Ateus fazem piada com queda do avião da Chapecoense, “culpam” Deus e geram revolta

1

As demonstrações de ódio contra a religião por parte de grupos ateus ativistas vem se tornando uma situação cada vez mais frequente e sem escrúpulos. A mais recente demonstração de desrespeito foi em cima da tragédia que vitimou 71 pessoas no avião que transportava a Chapecoense a Medellín, na Colômbia.

A Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (ATEA) usou sua página no Facebook para compartilhar uma piada de mal gosto sobre a tragédia. Em um “meme”, os ativistas do ceticismo zombaram do gesto dos jogadores da Chapecoense orando ao final de uma partida, sugerindo que a resposta divina seria o acidente.

A postagem, feita na última quinta-feira, 01 de dezembro, gerou grande repercussão e protestos generalizados. Dentre os inconformados com a atitude desrespeitosa com o luto alheio estavam até seguidores da própria página.

“É de péssimo gosto lidar com a tragédia e ofender os familiares dessa maneira”, comentou um dos internautas. De acordo com informações da revista Veja SP, alguns comentários foram feitos por pessoas que diziam que, mesmo sendo ateus, achavam que a montagem soava como uma violência religiosa contra quem acredita em Deus.


No entanto, houve também quem concordasse com a ação, o que demonstra que as manifestações de ódio não se restringem a um grupo pequeno de pessoas que administram as redes sociais da ATEA, formando opiniões.

Uma prova de que a zombaria e o desrespeito são generalizados está no sarcástico pedido de desculpas emitido pela entidade na página do Facebook, que joga a responsabilidade pelo ato lastimável na conta da religião: “Desculpem-nos por não ter mostrado mais claramente como a religião se aproveita de momentos de dor como este para impedir o pensamento racional e como é importante não cairmos no mesmo erro. Desculpem-nos por não ter mostrado mais claramente que é nestes momentos que a crítica é mais necessária […] que a religião coage as pessoas para calar suas críticas, e que muitos ateus internalizam essa censura sem perceber. Desrespeito é o que a religião faz com as pessoas. O que fazemos aqui é tentar resgatá-las disso”.

Como diz o ditado, “a emenda saiu pior que o soneto”, e novamente, a ATEA foi alvo de uma enxurrada de críticas: “Se desculparam de uma forma bem desonesta. Se a religião se aproveita do momento de dor (o que é errado), a página fez a mesma coisa para tentar usar religião de chacota, o que não deu muito certo pois a chacota foi direcionado aos acontecimentos e não à religião”, protestou outro usuário da rede social.

Insatisfeitos com toda a onda de críticas, os administradores da página da ATEA, novamente, publicaram outro “meme”, desta vez com um tom mais agressivo que sarcástico, afirmando que Deus não impediu o acidente – resultado da decisão de um piloto que preferiu não reabastecer a aeronave.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA