Home » Internacional

Estados Unidos completa 50 anos sem oração oficial nas escolas

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

Estados Unidos completa 50 anos sem oração oficial nas escolas

Este ano, os Estados Unidos completam 50 anos sem oração oficial nas escolas. Foi no dia 25 de junho de 1962, que a Suprema Corte dos Estados Unidos declarou inconstitucional a oração e que esta não mais poderia ser realizada nas escolas públicas do país, assim como a proibição de funcionários do estado realizarem manifestações religiosas em instituições públicas de ensino.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

A medida do Estado ocorreu após protestos de famílias que alegavam que a oração era contrária as suas crenças. “Deus todo poderoso, reconhecemos a nossa dependência de Ti e pedimos tuas bênçãos sobre nós, sobre nossos pais, nossos professores e sobre nosso país.”.

Desde essa mudança, a cada ano o Estado e as pessoas tem se distanciado mais da religião. Um ano após ser extinta a oração nas escolas, já em 1963, as autoridades do país também proibiram a leitura da Bíblia nas escolas, pela mesma justificativa, por ser um ato inconstitucional.

Outras leis foram criadas com a finalidade de extinguir as manifestações religiosas em solenidades públicas e em instituições ligadas ao Estado, como por exemplo, a proibição de oração feita por estudantes universitários antes de jogos de futebol, e também em cerimônias de formatura.

PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

15 comentaram, comente você também!

  1. o Brasil com os seus vermelhos está tentando banir esta pratica, não só das escolas como também dos lares.O resultado disso já está sendo colhido:violência, desamor, egoismo, promiscuidade etc..Estamos plantando ervas daninhas em nossos jardins de flores.Vamos colher o que estamos plantando.Parabens aos vermelhos, o primeiro assalto é de voces…

  2. Avelino De Almeida Bego disse:

    Devemos lembrar que, os EUA teve um presidente que "falava com deus" e adorava um aguerra: Bush.

    Claro que com ele, pode-se aplicar a falácia do escocês: "- Ele não é um verdadeiro cristão."

  3. Avelino De Almeida Bego disse:

    E devemos acabar com essa ideia que "apenas ter Jesus (ou qualquer outro mito) no coração, não há violência".

    A violência tem diversos fatores, não é apenas não crer numa lenda ou mito.

  4. Avelino De Almeida Bego disse:

    Como isso poderia se repetir aqui, não?

    Apesar da pressão, nos EUA o Estado é laico, pelo menos é o que parece.

  5. A SABEDORIA DO HOMEM É LOUCURA PARA DEUS, E AI ESTÁ A VERDADE DESTA PALAVRA: QUANDO O CONHECIMENTO HUMANO NÃO CONHECE O PODER DA ORAÇÃO PERDE-SE NA POEIRA. QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA.

  6. MÁRCIO SENNNA disse:

    A maldição de assassinatos em massa nas escolas americanas é devido a falta de oração e leitura da Palavra de Jesus. Por 50 anos, as escolas americanas presenciam centenas de jovens assassinados e vítimas de atentados terroristas. Instituiram a Festa do Hallow, ou seja, toda casta de demônio é permitido só a oração a Jesus que não pode ser realizada. Agora os principados malignos estão expandindo para outras áreas da nação.

  7. antonio pereira disse:

    isso que ela falou foi tremendo….

  8. é uma pena ver como as pessoas estão tirando Jesus de suas vidas..

  9. Nos Estados Unidos, ora quem quer, quem não quer. não pode ser obrigado. E não há o menor indício que o pais esteja regredindo, isso é só desejo de certos crentes. Não é por nada que a América é o destino preferido de 10 entre 10 emigrantes, inclusive inúmeros pastores brasileiros.

  10. Não é de maneira legalista que um país se torna melhor espiritualmente.Não é criando talibans cristãos que vamos melhorar.O importante é que ninguem impediu que se orasse voluntariamente nesses 50 anos.Talvez orações orquestradas não sirvam de nada!

  11. aff kd o comentario sobre a entrevista da Graham a Oprah que alguem tinha colocado aqui ?

  12. fernando schmict disse:

    Tudo tem suas consequencias os EUA se tornou o pai do rock, woodestock o que isso trouxe de contribuição a não ser muitas drogas e promiscuidade e destruição de vidas.

  13. Esse texto da filha de Billy Graham, revela os fatos, fieis e verdadeiros, do que esta ocorrendo na America nesses ultimos 50 anos. Na America, a pornografia , o uso das drogas, os jovens sem rumo e perdidos, familias destruturadas, alcoolismo e outras mazelas tem crescido desde que abandonaram aquilo que foi a cedula criadora da cultura norte america e de sua fundacao, a busca a Deus atraves da oracao e da Leitura da Palavra de Deus. O resultado esta ai.

    Oremos por um avivamento espiritual nos Estados Unidos, para que esse volte a ser aquilo que foi formado e chamado a ser . Uma nacao que busque a Deus e a sua Palavra.

  14. Pitagoras, vejo q vc não gosta de informação não, primeiro os Estados Unidos caiu e muito em sua economia e hj vivi crises uma atras da outra, acho q vc precisa se informar melhor meu amigo, veja na tv que a cada dia o desemprego aumenta e o risco que a economia norte-americana enfrenta. outra coisa vejo q vc não sabe nada sobre oração meu querido, quando oramos não é porque Deus é incompetente não meu filho, oração é intimidade com Deus coisa que vejo q vc não tem, Cristo orou no getsemani. olha seja sabio quando não souber sobre um determinado assunto fique neutro, uma abraço pois preciso orar neste momento.

  15. Joel Belon Rodrigues disse:

    O Diabo continua vivo e atuante no Planeta Terra. A intenção é calar a voz da Igreja…. Que Maravilha seria se em todos os países fossem feitas orações antes das aulas, em todos os segmentos do ensino, do maternal à faculdade! Orações que fossem feitas no Santo dos Santos e em Nome de Jesus. O Diabo não suporta este nome! O Nome de Jesus e poderosíssimo! Precisamos orar sempre e nunca esmorecer… (Lucas 18.1)

  16. testando, testando…..este site nao coloca a minha postagem……

  17. Agora deu para entender porque a maior potencia do mundo está a cada ano em declinio em todas as áreas. vejam o relato de uma pessoa a respeito dos EUA terem deixado DEUS fora de suas vidas.

    Acho que este texto serve para refletirmos o que acontece no mundo de hoje.

    Deus fora do mundo

    Finalmente, a verdade é dita na TV Americana:

    A filha de Billy Graham estava a ser entrevistada no Early Show e a apresentadora Jane Clayson perguntou-lhe:
    – Como é que Deus permitiu que acontecesse algo tão horroroso no dia 11 de Setembro?
    – Anne Graham deu uma resposta extremamente profunda e sábia:
    “Eu creio que Deus ficou tão profundamente triste com o que aconteceu, como nós.
    Desde há muito que vemos dizendo a Deus para não interferir nas nossas escolhas, para sair do nosso governo e das nossas vidas. Sendo um cavalheiro como Deus é, eu creio que Ele calmamente nos deixou.
    Como poderemos esperar que Deus nos dê a Sua benção e a Sua proteção se nós exigimos que Ele não se envolva mais connosco?
    À vista dos acontecimentos recentes (ataque dos terroristas, tiroteio nas escolas, etc.), eu creio que tudo começou desde que Madeline Murray O’Hare (que foi assassinada e cujo corpo foi recentemente encontrado), se queixou de que era impróprio fazer-se oração nas escolas americanas como tradicionalmente se fazia, e nós concordámos com a sua opinião. Depois disso, alguém disse que também seria melhor não ler mais a Bíblia nas escolas… A Bíblia, que nos ensina que não devemos matar, não devemos roubar, e que devemos amar o nosso próximo como a nós próprios. Nós concordámos.
    Logo a seguir, O Dr. Benjamin Spock disse que não deveriamos bater nos nossos filhos quando eles se comportassem mal, porque as suas personalidades em formação ficariam distorcidas e poderiamos prejudicar a sua auto-estima (note-se que o filho do Dr. Spock suicidou-se!). Mas nós dissemos: “Um perito nesse assunto deve saber o que diz”, e então concordamos com ele. Depois, alguém disse que os professores e os diretores das escolas não deveriam exigir disciplina aos nossos filhos quando eles se comportassem mal. Os administradores escolares então decidiram que nenhum professor nas suas escolas deveria tocar num aluno quando se comportasse mal, porque não queriam publicidade negativa e não queriam ser processados (há uma grande diferença entre exigir disciplina e tocar, bater, dar socos, humilhar, etc.). E nós
    concordámos com tudo! Então alguém sugeriu que deveríamos deixar que as nossas filhas fizessem abortos, se elas assim quisessem, e que nem precisariam de contar aos pais. E nós aceitamos essa sugestão sem ao menos a questionar:
    Logo depois, algum membro da mesa administrativa escolar muito sabido disse que, como os rapazes serão sempre rapazes, e que como homens iriam acabar por fazer o inevitável, que então deveríamos dar aos nossos filhos todos os preservativos que quisessem, para que pudessem divertir-se à vontade, sem precisar de dizer aos pais que os tinham obtido na escola. E nós dissemos: “Está bem”.
    Depois algumas individualidades públicas importantes, eleitas por nós, disseram não ter qualquer importância o que fizermos na nossa vida privada, desde que cumprissemos os nossos deveres. Concordando com eles, dissemos que para nós não faria qualquer diferença o que uma pessoa fizesse em privado, incluindo o nosso Presidente da República, desde que o nosso emprego fosse mantido e a nossa economia ficasse equilibrada. Então alguém sugeriu que imprimíssemos revistas com fotografias de mulheres nuas, e disséssemos que é uma prática sadia e apreciação natural da beleza do corpo feminino. E nós também concordámos.
    A indústria de entretenimento então disse: “Vamos fazer shows de TV e filmes que promovam profanação, violência e sexo ilícito. Vamos gravar música que estimule o uso de drogas, assassínio, suicídio e temas satânicos.” E nós dissemos: “Isto é apenas diversão, e não produz qualquer efeito prejudicial. Ninguém leva isso a sério, então que façam isso!”
    Agora questionamo-nos porque é que os nossos filhos não têm consciência, e por que não sabem distinguir entre o bem e o mal, o certo e o errado, por que não lhes incomoda matar pessoas estranhas ou os seus próprios colegas de classe ou a si próprios… Provavelmente, se nós analisarmos tudo isto seriamente, iremos facilmente compreender que nós colhemos exactamente aquilo que semeamos!
    Se uma menina escrevesse uma carta a Deus, dizendo: “Senhor, por que não salvaste aquela criança na escola?” A Sua resposta seria:
    “Querida criança, não me deixam entrar nas escolas! Do seu Deus.”
    É triste como as pessoas culpam Deus e não entendem por que o mundo está a caminhar a passos largos para o inferno.
    É triste como cremos em tudo o que os jornais e a TV dizem, mas duvidamos do que a Bíblia nos diz. É triste como todo o mundo quer ir para o céu, desde que não precise acreditar, nem pensar ou dizer qualquer coisa que a Bíblia ensina.

    Deus tenha misericórdia de nós !

  18. isso aconteceu por causa das divergências religiosas! ou seja os lideres das igrejas protestantes são os culpados por serem desunidos!

  19. Não me parece que nesses 50 anos, os Estados Unidos ficaram menos felizes, menos prósperos ou regrediram. Bem ao contrário. – E orar é só uma maneira de considerar Deus incompetente.

  20. POR ISSO QUE ELES TEM PERDIDO O REINADO DELES DE SER POTENCIA MUNDIAL!! E O BRASIL TEM CRESCIDO ASSIM COMO O NUMERO DE CRISTÃOS SERÁ CONCIDENCIA????

  21. "Desde essa mudança, a cada ano o Estado e as pessoas tem se distanciado mais da religião. Um ano após ser extinta a oração nas escolas, já em 1963, as autoridades do país também proibiram a leitura da Bíblia nas escolas, pela mesma justificativa, por ser um ato inconstitucional."

    O "Desde essa mudança" da a interpretação para a pessoa que está lendo que a culpa do afastamento dos americanos em relação a religião é culpa da proibição da oração e da leitura da bíblia. Isso deveria ser reescrito.

  22. Isso mostra o nível de civilidade e respeito a diversidade da maior democracia do Ocidente.O Estado e suas instituições devem sempre manter o máximo de distância em relação a práticas e expressões religiosas que são praticadas pela maioria ou por parte da sociedade civil.Tal medida visa evitar que os valores morais e políticos de determinado segmento religioso acabe influenciando a legislação e os atos do poder executivo.O governo de uma nação democrática e laica não deve se torna marionete de nenhuma doutrina, seja ela política, econômica, filosófica ou religiosa.Antes de 1962 o poder da cristandade protestante nos EUA era notado nos mínimos detalhes da vida americana, até mesmo na cultura quando livros, peças teatrais, filmes sofriam censura por não ''se enquadrarem na norma moral dos puritanos que dominavam importantes cargos na esfera administrativa e legislativa a nível federal, estadual e municipal.No ensino superior então os religiosos ditavam as normas de conduta de ensino dentro das universidades.Professores ou reitores que demostrassem alguma idéia contrária aos dogmas cristãos eram sumariamente exonerados.Estudantes que se recusavam a participar destas orações forçadas por questão de crença religiosa divirgente ou por ausência de qualquer crença eram extremamente estigmatizados.O ano de 1962 deve ser visto como um marco vitorioso na luta pela separação entre o Estado e a ideologia religiosa da maioria branca dos EUA.É um engano acreditar que isto causou alguma importante mudança no paronama espiritual dos norte-americanos, pois a população continuou, como até hoje, religiosa e envolvida em mil e uma manifestações místicas.Ao contrário do que se pensa, a decisão da Suprema Corte não causou uma epidemia ateísta, tanto que pesquisas recentes demostram que cerca de 42% da população ainda acredita literalmente no livro de gênesis como explicação para a origem da vida.O que mudou foi a tolerância do Estado em relação ao poder de fundamentalistas cristãos cujas idéias e valores contaminavam as relações institucionais entre o poder público e os cidadãos.

  23. …e bom que retornem a oração antes que os alunos metralhem seus professores e colegas de aula…

  24. E Deus sendo um cavalheiro, se retirou do recinto das escolas e como Cavalheiro de grande honra se mantém longe esperando um novo convite, e enquanto este convite não vem, a proteção tb foi retirada e as tragédias e violência aumentaram e vão de mal para pior.Anne Graham em entrevista em programa de TV de Ophra disse que Deus foi despejado indelicadamente da vida dos americanos.tito from brasília.

  25. AdelinoGoiano disse:

    Feliz é a nação cujo Senhor é DEUS. E Pronto…

  26. Roberval Santos disse:

    Isso já é aqui uma realidade desde que me conheço por gente, pelo menos em São Paulo, agora tb. o contrário seria bom se fazer valer tb. mas os crédulos se calam para os que se dizem céticos, mas atuam como promotores, de crendices exotéricas, bruxaria, feitiço, entre tantas superticialidades.
    Quer falar de crença…fala-se de si mesmo e dos valores aprendidos da vossa familia, assim saberemos quem somos todos!!

  27. Nós temos que ser injusto – para o mundo – para justiça de Deus

  28. Por isso que está indo cada vez mais para trás, legando ao mundo apenas sua cultura vazia!

    • Jairo Luis Jairo disse:

      DE CULTURA VAZIA E INÚTIL A BÍBLIA ESTÁ CHEIA. NINGUÉM PRECISA DA BÍBLIA OU DAS BOBAGENS CRISTÃS PARA NADA. SÓ AS IGREJAS PARA SUSTENTAR OS PARASITAS RELIGIOSOS.

    

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 461,616 comentários no Notícias Gospel.

Da Internet e em Inglês para Praticar