervoso mortal. Assad sufocou homens, mulheres e crianças inocentes. Foi uma morte lenta e brutal para muitos. Até mesmo lindos bebês foram cruelmente assassinados neste ataque bárbaro. Nenhum filho de Deus deveria jamais sofrer horror tão terrível.

Nesta noite, eu ordenei um ataque militar direcionado a alvos da força aérea da Síria de onde os agentes químicos foram disparados. É vital para a segurança nacional norte-americana prevenir e deter a proliferação e o uso de armamentos químicos fatais.

Não pode haver dúvida sobre se a Síria usou ou não armas químicas proibidas, se violou suas obrigações sob a Convenção de Armas Químicas e se ignorou os apelos do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Inúmeras tentativas foram feitas para mudar o comportamento de Assad, e todas falharam. Como resultado, a crise dos refugiados continua a se agravar e a região continua a se desestabilizar, ameaçando os Estados Unidos e seus aliados.

Nesta noite, eu convoco todas as nações civilizadas a se juntarem a nós e perseguirem o fim da matança e do derramamento de sangue na Síria, e também a acabar com todas as formas de terrorismo.

Pedimos sabedoria a Deus para encarar o desafio de nosso próprio mundo problemático. Oramos por todas as vidas dos feridos e daqueles que morreram. E esperamos que, enquanto a América defender a justiça, a paz e a harmonia, elas vão prevalecer no fim.

Boa noite e Deus abençoe a América e o mundo inteiro.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA