Cristãos devem achar equilíbrio entre princípios e respeito e não discriminar gays e seus filhos, diz Vaticano

24

A necessidade de encontrar um equilíbrio entre os princípios de fé e a relação social levou o Vaticano a publicar um documento dizendo que os cristãos não devem discriminar homossexuais e seus filhos.

Em resumo, o Vaticano indica que a Igreja Católica adotará uma postura mais flexível em relação às pessoas que praticam a homossexualidade, porém se manterá uma opositora do casamento gay.

No texto, a sede da Igreja Católica pede que os cristãos acolham na fé os filhos desses relacionamentos como recebem qualquer pessoa que se aproxime do cristianismo.

O documento, com 75 páginas, foi redigido por bispos e serve de prévia do sínodo que acontecerá em outubro, quando a denominação discutirá questões de família e caminhos para tornar a Igreja Católica menos exclusivista e mais humilde, segundo informações do site do jornal O Globo.


O “Instrumentum Laboris” é uma síntese do resultado de uma pesquisa feita pelo Vaticano com todas as dioceses do mundo. A partir de um questionário com 39 perguntas foi possível encontrar o que os fiéis realmente entendem – e praticam – a partir daquilo que são ensinados sobre moralidade sexual.

O Vaticano admitiu que algumas pessoas foram excluídas da Igreja por conta de más interpretações dos ensinamentos contrários à homossexualidade, e pediu que o documento seja compartilhado com todos os párocos para que as pessoas sejam orientadas de maneira correta.

No documento, os bispos católicos deixam claro que se “opõem” às atitudes de governos de todo o mundo que regularizaram a união de duas pessoas do mesmo sexo, mas dizem estar à busca de uma forma de equilibrar os princípios cristãos com “uma atitude respeitosa, sem juízos de valor em relação às pessoas que vivem em tais uniões”.

No ano passado, durante a Jornada Mundial da Juventude, o papa Francisco afirmou que “se uma pessoa homossexual é de boa vontade e está à procura de Deus, eu não sou ninguém para julgá-la”.


24 COMENTÁRIOS

    • mas vemos nesta noticia que o tal Tiago Chagas é “interpretador” como o Levi…

      veja que o tal Tiago , saindo totalmente da retidão jornalistica que é a imparcialidade, faz a análise e o julgamento dele quanto a sinalização da carta:

      “Em resumo, o Vaticano indica que a Igreja Católica adotará uma postura mais flexível em relação às pessoas que praticam a homossexualidade”

      Bem.. essa interpretação é dele… pois não é isso que vemos de fato na Igreja..

      simplesmente a Igreja está abrindo mais as portas para quem busca a palavra de Deus da maneira que a Igreja Católica a traz, não fazendo distinção de pecado, pois assim como o homossexual busca a palavra na Igreja, o adultero também o faz, o ladrão também o faz.. etc. etc. etc..

      O Sr. Tiago se mostrou péssimo em interpretação.

  1. O que é um Sínodo de Bispos que acontece em Roma?

    É uma reunião de trabalho, de vários dias, que o Papa convoca, chamando alguns bispos de cada país – cerca de quatrocentos – para analisarem algum assunto importante da vida da Igreja. Neste ano, de 5 a 19 de outubro, o Papa Francisco convocou um Sínodo sobre a Família. É a III Assembleia Geral Extraordinária. Há os Sínodos ordinários a cada quatro anos.

    O último Sínodo sobre a família foi realizado pelo Papa São João Paulo II em 1981, de onde saiu a importantíssima Exortação Apostólica “Familiaris Consortio”, de 22 de novembro de 1981, que colocou a doutrina básica e permanente da Igreja sobre a família e o casamento; é o texto de referência para este assunto.

    O Cardeal Lorenzo Baldisseri, secretário geral deste Sínodo de outubro próximo, apresentou no Vaticano o Documento de Trabalho que os bispos vão usar. Ele disse que a Igreja como mãe “promoverá uma “pastoral de misericórdia” para aqueles casais que estão em situações de irregularidade canônica. Sem dúvida esses temas são os que hoje mais preocupam a Igreja sobre o matrimônio e a família.

    O Documento de Trabalho dos bispos foi baseado nas respostas que os bispos do mundo todo enviaram ao Vaticano tendo em vista uma consulta que lhes foi feita em 2013, e que traz as preocupações pelas situações familiares.

    O Cardeal Secretário geral do Sínodo, afirmou que serão consideradas de maneira particular as situações pastorais difíceis que se referem, entre outras, às situações de “convivência e uniões de fato, casais desquitados e divorciados (que casaram pela Igreja) e voltaram a casar”, aqueles que se encontram em condições de “irregularidade canônica” ou que pedem casar-se pela Igreja “sem ser crentes ou praticantes”.

    Sobre os casais que se uniram em matrimônio religioso e após o divórcio estão impedidos de casar pela Igreja e receber os sacramentos, o Secretário do Sínodo reconheceu que estes “vivem com sofrimento sua situação de irregularidade na Igreja”, e afirmou que a Igreja “sente-se interpelada a encontrar soluções “compatíveis com sua doutrina”, que guiem uma vida serena e reconciliada”. Ele manifestou a “relevância” de “de simplificar e agilizar os processos judiciais de nulidade matrimonial”. De fato, em alguns Tribunais da Igreja, o Processo de declaração de nulidade demora muito; precisa ser agilizado, sem deixar de ser justo.

    O Cardeal falou também sobre os que se casam “sem fé explícita”, e pediu “maior atenção da pastoral eclesiástica” e uma “melhor qualidade” nos cursos de preparação do matrimônio.

    Outro assunto que ele disse que preocupa a Igreja é a realidade da qual não se tem como fugir hoje, do cuidado dos filhos de “casais” do mesmo sexo, já que em diversos países um número crescente deles podem adotar filhos.

    Disse o Cardeal que: “Urge permitir às pessoas feridas curar-se e reconciliar-se, encontrando de novo confiança e serenidade”, evidentemente respeitando-se a lei de Cristo.

    Do mesmo modo, o Cardeal Baldisseri reconheceu que “a convivência e as uniões de fato” estão em crescente difusão e atribuiu o fato a “diversas razões sociais, econômicas e culturais”. “A Igreja sente o dever de acompanhar estes casais na confiança de poder sustentar uma responsabilidade como é a do matrimônio”.

    O Cardeal de Budapest, Hungria, Peter Erdo, que é o relator Geral do Sínodo disse que o Documento de Trabalho oferece “uma panorâmica da situação da pastoral da família”, a partir da perspectiva do nível da consciência, “dos ensinamentos de Cristo e da Igreja sobre o matrimônio” e do nível relativo “ao comportamento real das pessoas”, onde se apresentam as “situações críticas”. Ele constatou que muitas das respostas dos bispos, mostram que as pessoas, em geral, “casam-se cada vez menos, também de maneira civil”. “Tal fenômeno se insere no contexto do individualismo e do subjetivismo prático”, acrescentou.

    Bem, fica claro pelo Documento, que a Igreja fará o possível, respeitando a lei de Cristo, para acolher os seus filhos que vivem uma situação difícil em relação à vida familiar. É muito importante que toda a Igreja esteja unida em oração suplicando a inspiração do Espírito Santo sobre os Apóstolos de hoje.

    Zenit.org

    • Outro assunto que ele disse que preocupa a Igreja é a realidade da qual não se tem como fugir hoje, do cuidado dos filhos de “casais” do mesmo sexo, já que em diversos países um número crescente deles podem adotar filhos. (AQUI O TRATO É ESPECIFICAMENTE A QUESTÃO DO BATISMO ).

      Disse o Cardeal que: “Urge permitir às pessoas feridas curar-se e reconciliar-se, encontrando de novo confiança e serenidade”, EVIDENTEMENTE RESPEITANDO-SE A LEI DE CRISTO.

  2. Na minha opiniao, os.cristaos nao discrimina os homossexuais. Mas tambem nao apoiam. Apoiar essa pratica, seria ir contra os principios Divinos e desvalorizar a crucificaçao de Cristo. Essa e a maneira que o Diabo encontrou de se infiltrar no santuario de Cristo aqui na terra.

    • como vc chama o que os cristãos fazem, quando querem exterminar direitos aos homossexuais ???
      isso não é discriminação ???

      até a campanha de aids do carnaval voces tiraram do ar, e o Infelicianus ainda comemorou no twiiter – “foi pressão nossa”

      acho que voces podem não gostar dos gays, mas isso não lhes da o direito de querer sabotar os seus direitos

      • Na realidade meu caro, voces estao misturando os direitos humanos com a lei de Deus. A justiça condena ou leva para a prisao, Deus perdoa mediante ao arrependimento e confissao. Eu sirvo a Deus e nao ao homem. Todos nos somos pecadores, mas um erro nao justifica o outro. Quem e de Deus se agrada em fazer a vontade de Deus

  3. E verdade, quem julga e Deus, e condena. Nao adianta descutir. Tudo o que e pecado, Deus odeia. Ele perdoa, quando ha arrependimento verdadeiro e confissao. Amem?

  4. O primeiro papa ha ter este ponto de vista, últimos tempos?próximo passo é apoiar o casamento gay?a grande maioria dos filhos dos gays também vão ser gays por influência.a familia constituida por deus está ameaçada, a imoralidade não vai ter limites,não vão respeitar a igreja em pleno culto.as mulheres casadas que se cuidem porquer os maridos vão ser assediados pelos gays sem pudor no futuro, porquer vai ter muito gay pra pouco homem, foi oque oconteceu em Sodoma quando os anjos do senhor chegou a casa de ló, logo apareceu os gays para fazer sexo com eles e os anjos abrindo a porta castigou eles com segueira.
    Ai da igreja que apoiar este movimento, com certeza não vai ficar sem castigo.

    • Nem Francisco pode modificar o magistério da Igreja, ou seja, o casamento gay jamais será reconhecido.
      A finalidade do Sínodo é prestar um auxílio aos religiosos no exercício da função que lhe é própria, de guiar a comunidade cristã. Tal finalidade determina o papel específico a ser atribuído no Sínodo aos presbíteros, enquanto “solícitos colaboradores da ordem episcopal, seu auxílio e instrumento, chamados para servir o povo de Deus. Não é um documento com regras a serem seguidas ou qualquer modificação nos rumos da Igreja.

    • Aos crisitãos católicos que nos leem;

      Disse Atanásio de Alexandria no século II :

      “Não devemos perder de vista a Tradição, a Doutrina e a Fé da Igreja Católica, tal como o Senhor ensinou, tal como os Apóstolos pregaram e os Santos Padres transmitiram. De fato, a Tradição constitui o alicerce da Igreja, e todo aquele que dela se afasta deixa de ser Cristão e não merece mais usar este nome. Mesmo que os católicos fiéis à Tradição estejam reduzidos a um punhado, são eles que são a verdadeira Igreja de Jesus Cristo.”

      Orai e Vigiai

  5. A ala gay da seita católica, em ação pensei que o spapas fossem só pedófilos, já vi que o são ou gostam ou talvez sejam chantageados por gays.

    • e o papa tá errado nessa sua cabeça doente, né ???
      pra voce os gays devem ser discriminados ao extremo
      siga as instruções dos seus mestres do preconceito : Malafaia e Infelicianus
      são so esses idiotas que voces escutam

      voces adoram a religiao do ódio
      depois querem se fazer de vítimas

      • COLEI DA IRMÃ MARIA ACHEI BEM APROPIADO
        Que causou essa situação de rejeição foram os próprios gays.
        Se eles vivessem suas vidas em paz entre quatro paredes preservando sua intimidade!
        Mas não, eles querem mudar nossa cabeça, querem que os aceitemos como sendo normal esse tipo de comportamento, e mais, querem transformar a verdade de Deus em mentira.
        Deus ama o pecador mas abomina o pecado e ponto final.
        A palavra diz: quem ama a Deus, não vive pecando!

  6. Os olhos do Senhor estao sobre nos vinte e quatro horas por dia. Tudo o que fasemos esta sendo registrado. Na vinda do Senhor nos seremos jugados pelas coisas que fasemos. Vamos abrir os nossos olhos?

  7. Hospital algum pode deixar de receber quem se acha enfermo, independente de estar enfermo ou não, ou seja, mesmo que seja de cunho psicológico, deve receber todos.

    Todas as igrejas são hospitais de almas, daí que se adapte, pois nenhum que lá se encontra com cadeira cativa, segundo Cristo, é melhor.

  8. Que causou essa situação de rejeição foram os próprios gays.
    Se eles vivessem suas vidas em paz entre quatro paredes preservando sua intimidade!
    Mas não, eles querem mudar nossa cabeça, querem que os aceitemos como sendo normal esse tipo de comportamento, e mais, querem transformar a verdade de Deus em mentira.
    Deus ama o pecador mas abomina o pecado e ponto final.
    A palavra diz: quem ama a Deus, não vive pecando!

  9. PRENÚNCIOS DA VINDA DE JESUS PARA VIM ARREBATAR Á IGREJA ESTÃO MAIS FREQUENTES NESTE SECULO XXI! AS COISAS QUE ESTÃO ACONTECENDO NOS QUATRO CANTOS DA TERRA! OS SINAIS SÃO TAO EVIDENTES QUE ATÉ MESMO AS PESSOAS QUE ESTÃO OUVINDO E VENDO ESTES SINAIS ESTÃO ESTARRECIDOS, COM TANTA MALDADE VIOLÊNCIA E FALTA DE TEMOR A DEUS NO CORAÇÃO DO SER HUMANO: CRIANÇAS ADOLESCENTES E MULHERES E JOVENS SENDO ABUSADOS SEXUALMENTE POR PESSOAS QUE NA SUA MAIORIA SÃO DA FAMÍLIA OU CONHECIDOS! MULHERES SENDO MUTILADAS E ASSASSINADAS POR HOMENS MALIGNOS E PERVERSOS COM BRUTALIDADE EXTREMA. CRISTÃO SENDO PERSEGUIDOS E MORTOS EM TODA PARTE DO MUNDO! ISSO TUDO ESTA DECLARANDO E DENUNCIANDO QUE NOSSO SALVADOR ESTA VINDO AI! VAMOS NÓS DESPERTAR E ESTARMOS PREPARADOS? POIS DEPOIS NÃO HAVERÁ MAIS TEMPO? ( SE VOCÊ QUISER TIRAR SUAS DUVIDAS? LEIA O CAPITULO 24 E 25 DO EVANGELHO DE JESUS SEGUNDO ESCREVEU O APOSTOLO MATEUS? LEIA VAI TE DESPERTAR! BOA TARDE*********)

  10. Quer saber quem é a igreja romana, não precisa estudar a Bíblia não. É só estudar historia, você se converte ao evangelho de Jesus Cristo sem ler a Bíblia. A partir do ano 300 D.C ele aceitam tudo…

  11. Devemos seguir a maior Constituição que é a Bíblia e se ela condena o ato de homossexualismo, é porque sem sombras de dúvidas é abominável.Não venha papa nenhum querer moralizar se os padres mesmo do vaticano cometem homossexualismo!

DEIXE UMA RESPOSTA