Rick Warren: “Pastores devem ser presos, se for necessário, para que cristãos se unam contra a perseguição religiosa”

4

A perseguição religiosa deve ser enfrentada firmemente, e se for necessário que pastores sejam presos para que o povo cristão se levante contra ela, que assim seja. Essa é a postura do pastor Rick Warren, líder de uma das maiores igrejas norte-americanas e escritor conhecido internacionalmente.

Warren afirmou que a situação de perseguição aos cristãos é grave não apenas em países de maioria muçulmana, mas também em nações como os Estados Unidos, onde a liberdade religiosa sempre foi uma bandeira.

O líder da megaigreja Saddleback disse ter sido atacado recentemente por suas posturas a respeito de temas contemporâneos baseadas em princípios cristãos, e citou o exemplo do pastor Martin Luther King Jr., que hoje é celebrado como um ativista dos Direitos Humanos, mas foi perseguido e morto por sua postura igualmente baseada na mensagem bíblica.

De acordo com informações do Christian Post, o discurso de Warren foi feito durante uma Convenção Batista na Califórnia que recebia representantes da Hobby Lobby, uma empresa que pertence a empresários cristãos e que luta pelo direito de tocar os negócios conforme seus princípios religiosos.


O pastor Rick Warren lembrou que há grupos universitários cristãos são coagidos a abdicar de princípios de fé por conta de ações judiciais abertas por pessoas incomodadas com a expressão religiosa, e ressaltou que não se pode determinar o que uma igreja ou colégio cristão pode ou não fazer no âmbito da crença.

Citando Mateus 22: 21, Rick Warren afirmou “dai a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”, e usou a passagem bíblica para frisar que em um Estado laico, as autoridades não devem se misturar com a doutrina religiosa e nem a doutrina religiosa pôr em risco a laicidade do Estado.

Ao fim do discurso, o pastor afirmou que a iniciativa dos cristãos em defesa da liberdade religiosa é algo que extrapola “questões partidárias” por ser um “problema que envolve a dignidade humana”.

4 COMENTÁRIOS

  1. EITA TEXTO DIFÍCIL
    A principio fica difícil de entender, o que ele quer dizer que se for preciso que pastores sejam presos, mas depois vemos o que já acontece em mundo arabes e mulçumanos, onde pastores , missionários já dão a vida pelo evangelho, claro que recentemente vemos muitos universitários lutando pelo direito a religião, muitos fazem sua parte, o problema é que a maioria só sabe é reclamar, e falar mal de pastores e igrejas, mas não fazem nada pelo evangelho, eheheheheheheheheh turma vamos ganhar almas para o reino de deus.

  2. Ele quer dizer que lideres cristãos estão desencorajando os fiéis a se defenderem e os mesmos não estão sabendo como lidar com a situação. No meu ponto de vista toda pessoa tem direito de se defender e também defender sua familia, se um lunático religioso entra na minha casa para me matar junto com minha familia vou eu cruzar os braços e não fazer nada?se eu tiver a chance de me defender vou sim proteger minha familia, mesmo que precise se for possível matar o agressor.

DEIXE UMA RESPOSTA