Anderson Silva diz querer “entender qual é a mensagem que Deus está tentando passar” com as circunstâncias de sua lesão; Assista

11

Anderson Silva continua em seu processo de recuperação após a cirurgia de reparação pela qual passou após a fratura da tíbia e fíbula durante a luta contra Chris Weidman, pelo UFC. No último domingo, “Spider” – como é conhecido nos Estados Unidos – concedeu uma entrevista ao Fantástico, da TV Globo e falou sobre esse momento.

O lutador afirmou que tem buscado entender a situação de uma forma mais ampla: “A todo momento eu estou tentando entender o por quê. Por quê eu tinha que quebrar a minha perna? Por quê eu tinha que estar passando por essa situação? Eu estou tentando entender qual é a mensagem que Deus está tentando me dar nesse momento”, disse o lutador.

Para Anderson, o objetivo primário agora é ficar bem fisicamente e poder voltar a praticar o esporte: “Independente de ser com o campeão ou não, eu quero poder voltar a fazer o que eu faço bem, que é lutar”, afirmou, acrescentando que a seu ver, sua lesão e consequente derrota foram “uma fatalidade”.

A repórter Renata Ceribelli questionou se havia alguma coisa a respeito desse processo de recuperação que o deixava inseguro, e Anderson respondeu que sim. “Eu tenho medo de não poder colocar carga na minha perna de novo. Eu tenho 39 anos, 38, eu faço 39 agora em abril, mas esse é um medo que está ali correndo comigo no dia a dia na minha recuperação. Mas eu estou confiante que eu vou conseguir, que eu vou voltar”, acrescentou.


Para o lutador, a hora de se aposentar já está bem definida: “É quando você se sente com essa necessidade de parar. Teu corpo te fala, tua mente te fala ‘agora é hora de parar’. Eu acho que ainda tenho muito para fazer dentro da luta e não tenho essa intenção de parar não”.

Em sua conclusão, Anderson Silva revelou que o que mais doeu em toda a circunstância da lesão foi voltar para sua família machucado: “Eu nunca tinha antes vindo pra minha casa machucado. Nem um corte, nada. Foi a coisa mais triste de chegar em casa e olhar para minha esposa, ver meus filhos e estar machucado. É uma coisa que me entristeceu muito e é uma coisa que mexeu muito comigo. Foi o pior momento da minha carreira até agora. Da minha vida e da minha carreira”.

Assista a entrevista completa:

Assine o Canal

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


11 COMENTÁRIOS

  1. Cristo disse: De a outra face.
    Homem de Deus se afastam do mundo e nao o contrario, como esses ‘evangelicos’ lutadores.
    Isso de cristao lutar é uma vergonha e escandalo para o Cristianismo.
    Paz a todos os pacificos.

  2. Não sabia que Deus usa as doenças e as lesões para passar mensagens? Esta gente não conhece o Deus de AMOR que ama a humanidade e nos deu seu filho…Agora vai usar lesão de gente violenta para passar mensagem? A mensagem que Deus dessa passar Ele já passou e está na sua Palavra!

  3. O que a Bíblia ensina? A Bíblia diz claramente que Deus não é o culpado pelo sofrimento. “Quando posto à prova, ninguém diga: ‘Estou sendo provado por Deus.’ Pois, por coisas más, Deus não pode ser provado, nem prova ele a alguém.” (Tiago 1:13) Na verdade, a ideia de que Deus é o culpado pelo sofrimento não se harmoniza com a descrição que a Bíblia faz de sua personalidade.

  4. Talvez a mensagem que Deus está “tentando” passar pra ele é a que está em:Mateus 26:52:

    ” Então Jesus lhe disse: embainha a tua espada, pois todos os que lançam mão da espada, à espada perecerão”…

  5. Realmente tem uma mensagem que ele ainda não entendeu ” HUMILDADE!” na ocasião em que o lutador americano quis dividir o cinturão para a fotografia oficial ele recusou…cadê o espírito esportivo? quando falta isso no esporte a derrota é iminente!

DEIXE UMA RESPOSTA