Em carta emocionante para o Papai Noel menino pede orações pela avó com câncer

3

A sinceridade de uma criança emocionou carteiros de Cuiabá e virou manchete. O menino Guilherme Fernandes Martins escreveu uma carta ao Papai Noel pedindo orações pela avó, que luta contra um câncer nos ossos da coluna.

Maria Lúcia da Silva Martins, 54 anos, vem passando por uma radioterapia contra câncer nos ossos da coluna, e anteriormente, sofreu com outros dois tumores. Em 2002, retirou um dos seios devido a um câncer de mama, e em 2003, enfrentou um câncer nos rins.

Guilherme e o irmão mais novo, Bruno, passam seus dias com Maria Lúcia, pois os pais trabalham. O apego à avó faz os meninos se portarem de maneira surpreendente: “Ajudo no almoço, não faço bagunça”, diz Guilherme. “Nem barulho”, completa o caçula.

“Quando as dores atacam, o melhor é dormir”, conta Maria Lúcia, que revela ter ficado emocionada com o pedido do neto: “Pra falar bem a verdade, eu chorei”.


Na carta, Guilherme também pediu um violão, mesmo que usado, para realizar seu sonho de tocar na igreja. Aos repórteres do G1, o menino confessou que ficaria “feliz” se ganhasse o presente.

Já o pai de Guilherme, Silvano Silva Martins, contou que os filhos são muito apegados à avó e disse que ficou surpreso e contente com a postura do filho: “A gente fica emocionado demais em vê-lo pedir pela saúde da avó, de ver o tanto que ele gosta dela”.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+


3 COMENTÁRIOS

  1. Deus olhou para todas as religiões e disse:

    — Vocês não Me representam.

    O vale estava cheio de líderes religiosos do mundo todo, de todas as religiões. Do topo da montanha, falava a voz de Deus. Perplexos, perguntaram: “Como assim não Te representamos?”

    – Se vocês tivessem um espelho, Eu lhes diria que olhassem para si mesmos. Mas deixe-Me dizer o que Eu vejo:
    •Lutas internas – seus líderes disputam pelo poder, enquanto Meu ensinamento foi “o maior servirá ao menor”
    •Lutas externas – vocês disputam entre si, contando quem tem mais ovelhas, enquanto que as desgarradas vão se perdendo
    •Vocês Me fizeram à imagem e semelhança de si mesmos. Ao invés de buscarem ser como Eu, Me imaginam ser como vocês. Mudam o seu Deus para se conformar a vocês mas não mudam a si mesmos para se moldarem a Mim
    •Acham que Eu odeio as mesmas pessoas que vocês odeiam. Tenho más notícias para vocês: Eu não odeio ninguém, mas odeio o que vocês fazem
    •Manipulam Meu povo para ganho próprio. Vocês fazem esquemas, sempre pensando em como tirar um centavo a mais das Minhas ovelhas, enquanto Minha ordem foi que cuidassem delas
    •Fazem um espetáculo para agradar as pessoas em vez de lhes dar o que elas precisam. Suas reuniões (ou devo chamá-las “shows”?) são cheias de artimanhas para impressionar, envolver, embalar Minhas ovelhas até ao sono do engano

    – Devo continuar? Vocês não Me representam. São fraudes!

    Os religiosos, mesmo envergonhados, ousaram: “Senhor, então quem Te representa?”

    – Olhem aí a hipocrisia de novo. Vocês não entendem nada! Por que Me chamam de Senhor se não são Meus servos? Quanto a quem Me representa, não é álgebra nem trigonometria. É fácil saber. O problema é que o ego de vocês é grande demais para lhes deixar enxergar. Se Eu O enviasse a este mundo de novo, vocês O crucificariam mais uma vez.

    Um longo silêncio. E a voz se calou.

  2. As desilusões da vida deixam as pessoas sem esperança, com o coração duro feito pedra, mas, como é gostoso lembrar de quando éramos crianças, saltar sem medo de quebrar os ossos, brincar com o cachorro sem medo de ser mordido, correr com a bike sem medo de cair e ralar os joelhos, e se porventura caísse e ralasse, a gente subia novamente na bike e desafiava o perigo novamente, aí, ficamos maduros, sem fé, sem esperança, com medo, e destilando nosso veneno em um menino que ama tanto a sua avó, que não brinca pra não fazer barulho, que ajuda nos afazeres da casa pra não cansar a avó e, pede pra papai noel (que pode ser qualquer um mais próximo dele pra poder ajudar a sua avó) pra não levá-la. Aí vem uns sem esperança querendo tirar a esperança de um menino que ama seus pais e os pais dos seus pais, que falta de caráter.

DEIXE UMA RESPOSTA