Home » Brasil, Capa

“É preciso por um ponto final à ousadia” dos ativistas gays, afirma jornalista, sobre tentativa de “censura” ao pastor Silas Malafaia

Notícias Gospel em seu email

Receba Notícias Gospel em seu email gratuitamente! Insira seu email:

Gospel+ no Twitter!

ou no facebook

“É preciso por um ponto final à ousadia” dos ativistas gays, afirma jornalista, sobre tentativa de “censura” ao pastor Silas Malafaia

O processo movido pelo Ministério Público Federal contra o pastor Silas Malafaia voltou a ser tema de artigos do jornalista Reinaldo Azevedo, colunista da revista Veja.

Visite: Gospel +, Noticias Gospel, Videos Gospel, Musica Gospel

Azevedo, que é católico, tem se posicionado em seus artigos de forma semelhante ao pastor nas críticas ao PL 122. Silas Malafaia considera o projeto como a “lei do privilégio” para os ativistas gays.

No artigo “Movimento gay quer passar de beneficiário da liberdade de expressão à condição de censor?”, Reinaldo Azevedo critica a postura dos ativistas gays, que segundo ele, querem impor mordaça às religiões e ao livre pensamento: “Então eles podem pegar símbolos de uma denominação cristã, que têm valor para mais de um bilhão de pessoas, submetê-los a uma, como posso dizer, “interpretação livre”, mudando ou mesmo invertendo seu sentido moral, mas um líder religioso deveria ser impedido de dizer o que pensa?”, pontua o jornalista, fazendo referência ao caso da Parada Gay de 2011, quando a organização do evento espalhou cartazes com doze modelos em posições homoeróticas.

Na ocasião, o pastor Silas Malafaia afirmou que a igreja católica deveria reagir ao que chamou de “ridicularização” dos símbolos católicos. A reação do pastor gerou protestos por parte dos ativistas gays e o processo movido pelo Ministério Público, que o acusa de incitar a violência. Sobre o processo, Azevedo afirma que apesar de não concordar com tudo que Malafaia diz a respeito do homossexualismo, acredita que o pastor está sofrendo uma tentativa de censura: “Devo silenciar diante de uma óbvia tentativa de calá-lo, ao arrepio, parece-me, da lei? Sim, a Justiça vai decidir, mas posso e devo dizer o que acho. Acho que estão recorrendo a uma óbvia linguagem metafórica com o propósito de se vingar de um notório crítico da dita Lei Anti-Homofobia. Entendo que estamos diante de um caso clássico de uso da lei para intimidar ou calar aquele que pensa de modo diferente”.

Reinaldo Azevedo afirma que “é a liberdade de expressão como um valor universal que permite hoje a essas ditas minorias, a esses grupos de pressão, falar, reivindicar etc. O que querem? Coibir a dita homofobia metendo na cadeia quem não comunga de seus valores?”, numa crítica ao que ele classifica de “sindicalismo gay”.

Em outro artigo sobre o tema (A marcha da intolerâcia. A única vítima de preconceito é o pastor), Azevedo afirma que não irá se calar, colaborando para a “para a reinstalação da censura no Brasil”, e diz que não aceita que “que partido, grupo ou grupelho decidam o que posso pensar ou não — em especial quando essa patrulha se exerce na contramão de direitos garantidos por uma Constituição democrática”.

Neste mesmo artigo, o colunista de Veja afirma ser contra o casamento gay: “Considero, absurda a decisão do Supremo que igualou legalmente os casais gays aos héteros. A razão é simples. A Constituição é explicita ao afirmar que a união civil se estabelece entre homem e mulher. Sem a mudança da Carta — o que só pode ser feito pelo Congresso —, o Supremo legislou e fez feitiçaria constitucional. Atrás desse precedente, podem vir outras ‘interpretações criativas’ da nossa Lei Maior”.

Explicando o motivo pelo qual se incomodou com a tentativa de censura à Malafaia, Reinaldo Azevedo classifica os ativistas gays de fascistas: “A proteção a minorias não pode ser maximizada a ponto de pôr em risco direitos fundamentais — entre eles, a liberdade de expressão. Esse caso envolvendo Malafaia me incomodou especialmente porque é preciso pôr (sic) um ponto final à ousadia dessas hordas fascitoides”.



PS.: Comentários via Google+ estão logo abaixo desabilitados no momento.


Comentários via Facebook

35 comentaram, comente você também!

  1. Outro claro exemplo de AGRESSÃO HOMOATIVA, e se fossemos nós os chamando de doentes mentais… aí irmão… Cadeia na gente… kkk… Paz à você ANDRÉ

  2. Azevedo é minoria na mídia com esse conceito de que Malafaia é vítima.

  3. Faço minha as palavras de Cristina Prata e Demerval Reis Jr. Embora de família e formação Católica (1º e 2º Grau com aulas de Religião) , possuo sobrinhos e primos evangélicos , participei de cerimonias batista e presbiterianas assisto os programas do Apóstolo Valdemiro (estive umas 4 vezes na sede IMPD em Piedade-RJ) Parabéns à coragem do Pastor Silas e ao artigo do Reinaldo Azevedo que denunciam toda esta trama anti-família dos neo corruPTos Enquanto existirem pessoas lucidas, de bom caráter e tementes às Leis de Deus respeitando os ensinamentos de Nosso Senhor Jesus (Yeshua), o Cristo, o BEM há de prevalecer Obrigado e abraços PLAM (dr Marinho – VMD Forensic Expert)

  4. agente tem q se imporcontra essa ditadura gay, com o pretesto de homofobia estao incitando a heterofobia. nao podemos nos calar diante destas acusaçoes.

  5. Se o Brasil fosse realmente um pais “democrático”, nada disso estaria acontecendo, porque a liberdade de expressão é um direito de todos, e que no passado essa mesma liberdade de expressão levou muita gente ao exílio, a tortura e a morte. Agora querem calar essa liberdade de expressão, ou calar o direito de expor seu pensamento sobre determinado assunto? A morte de gays no Brasil não ocorre somente por causa de sua opção sexual, mais sim por falta de politicas públicas de segurança e de combate a corrupção que corroi as entranhas dos poderes constituidos. Não estou aqui para de fender o Pastor Silas Malafaia, mas para defender o direito meu, teu e todo o povo brasileiro de expor sua linha de pensamento de gostar e de não gostar, do concordar e de não concordar com determinado assunto ou comportamento. Os gay querem se fazer de vitimas para virarem opressores e donos da razão e da verdade. Isto é simplesmente ridiculo.

  6. julio almeida disse:

    TEM QUE CENSURAR ESSE HIPÓCRITA MESMO, NÃO SOU GAY MAS ESSE CARA NÃO TEM MORAL NENHUMA,. ELE PEDE NA TV DESCARADAMENTE TRIZIMO, PRESTAÇÃO DE CASA ELE SÓ PEDE DINHEIRO É UM ESTELIONATÁRIO ISSO AE NÃO É REPRESENTANTE DE DEUS NEM AKI NEM NA CHINA. JA VI ESTE SENHOR PEDIR 900 REAIS POR PESSOA NA TV VAI TRABALHAR VAGABUNDO.

    • ok… q vc não concorde com a postura de quem quer q seja… o q se esta em discução aki julio almeida… é q vc tenha o direito de se expressar qnd não concordar com alguma coisa… q tipo de liberdade de expressão eh essa q só eh válida qnd eh a sua hora de opinar… e a opinão do outro não pode ser expressa…??? acho q gays são pessoas como outra qq sim, merecedoras dos mesmos direitos e deveres do cidadão comum… mas suas práticas sexuais não condizem com um comportamento cristão e ponto… querer que isso mude já está alem da minha alçada…

     1 2

Sua resposta

Adicione seu comentário abaixo, ou faça trackback de seu site ou blog. Você pode também assinar esses comentários via RSS.
Seja legal. Não escreva em CAIXA ALTA. Mantenha no tópico. Limite de 3000 caracteres no comentário.

Há 449,475 comentários no Notícias Gospel.