Ministério Público investiga denúncia de que “traficantes evangélicos” estariam proibindo cultos de religiões afro em comunidades

63

Uma denúncia de que traficantes que se declaram evangélicos estariam proibindo cultos de religiões de matriz africana nas comunidades de Vaz Lobo e Vicente de Carvalho, zona norte do Rio de Janeiro, será investigada pelo Ministério Público e pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa (CCIR).

A denúncia relata que centros espíritas estariam sendo invadidos e seus frequentadores ameaçados por usarem roupas brancas. Os autores das agressões se apresentam como integrantes do tráfico de drogas e ordenam o fim dos trabalhos nos locais.

Ivanir dos Santos, presidente da CCIR, afirmou que a situação é recorrente: “Isso não começou hoje, vem desde 2008. Precisávamos conversar neste momento com o Ministério Público para conseguir uma atuação mais concreta. Amanhã [quarta-feira, 04 de setembro] vamos levar um documento para entregar ao ministério e pretende-se instaurar uma ação civil pública para que possa haver uma investigação de tudo que pode estar por trás deste tipo de atitude”, declarou.

O procurador Márcio Mothé afirmou que a denúncia é grave e deve ser apurada: “A comissão vai nos entregar um documento que encaminharemos aos promotores da Tutela Coletiva de Cidadania e pretende-se que seja instaurado um inquérito civil para que o promotor da área possa identificar os locais onde estão ocorrendo maior intolerância. Há a notícia grave de que seria o tráfico e uma determinada religião influenciando, fazendo uma pressão em detrimento de outro. Isso será apurado e o Ministério Público tomará as providências cabíveis a partir disso”.


Já o delegado Henrique Pessoa, responsável pelo núcleo de combate à intolerância religiosa, observou que a postura do Ministério Público em dar atenção a esse tipo de situação é sinal de avanço: “Acredito que é uma atuação muito oportuna, vai ter um aspecto emblemático e didático muito forte. É uma tentativa que vem ocorrendo há seis anos, tentando mostrar que o Estado está ciente, está realmente observando o fato com a devida relevância, porque muitas vezes as pessoas tendem a achar que o fato é de menor relevância, quando isto envolve uma dimensão única da pessoa, qual seja sua escolha religiosa”, pontuou, segundo informações do portal Terra.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

63 COMENTÁRIOS

  1. traficantes evangélicos? kkkkkkkkkkkkkk

    Esses daí na hora de venderem as drogas devem falar: ” usa essa parada que tu vai ver Jesus ”

    Será que eles foram ensinados pelo pastor a darem 10% da renda da atividade a titulo de dízimo, e por causa disso Deus faz “vista grossa” ?

    do jeito que anda as coisas por aí, bem capaz!

    • Infelizmente tem sim stardust. Aparecem uns falsos pastores com aquelas igrejs tipo fundo de quintal com bênçãos e intercessões de orações para aas armas e atos de traficantes. Já morei numa comunidade carente e vi o pastor, que na verdade é um pastor do diabo abençoando um grupo armado que ia praticar o crime de assalto e ataque a uma favela rival.

      Meus amigos que militavam em igrejas serias ficavam escandalizados com a atitude deste senhor.

      • leandro

        sei que vc é catolico, mas nessa vc tem razão. o que mais tem é pastor saf***!

        da mesma forma que pedofilia é um problema cronico na católica, temos esse problema também desses elementos pondo um terno gravata e dizendo que é pastor, homem de Deus, ungido…

        • kkkk PROBLEMA CRONICO??? KKK

          NÃO ACREDITO QUE VC FALOU ISSO kkkkk

          então é contagioso e quando o problema “passa”, passa agravado, já que os protestantes, mesmo sendo em muito menor numero e mesmo “novo” em relação ao Catolicismo, JÁ SUPERARAM EM MUITO OS CASOS DE PEDOFILIA que ocorreram na Igreja Católica…

          • Imagina que horrível, além de ter que lidar com os casos de estupro e pedofilia entre os Pastores, ainda ter que lidar com tráfico de drogas??? não deve ser facil a vida do “crente” kkkkk

          • O que é isso Reinaldo, uma briga para ver qual é a pior? A católica ou a evangélica? Que situação triste da “igreja”. Ainda bem que a Igreja de Cristo está acima dessas obras da carne, e nunca será julgada por esse mundo.

          • Então.. a Igreja de Cristo é a melhor, a Igreja Católica.. a unica que Cristo deixou e instituiu um lider…

            mas os caluniadores da Igreja de Cristo nunca vão desistir kkkk

          • Ih Reinaldo, acho que não heim, acho que tá uma briga feia heim? Dizer qual é a melhor é impossível, e qual é a pior está cada dia mais difícil. Quando uma tá na frente, aparece um escândalo da outra, parece futebol, imprevisível.

          • A Igreja de Cristo está além de limites físicos e institucionais. É constituída por aqueles que tem seus nomes escritos no Livro da Vida. Esses, são os Filhos de Deus (os que praticam a justiça e amam seus irmãos), os discípulos de Jesus. E a marca destes não é uma instituição humana, mas o próprio Cristo descreveu como eles seriam reconhecidos:

            “Por meio disso saberão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor entre vós.” (João 13:35).

            Essa é a verdadeira religião deixada por Cristo:

            “A religião pura e imaculada do ponto de vista de nosso Deus e Pai é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas na sua tribulação, e manter-se sem mancha do mundo.” — Tiago 1:27.

            E onde estiverem dois ou mais, reunidos em Cristo, ali ele estará, e ali haverá uma igreja (Congregação).

            Todo aquele que faz a vontade do Pai é quem entrará no Reino dos Céus, e não quem pertence a uma determinada instituição humana.

            “E João lhe respondeu, dizendo: Mestre, vimos um que em teu nome expulsava demônios, o qual não nos segue; e nós lho proibimos, porque não nos segue. Jesus, porém, disse: Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo falar mal de mim. Porque quem não é contra nós, é por nós. Porquanto, qualquer que vos der a beber um copo de água em meu nome, porque sois discípulos de Cristo, em verdade vos digo que não perderá o seu galardão. E qualquer que escandalizar um destes PEQUENINOS QUE CRÊEM EM MIM, melhor lhe fora que lhe pusessem ao pescoço uma mó de atafona, e que fosse lançado no mar”. Marcos 9:38-42.

            Cuidado irmãos, para não julgarmos alguém somente porque não anda conosco.

          • A Igreja que Cristo deixou é e sempre vai ser a Igreja Católica… a união dos fiéis é na Igreja Católica… o verdadeiro evangelho de Cristo é pregado na Igreja Católica, puro e simples como deve ser… por isso a Igreja de Cristo é e sempre vai ser a Igreja Católica…

            SIMPLES.

          • Boreano.. se é a melhor ou não, não me importa… o importante é que a Católica é a unica que Cristo deixou e a unica que ele disse que as portas do inferno nunca prevaleceriam sobre ela… veja vc.. ele nunca disse que ela nunca passaria dificuldades, pelo contrário… mas prometeu que o diabo nunca iria vence-la…

            a católica é a unica que prega o verdadeiro evangelho, puro e completo de Cristo…

            eu vejo vcs tentando, esperniando, caluniando, difamando… mas o fato da Igreja Católica ser a Igreja de Cristo e a unica que prega o verdadeiro evangelho nunca vai ser mudado…

            abçs.

          • stardust… fala bobagem não…

            dificuldade tem os protestantes de ler e entender a biblia…

            olha só… muito do que vc posta aqui eu leio e concordo em grande parte… sua visão não é de toda fechada… mas não me venha com conversinha de que não comprovamos pois 100% do que a Igreja Católica prega está na biblia… porém lendo-a sem conhecimento, os protestantes acabam não vendo a verdade estampada ali nas páginas…

            abçs.

          • reinaldo

            Não é bobagem não. Aliás, se eu tivesse falado bobagem, vc não teria dificuldades em provar o que alega COM A BÍBLIA!

            Não é questão de eu ter uma visão aberta ou fechada… pois não quero ter nem uma nem outra… a minha visão é bíblica mesmo!

            E se vc diz que 100% do que a católica prega está em acordo com a bíblia, porque já não nos começa comprovando que Jesus inaugurou a igreja católica e a chamou de Sua única igreja?

            Estaremos esperando… eu a bíblia!

          • Tá bom, desculpa Reinaldo. É que a minha Bíblia veio adulterada. Nela não está escrito “Igreja Católica Apostólica Romana”, e nem o nome de nenhuma igreja evangélica. Mas se Cristo estava se referindo a uma igreja física (instituição), e não espiritual, então ele errou feio, porque as portas do inferno estão prevalecendo todos os dias sobre todas instituições humanas:

            “Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus”. (Gálatas 5:19-21).

          • Reinaldo, em nenhum momento Jesus distinguiu sua Igreja como um grupo identificado por um líder e uma tradição, mas como todo aquele que faz a vontade do seu Pai, e todo aquele que encontra seu nome inscrito no Livro da Vida. Vamos a um raciocínio básico:

            “Nisto são manifestos os filhos de Deus e os filhos do Diabo: todo aquele que não pratica justiça não procede de Deus, nem aquele que não ama a seu irmão” (1ª João 3:10).

            Veja bem, todo aquele que não pratica a justiça e não ama o seu irmão, não procede de Deus, e é chamado de filho do Diabo. Na ICAR existem filhos do Diabo? Claro que existem. Nas evangélicas existem filhos do Diabo? Claro que existem.

            “A forma de adoração que é pura e imaculada do ponto de vista de nosso Deus e Pai é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas na sua tribulação, e manter-se sem mancha do mundo.” — Tiago 1:27.

            Na ICAR, todos praticam essa forma de adoração verdadeira? Claro que não. E nem nas evangélicas.

            “Por meio disso saberão todos que sois meus discípulos, se tiverdes amor entre vós.” (João 13:35).

            Pertencer à ICAR ou às evangélicas, é garantia de amar as pessoas? Claro que não, há ímpios em ambas.

            “O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos”. (Apocalipse 3:5).

            Vê Reinaldo, a Igreja de Cristo, a noiva, usa vestes brancas, é incorruptível. Para ser incorruptível, deve ser formada somente por Filhos de Deus, por verdadeiros discípulos de Cristo, que se mantém isentos da corrupção, praticam a justiça e amam o seu próximo. A Igreja de Cristo, a noiva, é formada pelas noivas prudentes, que não deixam apagar a sua luz, e esperam pelo noivo. A Igreja de Cristo é formada pelo trigo, e não pelo joio.

            Que instituição humana pode garantir isso? Nenhuma. Por isso Jesus disse, para deixarmos o joio crescer com o trigo. Pois somente Ele sabe os que tem seus nomes inscritos no Livro na Vida. Ele é quem julgará e levará a sua Igreja, e não há homem na Terra que possa dizer que uma instituição humana é a noiva de Cristo.

          • Eduardo, não posso deixar de concordar em partes com vc… mas o protestantismo querendo ou não, Cristo deixou sim uma Igreja física na terra, uma “assembléia” cujo orientador é Simão, cujo nome Cristo mudou para Pedro… Cristo não deixou seus féis sozinhos… não deixou “cada um por si” deixou uma Igreja física (reunião de fiéis.. assembléia) que veio a chamar-se IGREJA CATÓLICA…

            Mas gosto da sua maneira de pensar… achei interessante.. diferente dos demais do site que querem sustentar o próprio ego “ganhando” as discussões a todo custo (até mesmo ao custo de distorcer as palavras da biblia).

          • Obrigado Reinaldo.

            Eu também concordo em partes com você. Jesus realmente não deixou seus discípulos abandonados, mas deixou apóstolos. E estes, deixaram bispos para continuarem cuidando da igreja. É fato que a ICAR tem uma tradição mais antiga, e muito mais próxima dos primitivos cristãos e desses bispos deixados pelos apóstolos. Só quem conhece a fundo a história da igreja sabe disso. E também concordo que não deveria ter havido uma divisão da igreja (instituição). E que isso ocasionou uma infinidade de seitas hereges que hoje existem.

            Fato semelhante aconteceu no Velho Testamento, quando o povo de Deus foi dividido entre Israel e Judá, e com o tempo, surgiram diversas seitas, como os fariseus, que acreditavam na ressurreição, e os saduceus, que não acreditavam na Ressurreição. Mas embora a grande maioria estivesse perdida, e dividida por doutrinas de homens e escolas de ensino diferentes, Deus não deixou de considerá-los seu povo, e enviou Jesus para buscar todas as ovelhas perdidas da casa de Israel.

            Na Velha Aliança, o local estabelecido pelo Eterno para a adoração e para os sacrifícios era o Templo de Jerusalém, que ficava no território de Judá. Mas em Israel, eles adoravam em Samaria. Você poderia dizer: o lugar estabelecido por Deus é em Jerusalém. E estaria certo. Mas Deus enviou profetas tanto a Israel como a Judá, diversas vezes, falava com os dois reinos, embora um destes adorasse no lugar errado. Isso porque haviam muitos em Israel que eram verdadeiros adoradores do Eterno, como Eliseu, e os outros 7000 que não se curvaram a Baal. E todos eram filhos da promessa de Abraão.

            No tempo de Jesus, os samaritanos adoravam no Monte Gerizim. Uma situação semelhante ao que você alega (que só a ICAR foi instituída por Jesus). Se fosse nesse tempo, você também poderia dizer, que só a adoração no Templo de Jerusalém, foi instituída pelo Eterno. E estaria certo.

            Mas, isso significa que todos os que adoravam no Monte Gerizim não faziam parte da verdadeira congregação de Deus? Não eram boas ovelhas de Deus?

            Jesus nos mostra que não, e dá diversos exemplos de samaritanos que foram aprovados por praticarem a justiça e o amor ao próximo, enquanto judeus, que adoravam no lugar certo (Templo de Jerusalém), tiveram suas condutas reprovadas, como na parábola do bom samaritano, e no relato dos dez leprosos. Isso mostra que importa se adoramos ao Pai em espírito e verdade.

            “Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, E AGORA É, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”.
            (João 4:22-24).

            No tempo de Jesus haviam as sinagogas, onde os judeus congregavam. Essas eram como as igrejas físicas que temos hoje. Mas o local de sacrifício, onde habitava o Eterno, era o Templo de Jerusalém. Algo semelhante acontece hoje. Temos diversas sinagogas (igrejas físicas, instituições), mas é no Templo que Deus habita, onde nós devemos adorá-lo. E onde é esse Templo?

            Deus estabeleceu um Templo para adoração no passado, esse foi destruído, e Paulo diz que nós somos o Templo, e que o Espírito de Deus habita em nós. Esse novo Templo não pode ser acessado com nossos pés, mas somente em espírito e verdade, como devemos adorar, como Jesus profetizou.

            “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo”.
            (1 Coríntios 3:16-17).

  2. Tá fácil de resolver.

    Os traficantes catimbozeiros entram em guerra com os evangélicos, depois os traficantes católicos ajudam a carregar os mortos.

    Mais uma calúnia com os evangélicos, e das mais baixas e sem razão, a inquisição nascida no catolicismo sendo usada pelos traficantes evangélicos em pleno século XXI, tá demais.

    • O de sempre leviano não é mesmo Levi.

      Em primeiro que nenhum homem que trafica entorpecentes pode ser chamado de verdadeiro adorador de Cristo. Ou vende a desgraça alheia ou é cristão.

      Mas sobre esta historia de supostos tradicantes “evangélicos” já tinha falado isto pra vc antes. Tem falso pastor dando bênçãos e promessas falsas a traficantes se eles expulsam os terreiros e pais de santo de suas favelas ou comunidades. Foi dai que surgiu no RJ a marcha pela tolerância religiosa.

      Mas vc nunca admite que tem muito joio no meio do trigo de vcs.

      • Rio de Janeiro sempre foi cheio de terreiros, aí são os evangélicos que vão expulsar à força, esse comportamento é da católica.

        Protestantes é pregando, vá dentro das evangélicas que vai encontrar um exército que de lá veio pela palavra, não por expulsão.

        • Negue a realidade o quanto quiser. Mas são fatos facilmente verificaveis e o máximo que vc pode fazer é ficar negando e jogando todas as culpas nos catolicos.

          Depois vem aqui hipocritamente falar que não tem preconceitos contra ninguem. Não gosto de macumba, mas ao menos não posso acusar os frequentadores de terreiros de expulsarem catolicos e evangelicos de comunidades.

        • Negue a quanto quiser ,mas mostre se tem algum padre fazendo este tipo de acordo com algum traficante?

          Se tivesse já teria virado noticia aqui no gospel. E como eu disse não se deve considerar pastor de verdade um sujeito que faz tal barganha vergonhosa.

          Mas vc fica fugindo da realidade e sempre jogando em catolicos males que estão sendo praticados por gente que diz representar os evangelicos.

          • “Negue a quanto quiser ,mas mostre se tem algum padre fazendo este tipo de acordo com algum traficante?”

            Sr. Leandro.
            Não sabes tu (que se diz exímio conhecedor dos ‘contos’ católico) que nos dias de Hitler, houve por conta da igreja católica romana, grande tráfico de judeus nos mosteiros católicos, onde estes davam refugio a judeus ricos e depois os denunciavam aos alemães, ficando nos mosteiros apenas os despojos dos judeus traídos! Eu conheço a história do papa, meus ancestrais que o digam…

            – E NÃO VENHA COM SEUS CONTOS ENLATADOS DO VATICANO DESMENTINDO, PORQUE NÃO COLA MAIS…

            As penitenciárias estão lotadas de todo tipo de marginal dizendo que são católicos, sabemos que muitos não são, assim também muitos se dizem evangélicos e não são!

            Cuide-se de seus padres pedófilos, os que roubam o Vaticano, etc. Vá desabafar suas ‘broncas’ lá no site ‘Montfort’- Conserte primeiro a sua casa para depois ‘orçar’ as de outros!

            Ctrl+C
            Em 1929 98% da população italiana era católica, Mussolini, que pretendia chegar ao poder na Itália, pede apoio ao Papa Pio XI para a concretização de seus objetivos, em troca lhe cede terras para a criação de um estado ( o Vaticano ), entre outros bens como ações nas empresas automotoras FIAT e Alfa Romeo. Com o apoio do Papa que exercia grande influência sobre toda a população católica da Itália, Mussolini não enfrenta problemas para chegar ao poder na Itália e instaurar sua ditadura fascista começando assim o extermínio de todos que não se encaixavam em sua definição de raça superior.

            O fascismo já estava instaurado no Itália e o nazismo caminhava para o mesmo caminho na Alemanha. Era época de eleição na Alemanha, o Partido Nazista, com Adolf Hitler como candidato a presidência, estava em segundo lugar, segundo as pesquisas o Partido Cristão ganharia novamente as eleições, é então que novamente o Papa Pio XI aparece simpatizando muito com os ideais anti-semita ( anti-judeu ) de Hitler. Mais um acordo é feito, Hitler, um exímio católico promete que se chegar ao poder manterá os colégios salesianos na Alemanha e continuaria com sua política anti-semita, assim o Papa Pio XI dissolve o Partido Cristão alegando que a igreja não devia se misturar com política. Hitler chega ao poder e logo vem a Segunda Guerra Mundial, e o holocausto com milhões de mortos em batalha e 6 milhões de judeus mortos nos campos de concentração.

            Durante o holocausto o Papa era o Pio XII, Hitler matava os judeus em nome de sua fé cristã, em nome de seu deus (?), é óbvio que sendo católico ele tinha um grande respeito pela autoridade papal, e é óbvio também que com um apelo do Papa Pio XII ele teria parado com o holocausto, ou ao menos diminuído o extermínio dos judeus. mas não foi isso que aconteceu, pois o Papa Pio XII se omitiu durante todo o holocausto não movendo um dedo para acabar impedir que o massacre continuasse, suas únicas declarações eram que Hitler era um católico mas não uma autoridade dentro da hierarquia católica então suas atitudes não eram de responsabilidade da igreja.

          • Wagner

            Espero que um dia o senhor com sua sanha anticatólica LEVIANA TENHA DECENCIA E VERGONHA NA CARA DE SABER SE DESCULPAR. ATÉ PORQUE FALSO TESTEMUNHO É PECADO GRAVE.

            Primeiro que vc nada mostrou sobre algum padre que no RJ tenha feito tal acordo com algum traficante. Meu questionamento ao Leviano Varela limitou-se a isto.

            Ai o senhor me vem com nazismo para desviar e tentar desviar o foco. Mas vamos a sua leviandade. Já era de se esperar que depois do vexame da NOite de S Bartolomeu e depois daquela do caluniador falso pastor AMILCAR QUE NÃO HONRAVA O OFICIO QUE EXERCIA O SENHOR WAGNER JÁ TIVESSE CALÇADO A SANDALIA DA HUMILDADE. QUE DEUS TENHA MISERICORDIA DE SUA SOBERBA E DE SEU SECTARISMO.

            Vamos ao Nazismo e asa tolas acusações que fazes a PIo XI e Pio XII.

            Sobre que Igreja se compromete e submeteu-se mais a tirania nazista leiam o livro do correspondente de guerra e jornalista ianque William Shirer ” A Ascenção e Queda do III Reich” .

            Neste vemos e sabemos que A IG Luterana pôs lado a lado da Biblia nos altares Mein Kampf de Adolf Hitler. Coisa que nunca fizemos na ICAR.

            este papa que o senhor tão injusta e falsamente acusa de matador de judeus editou diretamente em alemão e mandou que fosse lida ainda em 1937 em todos as paroquias católicas alemãs a encíclica Mit Brennender Sorge
            Mit brennender Sorge (Com profunda preocupação) (14 de Março de 1937), é uma Carta Encíclica de Pio XI que condena o nacional-socialismo alemão e sua ideologia racista. Foi a primeira crítica oficial ao nazismo feita por um chefe de Estado e contém um ataque velado a Adolf Hitler, referindo-se a ele como “um profeta louco de arrogância repulsiva”1 . É um dos dois únicos documentos oficiais da Santa Sé escritos em uma língua diferente do latim e do grego, juntamente com a encíclica Non Abbiamo Bisogno, de 1931, que critica o fascismo italiano.

            Como a mensagem era destinada especificamente ao povo germânico, Pio XI optou por redigir a Encíclica em alemão. Quando pronta, foi enviada clandestinamente para a Alemanha para que não fosse apreendida pela Gestapo, e então reproduzida por oficiais da Igreja Católica. As cópias foram distribuídas aos bispos, padres e capelães para serem lidas em todas as paróquias alemãs no dia 21 de março de 1937, durante a homilia da missa de Domingo de Ramos, quando a presença de fiéis costuma ser a máxima de todo o ano litúrgico. A encíclica ataca o racismo e a pessoa do Führer com uma agressividade raramente vista em documentos papais. A reação de Hitler por meio da Gestapo, foi violente e recrudesceu a perseguição de católicos, ocasionando a prisão de mais 1100 clérigos. Numa época em que Adolf Hitler ainda gozava de grande prestígio na opinião pública internacional, a encíclica surpreendeu pelo tom decisivo e foi alvo de críticas da imprensa secular francesa, que ainda defendia uma convivência pacífica com a Alemanha.

            Sobre suas ridículas e insanas a acusações de que A ICAR e algum papa mataram judeus que iam a mosteiros pensando encontrar abrigo peço no minino que mostre uma fonte menos poluída que os escritos de teu ídolo Amílcar o “pastor” (entre aspas pois que não merece o titulo).
            O senhor Wagner comporta-se com cinismo, maledicência comprovada e falso testemunho. Ainda que todas as restrições que evangélicos sinceros que aparecem aqui me provassem que nos católicos vamos para o inferno. O mesmo destino se aplicaria ao senhor pois um ser orgulhoso que usa de mentiras para tentar desacreditar os seus contrários NUNCA VERÁ O PARAISO OU GOZARÁ DA COMPANHIA DE CRISTO O SENHOR.

            books.google.com/books/…/O_Holocausto_Pio_XII_e_os_aliados.html?id…

          • E Wagner não venha com esta conversa fajuta de que uso contos “enlatados ” do Vaticano. Já foste tu desmoralizado aqui por mim e pelo Mauro mais de uma vez. E sabe porque ….

            Vc usa de sectários e de farsantes. Eu busco historiadores profissionais, boa parte deles nem são católicos. Alguns nem mesmo acreditam em Deus. Já vc usa fontes que pecam por sua extrema parcialidade.

            Até agradeço, pois assim facilita o trabalho de mostrar aos demais como o fanatismo pseudo religioso que o senhor tem é prejudicial a capacidade de julgar objetivamente alguém ou algum grupo.

            E qualquer um que leia com um pingo de justiça, verá que não acusei de modo generalizado todas as igrejs evangélicas. Acusei os “pastores” de meia tijela, estes que usam de má fé um pouco mais pesada que a tua.

          • Ah e Wagner, deixo aqui a opinião de algumas pessoas PESSOAS DE BEM SOBRE O PAPA PIO XII, E A OPINIÃO DESTAS SÃO AS que realmente IMPORTAM. Os demais ficam ladrando inverdades pelo caminho que trilham ao inferno

            “Choramos a um grande servidor da paz que levantou sua voz pelas vítimas quando o terrível martírio se abateu sobre nosso povo”.
            [Golda Meier, ministra do Exterior de Israel, outubro de 1958, ao morrer Pío XII]

            12 – Paolo Mieri “O linchamento contra Pio XII? Um absurdo. Venho de uma família de origem judia e tenho parentes que morreram nos campos de concentração durante a Segunda Guerra Mundial. Esse Papa [Pio XII] e a Igreja que tanto dependia dele, fizeram muitíssimo pelos judeus. Seis milhões de judeus assassinados pelos nazistas e quase um milhão de judeus salvos graças à estrutura da Igreja e deste Pontífice. Se recrimina a Pio XII por não ter dado um grito diante das deportações do gueto de Roma, mas outros historiadores têm observado que nunca viram os antifacistas correndo à estação para tratar de deter o trem dos deportados. Um dos motivos por que este importante Papa foi crucificado se deve ao fato de que tomou parte contra o universo comunista de maneira dura, forte e decidida.”
            [Paolo Mieri, periodista judeu italiano, ex-diretor do “Corriere della Será”, apresentando o livro “Pio XII Il Papa degli ebrei” (Pio XII O Papa dos hebreus), de Andrea Tornielli, a 6 de junho de 2001. ]

            6. A. Leo Kubowitzki: “Ao Santo Padre [Pio XII], em nome da União das Comunidades Israelitas, o mais sentido agradecimento pela obra levada a cabo pela Igreja Católica em favor do povo judeu em toda a Europa durante a Guerra”.
            [ A.Leo Kubowitzki, Secretario Geral do “World Jewish Congress” (Congresso Judeu Mundial ), ao ser recebido pelo Papa em 21-09-1945]

            1 – Albert Einstein: “Quando aconteceu a revolução na Alemanha, olhei com confiança as universidades, pois sabia que sempre se orgulharam de sua devoção por causa da verdade. Mas as universidades foram amordaçadas. Então, confiei nos grandes editores dos diários que proclamavam seu amor pela liberdade. Mas, do mesmo modo que as universidades, também eles tiveram que se calar, sufocados em poucas semanas. Somente a Igreja permaneceu firme, em pé, para fechar o caminho às campanhas de Hitler que pretendiam suprimir a verdade. Antes eu nunca havia experimentado um interesse particular pela Igreja, mas agora sinto por ela um grande afeto e admiração, porque a Igreja foi a única que teve a valentia e a constância para defender a verdade intelectual e a liberdade moral.”
            [Albert Einstein, judeu alemão, Prêmio Nobel de Física, na Revista norte-americana TIME, em 23 de dezembro de 1940. Einstein teve que fugir da Alemanha nazista e foi acolhido nos EUA na universidade de Princeton]

          • Leandro,

            Sei não, mas agora tenho como certo que Hitler foi um enviado da católica para desmoralizar os protestantes, ou seja, quatro séculos para se vingar contra a reforma.

            Foram dois coelhos com uma cajadada só: morte e humilhação aos judeus – novamente, afinal antes os convertera à força – e humilhação aos parentes de Lutero, ao povo que pensou em se rebelar contra a igreja de Cristo aqui na terra.

            Em vigário geral há uma paróquia que fez acordo para o padre entrar e sair da área paroquial sem ser molestado pelos narcotraficantes. Semelhante a citada, todas são.

            Mas daí dizer que os evangelícos estão se unindo ao tráfico, ora, ora, ora, ora.

            Qualquer pingo d’água em forma de vapor contra evangélicos, os deste site já o converte em grande tempestade.

            Leandro e demais que estão criticando a quem moralmente é contra o tráfico, eu sei distinguir uma coisa doutra, eu sei o momento de baixar os olhos e fingir que nada vi, situação que hoje vivem os que moram nas comunidades de narcotraficantes, aliás o judiciário também sabe, então não venha com essa de que os pastores se aliaram ao tráfico.

            Os evangélicos desconfiando de qualquer coisas dessas, no dia seguinte a abandonam tal igreja. Leviano sou eu ou são os que dão crédito a essas notícias torpes?

        • O Levi, para de escrever “cade o que escrevi agora?” kkkk

          vou te dar uma dica importante neste caso…:

          copia o seu texto e espera uns minutos ou uma hora pelo menos e tenta postar novamente… ás vezes da certo (as vezes não kkk)

          Mas voltando ao assunto… como disse um camarada em outro comentário… SAUDADES DO TEMPO EM QUE “EVANGÉLICOS” ERAM CONHECIDOS COMO “CRENTES”… imagina.. agora estão conhecidos como “macumbeiros Gospel”, isso vcs devem ao Bi$po Pedir Mais cedo… e como TRAFICANTES EVANGÉLICOS.. isso vcs devem ao Pa$tor MARCO PEREIRA.. aquele que costuma ter saudades de “rabos” kkkkkkk

          a briga por pontos de tráfico logo acaba, vai virar briga por ponto de “dizimo” entre os protestantes kkkkkkkkkkkkkkk

          Parabéns… o protestantismo está se superando mesmo kkkkkk

          • Pois num é?

            As mesmas coisas que sempre foi dito contra a católica, agora estão dizendo contra os evangélicos.

            Detalhe. Quem está chamando são os católicos daqui, os parecidos com os daqui.

            É que dizem que a igreja católica brasileira é promíscua com os cultos afros, santos um do outro se fundindo, um padre baiano com roupas e posturas de quem eles condenam.

            Mais cedo é uma fichinha, aliás cabe explicar o motivo da vinda deste papa ter sido tão cara em relação aos outros, pois sobrou dívidas até o pescoço. Explicar a propriedade de um prédio que serve de hospital e um cemitério que foram vendidos para pagar a dívida, ou seja, antes o governo assumia tudo?

            Falar de macedo quando seu pastor ficou pra cima e pra baixo em helicóptero do governo? Já imaginou se mais cedo ou valdomiro é recebido na África desse modo, qual seja, as forças armadas servindo de táxi;

            A bem da verdade, não era pra igreja antes de vender o suado patrimônio dado pelos seus fiéis, prestar tim tim por tim tim que dívidas são essas? Digo assim em face de que um sacerdote ligado ao vaticano estava com quarenta milhões de euros inexplicados vindo da Suíca e se encontra preso, justo no momento em que a igreja que não é a de mais cedo, pois é a católica encontrar-se em busca dos maus cristãos.

            Serà que é só mais cedo, valdomiro, silas, casal ernanes e sõnia?

            Vá com calma, meu caro.

        • Obs… muitas vezes vc deve atualizar a página para ver seu comentário, outras demora uns minutinhos mesmo e outras É PURA CENSURA OU SACANAGEM DOS ADMINISTRADORES DO SITE MESMO kkkk

          • É bem como o camarada aí de cima disse… Pois nos dias em que éramos conhecido por ‘crentes’, com medo da perseguição católica romana (tempo em que eramos apedrejados, torturados e até mortos) não havia ninguém se passando (ou dizendo) por evangélicos.
            E digo mais, as coisas vão piorar muito, isso apenas é o começo das dores, pois a bíblia não pode mentir, muitos serão chamados mas poucos os escolhidos! Pois até mesmo ‘evangélicos’ estão engrossando a fila dos IDOLATRAS para o inferno!
            APOCALIPSE JÁ!

          • Oww.. seja adulto camarada… não se faça de vítima.. que criancice…

            medo da perseguição católica??? kkkkk é de cag*r de rir mesmo… cada desculpa que eu vejo…

            o protestantismo foi tão perseguido que assassinou milhares de pessoas entre Católicos, Judeus, ateus etc. etc. etc. pra justificar seus fanatismo religioso … e querem se fazer de vítimas kkkk

            uiii eu sou crente e sempre fui perseguido pela verdadeira Igreja de Cristo… coitadinho…

            kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        • É interessante e hilário var a que estremos patéticos vai o senhor Varela para negar o obvio. Grande parte dos alemães caíram na lábia nazi Levi. Ele teve total apoio da antiga elite prussiana que era luterana em sua quase totalidade. E já foi mostrado que Lutero era uma dos maiores inimigos dos judeus em seus escritos.

          Continue assim, finja que todos os males são católicos e todas as glorias e acertos são protestantes.

          • Pior cego é o que não quer vê.

            Leandro, meu caro, João Paulo II e Bento XVI pediram desculpas e perdão a judeus e muçulmanos.

            O papa Bento disse que Lutero foi um grande homem, embora ninguém tenha pedido desculpas aos protestantes, pois não queriam dividir igreja, apenas que se moldasse ao verdadeiro evangelho.

            Meu caro, dizem, não sei se é verdade que um cego no século XVII recebeu córneas ou coisa que o valha da ciência médica. Ocorre que ao começar enxergar percebeu que a realidade era muito diferente do que ele imaginava, não retrucou, voltou a ser cego, pedindo ao seu médico à condição de antes.

            Você descende desse cego, pois ao vê o que não quer, fecha os olhos e fica fantasiando na escuridão da cegueira.

      • “Em primeiro que nenhum homem que trafica entorpecentes pode ser chamado de verdadeiro adorador de Cristo”.

        – Como ousa um adorador de ‘estatuas’ ou de um Cristo morto julgar alguém que está no mesmo nível de pecado ?

        • COMO OUSA um mentiroso, um caluniador que nem sequer apura suas fontes direito chamar alguém de pecador….

          Como ousa se chamar de cristão alguém que dá credito a Amílcar Reis….

          Como alguém pode ser tolo de falar que na ICAR adoramos a um Cristo Salvador morto….

          Se morto estivesse não proclamaríamos a sua vitória sobre a morte em toda as nossas missas.

          E digo e repito, será que se pode chamar de cristão alguém que vende entorpecentes….

          • Leandro não sei porque os endereços da web que postei nesta coluna não foi ao ar.
            Infelizmente não posso postar a minha treplica visto que os dados destas fontes confirmaria tudo o que postei e muito mais!
            Fui ‘podado’ em um site evangélico a favor dos inimigos da fé evangélica!
            Assim assino a minha saída deste site!
            Mas para a minha alegria, é saber que quando uma alma pecadora quando se converte ao evangelho pleno, genuíno e sem máculas e tradições humanas do ‘Cristo Vivo’, esta eternizará a sua salvação!
            Continue com as suas idolatrias e contos da carochinha, estou em paz com a minha bíblia!

          • A perseguição Católica daqueles que discordam deles vem desde o começo do papado, em aproximadamente 600 d. C.. Pedro de Bruys foi queimado vivo pela Igreja Católica, na França, em 1126, por acreditar que a igreja deveria ser composta apenas de pessoas regeneradas, por ensinar que as pessoas não deveriam ser batizadas até que viessem a usar a razão e por negar que a Ceia do Senhor é um sacramento.

            Em 1177, o Papa Alexandre III determinou o extermínio de um povo chamado Valdenses. No começo do século XIII o Papa Inocêncio III ordenou uma larga cruzada contra os Albigenses porque rejeitaram o batismo infantil e a regeneração batismal. Os Albigenses eram Valdenses que tinham tomado seu nome de Albi, uma cidade do sul da França que foi o centro de suas influências. Durante a cruzada do Papa Inocêncio III contra os Albigenses, um exército de vinte e quatro mil soldados atacou Beziers, França, e mataram sessenta mil homens, mulheres e crianças. Segundo o livro de Thomas Armitage, História dos Batistas, muitos Albigenses morreram congelados, jogados de penhascos ou colocados em cavernas e feitas fogueiras nas suas entradas, sufocando suas vítimas com a fumaça. Alguns foram enforcados, afogados, serrados, desentranhados, tiveram seus membros esticados na roda, perfurados e crucificados de cabeça para baixo. O livro de Mártires de Foxe conta sobre uma instância em que quatrocentas mães que haviam se escondido na Caverna de Castelluzzo foram asfixiadas pela fumaça com seus filhos nos braços. O Catolicismo executou pelo menos um milhão de Albigenses na Europa, no século XIII, segundo Davi Benedito, na página 29 de seu História Geral da Denominação Batista.

            Outro exemplo histórico de perseguição religiosa empreendida pelos Católicos é a Inquisição. A Inquisição foi o programa e encargo oficial da Igreja Católica responsável por encontrar, arrancar e punir todos os heréticos e outros culpados de descordar da doutrina Católica. O Papa Gregório IX estabeleceu a Inquisição em 1233. a Igreja Católica usou as autoridades civis para penalizar, aprisionar, torturar e confiscar propriedades e executar heréticos. As pessoas que descordassem da Igreja Católica eram tratadas pela Inquisição mais severamente do que se fossem assassinos. A Inquisição torturava e executava as pessoas acusadas de cometer crimes hediondos tais como recusar-se a oferecer orações pelos mortos, recusar-se a assistir missas, ensinar que apenas os crentes deveriam ser batizados e recusar-se a acreditar no purgatório depois da morte.

            João Huss foi queimado vivo em 6 de julho de 1415 por ousar criticar a imoralidade e corrupção do papa, dos cardeais e dos sacerdotes, entre outros, da Igreja Católica. A Igreja Católica queimou William Tyndale vivo em 1536 pelo crime de traduzir a Bíblia para o Inglês.

          • “Inimigos da fé evangélica”!!!

            interessante isso.. então, todo Cristão que não compartilha das sua idéias, ou que não tem a mente cauterizada pela heresia protestante é inimigo da fé evangélica???

            o duro é saber que durante a “inquisição” até mesmo os que eram pegos roubando, diziam que estavam fazendo aquilo por motivos religiosos, só para serem entregues aos tribunais da Inquisição… puxa eu imagino o “quão” malvada era essa inquisição, que ladrões queriam ser julgados pela inquisição e não pelo povo civil…

            mas nem vou entrar nesse assunto.. fanáticos protestante e ignorantes históricos teimam muito..

          • Wagner

            Então apure melhor suas fontes ,não foi somente pelo batismo que valdenses e albigenses meorreram .

            Primeiro que eles iniciaram os confrontos e segundo que morreram por negar que Cristo fosse Deus, por alegar

  3. ESTAMOS VIVENDO NO PAÍS DA MALEDICÊNCIA, DO BOATO E DA CALÚNIA. TRAFICANTES EVANGÉLICOS? A ORDEM DOS INIMIGOS DO EVANGELHO É DESCONSTRUIR, ESCULHAMBAR A BOA IMAGEM QUE A SÉCULOS FOI CONSTRUÍDA AQUI NO BRASIL A UM PREÇO MUITO CARO. É A ESQUERDA QUE NÃO ACEITA COMPETIR COM OS EVANGÉLICOS, AÍ SÓ RESTA O QUE SABEM DE MELHOR: ESPALHAR CALÚNIAS.

  4. Luís Carlos ! Você está de parabéns. Pelo menos você enxerga a verdade que está por traz dos fatos. A ignorância politica e cultural da vasta maioria dos evangélicos não permitem que vejam com clareza a realidade por traz desta noticia.

    Dicionário define assim a palavra ignorância :Falta geral de conhecimento, de saber, de instrução.
    Estado de quem ignora.

    Luis Carlos como você afirmou;A ESQUERDA QUE NÃO ACEITA COMPETIR COM OS EVANGÉLICOS, AÍ SÓ RESTA O QUE SABEM DE MELHOR: ESPALHAR CALÚNIAS.

    Não vou dizer para nenhum evangélico ignorante o que significa a palavra ESQUERDA.
    Vá ler,se informar,pesquisar,descobrir………..seu acomodado.

  5. A HISTÓRIA DA IGREJA CATÓLICA:

    A Igreja Católica Romana declara que sua origem é a morte, ressurreição e ascensão de Jesus Cristo em aproximadamente 30 d.C. A Igreja Católica proclama a si própria como a Igreja pela qual Jesus Cristo morreu, a Igreja que foi estabelecida e construída pelos Apóstolos. É esta a verdadeira origem da Igreja Católica? Pelo contrário. Mesmo uma leitura superficial no Novo Testamento irá revelar que a Igreja Católica não tem sua origem nos ensinamentos de Jesus, ou de Seus apóstolos. No Novo Testamento, não há menção a respeito do papado, adoração a Maria (ou a imaculada concepção de Maria, a virgindade perpétua de Maria, a ascensão de Maria ou Maria como co-redentora e mediadora), petição por parte dos santos no Céu pelas orações, sucessão apostólica, as ordenanças da igreja funcionando como sacramentos, o batismo de bebês, a confissão de pecados a um sacerdote, o purgatório, as indulgências ou a autoridade igual da tradição da igreja e da Escritura. Portanto, se a origem da Igreja Católica não está nos ensinamentos de Jesus e Seus apóstolos, como registrado no Novo Testamento, qual a verdadeira origem da Igreja Católica?

    Pelos primeiros 280 anos da história cristã, o Cristianismo foi banido pelo Império Romano, e os cristãos foram terrivelmente perseguidos. Isto mudou depois da “conversão” do Imperador Romano Constantino. Constantino “legalizou” o Cristianismo pelo Edito de Milão, em 313 d.C. Mais tarde, em 325 d.C., Constantino conclamou o Concílio de Nicéia, em uma tentativa de unificar o Cristianismo. Constantino imaginou o Cristianismo como uma religião que poderia unir o Império Romano, que naquela altura começava a se fragmentar e a se dividir. Mesmo que isto aparente ser um desenvolvimento positivo para a igreja cristã, os resultados foram tudo, menos positivos. Logo Constantino se recusou a abraçar de forma completa a fé cristã, mas continuou com muitos de seus credos pagãos e práticas. Então, a igreja cristã que Constantino promoveu foi uma mistura de verdadeiro Cristianismo e paganismo romano.

    Constantino achou que, com o Império Romano sendo tão grande, vasto e diverso, nem todos concordariam em abandonar seus credos religiosos e abraçar o Cristianismo. Então, Constantino permitiu, e mesmo promoveu a “cristianização” de crenças pagãs. Crenças completamente pagãs e totalmente não-bíblicas ganharam nova identidade “cristã”. Seguem-se alguns claros exemplos disso:

    (1) O Culto a Ísis, deusa-mãe do Egito e esta religião, foram absorvidas no Cristianismo, substituindo-se Ísis por Maria. Muitos dos títulos que eram usados para Ísis, como “Rainha dos céus”, “Mãe de Deus” e “theotokos” (a que carregou a Deus) foram ligados a Maria. A Maria foi dado um papel exaltado na fé cristã, muito além do que a Bíblia a ela atribui, com o fim de atrair os adoradores de Ísis para uma fé que, de outra forma, não abraçariam. Na verdade, muitos templos a Ísis foram convertidos em templos dedicados a Maria. A primeira indicação clara da Mariologia Católica ocorre nos escritos de Origen, que viveu em Alexandria, Egito, que por acaso era o lugar principal da adoração a Ísis.

    (2) O Mitraísmo foi uma religião no Império Romano do 1º ao 5º século d.C. Foi muito popular entre os romanos, em particular entre os soldados romanos, e foi possivelmente a religião de vários imperadores romanos. Mesmo que jamais tenha sido dado ao Mitraísmo um status “oficial” no Império Romano, foi de fato religião oficial até que Constantino e imperadores romanos que o sucederam substituíram o Mitraísmo pelo Cristianismo. Uma das principais características do Mitraísmo era a refeição sacrificial, que envolvia comer a carne e beber o sangue de um touro. Mitras, o deus do Mitraismo, estava “presente” na carne e no sangue do touro, e quando consumido, concedia salvação àqueles que tomavam parte da refeição sacrificial (teofagia, comer o próprio deus). O Mitraísmo também possuía sete “sacramentos”, o que faz com que as semelhanças entre o Mitraísmo e o Catolicismo Romano sejam tão numerosas que não as podemos ignorar. Constantino e seus sucessores encontraram um substituto fácil para a refeição sacrificial do Mitraísmo no conceito da Ceia do Senhor/Comunhão Cristã. Infelizmente, alguns cristãos primitivos já haviam ligado o misticismo à Ceia do Senhor, rejeitando o conceito bíblico de uma simples e adorativa rememoração da morte e sangue derramado de Cristo. A romanização da Ceia do Senhor completou a transição para a consumação sacrificial de Jesus Cristo, agora conhecida como a Missa Católica/Eucaristia.

    (3) A maioria dos imperadores romanos (e cidadãos) era henoteísta. Um henoteísta é alguém que crê na existência de muitos deuses, mas dá atenção especial a um deus em particular, ou considera um deus em particular como supremo e acima dos outros deuses. Por exemplo, o deus romano Júpiter era supremo acima do panteão romano de deuses. Os marinheiros romanos eram freqüentemente adoradores de Netuno, o deus dos oceanos. Quando a Igreja Católica absorveu o paganismo romano, ela simplesmente substituiu o panteão de deuses pelos santos. Assim como no panteão romano de deuses havia um deus do amor, um deus da paz, um deus da guerra, um deus da força, um deus da sabedoria, etc, da mesma forma, na Igreja Católica havia um santo “responsável” por cada uma destas coisas, e muitas outras categorias. Assim como muitas cidades romanas tinham um deus específico para ela, também a Igreja Católica providenciou “santos padroeiros” para as cidades.

    (4) A supremacia do bispo romano (o papado) foi criada com o apoio de imperadores romanos. Com a cidade de Roma sendo o centro do governo para o Império Romano, e com os imperadores romanos vivendo em Roma, a cidade de Roma alcançou proeminência em todos os aspectos da vida. Constantino e seus sucessores deram apoio ao bispo de Roma como governante supremo da Igreja. Logicamente é o melhor para a unidade do Império Romano que o governo e estado religioso sejam centralizados no mesmo lugar. Mesmo a maioria de outros bispos (e cristãos) resistindo à idéia da supremacia do bispo romano, o bispo romano ascendeu à supremacia, por causa do poder e influência dos imperadores romanos. Quando houve a queda do Império Romano, os papas tomaram para si o título que anteriormente pertencia aos imperadores romanos – Máximo Pontífice.

    Muitos outros exemplos poderiam ser dados. Estes quatro devem ser suficientes para demonstrar a verdadeira origem da Igreja Católica. Logicamente a Igreja Católica Romana nega a origem pagã de seus credos e práticas. A Igreja Católica disfarça suas crenças pagãs sob camadas de teologia complicada. A Igreja Católica desculpa e nega sua origem pagã sob a máscara de “tradição da igreja”. Reconhecendo que muitas de suas crenças e práticas são em essência estranhas à Escritura, a Igreja Católica é forçada a negar a autoridade e suficiência da Escritura.

    A origem da Igreja Católica é a trágica mistura de Cristianismo com religiões pagãs que o cercavam. Ao invés de proclamar o Evangelho e converter os pagãos, a Igreja Católica “cristianizou” as religiões pagãs e “paganizou” o Cristianismo. Embaçando as diferenças e apagando as distinções, sim, a Igreja Católica se fez atraente às pessoas do Império Romano. O resultado foi que a Igreja Católica se tornou a religião suprema no “mundo romano” por séculos. Contudo, um outro resultado foi a mais dominante forma de apostasia cristã do verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo e da verdadeira proclamação da Palavra de Deus.

    II Timóteo 4:3-4 declara: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.”

  6. Mintiroooooooooooso! Êta fuminho bão…!
    Ei pessoal, vocês podem enganar á MUITOS por muito tempo, mas não TODOS por TODO tempo!
    Sê liga cara, a farsa caiu… Vocês apenas estão dando IBOPE ao proprietário do site!

  7. O CATOLICISMO E A PERSEGUIÇÃO
    “E vi que a mulher estava embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.” Apocalipse 17:6
    O Catolicismo Romano sempre reivindica ter civilizado e cristianizado os povos das nações onde tem dominado. Os Católicos adoram dar ênfase às maravilhosas ações de caridade feitas em nome da Igreja Católica.
    Entretanto, quando os Católicos falam sobre as bondades que estão fazendo, é preciso perguntar sobre as coisas ruins que fizeram no passado, perseguindo aqueles que não concordavam com eles. A história da Igreja Católica tem sido um grande horror há mil e quinhentos anos por causa disso. O Catolicismo determinou à morte as pessoas por causa das opiniões religiosas que essas pessoas possuíam! Precisamos alertar e instruir gerações futuras sobre os maus feitos do Catolicismo no passado de tal forma que esses feitos horrendos nunca sejam esquecidos.
    A perseguição religiosa tem uma fortificação lógica, resultante da união da Igreja Católica ao Estado nas nações em que o catolicismo é a maioria. O Catolicismo Romano sempre pensou, ensinou e praticou que aqueles que discordam deles devem ser silenciados!
    Na página 766, volume XIV, da Enciclopédia Católica, lemos: “A Igreja verdadeira (querem dizer a Igreja Católica) não pode tolerar nenhuma igreja estranha a ela”. O décimo quarto artigo do decreto do Papa Pio IV, que é uma forma abreviada dos decretos do Conselho de Trento, é citado na página 768 do volume XIV da Enciclopédia da Católica, afirma que “os heréticos não devem ser só excomungados como também justamente executados”. A espada, a tocha e a roda têm sido os instrumentos da Igreja Católica há séculos na evangelização e disciplina.

    • Valdenses e cátaros agrediram primeiro matando o delegado papal e expulsando a pedradas o bispo de Carcassone. Cataros ensinavam que Javé era o demônio disfarçado e que gravidez era uma maldição.

      Curioso que no século 19 os presbiterianos e batistas foram a guerra com os mórmons que ensinavam a poligamia nos EUA. Na Irlanda durante séculos os protestantes oprimiram a maioria católica e vcs souberam usar o terror da inquisição protestante durante 300 anos.

      Vc também deveria se perguntar se os evangélicos tem moral de fato pra falar algo. E é uma mentira falar que tudo que conseguimos de evangelização foi a base da espada. Itália, Grecia, Galia, Irlanda, Inglaterra todas evangelizadas pacificamente. Mesmo na Germânia durante mais de 2 séculos toda a pregação foi pacifica.

      • LEANDRO ontem não foi um dia emocionalmente bom para mim;durante a oração da noite o ‘Espirito Santo’ me exortou, confesso que extravasei-me em alguns momentos; a minha bronca não é contigo e sim com a doutrina da igreja de Roma!
        Por isso peço-lhe que me perdoe por tê-lo ofendido a sua pessoa em particular!
        Obrigado pela sua compreensão! Jesus já me perdoou, pois senti a Tua paz em meu coração…

  8. Sinto que lhe falta conhecimento.
    VocÊ sabia que no ano de 1937 já havia uma carta de um papa aos cristãos Alemães dizendo acerca do regime racista de Hitler? Acho que não né.
    Você sabia que os padres e bispos católicos foram excomungados pela igreja e que se rebelaram e junto ao exercito nazista expulsaram e mataram padres e bispos contrários ao regime nazista, ?
    Você sabia que 97 % das igrejas protestantes da Alemanha eram a favor do regime nazista?
    Você sabia que a Alemanha , país antes massivamente protestante, divulgava nas igrejas protestantes o nazismo, e que 97 % dos pastores deram aval e comentavam da benéfica nazista?

    Talvez não saiba né?

    Assim como não sabe que as igrejas protestantes americanas eram a favor da guerra do vietnã, do iraque.

    Ainda bem que você conhece de história.

  9. aH , DÁ UM TEMPO, TU NÃO SABE COMO LUTERO IMPÔS SUA CRENÇA?
    MATOU MUITO, DIZIMOU POPULAÇÕES

    BATISTAS MATARAM DEMAIS.

    NA INGLATERRA MAIS MORTES.

    TUDO EM NOME DE JESUS.

    DÁ UM TEMPO, O PROTESTANTISMO JÁ COMEÇOU ERRADO.

    • Começou errado porque protestou contra a igreja católica?

      Não começou errado não, pois foi por uma causa nobre, como seja, contra os que usurparam Cristo, a católica. `Portanto, certa;

  10. No meu humilde entendimento, afirmo com toda segurança que a Igreja Católica é Santa e pecadora, como ela mesmo admite. Uma vez em uma missa um Padre disse o seguinte: “Onde há o ser humano, há erro e incoerência”.
    A Igreja Católica errou e continuará errando, isso é fato. Porém, é a instituição que mais ajuda os pobres no mundo todo, que diga a igreja de Jesus Cristo doa Santos dos Ultimos Dias, as Santas Casas, onde na minha cidade há uma, e esta atende tanto católicos como protestantes.
    Eu pergunto o que os protestantes têm feito para o bem do mundo?
    O que é mais importante, a prosperidade no presente ou a salvação no futuro?
    O que a Igreja Católica prega dessas duas vertentes?
    O que os EUA são?
    Nos EUA teve apenas um presidente Católico, e este foi morto! Todos sabem quem era Jonhn Kennedy!
    Os EUA é capitalista! A etica protestante influenciou o capitalismo.
    Leiam o livro A historia da riqueza do homem de Leo Hurbeman
    Para mim o protestantismo é capaz de fazer tudo para conseguir o que deseja! A história mostra isso!
    É preciso estudar história com espírito critico e não fundamentalista!
    A historia do protestantismo é muito mais sombria do que a da igreja Católica!
    Para mim o protestantismo está inteiramente envolvido com os Illuminatis e a nova ordem mundial!
    Respondam as minhas perguntas e fiquem com as respostas e as questionem e estudem história, ao invés, de ficarem usando o nome de Jesus em vão, e para justificar suas proprias afirmações e como todos vêm para ganhar dinheiro!

  11. POIS É, THALES. DE REPENTE O BRASIL SUCUMBIU A UM TURBILHÃO DE PROTESTANTISMO NEOPENTECOSTAL. SER CRENTE, QUE HÁ UNS 25 ANOS ERA JECA E FEIO, COMO O ERA ANDAR DE SANDÁLIAS HAVAIANAS, VIROU MODA. E A JUVENTUDE, PRINCIPALMENTE, ESQUECEU DA VIDA. PASSOU A VIVER PRA RELIGIÃO, SÓ FALA EM RELIGIÃO, SÓ ESCUTA MÚSICAS DITAS GOSPEL, E NO FACEBOOK O ÚNICO LIVRO LISTADO NOS LIKES É A BÍBLIA. NÃO LEEM MAIS NADA. NEM NOS ESTADOS UNIDOS, DE ONDE SE ORIGINARAM A TOTALIDADE DAS SEITAS PENTECOSTAIS E NEOPENTECOSTAIS A JUVENTUDE É ASSIM. VC JÁ VIU ALGUM FILME AMERICANO ONDE OS JOVENS FICAM DE JESUS PRA CÁ JESUS PRA LÁ? NÃO. AS SEITAS VIERAM E OS CLONES NACIONAIS APARECERAM, COMO EDIR, VALDOMIRO, RR, MALAFAIA, ETC. REALIZAM UMA LAVAGEM CEREBRAL ABSURDA NA POPULAÇÃO. CHEGO A PENSAR QUE É ALGUM TIPO DE INSTRUMENTO ILLUMINATI. KKKK. ACHO QUE O MUNDO E O BRASIL VIVEM UMA CARÊNCIA DE RUMO, DE LIDERANÇAS, DE ALGUÉM PRA SE CONFIAR. AÍ, APARECE O PASTOR, UM “UNGIDO” (ETA PALAVRINHA CARREGADA DE FALSIDADE). PODE SER O MAIOR PILANTRA SÓ INTERESSADO EM GRANA, MAS É O LÍDER. AH, E NÃO ESQUEÇAMOS OS CANTORES GOSPEL. OS GRANDES NOMES DA MÚSICA BRASILEIRA, COMO CHICO BUARQUE, CAETANO, MILTON, CAYMI, GAL, BETÂNIA, FORAM FICANDO ESQUECIDOS. AÍ, OU VC ESCUTA FUNK, PAGODE OU SERTANOJO, OU VAI PRO GOSPEL. A NAÇÃO BRASILEIRA NÃO TEM PROGREDIDO MENTALMENTE. TEM FICADO CADA VEZ MAIS BURRA, MAIS VIOLENTA, MAIS PERVERSA. O MEDO IMPERA. O TRÁFICO IMPERA. NÃO ERA PARA SER ASSIM, JÁ QUE EM 25 ANOS O BRASIL PASSOU DE 15 MILHÕES DE EVANGÉLICOS PRA 42. NÃO ERA PRA ESTARMOS MUITO MAIS CIVILIZADOS E PACÍFICOS? NÃO ERA PRA ESTARMOS MUITO MELHOR?

DEIXE UMA RESPOSTA