Missionária evangélica Raquel Elana é indicada ao prêmio “Faz Diferença”, do Jornal O Globo

101

A missionária Raquel Elana, membro da Primeira Igreja Batista de Brasília e que há mais de 10 anos trabalha com povos Árabes foi indicada ao prêmio “Faz Diferença”, uma iniciativa do jornal O Globo, que homenageia os brasileiros que contribuíram, com o seu trabalho e o seu talento, para mudar o país.

– Passou quase metade da vida como voluntária no Oriente Médio. Já são 17 anos como missionária da Igreja Batista, os últimos seis meses na Jordânia, ajudando refugiados que deixaram a Síria – diz o site do prêmio sobre a missionária.

Raquel Elana, que é missionária da Junta Administrativa de Missões da Convenção Batista Nacional, foi indicada o prêmio na categoria “Mundo”, por sua atuação entre os refugiados da Guerra Civil da Síria; conflito que, segundo ela, “já dizimou mais de 120 mil pessoas e provocou a maior crise de refugiados e desalojados da História completará 3 anos e não tem previsão de fim”.

– Mesmo que não receba o troféu, só a indicação é um reconhecimento importante por um trabalho sério feito apenas por amor. São dezenas e dezenas de pessoas que, como eu, voluntariamente e apenas com a fé em seus corações, deixam a tranquilidade do seu país para levar algum conforto a famílias de um mundo que sofre de forma covarde. Apesar de saber que meu maior troféu é Jesus, é no sorriso das crianças bem alimentadas e felizes que encontro minha maior recompensa – afirmou Raquel Elana, em sua coluna no Gospel+.


Em cada categoria (Economia, Educação, Ciências, Brasil, Mundo entre outras) foram 3 indicados, e o vencedor será escolhido por um júri, composto por votos de jornalistas do GLOBO, do vencedor do ano passado e da votação popular pela internet. O resultado da premiação será anunciado dia 25 de Janeiro. A entrega dos troféus ocorrerá em Março.

Por Dan Martins, para o Gospel+


101 COMENTÁRIOS

  1. só não entendo todo tipo de reportagem servir de ativismo ateu, cara sentou pau nos pastores, mas esqueceu de dizer que o jornal que indicou ou as pessoas que indicaram na sua maioria são ateus e muitos gays, e o jornal é de uma empresa satanica, então se olharmos por outro prisma, já não seria motivos de loas, mas de condenação, pois quando o diabo começa a me elogiar dizer que meu trabalho é bom, é porque estou no caminho errado, separemos as coisas ativista ateu stardust, elogiei pelo trabalho que prestou enquanto missionária entre os arabes, mas o elogio do jornal o globo e reporteres se deve, foi pela postura a favor de gays e de veiculos escarnecedores como a porta dos fundos, foi ganho pela luta contra pastores que ai estão e contra a igreja, não se iluda, o premio veio com fita rosa elogiando sua postura de missionária, mas dentro da caixo o premio é por sua postura no g+ e ativismo que aqui faz, exatamente como voce, só QUE TEU PREMIO SERÁ ENTREGUE PELO PAI DAS SAFADESAS , TEM ATÉ VIDEO DELE TE ELOGIANDO JUNTO A EMPRESA GAY E ATIVISTA CONTRA CRISTÃOS A GLOBO , LEMBRA ? ENTÃO DEIXE DE SER BOBO FAÇA LOA PELO TRABALHO DELA ENTRE ARABES, MAS NÃO USE DE ATIVISMO ATEU

      • STARDUST disse: 10 de janeiro de 2014 ás 13:36
        clamando

        disfarça um pouco melhor sua inveja que ta dando muito na vista…
        Responder Comentar
        clamando disse: 10 de janeiro de 2014 ás 15:01
        no que poderia invejar a ela, dinheiro tenho, reconhecimento tenho, bens tenho, uma familia linda tenho, uma vida ilibada tenho, invejar oque, e na verdade quem se morde de inveja aqui é so tu que queres que venda meu barquinho.hehehe va voce fazer missão depois diga como é fazer sem dinheiro
        Responder Comentar
        Edy Mancebo disse: 10 de janeiro de 2014 ás 15:19
        kkkkk.. esculachou agora clamando.

        • Clamando (travesti Márcio Collins), você chama você e a Carmelita (uma cabra) de uma família linda? Com esse português de pedreiro, vai me dizer que tem bens?

          Menos Clamando (travesti Márcio Collins), menos..

        • samuel josé

          Do jeito que vc fala parece que nem tem gente de Deus que trabalha nas organizações globo… então, em sua ótica miope, qualquer cristão, que aceita trabalhar na tv, ou jornal das organizações globo é luz se misturando com trevas?

          E sobre feliciano, ele já está manjado. Já conversei aqui mesmo no g+ com gente que é da denominação dele, mas que percebe que ele tem sido mais politico do que pastor.

          E pastor chamado por Deus jamais se torna politico, pois o seu chamado ministerial é maior!

          • Da mesma forma que Paulo trabalhou para seu sustento, qualquer pastor pode fazer o mesmo, não há nada na bíblia que o impessa. Ser político é um trabalho como qualquer outro, biblicamente não há impecilho, desde que haja capacidade de conciliar seu ministério com seu trabalho.

          • “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.” (II Timóteo 2:4)

            logo, a bíblia no novo testamento deixa claro que quem tem um ministério deve se dedicar somente a ele. E que mais “negócios desta vida” do que a politica?

            Paulo trabalhava para não ser pesado à igreja, mas ele nunca foi politico e sim fabricante de tendas ( atos 18:3 ).

            Os pastores chamados por Deus tem o direito de serem sustentados pela congregação… dizer que a politica é como qualquer trabalho e é sustento para o pastor além de ser uma desculpa esfarrapada demonstra um total desconhecimento bíblico.

            Portanto, pastores CHAMADOS POR DEUS devem ser sustentados pela própria igreja, agora os que foram chamados pelos homens, ou seja, sem o aval de Deus usam a desculpa da politica para serem sustentados.

          • Samuel josé

            Esse texto do salmo 1 não tem nada a ver com pastores na política. Vejo que no desespero de não conseguir provar o que defende, vc apela para qualquer texto bíblico.

            Entenda de uma vez por todas, pastor não pode ser politico. Ou a pessoa é chamada para o altar ou para o palanque… não tem meio termo. Não há nenhum caso biblico de pessoa com ministério pastoral que Deus mandou ser politico.

            Aliás, feliciano disse que jamais se rebaixaria a ser politico…

            O que mudou? bom, a bíblia é que não foi…

          • stardust,

            Como eu disse, se houver capacidade de conciliar seu ministério com seu trabalho pode.
            Há pastores que são titulares e há pastores auxiliares, muitas denominações não tem condições de manter integralmente ambos, então a exemplo de Paulo pode-se trabalhar.

            Segundo sua visão pastores podem trabalhar apenas como fabricante de tendas para seu sustento, é isso ? Essa desculpa não cola… ser político é sim um trabalho remunerado como qualquer outro, tem seus deveres e obrigações e seu salário como todos.

            “Aliás, feliciano disse que jamais se rebaixaria a ser politico…”
            E vc disse que não iria mais criticá-lo, pediu até desculpas a ele.

          • Jeann

            ok, vc deu sua opinião, mas não conseguiu provar na bíblia um pastor, apostolo, bispo etc da igreja de Cristo que tenha ido para a politica…

            Mas já esperava isso de vc… provar isso que vc defende é impossível.

            biblicamente a igreja deve sustentar os ministros do evangelho (pastores, bispos etc…), Paulo trabalhava POR OPÇÃO PESSOAL, isso ele deixa bem claro, mas ele disse que mesmo assim tinha todo o direito de ser sustentado pela igreja.

            Fabricar tendas é um trabalho secular, como ser motorista, ser porteiro, e outras funções… politica não é emprego. Pergunte aos politicos se eles acham que politica é um emprego como outro qualquer… eles sempre respondem que politica é vocação. Da mesma forma que ser pastor não é emprego, e sim uma vocação.

            E veja que tanto pastores, como politicos recebem por isso, o que não é errado, mas não é emprego, e sim vocação.

            Realmente não são todas as igrejas que podem dar um salário aos ministros do evangelho, concordo ctg, e por isso os mesmos trabalham em empregos seculares… eu mesmo trabalhei com um pastor ( que me contava cada podre da denominação dele… mas isso é pra outra hora ).

            Mas ministros do evangelho não podem de forma alguma serem politicos… se vc realmente conversa com pastores, verá que vários também entendem que pastor não pode ser politico… ou uma coisa ou outra.

            Jeann, medite no seguintes textos:

            “Também dizei a Arquipo: atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para o cumprires.” (Colossenses 4:17)

            “Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (II Timóteo 4:5)

            entendeu Jeann? o ministro do evangelho deve cumprir o seu ministério de forma plena!

            E para encerrar, o MEMBRO CRISTÃO (e não o pastor) pode sim ser politico, mas ministros do evangelho não… eles tem que se dedicar somente ao seu ministério diante de Deus:

            “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” (Atos 6:3-4)

            Jeann, se vc tá fazendo questão de votar, então pq não vota na irmã raquel? dá essa força, faça algo de útil ao invés de defender heresias e não conseguir provar o que diz com a bíblia.

            Acesse o link na matéria e vote na raquel elana.

          • Jeann, medite no seguintes textos:

            “Também dizei a Arquipo: atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para o cumprires.” (Colossenses 4:17)

            “Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (II Timóteo 4:5)

            entendeu Jeann? o ministro do evangelho deve cumprir o seu ministério de forma plena!

            E para encerrar, o MEMBRO CRISTÃO (e não o pastor) pode sim ser politico, mas ministros do evangelho não… eles tem que se dedicar somente ao seu ministério diante de Deus:

            “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” (Atos 6:3-4)

            Jeann, se vc tá fazendo questão de votar, então pq não vota na irmã raquel? Acesse o link na matéria e dê essa força, faça algo de útil ao invés de defender heresias e não conseguir provar o que diz com a bíblia.

          • Stardustjussara.
            JOSE DE ARIMATEIA ERA HOMEM JUSTO, MEMBRO DO SINÉDRIO, OU SEJA, Um senador de sua época. foi por sua influencia na politica da época que conseguiu a liberação do corpo de JESUS.

            O seu problema o jussarastardust. E QUE VC NÃO GOSTA DE TRABALHAR, E POR ISSO FOI NA IURD PEDIR CESTA BÁSICA.
            E por não ter ganhado ficou revoltadinha.

            Olha só o versiculo que ela usa para não trabalhar, e ir nas igrejas pedir cesta basica.
            “Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou.” (II Timóteo 2:4)

            OLHA SO a do bereanastardust KKKKKKKK
            Agora ate a record vai dar premio para missionario?
            COMO VCS SÃO MUNDANOS E GOSTAM DAS COISAS DESSE MUNDO.

            os missionarios e evangelistas tem que ser premiados é por DEUS, e não esperar reconhecimentos desse mundo…

            DEIXA DE SER HIPOCRITA BEREANASTARDUST.

          • Jeann

            ok, vc deu sua opinião, mas não conseguiu provar na bíblia um pastor, apostolo, bispo etc da igreja de Cristo que tenha ido para a politica…

            Mas já esperava isso de vc… provar isso que vc defende é impossível.

            biblicamente a igreja deve sustentar os ministros do evangelho (pastores, bispos etc…), Paulo trabalhava POR OPÇÃO PESSOAL, isso ele deixa bem claro, mas ele disse que mesmo assim tinha todo o direito de ser sustentado pela igreja.

            Fabricar tendas é um trabalho secular, como ser motorista, ser porteiro, e outras funções… politica não é emprego. Pergunte aos politicos se eles acham que politica é um emprego como outro qualquer… eles sempre respondem que politica é vocação. Da mesma forma que ser pastor não é emprego, e sim uma vocação.

            E veja que tanto pastores, como politicos recebem por isso, o que não é errado, mas não é emprego, e sim vocação.

            Realmente não são todas as igrejas que podem dar um salário aos ministros do evangelho, concordo ctg, e por isso os mesmos trabalham em empregos seculares… eu mesmo trabalhei com um pastor ( que me contava cada podre da denominação dele… mas isso é pra outra hora ).

            Mas ministros do evangelho não podem de forma alguma serem politicos… se vc realmente conversa com pastores, verá que vários também entendem que pastor não pode ser politico… ou uma coisa ou outra.

            Jeann, medite no seguintes textos:

            “Também dizei a Arquipo: atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para o cumprires.” (Colossenses 4:17)

            “Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (II Timóteo 4:5)

            entendeu Jeann? o ministro do evangelho deve cumprir o seu ministério de forma plena!

            E para encerrar, o MEMBRO CRISTÃO (e não o pastor) pode sim ser politico, mas ministros do evangelho não… eles tem que se dedicar somente ao seu ministério diante de Deus:

            “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” (Atos 6:3-4)

            Jeann, se vc tá fazendo questão de votar, então pq não vota na irmã raquel? dá essa força, faça algo de útil ao invés de defender heresias e não conseguir provar o que diz com a bíblia.

          • jeann

            postei minha resposta bíblica 4 vezes, mas por algum motivo está indo para a moderação. Quando liberarem, vc pode ver a minha resposta.

            membros podem sim serem politicos, mas pastores devem se dedicar somente ao ministério pastoral:

            “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” (Atos 6:3-4)

          • Jeann

            já postei minha resposta bíblica várias vezes, mas está caindo na moderação, mas qdo liberarem vc pode ver que a bíblia afirma categoricamente que ministros do evangelho devem se dedicar ao ministério pastoral.

            os membros podem sim serem politicos se tiverem vocação para isso, mas pastores não.

            Sugiro que leia atos 6:3-4.

          • aleluia!

            Até que enfim entrou um comentário!

            G+, vcs estão me confundindo com o clamando? São as baboseiras dele que vcs tem de colocar em moderação!

          • A onde ele era ministro do evangelho?
            ELE ERA HOMEM JUSTO TEMENTE A DEUS. MEMBRO DO SINÉDRIO.

            Só da bíblia dizer que ele era justo.
            ja esta dizendo que ele era um grande ministro do evangelho.
            JESUS DISSE : O MEU JUSTO.

            O stardustjussara. Ministro e vc que vai nas igrejas pedir cesta básica.

          • Ser membro do sinédrio não era ser ministro do evangelho. o sinédrio era uma organização judaíca, e nada tem a ver com a igreja de Cristo.

            josé de arimatéia era apenas um membro do sinédrio, e não era pastor, nem apostolo, nem bispo… era um crente em Cristo apenas, sem cargo eclesiástico.

            Arrebentar, vc não consegue provar o que diz na bíblia, então só resta distorce-la… mas isso vc já tem hábito, não é?

            E pensar que vc é pastor…

          • stardust,
            Cuidado ao ler textos isolados pra usar de argumento a sua opinião.

            Paulo era ministro do evangelho e trabalhou “arduamente” e com fadiga, dia e noite”, para não ser pesado a Igreja. No entanto, no versículo a seguir ele mostra que ele tem esse direito de pedir seu sustento a Igreja (ser sustentado), mas ele não o fez para tornar-se um modelo a ser imitado por nós. (2 Ts 3:7-9)

          • jeann

            eu falei sobre esse tema de paulo trabalhar e sobre o direito de ser sustentado pela igreja nos posts que infelizmente cairam na moderação. peço que assim que o site liberar, vc leia e medite. Não vou repetir senão cai denovo na moderação e já tem uns 5 posts meus assim.

            pastores devem ser sustentados pela igreja. Ir pra politica com a desculpa de ter um emprego é ridículo.

          • JEANN, você é muito sábio, e eu gostaria de emitir minha opinião a respeito de cristão na política, e você talvez possa eliminar esse meu preconceito.

            Eu não vejo tanto pelo lado do “trabalho”. Mas pelo lado do pecado.

            Os políticos são os nossos governantes, e os governos humanos, além da Israel Bíblica, sempre foram “permitidos” por Deus (e por isso Paulo nos manda respeitá-los), mas parece que Jesus considera que Satanás é quem governa o mundo, e que ele nada tem com os governos do mundo (leia todos os textos com atenção, e medite):

            Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, pelejariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui (João 18:36).

            “Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e NADA TEM EM MIM” (João 14:30).

            “E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo todos os reinos do mundo. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu”. (Lucas 4:5-7).

            “Dai a César o que é de César e a Deus o que é Deus”
            (Mt 22, 21; Mc 12,17 e Lc 20, 25).

            E também parece que os governos estão sempre em oposição a Deus:

            “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre”, (Daniel 2:44).

            Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os REIS DA TERRA se levantam e os governos consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.
            (Salmos 2:1-3).

            “Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas; Com a qual fornicaram os REIS DA TERRA; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua fornicação”. (Apocalipse 17:1-2).

            “E vi a besta, e os REIS DA TERRA, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército”.(Apocalipse 19:19).

            Então, vem a minha pergunta: é sensato um cristão se assentar junto com os governantes que estão em oposição a Deus? Se Satanás é o governante desse mundo, ele dá os governos a quem ele quiser, inclusive para cristãos (como ofereceu para Jesus, que recusou).

            E antes que argumentem que Satanás ERA o governante, Paulo, décadas depois da ressurreição de Jesus, afirma que Satanás é o deus desse sistema, ou desse século.

            E as profecias, dizem que os governos estarão em oposição a Deus (servindo a Satanás), contra o seu Ungido. Então, Apocalipse confirma que os governos servem aos propósitos de Satanás.

            Será que dizer que os crentes estão “conquistando” a política, não é o mesmo que dizer que eles estão “aceitando” o que Jesus recusou?

            O que você acha JEANN?

          • jeann

            o arthur disse o que eu penso de forma melhorada… jeann, vc está defendendo o indefensável… pastores politicos é uma heresia…. pare de falar asneiras!

            Já chega a mentira do dízimo que vc defendia, e que não conseguia mostrar na biblia?

            ah, e tem uma nova matéria de um pastor-politico que foi pego abusando do cargo…. tem um recadinho meu lá pra vc…

            Quero só ver a sua resposta lá.

          • Arthur Salomão,

            Eu não vejo problema se um cristão quiser ser político não vejo problema nisso. Jesus disse que do coração procedem os maus pensamentos (Mt 15:19), então por essa ótica depende muito do coração da pessoa. Se ela tem por objetivo apenas o poder, ou ser alguém famoso ou apenas rico, concordo que estariam “aceitando” o que Jesus recusou.

            Mas por outro lado, se o indivíduo quiser fazer a diferença, buscar fazer o certo, fazer leis boas, ser um vereador ou prefeito por exemplo competente ajudando os necessitados ou mais pobres de alguma forma não há nada de errado nisso.

            Jesus nos ensina que somos a luz do mundo (Mt 5:14), deve-se pôr a candeia para iluminar onde há trevas. Podemos fazer a diferença na política também, levar nossa luz (Jesus) lá.

            Paulo também nos mostra em I Coríntios 9:19-22 que ele fez-se tudo com para com todos, fez-se judeu para ganhar os judeus, fez-se como se debaixo da lei para ganhar os que estão na lei. Podemos ser políticos para ganhar políticos a Cristo também.

          • stardust,

            O problema é que vc quer impor o SEU pensamento como sendo uma verdade bíblica. A bíblia em si não condena esse ou aquele tipo de trabalho, só isso.

            Eu não defendo o “indefensável”, só não coloco regras na bíblia que não existem. Apenas não ultrapasso o que está escrito.

            A respeito do dízimo, vc mesmo confessou que dízimo voluntário nunca foi abolido, nem vou entrar mais nessa questão.

          • JEANN, mas você não entendeu o meu questionamento. Não estou falando das intenções. Leia os textos com atenção, e verá que os governos estão em OPOSIÇÃO a Deus e ao seu Ungido. E que Satanás é quem está por trás dos governos (até o último livro, Apocalipse, confirma isso, o Dragão e os Reis da Terra juntos contra o Senhor).

            Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os REIS DA TERRA se levantam e os GOVERNOS consultam juntamente CONTRA o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.
            (Salmos 2:1-3).

            A minha questão não foi a intenção, mas a questão espiritual. Você se sentaria na mesa dos que conspiram contra o Senhor?

          • Arthur Salomão,

            Entendi o que vc quer dizer, mas quando o apocalipse diz a respeito dos Reis da Terra, não são de fato TODOS os governos ou TODOS os países, são alguns países.

            Se leres a respeito da profecia de Ezequiel 38 e 39, da batalha de Gogue e Magogue (do mal contra Israel), é disso que fala que os reis da terra se levantarão contra o ungido. Não lembro exatamente, quantos reis de cada lado, mas se há “2 lados” então há os reis do bem e do mal.

            Respondendo a sua pergunta: “Você se sentaria na mesa dos que conspiram contra o Senhor?”.
            Eu lutaria para que o “rei/governo” de nosso país esteja do lado certo.

            Não sei se ficou claro…

          • Mas JEANN, veja todos os textos, eles dizem que TODOS os reinos do mundo foram dados a Satanás. Não há exceção, pois o único Rei justo é Jesus Cristo, e o Reino dele não faz parte desse Mundo.

            Os exércitos de Gogue de Magogue representam os inimigos do povo de Deus tentando derrubar Israel restaurado.

            Sendo assim, devemos nos preocupar em fazer o que nos foi ordenado: pregar o Evangelho, crendo que a única solução para a Terra jamais virá de governos humanos, pois todos esses serão esmiuçados, como na profecia de Daniel.

            “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre”, (Daniel 2:44).

            Por que se amotinam os gentios, e os povos imaginam coisas vãs? Os REIS DA TERRA se levantam e os GOVERNOS consultam juntamente contra o SENHOR e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras, e sacudamos de nós as suas cordas.
            (Salmos 2:1-3).

            Os governos estão em oposição a Deus e ao seu Ungido (Jesus Cristo), espiritualmente, e não em oposição a nações que apoiam a Deus.

          • Arthur Salomão,

            Concordo contigo que devamos pregar o evangelho, como Jesus nos mandou, esse é o nosso foco principal a tempo e fora de tempo.

            Sobre TODOS os reinos do mundo serem dados a Satanás, leia:

            “E os dez chifres que viste são DEZ REIS, que ainda não receberam o reino [palavra de Deus], mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.” Apocalipse 17:12-13

            São 10 reis (e não todos) que receberão poder e o entregarão a besta.

            Sobre o texto de Salmos 2 que vc citou, não diz que são todos, mas diz que os reis se levantam contra o Senhor e logo após no versículo 10 e 11 Deus orienta a estes reis que “sejam prudentes, deixai-vos instruir… servi ao Senhor com temor, e alegrai-vos com tremor”. Jesus nos fala também que seremos levados aos governantes como testemunho a eles (Mc 13:9), ou seja, Deus nos dá a oportunidade de instruí-los (levar a palavra de Deus a eles), não devemos simplesmente deixar rolar.

            Outro detalhe, o reino da “grande prostituta” não é um reino político, mas sim um reino espiritual/religioso que anda junto com os 10 reis políticos, pois ela (prostituta) exigirá que se prostem e adorem a sua imagem.

          • JEANN, junte os textos, e veja que todos os reinos pertencem a Satanás, e a Bíblia é clara em dizer governantes da TERRA, e não alguns, mas todos:

            “Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste MUNDO (e não só de alguns reinos), e NADA TEM EM MIM” (João 14:30). – Isso foi o próprio Jesus quem disse.

            “E vi a besta, e os REIS DA TERRA (os governantes da TERRA, e não de alguns reinos), e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército”.(Apocalipse 19:19).

            “E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo TODOS OS REINOS DO MUNDO. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu”. (Lucas 4:5-7).

            A única solução para a humanidade virá de um reino eterno, que esmiuçará todos os outros reinos:

            “Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo; esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre”, (Daniel 2:44).

            JEANN a nossa esperança, não pode vir de governantes humanos, mas do Reino de Deus, que não terá fim, e terá um governante justo (Jesus Cristo).

          • Arthur Salomão,

            Esta questão das profecias é meio complexo…

            Por exemplo, o texto de Daniel 2:44 fala que “esmiuçará e consumirá todos esses reinos”, todos ESSES reinos fala referente aos QUATRO reinos citados anteriormente (versículos 36-44), esses reinos por exemplo acredito que devam ser vistos como reinos espirituais.

            João 14:30 fala do príncipe desse mundo, Satanás, mas não vejo no sentido político (reinos/países), mas sim espiritual/religioso, em meu entendimento no final dos tempos o anticristo fará acordos com as demais religiões, formando uma religião no mundo inteiro que deva ser seguida e a imagem dele adorada. Eu vejo nesse sentido ser dado a ele o “poder e glória” (Lc 4:5-7), para que Satanás seja adorado por muitos.

            Eu não digo que a nossa esperança está em nossos governantes, mas não podemos simplesmente ficar sentados assistindo. O que está profetizado vai acontecer, não tem como mudar, isso é fato. Mas o nosso papel é levar o evangelho a todos, inclusive a políticos, como Jesus nos mostra que daremos testemunho a eles também.

            Voltando a sua pergunta inicial, eu não vejo problema em ser um político, pra mim o reino que irá reinar no mundo é um “reino” religioso, uma nova religião mundial e não um novo “partido político”. A respeito de todos governadores, Ap 17:12 fala que apenas 10 reis receberão poder juntamente com a besta, ou seja, os demais provavelmente não acatarão a essa religião mundial.

            Posso estar errado também, mas não sei se deu pra entender minha linha de pensamento.

          • JEANN, você está dizendo a todo momento: “no meu entendimento”. Claro, cada um pode interpretar como quiser, mas a Bíblia é bem clara quando diz quem é o governante desse mundo:

            “E o diabo, levando-o a um alto monte, mostrou-lhe num momento de tempo TODOS OS REINOS DO MUNDO. E disse-lhe o diabo: Dar-te-ei a ti todo este poder e a sua glória; porque a mim me foi entregue, e dou-o a quem quero. Portanto, se tu me adorares, tudo será teu”. (Lucas 4:5-7).

            Quanto a questão espiritual, do príncipe desse mundo, você disse ser uma questão espiritual. Sim é, isso significa que por trás de uma autoridade física, há uma autoridade espiritual.

            Assim como Israel era guardada por Deus, e tinha um príncipe (Miguel), há autoridades espirituais por trás dos governos humanos:

            “Mas o príncipe do reino da Pérsia me resistiu vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia”. (Daniel 10:13).

            Existe alguma dúvida de quem está por trás dos governos humanos? Se a Pérsia, tinha um príncipe espiritual, que no caso era um opositor aos propósitos de Deus (atrasou a chegada do anjo que fora enviado a Daniel), se Israel tinha um príncipe espiritual:

            “Mas eu te declararei o que está registrado na escritura da verdade; e ninguém há que me anime contra aqueles, senão Miguel, vosso príncipe”. (Daniel 10:21).

            Quem é o príncipe do mundo (dos governos humanos, já que Israel como única nação governada diretamente por Deus, já não existe mais)?

            “Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e NADA TEM EM MIM” (João 14:30).

            JEANN, você veria com os mesmos olhos que vê os políticos, um pastor que toda noite frequentasse um bordel com a desculpa de pregar? Mas claro, ele não pode ir de Bíblia de mão, e ficar pregando o tempo todo, senão seria expulso e não poderia pregar. Mas como os políticos, ele vai vestido como pede o ambiente, e fala a língua do ambiente, somente para ir se achegando e “ganhando” aos poucos a confiança. Se um dia ou outro ele beber ou ficar com uma mulher, foi falha, ninguém é perfeito, como alguns políticos evangélicos (a maioria da bancada evangélica) está envolvida em escândalos de corrupção (basta pesquisar no Google), mas ele vai continuar tentando pregar, embora caia uma vez ou outra. Você veria
            com bons olhos isso?

          • Arthur Salomão,

            Eu falo “no meu entendimento” porque eu posso estar errado, não sou dono da verdade, a interpretação de profecias sempre é complicado, não é muito claro.

            Vc diz, “a Bíblia é bem clara quando diz quem é o governante desse mundo” a respeito de Lucas 4:5-7, então se de fato seria TODOS OS REINOS DO MUNDO não poderiam ser só os governantes do reino, mas o reino por completo incluindo também os habitantes do reino que pertencem a ele. Pra mim essa interpretação não soa muito bem, pois todos teriam que “pertencer” a Satanás.

            Vc diz também que por trás de TODOS os governos humanos há um opositor, Satanás, queria saber o que vc entende de Apocalipse 17:12-13 (abaixo). Ali fala que 10 reis entregação seu poder a besta, a meu ver vai contra sua interpretação de que todos os governadores estão sob o poder de Satanás, visto que apenas 10 entregarão o poder a Satanás.

            “E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta. Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.” Apocalipse 17:12-13

            Sobre sua última pergunta, eu não vejo a política como um bordel (apesar dos escândalos que vc mencionou), sempre há dois lados, uns que votam a favor de alguma coisa e outros que votam contra. Eu creio que em um determinado momento os governantes terão que votar a favor de colocar essa religião “mundial” que citei como denominante ou obrigatória, e ali prevalecerá o mal, conforme está profetizado. Mas não creio que TODOS ali estarão do lado do mal.

            Me vem a mente o texto de 1 Coríntios 9:20-22:

            “E fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus; para os que estão debaixo da lei, como se estivesse debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivesse sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns”

            Concordo que nem todos são aptos a fazerem isso, muitos podem se corromper, por ganância ou o amor a coisas do mundo. Da mesma forma Paulo coloca restrições para quem prega o evangelho… não pode ser dado ao vinho, não amar o dinheiro, etc. Esses pastores que vc citou que caem, provavelmente foram levantados como pastores sem que se observe essas restrições citadas por Paulo. Tem que ter cuidado nisso.

          • JEANN, a Bíblia é clara de que TODOS OS REINOS pertencem a Satanás, e é exatamente por isso não devemos fazer parte do mundo, não fisicamente, que é impossível, mas espiritualmente. Isso significa não andar segundo o espírito do mundo.

            Os reis entregarão o seu poder à Besta, e não a Satanás. Isso é a profecia de um evento físico acontecendo, e não espiritual. Há quem diga que a Besta é o anticristo, ou Roma, depende da interpretação e da corrente, mas o fato é que representa algo físico, e não espiritual.

            De qualquer forma, carece de interpretação.

            Mas a posse dos reinos do mundo pelo Diabo não carece de interpretação, está escrito, Jesus declarou isso, Paulo confirmou.

            O fato de que há principados por trás das nações não carece de interpretação, o próprio anjo disse que Miguel era o príncipe de Israel, e que o príncipe da Pérsia era opositor a Deus (tentou impedir o anjo).

            Veja, está bem claro aqui:

            “E ele disse: Sabes por que eu vim a ti? Agora, pois, tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia.
            Mas eu te declararei o que está registrado na escritura da verdade; e ninguém há que me anime contra aqueles, senão Miguel, vosso príncipe”. (Daniel 10:20-21).

            Está bem claro, o próprio anjo declara, que os príncipes da Pérsia, e da Grécia, são inimigos de Deus, e óbvio que ele não está falando dos príncipes físicos, pois eles não poderiam lutar com um anjo, mas de principados espirituais. E no mesmo texto o anjo declara que Miguel é o príncipe de Israel.

            Isso são fatos, e não interpretações.

            JEANN, quanto a nós pertencermos a Satanás, quando estamos sob o espírito do mundo, estamos com ele sim, em oposição ao Criador, por isso há a necessidade de sermos RESGATADOS. Ou seja, você só deixa de fazer parte do mundo, em Cristo, que diz: eu venci o mundo.

            Deus entregou temporariamente os reinos do mundo a ele, até o dia em que Deus esmiuçará TODOS os governos humanos, para estabelecer um reino que não terá fim.

            Mas se temporariamente, Satanás é o príncipe desse mundo (que temos que sair dele), o deus desse século, como disse Paulo, e tem todos os reinos do mundo, para dar a quem quiser, um crente que deseja governar, de quem aceita o governo?

            Sobre a comparação do bordel, é a mesma coisa JEANN. Ou você acha que o dinheiro, o poder, são menos tentadores que mulher e bebida? Não há nada que corrompa mais um homem que o poder.

            Na política, INEVITAVELMENTE você vai ter que fazer parte de injustiças. Por exemplo, ao aceitar o salário abusivo de um deputado, privilégios injustos etc.

          • Os reis entregarão o seu poder à Besta, e não a Satanás. Isso é a profecia de um evento físico acontecendo, e não espiritual. Há quem diga que a Besta é o anticristo, ou Roma, depende da interpretação e da corrente, mas o fato é que representa algo físico, e não espiritual.

            O fato de que há principados por trás das nações não carece de interpretação, o próprio anjo disse que Miguel era o príncipe de Israel, e que o príncipe da Pérsia era opositor a Deus (tentou impedir o anjo).

            “E ele disse: Sabes por que eu vim a ti? Agora, pois, tornarei a pelejar contra o príncipe dos persas; e, saindo eu, eis que virá o príncipe da Grécia.
            Mas eu te declararei o que está registrado na escritura da verdade; e ninguém há que me anime contra aqueles, senão Miguel, vosso príncipe”. (Daniel 10:20-21).

            Está bem claro, o próprio anjo declara, que os príncipes da Pérsia, e da Grécia, são inimigos de Deus, e óbvio que ele não está falando dos príncipes físicos, pois eles não poderiam lutar com um anjo, mas de principados espirituais. E no mesmo texto o anjo declara que Miguel é o príncipe de Israel.

            Isso são fatos, e não interpretações.

            JEANN, quanto a nós pertencermos a Satanás, quando estamos sob o espírito do mundo, estamos com ele sim, em oposição ao Criador, por isso há a necessidade de sermos RESGATADOS. Ou seja, você só deixa de fazer parte do mundo, em Cristo, que diz: eu venci o mundo.

            Mas se temporariamente, Satanás é o príncipe desse mundo (que temos que sair dele), o deus desse século, como disse Paulo, e tem todos os reinos do mundo, para dar a quem quiser, um crente que deseja governar, de quem aceita o governo?

            Sobre a comparação do bordel, é a mesma coisa JEANN. Ou você acha que o dinheiro, o poder, são menos tentadores que mulher e bebida? Não há nada que corrompa mais um homem que o poder.

            Na política, INEVITAVELMENTE você vai ter que fazer parte de injustiças. Por exemplo, ao aceitar o salário abusivo de um deputado, privilégios injustos etc.

          • JEANN, você está usando uma “interpretação”, de uma profecia (complexa, como Apocalipse), para contra argumentar fatos:

            1 – Não é interpretação, o próprio Jesus disse que o Diabo é o príncipe desse mundo, Paulo disse que ele é deus desse século. Jesus recusou TODOS os reinos que foram dados a Satanás. Tanto é, que antes de sermos resgatados por Cristo, a quem pertencíamos, de quem éramos escravos? Sim, do mundo, do pecado, de Satanás.

            2 – Não é interpretação, é fato, declarado pelo próprio anjo a Daniel, que havia um principado na Pérsia e um na Grécia, e que ele (o anjo) batalharia com eles, com a ajuda do Príncipe de Israel, que era Miguel.

            3 – O diabo entrega os governos do mundo a quem quiser, e Jesus recusou. Um cristão que aceita governar no mundo, de quem recebe esse governo?

            Agora, a respeito da comparação da política e do bordel, é a mesma coisa, ou acha que mulheres e bebidas são mais tentadores que poder e dinheiro?

            Um cristão na política inevitavelmente vai ter que ser cúmplice de injustiças, como os salários absurdos dos deputados, os privilégios absurdos etc.

  2. Jesus continue abençoando a esta irmã e aos outros que obedecem ao chamado do IDE que vem do coração de Deus,.O prêmio maior e o melhor galardão está nas mãos de Jesus para entregar aos que o amam!,Glória a Deus por ele mesmo ter suprido a estes povos !,Amem

  3. Olha ai um trabalho feito por um cristao que deve ser divulgado, valorizado e elogiado por engrandecer o nome de Deus e promover amor, uniao. Um trabalho que deveria ser incentivado nas igrejas e que as pessoas , principalmente os mais novos ,deveriam se identificar e querer realizar tambem. Isso sim na minha opiniao , é uma atitude ideal de um cristao, que traz algo de bom para o mundo e para a sociedade e nao o que a Marisa, silas, Feliciano e outros fazem, que buscam se promover propagando odio e agressividade entre os outros.

  4. Nosso querido Pastor e Deputado Federal Marco Feliciano é a resposta de Deus a muitas oraçoēs de madrugada, imagina este pleito passado no congresso sem nosso pastor…. Muitas porcarias tipo kit gay, Plc 122 poderiam ser aprovados! Devemos sim é orar para Deus o mante-lo firme e forte!

  5. jornal O GLOBO indicando esta senhora para prêmio!kkkkk. Realmente esta confirmado que é o mesmo espírito enganador que agem sobre ambos, tanto é, que um reconhece o trabalho do outro. Hj em dia existem muitas pessoas infiltradas em nosso meio que dizem ser uma coisa, mas são outra, e ainda mais recebendo pra isso!! Qualquer um que tem discernimento sabe quem faz apologia ao homossexualismo, escarnece e debocha do meio evangélico, apoia heresias e principalmente hereges não tem parte com o Espírito Santo. Fazendo isso no máximo terá reconhecimento de ateus, gays, apóstatas e lógico, indicação a prêmio da GLOBO, pois estão em concordância em mesmo espírito!!

  6. Parabéns Raquel Elena se vc chamou atenção do jornal o Globo é porque realmente vc fez a diferença como mulher Cristã,em favor do seu semelhante.
    É como está nas escrituras honra há quem merece honra e o seu desempenho como missionário merece ser reconhecido, os que estão te criticando é porque são idolatras de mercenários,que só sabem tirarem vantagens dos outros,

    Não foi vc que foi se oferecer para o Globo, e sim eles que fizeram os selecionados dos Brasileiros que mais se destacaram em cada areá que atuam, fique fiz pois vc foi achada digna de estar entre eles.

  7. Stardust, certamente voce não leu o Salmo 1, senão saberia que me referi ao se envolver com as coisas das trevas comer dos manjares do principe deste mundo!

    Quando ao Pr Feliciano ele é a resposta de Deus à muitas oraçoēs por um Brasil mais Justo.

    Devemos a ele a não aprovaçao do kit gay e Plc122

    • MEMBROS PODEM SER POLITICOS, PASTORES NÃO:

      “Escolhei, pois, irmãos, dentre vós, sete homens de boa reputação, cheios do Espírito Santo e de sabedoria, aos quais constituamos sobre este importante negócio. Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra.” (Atos 6:3-4)

    • samuel josé

      Não seja ingênuo… a não aprovação do pl 122 foi somente pq este é um ano de eleições, e os politicos não querem ficar “ruins na foto” com os evangélicos… vc acha mesmo que somente um pastor-politico pode mudar o rumo das coisas em Brasília? Já esqueceu que nos escandalos mensalão e dos sanguessugas, diversos polticos flagrados eram pastores evangélicos?

      Passando as eleições, pode ter certeza que muito politico que está se aproximando dos evangélicos agora, vai votar a favor dessas leis tipo pl 122… a pl 122 não esfriou… ela só está sendo mantida em banho-maria… passou as eleições, espere a movimentação em torno dela… provavelmente volte até com outro nome e numero.

      Creditar à feliciano o fim da pl 122 é mesmo muita falta de informação… samuel josé, vc tipifica muito bem os evangélicos que não leem a bíblia e votam em pastores ou candidatos indicados por eles…

      vendo vc, dá a impressão que pensar e meditar na bíblia é tão difícil…

      Quer votar? então acesse o site do jornal o globo e vote na irmã raquel!

        • kkkkkkkkkkkk

          ora, já que a dupla jeann-samuel josé querem tanto votar nos pastores, pq não votam na missionária que foi indicada como “faz a diferença” ?

          Votar em quem merece, isso eles não fazem!

          • stardust,
            Onde eu falei que irei votar em pastor algum ?
            Apenas tento não deturpar a bíblia buscando argumentar minhas próprias idéias.

            A bíblia nos ensina a não julgar os outros, simples…

          • jeann

            Vc deturpa a bíblia ao defender que pastores sejam também politicos, coisa que a bíblia nunca mostra.

            Foi só eu falar pra vc mostrar um ministro do evangelho que tenha ocupado um cargo bíblico que vc saiu pela tangente.

            Não são minhas idéias, jeann… é a bíblia!

          • stardust,

            A bíblia nos orienta em 1 Coríntios 4:6 que não devemos ultrapassar aquilo que está escrito. Ou seja, não colocar “regras” que não tem na bíblia.

            Paulo era ministro do evangelho e trabalhou “arduamente” e com fadiga, dia e noite”, para não ser pesado a Igreja. No entanto, no versículo a seguir ele mostra que ele tem esse direito de pedir seu sustento a Igreja (ser sustentado), MAS ele não o fez para tornar-se um modelo a ser imitado por nós. (2 Ts 3:7-9).

            Paulo em nenhum momento coloca restrição a que tipo de trabalho um ministro pode trabalhar ou não, não acrescente restrições ou outras coisas a bíblia.

            É bíblia pura e simples.

          • Jeann

            ministros do evangelho devem se dedicar completamente ao seu ministério. Isso sim é a bíblia:

            “Também dizei a Arquipo: atenta para o ministério que recebeste no Senhor, para o cumprires.” (Colossenses 4:17)

            “Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (II Timóteo 4:5)

            o pastor deve pastorear as ovelhas, e não angariar votos delas!

          • stardust,

            Colossenses 4.17 não quer dizer que o ministério dele tem que ser em tempo integral, apenas para manter os olhos fitos no ministério para o cumprir.

            II Timóteo 4.5 fazer o trabalho de um evangelista pode ser feito em qualquer lugar, inclusive na câmara de deputados.

            Obviamente esses versículos não se encaixam na questão, cuidado ao ler versículos isoladamente.

            Pra ti então Paulo errou ao trabalhar arduamente dia e noite ao invés de “pastorear as ovelhas” ?

          • stardust,

            Tentei responder detalhadamente só que foi moderado 4 vezes.
            Enfim, resumidamente Paulo não se dedicou completamente ao seu ministério, ele trabalhou arduamente dia e noite, ele errou pra vc ?

            Cuida na hora que vc lê versículos isoladamente.

          • então formou um trio, voce defensor da rede esgoto de televisão sabe muito bem que raquel só recebeu premio por missionária para promover na verdade é a campanha de apologia gay e ateia aqui no site, assim como teu pai o das safadesas, quer te premiar pelo teu serviço também quer prosperar a raquel sua filha querida,,,sera que o pai das safadesas não vai aparecer para elogiar a luta dela pelo reino das trevas

          • JEANN VOCE PODE TENTAR QUANTAS VEZES QUISER VEJA AQUI MESMO POSTEI 4 VEZES APAGARAM 3 É ASSIM MESMO QUANDO O STARDUST LEVA SURRA DE BÍBLIA ELES AQUI DO SITE CONSOMEM ELES TEM UM TRATO COM OS ATEUS E GAYS DE DEFENDEREM SEUS INTERESSES, FORA O FACE ONDE ELES NEGAM O ACESSO DEPOIS DE SE BATER NAS BIBAS NO GOOGLE A MESMA COISA BATEU NELES SOME O POST, OU ELES NÃO TE DÃO MAIS ACESSO, SUMIRAM COM TODAS AS PAGINAS ANTIGAS…SÃO UNS BAITA ATEUS

      • “vendo vc, dá a impressão que pensar e meditar na bíblia é tão difícil…”

        STARDUST, agora que você percebeu isso? Por isso esse povo agora está literalmente comendo grama.

        • Se os pastores desses caras mandarem eles comerem grama, eles fazem isso. Eles dizem serem seguidores de Cristo, mas na vdd seguem esses lideres que mais heresias ensinam do que a vdd.

          Mas isso já está profetizado:

          ” Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos” (II Timóteo 4:3)

  8. jeann e samuel falaram falaram falaram, mas mostrar na bíblia um ministro do evangelho que tenha ocupado um cargo politico eles não mostram…

    E para comprovar que pastores na politica é erro grosseiro, saiu uma matéria de um pastor politico flagrado gastando dinheiro publico…

    Cadê os defensores de pastores politicos para explicar isso agora?

    • stardust,

      Então pra vc o único trabalho que um ministro do evangelho pode exercer é “fazer tendas” como Paulo fazia ?
      Pois esse a bíblia mostra no novo testamento.

      stardust, não acrescente regras que a bíblia não coloca… I Coríntios 4:6 nos diz para não ultrapassar o que está escrito.

      • jeann

        fazer tendas tipifica qualquer trabalho secular, já falei isso.

        Mas pastor ser politico isso é vedado, não há sequer um ministro do evangelho na bíblia que exerceu cargo politico.

        • stardust

          stardust diz: “não há sequer um ministro do evangelho na bíblia que exerceu cargo politico”

          Sua primeira frase já responde: “fazer tendas tipifica qualquer trabalho secular”, e inclusive cargo político. Recebe salário e tem suas obrigações como qualquer outro trabalho.

          • Jeann

            politica não é trabalho. politica é vocação. Pergunte a qualquer politico se ele considera o que ele faz um trabalho ou uma vocação… ele responde que é vocação.

            Sobre o fato de receber salário, pastores também recebem salários, mas nem por isso eles são empregados… são vocacionados.

            Acorda jeann… vai na idéia de samuel josé não…

  9. JEANN, você está usando uma “interpretação”, de uma profecia (complexa, como Apocalipse), para contra argumentar fatos:

    1 – Não é interpretação, o próprio Jesus disse que o Diabo é o príncipe desse mundo, Paulo disse que ele é deus desse século. Jesus recusou TODOS os reinos que foram dados a Satanás. Tanto é, que antes de sermos resgatados por Cristo, a quem pertencíamos, de quem éramos escravos? Sim, do mundo, do pecado, de Satanás.

    2 – Não é interpretação, é fato, declarado pelo próprio anjo a Daniel, que havia um principado na Pérsia e um na Grécia, e que ele (o anjo) batalharia com eles, com a ajuda do Príncipe de Israel, que era Miguel.

    3 – O diabo entrega os governos do mundo a quem quiser, e Jesus recusou. Um cristão que aceita governar no mundo, de quem recebe esse governo?

    Agora, a respeito da comparação, é a mesma coisa, ou acha que prostituição e embriaguez são mais tentadores que poder e dinheiro?

    • Arthur Salomão, usei as profecias porque vc mencionou textos proféticos de Daniel e Apocalipse, mas tudo bem, sem problema.

      Sobre as tentações cada um é tentado de uma forma, por exemplo, pra uma pessoa “pervertida” prostituição pode significar mais que dinheiro ou poder ou vice-versa.

      Vou estudar um pouco mais sobre o tema.

    • Arthur Salomão,

      Só pra vc ler/estudar um pouco a respeito também, após Jesus ser tentado e ser crucificado, Jesus aparece aos discípulos e diz: “É-me dado TODO o poder no céu e na terra” Mateus 28:18.

      E em apocalipse 1:5, João chama Jesus de “o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados”.

      Então, obviamente a autoridade que ERA de Satanás, após a cruz passa a ser de Jesus.

      • Sim JEANN, vamos estudar mais, e conversar outra hora. Eu também não tenho uma opinião formada sobre isso, e estou aprendendo nessa discussão.

        Eu creio que sim, Cristo recebeu toda a autoridade, mas ainda não tomou posse da Terra, pois senão não estaríamos com tantos problemas não é? Mas creio que chegará o dia em que ele virá tomar posse do que ele conquistou na Cruz, com toda a sua Glória, conforme as profecias.

        O que temos que fazer é levar o Evangelho para todas as nações, pois quando o último coração receptivo for alcançado, virá o Fim. Quanto mais nos empenharmos nisso, mais estamos contribuindo para chegar esse Grande Dia. Essa deveria ser nossa preocupação, e não lutar contra PL 122.

        Mais uma coisa JEANN. Veja que interessante.

        Nos primeiros séculos, os cristãos não tinham nenhum poder político. E eles se espalhavam como praga (no bom sentido). Nada parava o Evangelho, nem perseguições, mortes, intimidação, fogueiras etc. o maior Império que já existiu na Terra (Império Romano), a maior força humana que já existiu na Terra, não conseguia deter o Evangelho. Você acha que PL 122 vai parar a Palavra de Deus? Que precisamos ficar lutando nesse palco político? Se só pregando o Evangelho, nem o Império Romano conseguiu deter a Palavra?

        Agora, veja que curioso. Assim que a Igreja se uniu com o Estado (Roma), assim que a Igreja recebeu poder no mundo(E quem dá poder nesse mundo? A quem pertence esse mundo?), o que aconteceu? Acabou aquele espírito poderoso de evangelização. Passaram de perseguidos a perseguidores, a impor o Evangelho, e começaram as heresias. Ou seja, aceitaram o que Jesus havia recusado, e ele lhes deu reinos, poder, governos. Daí para frente, você já conhece a história.

        • Arthur Salomão,

          Exatamente, também estou aprendendo a respeito nessa discussão, tem coisas a respeito que nunca prestei muita atenção, vou estudar mais sobre isso.

          Mas pra mim Jesus deixa claro em Mateus 28:18, que “É-me dado todo o poder no céu e na terra”, “é-me dado” é no presente, já foi dado, se fosse apenas no futuro seria “será me dado”. Em outras palavras, ele já tem todo o poder no céu e inclusive na terra/mundo, isso não pertence mais a Satanás.

          Sobre os 10 reis que fala em apocalipse em que entregarão seu poder a besta, pra mim mostra que a besta ou Satanás não tem poder de simplesmente pegar o poder desses reis. Em Ap 17:17 mostra que Deus intervém para que esses 10 reis entreguem seu poder a besta “até que se cumpram as palavras de Deus”.

          Novamente sobre a política, acho que ficar lutando contra a PL-122 no exemplo que vc citou não adianta, a bíblia diz que seguiremos perseguições e por causa do nome de Jesus seremos levados aos governadores, isso é fato e não vai mudar. Mas isso não quer dizer que não podemos lutar pela evangelho na política, deixa eu explicar, pra mim um dos principais mandamentos de Cristo é amar o próximo. Um político pode ajudar o próximo fazendo leis em que favoreça os pobre, necessitados, em que se pratica a justiça e misericórdia. Eu particularmente não apoio o modo de política do Feliciano, mas se for dessa forma que eu disse não vejo problema.

          • JEANN,

            Jesus já tinha o poder, tanto é que os demônios tremiam, e ele os expulsava, eles o reconheciam como o Filho do Deus Altíssimo. Mas isso não significa que ele estava GOVERNANDO a Terra. Pois veja que Paulo, muitas décadas depois da ressurreição, ainda chamou Satanás de o “deus desse século”. E o próprio Cristo disse que seu reino não era desse mundo.

            “Disse o SENHOR ao meu Senhor: Assenta-te à minha mão direita, até que ponha os teus inimigos por escabelo dos teus pés”.

            Jesus ter todo o poder sobre os príncipes e reinos, não significa que ele tomou os governos para si e passou a governar. A mesma comparação pode ser feita com Deus. Ora, ele é o Senhor de tudo que existe, das coisas visíveis e invisíveis, inclusive do próprio Satanás, que nada pode fazer sem sua permissão (ver Jó). Mas isso não significa que ele está governando a Terra. O governo dos reinos humanos foi dado espiritualmente a Satanás, conforme os vários textos que leu, isso é claro, embora Deus ainda seja o Senhor de tudo, e embora Cristo ainda tenha autoridade sobre tudo e todos, Satanás só governa temporariamente, por permissão divina.

            E qual a maior prova disso? Olhe ao seu redor, o que os governantes estão fazendo, oprimindo os necessitados. Acha que Jesus está governando por trás deles? O país mais democrático do mundo (EUA). O valor de um míssil de alta precisão alimentaria milhões (MILHÕES) de famintos, e esse míssil é usado para matar. Tem dúvidas de quem está por trás dos governos humanos?

            Sobre Apocalipse, você está interpretando uma profecia. A profecia fala sobre coisas físicas e espirituais. Por exemplo, a Besta pode ser um grande governante, e os 10 reis entregando o poder podem ser 10 países entregando o poder a esse governante. Mas algumas correntes preteristas dizem que significa dez pequenos estados que ganharam poder temporariamente, e se uniram a Roma (Besta) para invadir a Judéia. Existem várias interpretações, mas todas falam de algo físico, e nada desmerecem Satanás como governante das nações.

            A Alemanha ataca a França. Eram duas nações que exploravam a África de maneira cruel. Você vai me dizer, que só porque uma nação está tomando a outra, não pertencem a Satanás? Ele veio para roubar, matar e destruir, e é o que elas estão fazendo, independente se estão lutando entre si. Pessoas estão morrendo e sendo perseguidas, oprimidas. Por isso, o fato de os dez reis se sujeitarem a Besta, é apenas a profecia de algo histórico e físico que irá acontecer, e não significa que só esses dez reinos sejam de Satanás.

            JEANN, a Bíblia mostra como diferenciar os filhos de Deus e os filhos do Diabo. Quem não pratica a justiça, e não ama o próximo, não é filho de Deus.

            O pastor dá a vida pelas ovelhas. Devemos servir, e não sermos servidos.

            Um governante terá que ser cúmplice de injustiças. Ele terá que concordar com os salários absurdos dos deputados, enquanto professores, que estudaram, que tem méritos, estão se dobrando em vários turnos para se manter. Enquanto crianças passam fome. Embora isso não seja culpa dele, ele está concordando, pois está RECEBENDO. Ele terá que concordar em receber privilégios abusivos que os políticos tem. Ou seja, ele terá que abrir mão da justiça (a não ser que ele renuncie seu salário absurdo, como fez o presidente do Uruguai), para receber o poder. O que isso te lembra?

            Você mesmo disse, que pelo nome de Jesus, um dia seremos levados aos governadores. Então, os governadores estão a favor ou em oposição ao Ungido de Deus?

            E imagine, que no meio desses governadores, haja um cristão. Por mais que ele vote contra, ele estará ali, como Pilatos, lavando as mãos. Ou como Saulo, só assistindo o apedrejamento.

            Se o Senhor já profetizou que no fim dos dias, os governantes e a Besta estarão no poder, a ponto de quem não tiver a sua marca, será perseguido, porque estamos lutando para ter cadeiras no meio desses governos? Onde queremos estar no dia da perseguição, no meio dos perseguidos, ou dos perseguidores?

          • JEANN, não é porque Jesus recebeu o poder sobre tudo, que ele “assumiu” o governo dos reinos da Terra. Deus também é o Adonai de tudo, de todas as coisas visíveis e invisíveis, inclusive ele é Adonai de Satanás, que nada pode fazer sem a permissão de Deus, leia Jó e verá isso. Nem uma folha cai sem que Deus permita. Mas isso não significa que Deus está exercendo diretamente seu governo na Terra através dos governantes, pois a Bíblia é clara em dizer que temporariamente, o governante desse século (e Paulo escreve isso décadas depois de Jesus receber todo o poder, após a Cruz), é Satanás, embora Deus seja Adonai de todos, e Cristo tenha toda a autoridade sobre tudo no Céu e na Terra.

            A maior democracia do mundo (EUA) gasta mais de 50 milhões em UM único míssil, que traz destruição. Esse valor poderia alimentar bilhões de famintos. Acha que Deus está governando isso?

          • Há uma clara distinção entre os filhos de Deus e os filhos do Diabo. Os filhos de Deus amam o seu próximo, e praticam a justiça.

            Não viemos para governar nesse mundo, viemos servir. Só governa nesse mundo quem recebe poder e glória do deus desse século, poder que Cristo rejeitou, para receber de Deus, em um mundo vindouro, um reino justo e que não terá fim. Ele recebeu todo o poder sobre os Céus e a Terra, e Satanás nada pode fazer sem a permissão Dele. Mas ele aguarda sentado à direita de Deus, até que o Senhor coloque todos os seus inimigos aos seus pés (lembra disso?).

            Quando você aceita o poder, o governo, vai ter que ser cúmplice de injustiças (é a troca que Satanás faz). Vai ter que aceitar um salário absurdo e injusto (a não ser que seja digno e faça como o presidente do Uruguai), privilégios injustos, enquanto o seu próprio povo carece de justiça. Vai aceitar pegar uma grande parcela dos impostos, pagos pelo suor do povo, que em grande maioria ganha muito pouco, e usar esses impostos em kits viagem, R$ 1000,00 para aproveitar a Copa do Mundo etc. vai aceitar ser cúmplice de injustiças em troca do poder.

            Nenhum pai justo e amoroso aceita comer caviar enquanto seus filhos passam fome. A consciência pesa, pode acreditar nisso, e se você for pai, vai entender.

            A única forma de governar com justiça, é estando sob a autoridade de Deus. Toda outra forma de governo não pertence a Deus. E Deus só estabeleceu um Rei: Jesus Cristo. Todos os outros, tem governado para o prejuízo dos homens.

            “Homem tem dominado homem para seu prejuízo.” (Eclesiastes 8:9).

          • JEANN, veja que interessante.

            Quando Deus tomou um povo para si (Israel), ele não estabeleceu um Rei (governante humano). Ele mesmo era o governante de Israel, e falava através dos profetas. A classe dos levitas, dos sacerdotes, era comparada aos órfãos, viúvas e estrangeiros, ou seja, necessitados, pois não tinham herança como as outras tribos, e dependiam das ofertas e dízimos dos outros. Ou seja, seguiam como Jesus disse: quem quiser o maior no Reino dos Céus, deve servir, e não ser servido.

            Mas Deus já havia previsto que Israel pediria um Rei humano. Então de antemão, ele já proclamou:

            “Quando entrares na terra que te dá o Senhor teu Deus, e a possuíres, e nela habitares, e disseres: Porei sobre mim um rei, assim como têm todas as nações que estão em redor de mim;
            Porás certamente sobre ti como rei aquele que escolher o Senhor teu Deus; dentre teus irmãos porás rei sobre ti; não poderás pôr homem estranho sobre ti, que não seja de teus irmãos.
            Porém ele não multiplicará para si cavalos, nem fará voltar o povo ao Egito para multiplicar cavalos; pois o Senhor vos tem dito: Nunca mais voltareis por este caminho.
            Tampouco para si multiplicará mulheres, para que o seu coração não se desvie; nem prata nem ouro multiplicará muito para si”.
            (Deuteronômio 17:14-17).

            Observe, nem o Rei, escolhido por Deus, quando Israel assim o pedisse, poderia acumular riquezas. E nem mulheres. Conforme Jesus: o maior deve servir, e não ser servido.

            Minha pergunta: algum rei seguiu o mandamento do Senhor? Óbvio que não. Saul pecou. Davi pecou, e toda a sua casa sofreu com isso. Salomão pecou, e aí começou a divisão de Israel, as desgraças, e enfim o exílio.

            Pode algum homem governar e ser justo? Se um cristão deseja governar, ele deveria no “mínimo”, acatar o que Deus diz sobre um governante, e não acumular riquezas para si. Sabemos que isso não acontece.

            Então, tem como ver um político cristão (que sabe de todas essas verdades, e ainda assim aceita o poder) com bons olhos?

          • Arthur Salomão,

            Jesus não tem apenas autoridade, mas príncipe dos reis (governantes) da terra, João antes de sua visão apocalíptica ele fala a respeito de Jesus.

            “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o PRÍNCIPE DOS REIS da terra” Apocalipse 1:5

            O Texto de Filipenses abaixo pra mim explica um pouco, Deus exaltou a Jesus por sua obediência, colocando-o como soberano (maior/superior).

            “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra” Filipenses 2:8-10

            Pelo que vejo, Jesus tem toda autoridade é o atual príncipe dos reis (governantes) da terra.

            Sobre os mísseis, corrupção há em todos os lugares, incorruptibilidade só no céu. Isso é consequência do pecado. Em todo lugar pode haver o desejo de poder e soberania (frutos do pecado), seja numa presidência de empresa ou mesmo numa disputa num cargo superior numa empresa, não necessariamente apenas na política.

            Se uma pessoa não tem esse desejo de poder e soberia e for uma pessoa humilde querendo fazer o bem, pra mim ela pode exercer autoridade sobre outras pessoas, seja a uma empresa, uma comissão de bairro, prefeitura ou país. Se o problema é o desejo pelo poder, então um cristão assim não poderia nem ser presidente de uma empresa, pois ele iria querer impor seu poder sobre os outros.

            Indo nesse sentido, um cristão não poderia ser presidente de uma empresa ? Pois ele estaria governando coisas desse mundo também, quem sabe até com salário absurdo (comendo caviar enquanto seu filho passa fome). Se seguir essa lógica, cristão só pode trabalhar nos mais baixos cargos, ou não ?

          • Continuando o estudo JEANN.

            Deus já havia previsto, que apesar de ser ELE mesmo o Rei de Israel, o povo pediria um governo humano, como todas as outras nações. Será que Deus viu isso com bons olhos?

            “E disseram-lhe: Eis que já estás velho, e teus filhos não andam pelos teus caminhos; constitui-nos, pois, agora um rei sobre nós, para que ele nos julgue, como o têm todas as nações.
            Porém esta palavra pareceu mal aos olhos de Samuel, quando disseram: Dá-nos um rei, para que nos julgue. E Samuel orou ao Senhor.
            E disse o Senhor a Samuel: Ouve a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te têm rejeitado a ti, antes a mim me têm rejeitado, para eu não reinar sobre eles”. (1 Samuel 8:5-7).

            Alguma semelhança com nossos tempos? Não é o próprio Jesus quem orienta nossa obra de pregação? Mas tememos coisas como a PL 122, e estamos ansiosos de “governantes evangélicos”.

            Continuando:

            “E disse: Este será o costume do rei que houver de reinar sobre vós; ele tomará os vossos filhos, e os empregará nos seus carros, e como seus cavaleiros, para que corram adiante dos seus carros.
            E os porá por chefes de mil, e de cinqüenta; e para que lavrem a sua lavoura, e façam a sua sega, e fabriquem as suas armas de guerra e os petrechos de seus carros.
            E tomará as vossas filhas para perfumistas, cozinheiras e padeiras.
            E tomará o melhor das vossas terras, e das vossas vinhas, e dos vossos olivais, e os dará aos seus servos.
            E as vossas sementes, e as vossas vinhas dizimará, para dar aos seus oficiais, e aos seus servos.
            Também os vossos servos, e as vossas servas, e os vossos melhores moços, e os vossos jumentos tomará, e os empregará no seu trabalho.
            Dizimará o vosso rebanho, e vós lhe servireis de servos.
            Então naquele dia clamareis por causa do vosso rei, que vós houverdes escolhido; mas o Senhor não vos ouvirá naquele dia”.
            (1 Samuel 8:11-18).

            Deus conhece o coração do homem. E alertou a Israel, que o rei (por mais que o próprio Deus o escolhesse), faria exatamente o contrário do que ele havia recomendado em Deuteronômio (não acumular riquezas, mulheres etc.). Veja só, Deus escolheu Saul, Davi e Salomão, e os três falharam. O resultado dessa sequência foi a divisão de Israel (Deus puniu o filho de Salomão pelo pecado dele), e mais tarde, o exílio.

            Agora pense JEANN, como a posição de governante corrompe. Nem mesmo reis escolhidos diretamente pelo próprio Deus, podem governar sem serem corrompidos.

            Acha mesmo que é sábio um cristão aceitar poder e governo nesse mundo?

          • Arthur Salomão,

            Jesus não tem apenas autoridade, mas príncipe dos reis (governantes) da terra, João antes de sua visão apocalíptica ele fala a respeito de Jesus.

            “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra” Apocalipse 1:5

            O Texto de Filipenses abaixo pra mim explica um pouco, Deus exaltou a Jesus por sua obediência, colocando-o como soberano (maior/superior).

            “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra” Filipenses 2:8-10

            Pelo que vejo, Jesus tem toda autoridade é o atual príncipe dos reis (governantes) da terra.

            Sobre os mísseis, corrupção há em todos os lugares, incorruptibilidade só no céu. Isso é consequência do pecado. Em todo lugar pode haver o desejo de poder e soberania (frutos do pecado), seja numa presidência de empresa ou mesmo numa disputa num cargo superior numa empresa, não necessariamente apenas na política.

            Se uma pessoa não tem esse desejo de poder e soberia e for uma pessoa humilde querendo fazer o bem, pra mim ela pode exercer autoridade sobre outras pessoas, seja a uma empresa, uma comissão de bairro, prefeitura ou país. Se o problema é o desejo pelo poder, então um cristão assim não poderia nem político nem ser presidente de uma empresa, pois ele iria querer impor seu poder sobre os outros.

            Aí pergunto, indo nesse sentido um cristão não poderia ser presidente de uma empresa ? Pois ele estaria governando coisas desse mundo também, quem sabe até com salário absurdo (comendo caviar enquanto seu filho passa fome). Se seguir essa lógica, cristão só pode trabalhar nos mais baixos cargos, ou não ?

            O que quero dizer é que em todos os lugares independente se político ou não há corrupção entre os homens, só com a ajuda de Jesus pra irmos contra isso, de modo algum digo que iremos governar com sabedoria e de forma justa como Jesus, mas podemos fazer o nosso melhor, seja onde estivermos.

            “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos” Provérbios 16:3

      • Arthur Salomão,

        Jesus não tem apenas autoridade, mas príncipe dos reis (governantes) da terra, João antes de sua visão apocalíptica ele fala a respeito de Jesus.

        “E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra” Apocalipse 1:5

        O Texto de Filipenses abaixo pra mim explica um pouco, Deus exaltou a Jesus por sua obediência, colocando-o como soberano (maior/superior).

        “E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra” Filipenses 2:8-10

        Pelo que vejo, Jesus tem toda autoridade é o atual príncipe dos reis (governantes) da terra.

        • Arthur Salomão,

          Sobre os mísseis, corrupção há em todos os lugares, incorruptibilidade só no céu. Isso é consequência do pecado. Em todo lugar pode haver o desejo de poder e soberania (frutos do pecado), seja numa presidência de empresa ou mesmo numa disputa num cargo superior numa empresa, não necessariamente apenas na política.

          Se uma pessoa não tem esse desejo de poder e soberia e for uma pessoa humilde querendo fazer o bem, pra mim ela pode exercer autoridade sobre outras pessoas, seja a uma empresa, uma comissão de bairro, prefeitura ou país. Se o problema é o desejo pelo poder, então um cristão assim não poderia nem político nem ser presidente de uma empresa, pois ele iria querer impor seu poder sobre os outros.

          Aí pergunto, indo nesse sentido um cristão não poderia ser presidente de uma empresa ? Pois ele estaria governando coisas desse mundo também, quem sabe até com salário absurdo (comendo caviar enquanto seu filho passa fome). Se seguir essa lógica, cristão só pode trabalhar nos mais baixos cargos, ou não ?

          O que quero dizer é que em todos os lugares independente se político ou não há corrupção entre os homens, só com a ajuda de Jesus pra irmos contra isso, de modo algum digo que iremos governar com sabedoria e de forma justa como Jesus, mas podemos fazer o nosso melhor, seja onde estivermos.

          “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos” Provérbios 16:3

        • Arthur Salomão,

          Sobre os mísseis, corrupção há em todos os lugares, incorruptibilidade só no céu. Isso é consequência do pecado.
          Em todo lugar pode haver o desejo de poder e soberania (frutos do pecado), seja numa presidência de empresa ou mesmo numa disp.uta num cargo superior numa empresa, não necessariamente apenas na política.

          Se uma pessoa não tem esse desejo de poder e soberia e for uma pessoa humilde querendo fazer o bem, pra mim ela pode exercer autoridade sobre outras pessoas, seja a uma empresa, uma comissão de bairro, prefeitura ou país. Se o problema é o desejo pelo poder, então um cristão assim não poderia nem político nem ser presidente de uma empresa, pois ele iria querer impor seu poder sobre os outros.

          Aí pergunto, indo nesse sentido um cristão não poderia ser presidente de uma empresa ? Pois ele estaria governando coisas desse mundo também, quem sabe até com salário absurdo (comendo caviar enquanto seu filho passa fome). Se seguir essa lógica, cristão só pode trabalhar nos mais baixos cargos, ou não ?

          O que quero dizer é que em todos os lugares independente se político ou não há corrupção entre os homens, só com a ajuda de Jesus pra irmos contra isso, de modo algum digo que iremos governar com sabedoria e de forma justa como Jesus, mas podemos fazer o nosso melhor, seja onde estivermos.

          “Consagre ao Senhor tudo o que você faz, e os seus planos serão bem-sucedidos” Provérbios 16:3

          • JEANN, te mostrei o exemplo: Deus é Adonai de todos, inclusive de Satanás, mas nem em todos os lugares a sua vontade é feita (Ele não governa diretamente, mas permiti paciente que Satanás e os homens se governem, até que venha o dia de intervir). Um exemplo disso foi em Israel, antes dos Reis. Deus governava diretamente através dos profetas e juízes. E quando os israelitas pediram um Rei, um governante humano, apesar da advertência divina, Deus não ficou contente, mas se sentiu rejeitado.

            Jesus também é Adoni de todos os governantes da Terra, mas não governa diretamente, mas permite que Satanás e os homens se governem. Isso é incontestável. Quando Deus governava, ele dava ordens diretamente. Não vemos isso hoje em dia. É impossível Deus governar um reino e tolerar o pecado. Lembre-se, que quando ele governava Israel, ele extirpava os pecadores do meio e Israel.

            Por isso, inconcebível pensar que Jesus esteja por trás dos corruptos governos humanos. Leia com atenção a questão dos reis de Israel, que escrevi acima.

          • Se Jesus já exerce governo sobre os príncipes da Terra (todos), então quem se levantará contra o Ungido de Deus no final dos tempos? Se Satanás não tem nenhuma autoridade na Terra, significa que Jesus levantará seus próprios reis contra ele mesmo?

            Se Jesus exerce governo sobre os príncipes da Terra, então ele está falhando, pois os homens continuam agindo igualzinho eles agiam antes da Cruz.

            Ele ser o Rei dos Reis, não significa que ele esteja exercendo seu domínio diretamente, tal como Deus não o faz.

            Um exemplo. Eu herdei todas as empresas de meu pai, mas ainda não comecei a exercer meu cargo na presidência, ainda são os diretores que estão tomando conta. Eu ainda estou aguardando alguma coisa (mais experiência, as coisas se estabilizarem etc.) para tomar meu cargo na presidência e começar a gerir a empresa.

            Eu sou o dono de tudo e de todos. Mas ainda não comecei a gerir a empresa. Isso não tira o meu título de dono da empresa. E quando eu achar que chegou a hora, irei passar a gerir a empresa, e aí as coisas vão funcionar do meu jeito, quem não se adequar, eu vou demitir, vou limpar a corrupção, beneficiar os justos e punir os injustos.

            Isso vai acontecer quando Jesus descer com sua Glória, esmiuçar os reinos, julgar os homens, lançar no Lago de Fogo Satanás. Aí sim, ele governará diretamente, será um reino que não terá fim, onde a Paz reinará.

          • Sobre a presidência de uma empresa, é algo totalmente diferente.

            Uma empresa é um negócio. O dono da empresa trabalha para obter seu lucro. É o suor do trabalho dele. Ele não está ali para servir ninguém, ele está ali para trabalhar e lucrar, ganhar o seu pão. E se ele for bem sucedido, tem todo o direito de desfrutar do suor do seu trabalho. Isso é bíblico.

            O governante é totalmente diferente. Ele é eleito pelo povo para governar (ser um pai, um líder, tomar conta das NECESSIDADES do povo). Ele não trabalha pelo seu salário, o povo o alimenta, ele pega do dinheiro dos impostos, que o povo trabalha, e paga. Ele simplesmente administra. Ele deve servir ao povo, essa é a sua função, de acordo com a Bíblia, com Deuteronômio.

            Agora, se você participa de um governo injusto, e corrupto, e toma dos impostos do povo um salário absurdo, está fazendo exatamente o contrário do que Deus determinou, que o governante não venha acumular riquezas, se aproveitar do seu cargo para acumular riquezas.

            Uma coisa é um gentio, que não conhece esses preceitos de Deus. Outra é um cristão, que sabe disso, e conscientemente aceita ser conivente com um governo corrupto, e toma junto com os outros uma parte injusta dos impostos do povo, acumulando ouro e prata, como Deus ordenara que o governante não deveria fazer.

            Por isso, um cristão ao aceitar o governo e o poder, aceita também a injustiça.

          • Arthur Salomão,

            O pecado está no mundo inteiro, Deus de fato abomina o pecado, mas Ele nos deu o livre arbítrio. Podemos seguir a Deus ou a nossa carne fazendo o que não agrada a Deus.

            “Todos devem sujeitar-se às autoridades governamentais, pois NÃO HÁ AUTORIDADE QUE NÃO VENHA DE DEUS; as autoridades que existem foram por ele estabelecidas. Portanto, aquele que se rebela contra a autoridade está se colocando contra o que Deus instituiu, e aqueles que assim procedem trazem condenação sobre si mesmos. Pois os governantes não devem ser temidos, a não ser pelos que praticam o mal. Você quer viver livre do medo da autoridade? Pratique o bem, e ela o enaltecerá.” Romanos 13:1-3

            Todas as autoridades governamentais são estabelecidas por Deus.

            No exemplo de Davi, ele pecou, seguiu a carne, mas depois ele se redimiu e Deus o amou muito. Davi não foi um governante do “mal”, Deus o amou. Assim acontece conosco em todas as áreas, não apenas política. Você acha que Deus se agrada quando um empresário dá um calote por exemplo, claro que não, Deus permite, mas Ele diz que haverá condenação pra esses também, de igual modo para os políticos corruptos haverá condenação.

            “É por isso também que vocês pagam imposto, pois as autoridades estão a serviço de Deus, sempre dedicadas a esse trabalho” Romanos 13:6

          • JEANN, eu te mostrei desde Israel, como Deus se sentiu rejeitado quando Israel desejou ter um governo humano, como as outras nações, mesmo depois das advertências de Deus.

            Mostrei um monte de textos onde está escrito que Satanás é o príncipe desse mundo, o deus desse século, mostrei em Daniel que há principados por trás dos reinos, que o reino de Jesus não é desse mundo, em Daniel que Deus esmiuçará os reinos humanos, que os Reis da Terra estarão em oposição ao Ungido de Deus. Mostrei que depois que a Igreja se uniu ao Estado, recebeu poder e governo, ela se desencaminhou. E você só me apresenta um texto, de Apocalipse ainda (uma profecia), e diz que já está governando nesse mundo corrupto.

            E olha que contraditório. Se Jesus já governa, se os reis da Terra servem Jesus, então Jesus estava dirigindo a perseguição contra seus próprios discípulos? Ele é quem levantava Roma contra seus discípulos? Ele levanta governos como a Coréia do Norte, Sìria, contra seus discípulos? Ele quem faz o governo começar a restringir o serviço de pregação dos cristãos? Segundo a sua teoria, sim, já que desde a Cruz ele governa sobre os príncipes da Terra. Mas segundo o que penso, e te mostrei com dezenas de textos, não, Ele dirige a Igreja, e os reis da Terra e os governantes conspiram contra o Ungido de Deus.

            Mas já que você acha esse texto de Apocalipse tão crucial para provar que não é Satanás que está governando, vou analisar o seu texto.

          • Arthur diz: “Se Jesus já exerce governo sobre os príncipes da Terra (todos), então quem se levantará contra o Ungido de Deus no final dos tempos? Se Satanás não tem nenhuma autoridade na Terra, significa que Jesus levantará seus próprios reis contra ele mesmo?”

            Olha o texto de Apocalipse 17:17, “PORQUE DEUS tem posto em seus corações, que cumpram o seu intento, e tenham uma mesma idéia, e que dêem à besta o seu reino, até que se cumpram as palavras de Deus”, exatamente isso, Deus levantará esses 10 reis que darão poder a besta (Apocalipse 17:12) e é estes que combaterão contra o Cordeiro (Apocalipse 17:14), 10 reis + besta. Leia esse trecho de Apocalipse 17.

            Tudo isso para que se cumpram as palavras de Deus, Ele também não gostou de ter que entregar seu Filho para ser crucificado, mas Deus o fez por amor a nós.

          • JEANN, veja a diferença, Deus estabelece as autoridades, sim. E quem foi que entregou os reinos do mundo a Satanás, conforme está em Mateus? O próprio Deus, pois Ele é o Deus sobre tudo, e a autoridade suprema. Mas isso não significa que ele aprove a autoridade de Satanás, ele apenas “tolera”.

            Quem “permite” que Roma governe? Deus. Nem uma folha cai sem que ele permita. Mas isso signfica que ele esteja “governando” Roma? Claro que não. Significa que ele permite, e por isso devemos nos sujeitar às autoridades, pois estão ali por permissão de Deus.

            Bem diferente de Davi JEANN. Ali, Deus ainda estava no controle de Israel. ELE colocava reis, e tirava, diretamente, por intermédio de seus profetas. Ali, ele não permitia a corrupção, punia até reis, e extirpava o pecado do meio do seu povo. Ali sim, Deus governava diretamente.

            Deus fez um pacto com Israel, ele tomou Israel como seu povo. Ele dirigia Israel, punia, abençoava. Ele colocou diante de Israel as bençãos e maldições, e deixou que eles escolhessem, se queriam servir a Deus, e eles escolheram que sim. Então, eles, com o livre arbítrio, permitiram a Deus governá-los diretamente.

            Mas quando romperam o pacto com Deus, por meio das muitas transgressões, e se voltaram para outros deuses, conforme ele havia profetizado, ele os entregou nas mãos das nações.

            Hoje em dia, Deus não governa mais nenhum reino diretamente. Seu povo está disperso nas nações, que são governadas por Satanás. E um dia, Ele mesmo virá buscar o seu povo, e esmiuçará as nações pelas quais ele dispersou o seu povo.

          • JEANN, porque Deus pôs em seus corações, que entreguem o Reino a Besta, significa que ele governe esses reinos?

            JEANN, Deus governa acima de todos. Ele pode usar alguém corrupto para cumprir um propósito seu. Mas isso não significa que esse corrupto não seja inimigo de Deus, servo do opositor, que é Satanás.

            Um exemplo. Deus usou Faraó, endureceu o seu coração. Isso significa que Deus governava o Egito? Claro que não. O Egito era inimigo do povo de Deus, quem é inimigo de Deus, é opositor, aliado de Satanás. O fato de Deus ter usado Faraó para um propósito, não exime Faraó e o Egito da sua culpa.

            O mesmo se dá com esses dez reis. Eles são corruptos, já são opositores do Ungido, mas Deus “tolera” o seu reinado junto a Satanás. Porque Deus os usou para um propósito, não significa que eles são isentos da sua corrupção e filiação com Satanás. Veja só:

            “Porque TODAS as nações beberam do vinho da ira da sua fornicação, e os reis da terra fornicaram com ela; e os mercadores da terra se enriqueceram com a abundância de suas delícias”.
            (Apocalipse 18:3).

            Veja quem reina sobre os reis da Terra:

            “E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra”. (Apocalipse 17:18).

            Interprete como quiser o que seja Babilônia, mas uma coisa é certa, boa coisa não é. Então, boa coisa não está reinando sobre os reis da Terra certo?

          • Arthur Salomão,

            Entendi o seu ponto de vista, vou estudar um pouco mais a respeito.
            Só pra pensar a respeito, não são todos os reinos que combaterão contra o Cordeiro, são apenas 10 que estarão do lado da besta.

            Eu creio que haverá reinos dos dois lados, Apocalipse 17:14 “vencerão os que estão com ele (Ungido), chamados, e eleitos, e fiéis”, acredito que seja uma guerra religiosa, algo nesse sentido, onde a besta exigirá ser adorada, mas terá reinos lutando contra esses 10.

            Sobre a mulher/Babilônia que reina sobre os reis da terra pode ser interpretado como a Igreja de Roma, pode ser tratado como um reinado espiritual.

            Mas claro, vou dar uma estudada melhor a respeito.

          • JEANN, também vou continuar estudando. Essas discussões saudáveis só nos estimulam a estudar mais e crescer. Quem sabe um dia não cheguemos a uma síntese disso tudo.

          • Arthur Salomão,
            Com certeza, gosto também dessas discussões, realmente nos estimulam a crescer em conhecimento. Daqui a pouco teremos entendimento a respeito, basta buscarmos nEle.

DEIXE UMA RESPOSTA