Igreja Metanoia, dedicada a fãs de heavy metal, completa 25 anos

3

Uma das igrejas alternativas mais antigas está completando 25 anos de vida, sem sofrer influência dos modismos que frequentemente surgem no meio evangélico. A Igreja Metanoia, comandada pelo pastor Enok Galvão de Lima, 52 anos, é voltada para um público bem específico: “A galera do heavy metal”.

Fundada em 1990 no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro (RJ), a denominação é um reduto de cristãos com estilo alternativo, mas não menos comprometidos com a comunidade de fé.

Com cerca de 30 membros, que contribuem com dízimos e ofertas para custear a igreja, o espaço tem decoração completamente diferente da maioria das igrejas, frases de efeito e som pesado. O público frequente já foi três vezes maior, segundo o pastor, mas “a pressão do mundão é muito forte”, e terminou por afastar parte dos fiéis.

Em entrevista ao Uol, o pastor Lima contou que o aluguel do salão de 240 m² custa R$ 1.000, além das despesas com água e luz. Os frequentadores é que mantém a denominação há 25 anos com suas contribuições.


Lima fundou a Metanoia pois sentia falta de um espaço que não o privasse de ouvir seu estilo preferido. Ele havia começado a ouvir rock dez anos antes, quando chegou de Natal (RN). Em 1983, quando se converteu ao Evangelho na Igreja Evangélica Congregacional, não via sentido em deixar “o som” de lado: “Fui, gostei e aceitei a proposta. Só não larguei o rock”.

Com o tempo, notou que faltava espaço para pessoas que, como ele, queriam um espaço que não exigisse adequações estéticas: “Por ser roqueiro, eu percebi que o pessoal do rock teria como vir para Deus associando a cultura e a música dentro do Evangelho. Para a gente, o heavy metal não é coisa do diabo. Somos seguidores de Jesus, sem os dogmas e a paranoia de religião”, resumiu.

Hoje, a igreja promove cultos dominicais, reuniões de oração e eventos musicais. A mensagem pregada lá é objetiva e não foge do que se ouve num púlpito tradicional: “No evangelho, a própria palavra de Jesus ensina que não devemos nos embriagar, que o nosso corpo é o templo de Deus. Então tudo aqui que vem para nos destruir, a gente evita”, disse, referindo-se às drogas, antes de destacar que também recomenda que os fiéis escolham esperar o casamento para desfrutar do sexo.


3 COMENTÁRIOS

  1. Ora cada um deve levar suas vidas com visão bem definida, eu Sou Um Crente Autentico Assembleiano de Missões, e com certeza ouso musicas sertanejas de rais tenho pelo menos umas mile duzentas musicas moda de viola, Tião carreiro e Pardinho, Bia e Dino Franco, Belmonte e Amarai só gema, e nunca jamais nas Horas De Deus as ouso, por ventura estaria pecando por ouvir mada de viola? moda do meu sertão querido? nasce na roça fui candieiro de carro de boi trabalhei em fazenda desde criança e nunca deixei de ser peão de boiadeiro, e tenho nas veias o sangue sertanejo, e dai, Sou Crente Firmado na Rocha, E Amo meu Senhor mais que tudo na vida Creio Piamente em mil por cento Na Biblia, ora cada um tenha suas convicções bem definidas,

    • STUDEBAKER
      Talvez o melhor comentário da história do Gospel Mais.
      Falou pouco, mas disse tudo.
      Eu nasci na cidade, mas o meu pai foi da roça.
      Por que um crente não pode ouvir música de qualidade?
      Todas essas duplas que vc citou, o meu pai vivia escutando as músicas.
      Era um tempo que já passou e não volta mais, hoje temos essas porcarias de funks e outros lixos que os jovens de hoje gostam.
      Gostaria de homenagear o velho com uns versos de antiga música sertaneja…

      MEU PAI DEIXOU ESTA TERRA
      MAS CUMPRIU SUA MISSÃO
      CARREANDO ELE COLOCOU
      UM DIPLOMA EM MINHA MÃO.

      Não lembro quem cantava essa.
      Sê bendito, irmão, em nome de Cristo.

DEIXE UMA RESPOSTA