Casal evangélico dono de sex shop lança livro de romance erótico com personagem gay

2

Um casal de empresários evangélicos do ramo de sex shop acaba de lançar um livro de romance na Bienal, em São Paulo, com um personagem gay.

João e Lídia Ribeiro são proprietários de uma sex shop em Jandira, cidade na Região Metropolitana da capital paulista, e dizem faturar próximo de R$ 1 milhão por ano no ramo de venda de assessórios eróticos e foram responsáveis, junto com associados, pelo lançamento de um guia para sex shops que queiram atender ao público evangélico de forma específica.

Há quase dois anos se tornaram figuras de destaque no meio evangélico devido à repercussão de sua iniciativa. Hoje, fazem palestras para casais sobre sexualidade em igrejas, além de fazerem eventos como chás de lingerie, segundo informações do Uol.

A polêmica iniciativa de lançar um livro de romance erótico que inclui um personagem gay é, segundo o casal, uma tentativa de contar histórias que mostrem os caminhos do amor. “É um romance sensual, não é evangélico, e aborda vários tipos de relacionamento, inclusive gay. É para mostrar que todo tipo de amor tem os mesmos sofrimentos. Tem cenas de sexo, mas não tem vulgaridade nas palavras”, explica João.


João e Lidia Ribeiro
João e Lidia Ribeiro

O livro “Sete Pecados ao Vento – Vingança por Amor”, publicado pela editora Tribo das Letras,  é o primeiro de uma trilogia. O casal usou o pseudônimo J. O. Brook e L. B. Brook como forma de diferenciar sua aventura como escritores de seu trabalho como empresários.

No livro, contam a história do pescador português Antonio Bravo, que é obrigado a fugir para o Brasil por causa de um amor proibido. Por aqui, ele se torna bilionário, e planeja uma vingança, que leva à cabo trinta anos depois, quando volta à sua terra natal com novo nome, poder e prestígio, sem saber que os planos podem não sair como o esperado.

“Não conhecíamos nada desse universo até uma amiga contar que pensava em abrir uma sex shop fora do país. Na mesma época, vi uma entrevista sobre como produtos eróticos podem ajudar os relacionamentos, sem pornografia ou vulgaridade, e resolvi pesquisar mais, pois via muitos casais da igreja se separando”, afirmou João Ribeiro, explicando seu envolvimento com o mundo das sex shops e, agora, da literatura erótica.

ERRATA: O casal não é membro da Congregação Cristã no Brasil como havia no texto original publicado a alguns minutos atrás. O Gospel+ pede desculpas pelo erro.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA