Líderes da Igreja Maranata começam a ser julgados pelo desvio de R$ 24 milhões em dízimos e ofertas

8

Os dirigentes da Igreja Cristã Maranata no Espírito Santo começaram a ser julgados pelos crimes apontados na investigação comandada pelo Ministério Público (MP) e que descobriu uma rede de desvio de dízimos e ofertas dos fiéis.

Na última quinta-feira, 28 de agosto, a Justiça do Espírito Santo começou a julgar os denunciados pelo MP do estado por estelionato, formação de quadrilha e duplicata simulada. Ao todo, 19 integrantes da diretoria da igreja teriam se associado para desviar R$ 24,8 milhões.

A ação penal pública foi apresentada à Justiça em maio do ano passado. Em março, o pastor Gedelti Gueiros, presidente da denominação, e outros três diretores da Maranata, haviam sido presos por coação de testemunhas que estavam sendo ouvidas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) no inquérito.

De acordo com os promotores, os denunciados “obtiveram vantagem indevida valendo-se de artifícios fraudulentos – ora utilizando-se de empresas já constituídas, ora mediante constituição de empresas simuladas – visando a justificar emissão de notas fiscais superfaturadas para possibilitar a saída de dinheiro do Presbitério”.


Entre os 19 acusados, cinco enfrentam uma segunda ação movida pelo MP, onde são denunciados por ameaçar e coagir testemunhas. O pastor Gueiros, que havia sido preso por esse motivo, foi retirado da lista por falta de provas.

De acordo com informações do G1, entre os ameaçados pelos líderes da denominação estavam uma juíza e um promotor. Com autorização da Justiça, o Gaeco realizou escutas telefônicas que permitiram gravar as negociatas entre os réus e o planejamento para intimidar os investigadores.

O escândalo do desvio de dízimos e ofertas da Maranata vinha se arrastando desde 2012, quando as denúncias chegaram à imprensa. Nesse meio tempo, o Ministério Público conseguiu através da Justiça aplicar uma intervenção na diretoria da igreja, fato que foi comemorado por muitos fiéis à época.


8 COMENTÁRIOS

  1. Concordo plenamente Maurício, deveriam dar exemplo pois vivem julgando as outras igrejas, eu mesmo já senti na pele este julgamento quando falei a um membro da maranata que estava freqüentando uma denominação que eles não são muito simpatizantes.mas eu não vou julga-los que já temos a justiça pra isso .

  2. Roubaram? merme ? foi provado ? merme? então cadeia nestes merrumas, que fiquem presos bastante tempo para refletirem em suas falcatruas sem vergonhas há e tenho dito

  3. Nota de falecimento
    .Nesta madrugada de sábado morre líder da Congregação Cristã no Brasil,será sepultado neste domingo às 10:00 da manhã o velorio e serviço de funeral será na sede do Braz em sp!
    .Os 54 anciães mais antigos sem concordarem com o título de pastor afirmar ele era a coluna da igreja vamos preservar a construção para que não sejemos Pentecostais com varias dissidencias,se caso houver não é ordenação de Deus,mas sim invenção satânica,enfim…

  4. Maldito seja o homem que crê em outro homem, assim já diz á palavra de Deus.
    O que são membros da igreja,há não ser homens de pouca fé,si vestindo de ovelhas,que paguém aos homens,com a Lei,e se veslunbrem com a ganância,pois a justiça de Deus vos aguardam!!!!!

  5. Eu já fui menbra desta denomiçao e graças a Deus sai, sempre me perguntava onde eles aplicavam os diziimos, pois não tinham um centro de recuperação, não mantinham missionarios no campo, Obra, que obra ē está, que não ajudá um membro, não paga aluguel de um membro, não da cesta básica a ninguém, além do mais as reformas que são feitas mas igrejas são os próprios membros, a limpeza da da igreja são estratégia que os pastores usam para não pagarem faxineiros, enfim nada fica encoberto diante de Deus, tenho esta instituição como seita, onde já se viu os pastores não poderem pregarem em outra igreja e vise versão. Enfim chegou a hora dos marajas da instituição se converterem.

  6. Se repetem dia após dia casos onde a verdade é velada e se descobre a astronômicas cifras dos bens e fortuna ajuntada pelos atuais doutores da religião. E a massa
    que continua a segui-los na ânsia de alcançarem prosperidade terrena, encantados com promessas de riquezas nesta terra, ser cabeça e não cauda, etc, etc, rejeitam e pisam nas palavras do verdadeiro Salvador muito clara e direta registrada nas escrituras que nunca ordenou juntar tesouros nesta terra, e pelo contrário, ele mesmo e seus discípulos nunca tiveram onde reclinar a cabeça, foram perseguidos e mortos pelo verdeiro evangelho.

    2PEDRO 2 também, movidos por avareza, farão comércio de vós, com palavras fictícias; para eles o juízo lavrado há longo tempo não tarda, e a sua destruição não dorme.

DEIXE UMA RESPOSTA