Bispo da Igreja Universal, presidente do PRB diz que pedido de impeachment de Dilma é “genuíno”

9

A Igreja Universal do Reino de Deus, liderada pelo bispo Edir Macedo, publicou em seu site oficial um artigo classificando o atual momento da política brasileira como um “processo de limpeza”.

O texto, assinado pelo bispo Marcos Pereira, presidente nacional do PRB, considera “genuíno” o processo de impeachment contra Dilma Rousseff (PT), e também destaca o desejo popular de ver uma definição em torno do caso do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), acusado de receber propina no esquema de desvio de recursos da Petrobras.

“O Brasil passa por um processo de limpeza no seu sistema político. Nunca antes na história do País o poder teve sua nudez exposta como agora. Pela primeira vez desde a consolidação da República, testemunhamos tantos homens poderosos – sejam grandes empreiteiros, sejam políticos e agentes públicos – serem presos e condenados”, introduz Pereira.

Licenciado do cargo de bispo da Universal, assim como todos os outros sacerdotes da denominação que se elegem para cargos públicos, Pereira é uma das principais figuras políticas da Universal, que em 2014 apoiou a reeleição de Dilma.


O PRB atualmente integra a base governista no Congresso, além de ocupar uma das principais pastas do governo, o Ministério do Esporte, com George Hilton, também bispo da igreja de Edir Macedo.

Segundo Pereira, o processo de impeachment contra a presidente, no qual “ela é acusada de maquiar as contas públicas, com o intuito de melhorar o balanço […] e responsabilizada, de acordo com a denúncia, de conhecer a corrupção na Petrobras, que destruiu a maior empresa pública do Brasil, e de não ter feito nada para impedi-la” é legítimo.

“O clima político tenso incide diretamente na economia brasileira. A recessão atinge em cheio o País. Mais de 1 milhão de pessoas perderam seus empregos e a dívida pública aumentou. O governo estourou suas contas e até mesmo os programas sociais correm risco de terem os repasses suspensos. Regredimos, em vez de crescer. Todo esse cenário desolador, por absurdo que pareça, pode ser positivo. Desde a redemocratização em 1985 não se via esse desejo genuíno de passar o Brasil a limpo. As nossas instituições estão solidificadas e em pleno funcionamento, o que garante, embora a escuridão do momento, uma luz no fim do túnel. Precisamos agir”, prega o bispo da Universal.

Por fim, Marcos Pereira diz que essa é “a oportunidade de depurar a política brasileira e eliminar tudo aquilo que não presta”, e dar protagonismo à sociedade: “É hora de mulheres e homens republicanos de verdade se levantarem para dar um basta à corrupção e à ineficiência do Estado. O cidadão não suporta mais ser penalizado pelos desmandos daqueles que conduzem a nação. Os partidos sérios devem se unir em defesa do Brasil em uma postura muito além da mesquinha troca de cargos públicos por apoio. O bonde da história está passando. E está praticamente vazio. São poucos os que querem consertar o País verdadeiramente, mas eles existem. Essas pessoas, mais do que nunca, precisam do apoio de toda a nação”.


9 COMENTÁRIOS

  1. A T E N Ç A O !!
    TODOS OS CRENTES!!
    Vamos desejar um bom ano de saúde pro cornolopes pra eminha italiana pra princesa gayzella pro claudio bunda devorada e pra todas as almas penadas que nos enchem o saco de raiva e risada ao mesmo tenpo de tão otários e burros que são,a gente ri que só desses bestas!
    ATENÇAO…
    S A Ú D E B A N D O D E N O J E N T O S !
    Y O O H U U.

  2. Basta entregar os cargos e ministério, reconhecer que até agora se serviu como servo servil, e com certeza o velha raposa já está com outros “companheiros” se assegurando de manter o toma-lá-da cá, dando uma de partido “bom rapaz”. Política é a arte de mentir.

DEIXE UMA RESPOSTA