Na Arábia Saudita, mais de 700 muçulmanos morrem em ritual de “apedrejamento de satanás”

12

Um ritual de apedrejamento de satanás terminou com a morte de mais de 700 muçulmanos na cidade de Mina, na Arábia Saudita. O incidente foi causado por uma confusão no local onde os seguidores do islamismo relembram o livramento recebido por Ismael, filho de Abraão.

O tumulto começou em uma das vias de acesso ao local onde está a pilastra que os muçulmanos apedrejam. Um grupo que tentava deixar o local após cumprir seu ritual teve problemas com um grupo que tentava acessar o mesmo espaço.

Com o empurra-empurra, houve pânico e milhares de pessoas foram pisoteadas. De acordo com informações das agências internacionais, pelo menos 717 morreram e outras 805 ficaram feridas.

As autoridades da Arábia Saudita disseram que o incidente foi resultado da “falta de disciplina” dos fiéis, que não respeitaram as orientações para acesso ao local.


Como o local mais sagrado do Islã fica no território saudita, a responsabilidade por organizar a peregrinação é do governo do país, que vem investindo bilhões de dólares nos últimos anos para melhorar a infraestrutura da região, ampliar a grande mesquita em Meca e ampliar os mecanismos de segurança.

Porém, todo esse planejamento não foi suficiente para evitar tragédias. Há duas semanas, um guindaste que era usado nas obras de ampliação da mesquita em Meca desabou, matando mais de 100 pessoas e ferindo outras 200.

Apedrejamento

O gesto de atirar pedras em uma pilastra faz parte do hajj, peregrinação anual a Meca que o alcorão recomenda a todos os muçulmanos que tenham condições físicas e financeiras. O ato simbólico, realizado em Mina, é uma forma de recusar as tentações de satanás, na crença islâmica.

Isso se dá por causa da crença islâmica que Deus teria ordenado a Abraão que reerguesse, junto com Ismael, os pilares da Caaba, um meteorito localizado em Meca e sacro para os muçulmanos.

Abraão deveria chamar seu povo para fazer a peregrinação quando concluísse a tarefa. Na viagem, ao lado de Ismael, o patriarca sonhou que estava sacrificando seu filho, e assim, intentou mata-lo no local onde está a Caaba.

No entanto, no caminho para Meca, Abraão foi tentado três vezes por satanás e para afugentá-lo, o apedrejou com sete pedras. Quando chegou ao destino e tentou matar Ismael, sua faca não cortou.

Nesse momento, o anjo Gabriel, enviado por Deus, teria dito a Abraão que ele havia concluído sua prova com sinceridade, e assim, ele sacrificou cordeiros no lugar de seu filho.

Ao redor do mundo, os fiéis que não podem fazer o hajj sacrificam cordeiros como forma de celebrar a sobrevivência de Ismael. Na tradição islâmica, o filho da promessa de Deus ao patriarca é Ismael, que veio primeiro, e não Isaque.


12 COMENTÁRIOS

    • LUCIANO

      Todo ano morrem centen@s de pess0as nessa peregrinaçã0 a Meca.
      E ninguém se imp0rta, afinal o Alcorã0 diz que quem m0rrer ali, vai direto ao paraís0.
      Isso mesmo, quem m0rrer durante a peregrinaçã0 ganha a entrada direta no céu.
      E lá encontrará um paláci0 só pra ele, com muita c0mida, bebid@, e mulheres “de bust0 v0lumos0” etern@mente vir-gens.
      Vale lembrar que nesses pa-í-ses islâmic0s é grande a pobrez@ e a miséri@.
      Então quem não tr0ca uma vida de f0me e privaçã0 por uma eternidade vivend0 como reis?
      E por que há tant0 terr0rista amarrand0 b0mbas no c0rpo e se expl0dind0?
      Por causa dessas mesmas fals@s pr0messas de “paraís0”.
      Como se Deus (o verdadeiro) se alegr@sse com destruiçã0 e m0rte…
      Como se Ele desse rec0mpensas a quem mata a si mesm0 e outras pess0as.
      É ignorânci@ pura e sem mistur@, acredit@r niss0.

      • Jesus tenha misericordia deste povo,será que é verdade que tem varias virgens esperando eles depois que se explodem?umm ô lopes faz o teste e se joga do cristo redentor para saber se é verdade! Quando tivermos no julgamento final você me procura ou eu procuro você para que possa me contar,fechado?

  1. VAO APEDREJAR O PATRAO DEU NISSO!

    TENTAM ANPLIAR O QUE SERA DESFEITA DE TODO JEITO, O TEMPLO SERA ERGUIDO, DE UMA FORMA OU DE OUTRA, E PROMESSA!

    E JA QUE SAO TAO AMIGAVEIS COMO RELATARAM EM MATERIAS ANTERIORES PORQUE SE ESTRANHARAM LOGO PERANTE SEU dEUS? NAO SAO IRMAOS E O ISLA UMA RELIGIAO PACIFICA?!

    ESSA CONFUSAO SERVE PRA MOSTRAR A FACE DE UM POVO ODIOSO INTOLERANTE E MESQUINHO!

    COM TODOS, ATE SEUS PATRIOTAS!

    FELIZES OS QUE DAO OUVIDOS A VOZ DO ESPIRITO SANTO, QUE NAO CONFUNDE E TRAZ PAZ NA ALMA, SEM PRECISAR APEDREJAR DIABO NENHUM PRA RESISTIR PECADO E VENCER O MAL, POR QUE TEMOS UM DEUS ADVOGADO JUIZ E ACIMA DE TUDO, COMPREENSIVO DE NOSSAS FRAQUEZAS E AUXILIADOR NAS TRIBULACOES, CONPANHEIRO E AMIGO QUE PERDOA MESMO QUANDO NAO MERECEMOS!

    FELIZES OS QUE SE APEGAM A ESSE DEUS QUE NAO E DINHEIRO MAS EREAL;
    DONO DO OURO E DA PRATA QUE UM DIA PISAREMOS, POIS PRA ELE O OURO E A PRATA NAO VALE NADA COMPARADOS A NOS SERES HUMANOS QUE NAO COMPREENDEMOS O QUANTO NOSSA ALMA SIGNIFICA PRA ELE, QUE MUITOS A DESPREZAM E PERDEM EM CONDENACAO ETERNA POR RECUSAR SEU AMOR INCONPREENSIVEL MAS, UNICO!

    MUITO TRISTE ESSE ACONTECIMENTO!

    • Se observarmos e não fizermos vista grossa, veremos que no Brasil também há muitos religiosos fanáticos, cada um afirmando que sua religião é a “única verdadeira”, e pela defesa de sua religião, com uma fé cega e irracional, eles são capazes de tudo! Pela defesa de sua “perfeita” religião e de seus líderes “inerrantes” e “inquestionáveis”, os religiosos no Brasil não matam fisicamente (ainda), mas emocional e psicologicamente o fazem sem nenhum temor!

    • Por que você que critica a intolerância e o fundamentalismo não se mostra um pouco tolerante com a prática religiosa dos outros? Apesar disso, você diz que “acha que a religião deles é a única verdadeira???!!!”

  2. A manchete deste site é mentirosa e conduz ao engano. Os que morreram não morreram por causa do ritual de apedrejamento; morreram por causa da falta de estrutura e de organização para a acomodação dos quase dois milhões de fiéis que acorreram ao lugar considerado sagrado e onde acontece uma grande festa religiosa. O ritual de apedrejamento é apenas uma parte da grande festa. Em tempo: sou cristão e,como cristão, primo pela verdade e pelo respeito a todos os sistemas religiosos e pela incondicional liberdade religiosa.

    • Marcos Vieira, parabens pelo seu comentario sensato. Este posicionamento que se espera de um cristao,divulgar a verdade, sem sensacionalismo, sem desmerecer a crenca do proximo. Mais uma vez parabens. Obs.: Sou muculmana ;)

    • MARCOS VIEIRA

      Não tem mentira nenhuma.
      Ninguém disse que as pessoas morreram POR CAUSA DO RITUAL.
      Morreram e todo ano morrem pela falta de organização, é o que dizem.
      Na verdade, não adianta nem a melhor organização, milhões vão aonde só cabem milhares, é como se todos os brasileiros fossem fanáticos e tivessem uma peregrinação obrigatória a uma cidade como a baiana Salvador ou a paulista Aparecida.
      Esta eu já vi como é em dia de excursão, não tem hotel que chegue, não tem nem banheiros para todos, até andar pelas ruas é um tormento, milhares dormem nos ônibus…nas missas multidões ficam de fora…uma amostra grátis do que é o HADJ, nome que os MUÇULJEGUES dão à peregrinação a Meca.
      Tem um lugar sagrado que eles visitam, acho que é a Kaaba, fica num subterrâneo onde se aglomeram multidões, todo mundo quer entrar primeiro, tem lá um sistema de ventilação e refrigeração, certa vez os dois falharam ao mesmo tempo, o resultado foram milhares de mortos, asfixiados ou pisoteados no desespero por oxigênio.
      Imagine-se num lugar num sub-solo, mais apertado e apinhado que ônibus lotado em horário de pico em São Paulo e de repente todas as janelas se fecham juntas, o ser humano sem ar entra em pânico, a pessoa pisa em cima até da mãe no desespero para sair.
      Só um exemplo de onde leva o fanatismo.
      E sabia que, segundo o livrinho do falso profeta MORRA-MED, do falso deus Allah, quem morrer durante a peregrinação vai direto pro paraíso?
      E quem não quer o “céu” islâmico, com palácios, servos, comida, bebida e sexo, muito sexo, com moças “de busto volumoso” e eternamente vir-gens?
      Então os muçulmanos não estão nem aí pra segurança, querem é garantir o seu lugar no (inexistente) paraíso…
      Lugar também reservado – dizem eles – aos que matam “infiéis” – nós – ou que amarram bombas no corpo e se explodem num lugar cheio de inimigos, incrível a estupidez e ignorância dessa gente, pensando que Deus – o verdadeiro – se alegra com destruição e morte.

DEIXE UMA RESPOSTA