Casa em que Jesus viveu na infância pode ter sido encontrada por arqueólogos

1

A casa em que Jesus viveu na infância, em Nazaré, pode ter sido descoberta por arqueólogos. A edificação fica apoiada numa encosta de rochas e sua construção data do primeiro século.

Construída com pedras e argamassa, a pequena casa passou a ser objeto de estudos de arqueólogos em 2006, quando a equipe do pesquisador Ken Dark, da Universidade de Reading, no Reino Unido, chegou ao local e descobriu que em 1880, freiras do Convento das Irmãs de Nazaré já especulavam sobre a possibilidade de aquela ser a residência de Maria, José e Jesus.

“Foi esta a casa onde Jesus cresceu? É impossível dizer por motivos arqueológicos”, escreveu Dark em um artigo publicado na revista Biblical Archaeology Review. “Por outro lado, não há nenhuma boa razão arqueológica para que tal identificação não seja levada em consideração”, acrescentou o pesquisador.

Nas pesquisas realizadas de 2006 até hoje, foi descoberto que pessoas que viveram séculos depois da morte de Jesus acreditavam que ele havia sido criado ali. Além disso, na época em que o Império Bizantino controlava a cidade de Nazaré, as autoridades decoraram a casa com mosaicos e construíram uma igreja conhecida como a “Igreja da Nutrição” sobre a casa, a fim de proteger a construção.


Tempos depois, quando a igreja caiu em desuso, soldados das cruzadas que eram enviados à Terra Santa no século XII usavam a construção como base. Esses detalhes sugerem que os bizantinos e os soldados acreditavam que essa seria a casa onde Jesus havia sido criado, especulou o arqueólogo.

De acordo com o jornal O Globo, objetos de cozinha e alguns vasos que datam do século I foram encontrados no local quebrados, o que reforça indícios de que a casa foi erguida e ocupada por uma família nessa época.

Outra evidência que aponta na mesma direção sugerida pelos arqueólogos é um texto escrito no ano 670 d. C. pelo abade Adomnàn, da ilha escocesa de Iona. O material fala de uma peregrinação a Nazaré, organizada por um bispo franco chamado Arculf, onde os fiéis visitavam uma igreja “onde antes havia a casa na qual o Jesus foi alimentado durante a infância”, de acordo com a tradução feita por James Macpherson Rose.


1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA