Brasil

Associação de juristas evangélicos publica nota a respeito da reportagem da Forbes sobre pastores mais ricos do Brasil: “Dever ético descumprido”. Leia na íntegra

Comments (23)
  1. Mary disse:

    Mudou alguma coisa?
    As ordens dos fatores alterou os produtos?
    Se não alterou e nem mudou nada, porque mexer tentando salvar aparências?

    1. Rennato Silva disse:

      Pois é… estão tentando tapar o sol com a peneira.

  2. Mary disse:

    Errata… as ordens dos fatores ALTERARAM OS PRODUTOS?…

  3. clamando disse:

    SEGUNDA A MARY, OU É MAIONESE OU É BATATA FRITA, MAS TUDO É BATATA

    1. Jairo disse:

      boa, KKKKKKKKKK Assim como batata apodrecida.

  4. levi varela disse:

    Bom, não é da Polícia e nem do Ministério Público, então são as informações veiculadas nas revistas e jornais do Brasil.

    Eu nunca ouvi falar que a imprensa citada por essa revista estrangeira tenha escrito alguma nota dando conta do patrimônio pessoal de qualquer pastor no Brasil, com todo o respeito, a esse representante da revista americana. Em verdade, ele colocou os pés pelas mãos e vai ser mandado embora da revista, mas antes tem que contar a serviço de quem ele usou, quem pagou, quanto ele recebeu, qual o interesse dele em denegrir a todos os evangélicos do Brasil.

    Pensa que foi apenas a quatro bobinhos pastores? Não!!!

    Deu uma certidão de otário, idiota, a todos os evangélicos do Brasil, acertando de sobra e concretamente qualquer igreja deste país, da mais pura a mais com problemas, pois os evangélicos, que sempre contribuíram na evangelização, doravante não mais o farão, face o viés que deixou os pastores brasileiros, gostaria de saber essa revista falando isso na terra dela, seria rasgada do mapa, aliás, mais que rápido haja uma intervenção na sucursal brasileira, de processos chegar na canela a ponto de fechar as portas como um todo a revista somente para pagar indenizações.

    Fizeram os evangélicos como um todo de bobos, bem assim os católicos que doam para a cançao nova e outras, afinal podem estar sendo enganados também, ou seja, não acertaram esses quatro cinco pastores não, o descrédito para todos que entendem do evangelho como uma modalidade mudança de vida, daí necessário pregar, dai necessário a imprensa e outros meios, e como farão se não mais acreditam nos que recebem o dinheiro para pagar tais despesas?

    Um achincoalhar total.

    1. Jocapane disse:

      Levi,

      Vou repetir, não entendo tua postura, a Record INFORMOU no Domingo Espetacular quanto seria os bens do Valdemiro (no caso da Fazenda), se falou em valores, a revista vai sugerir e inserir na sua “contagem”, tanto que é somente uma ESPECULAÇÃO, como são pessoas públicas, qualquer contador meia tigela pode ESPECULAR uma fortuna, a FORBES é especialista em fazer isso, não sei porque os “crentes” se incomodam tanto, deve ter algo errado aí.

      Graças a pastores super “valorizados”, existe uma PL que vai exigir que o sigilo fiscal das igrejas seja violado, ou seja as igrejas vão ter que informar suas entradas e saídas, sendo fiscalizadas permanentemente pela Receita Federal. Quanto a FORBES é uma das revistas mais conceituadas no MUNDO, já mexeram com gente muito mais ricas, e alguns, supostamente criminosos, trabalhei com publicações 4 anos e sei o que estou dizendo.

      1. levi varela disse:

        Tá bom, vamos lá!

        A Record não partiu para especulações, achismos, quanto ao patrimônio de Valdomiro, não.

        Você tem que observar dois aspectos. Primeiro que a reportagem foi investigativa, ou seja, mostra que ele comprou, sim, fazendas, e as colocou no próprio nome. Foram a cartórios, a vizinhos, encontraram um irmão de Valdemiro, três modos, portanto, de se provar a materialidade.

        Segundo, quando lançou na imprensa, apesar destas provas todas, o acusado poderia ter vindo a público e dito que eram suas, sim. Que foram adquiridas com a venda de produtos religiosos, em especial os de sua criação. Poderia vir a público e dizer que era de herança, que era de outra fonte, não o fez, que se feito, poria por terra a reportagem da Record.

        Aí a diferença, a Record não foi á busca de informações em fontes que não devem fornecer a quem não possui o direito de saber, e se souber, manter-se em sigilo. Essa revista quando publica a riqueza dos outros, pode até trazer desconforto em face de que ninguém gosta de sua vida exposta, não por crime que esteja ou tenha cometido, sim por não ser prudente em qualquer país ou lugar se saber os seus bens.

        Quando diz que a fonte foi de órgãos públicos, fica a impressão duas coisas, alguém faltou com o dever do sigilo, ou então os órgãos públicos estão protegendo bandidos, que exploram a fé alheia, um crime, afinal o que se recebe deve ser investido na mesma proporção.

        A revista agora volta atrás, ante a pressão sofrida, prova de que não foi correta sua ética, se correto, era para fincar-se imóvel, fira a quem ferir, para dizer que a fonte não foi dos órgãos públicos, sim de reportagens da imprensa brasileira.

        Ora, meu caro, a primeira reportagem incisiva quanto a essa parte patrimonial de líderes citados na revista, somente foi a da Record, que como disse, cheia de dedos e de cuidados para não ser tragado atribuindo a outrem patrimônio avantajado, sabendo que isso pode causar escândalos e não receber mais ajuda para o trabalho ministerial.

        Uma empresa citada na Forbes, passa a ser vista com respeito, admiração, um pastor que pede dinheiro para programas, ocorre o inverso, se fosse você eu estaria agindo do mesmo modo, mais ainda pelo fato de que essa bomba joga estilhaços para todas as igrejas, queira ou não.

        Quando da história dos aviões, será que quem tem algo contra esses pastores não foram buscar nos órgãos públicos em nome de quem estavam as aeronaves? Claro que foram, e lá encontraram em nome da igreja, seja de Silas, de Valdomiro, de RR Soares, de Edir.

        Lembro que a reportagem da Record termina indagando, como um patrimônio tão valoroso, 50 milhões, pode servir à evangelização? Os aviões, há justificativas, os templos, as rádios, a tv (embora só na madrugada) também, mas terra e boi? Justo de quem estava fazendo campanhas para pagar dívidas inadiáveis? Inclusive com locações atrasadas de prédios da igreja, como ocorreu com o casal de bispos.

        Meu caro, tem hora que a gente tem que abandonar para não desfazer com os pés o que juntou com as mãos. Pode ser que o valdomiro permaneça, mas o estrago foi feito, mais ainda que ficava todo dia desfazendo da Universal, zombaria constante, ou seja, buscou. Espero que não, até para o bem do evangelho, mas não podemos deixar de vê a Renascer se apagando, morrendo todo dia, ante o não recuar de quem cometeu o escândalo, ante o não pedir perdão e refazer o que fizeram, ficando todos responsáveis perante Deus não apenas do escândalo, mas da perpetuação dele e da derrocada da igreja. Tem diferença, sim.

  5. Livia Aglazia disse:

    como cristã, acho que estes pastores tem que voltar para as coisas de Deus e se converter e não atrapalharem nós que não gnhamos nada e pregamos a palavra sem pedir 1 real pra ninguém…Maranata!!

  6. levi varela disse:

    Lívia Aglazia,

    Diga o nome do seu pastor que vou sugerir a indicação dele em órgãos nacionais e internacionais como obrador de verdadeiro milagre.

    Sim, diferente até de mesmo do nosso Senhor Jesus Cristo que construiu um departamento ARRECADAR DE FUNDOS, cuja pessoa principal na arrecadação chamava-se o bom Judas. Com os recursos recebidos do povo pobre de Israel, os discípulos pagavam as hospedagens, as alimentações, os donos dos barcos e dos animais de tração que os transportavam nas idas e vindas, ou seja, montantes para sustentar a Ele próprio e a mais doze discípulos, além de enviar dinheiro/mantimento para a família de Pedro(mulher, supostamente filhos e a sogra).

    Minha cara, Cristo viu que não era fácil. Tanto é que chega a sugerir – não é o mesmo que determinar- que os que pregassem fossem solteiros, seja por causa das despesas, portanto mais dependência financeira do povo pobre de Israel, seja dos laços efetivos à família(lembra da sogra de Pedro?), já imaginou Cristo ouvindo o tempo todo Pedro falando da saudade da sua bela mulher, dos seus filhinhos e da sogra que era como uma segunda mãe pare ele?

    É que a gente não para pensar nessas coisas, minha cara.

    Você gostou que Cristo e seus discípulos, por tanta a fome face a não ajuda dos irmãos israelenses, que teve de entrar nas terras alheias? É muito bonito isso, não é? O homem mais rico do mundo, Cristo, por ausência de quem ofertasse, teve que se fazer de ladrão.

    Não é atoa que Cristo fala muito desse assunto. “Quem dá um copo d’água a quem leva a palavra…,” “até o boi ao arar a terra vira e come da colheita”; “o galardão de quem sustenta aos que evangelizam é igual ao pregador” ” o que é de Deus é de Deus…;”Viu a viúva que deu tudo o que tinha para o templo?…”; “não se preocupem em condenar o gerente da fazenda que rouba o dono da propriedade”; “quem abandonar as coisas aqui, vai ter cem vezes mais aqui e muito mais nos céus”; “que a mão esquerda não olhe o que a direita dá”;

    Há minha irmã, Cristo e seus discípulos deve ter passado muita fome por causa da mão fechada do povo de Israel, como deve ter ficado sem dinheiro para comprar a pasta denta, a escova, cortar o cabelo, fazer a barba, sabonete para tomar banho, veja a ceia que antecede a sua morte: pão e vinho apenas, já imaginou como doía seus estômagos por tanta fome? Como de quando em quando fediam de tanto andar e de tanta carência de recursos? Das roupinhas surradas de Cristo e seus discípulos de tanto viajar e de pouco receber?

    Já imaginou o constrangimento Dele e de seus discípulos de receberem dinheiro de mulheres e ainda ligada ao império romano? E tinham que receber escondidos se não o povo os esquartejava por receber dinheiro do povo opressor. Há minha irmã, era porque doía a fome, era por causa da necessidade mesmo.

    Minha irmã, eram doze carentes, seguidos de multidões de carentes de saúde, de pão, de sabedoria, da palavra. Não devia ser uma bela cena de se vê: cegos, aleijados, leprosos, loucos, chaguentos, tuberculosos, beberrões, arruaceiros, tudo querendo o seu milagre, a sua mudança de vida, coitado dos discípulos que tinha de controlar esse caos diariamente.

    Já imaginou Judas recebendo dinheiro para levar pessoas doentes á frente dele? Quantas vezes deva ter ocorrido e Cristo sabia, todavia precisava daquela figura, bem assim as pessoas receberiam milagres, minha cara. Cristo, certa feita, fez vistas grossas ao vê-lo esconder o dinheiro deles, todavia não o enxotou, teve compaixão.

    Isso tudo no começo é assim, depois melhoram as coisas, mas Cristo ficou pouco tempo, aí eu pergunto, se é justo ficar os que pregam sem receber nada? Hoje tem que se passar pelas mesmas necessidades que Cristo e seus discípulos passaram?

    Se a senhora tem tanta certeza que eles estão roubando da parte que é da obra missionária, declare isso e morra tranquila com Deus, mas se não, ou seja, é apenas dedução, então reveja seu julgar, único meio de poder se salvar, afinal do que não se domina não se deve falar, pois se constitui em falso testemunho, passível pois de perda da salvação.

    1. Jocapane disse:

      Levi,

      Você está defendendo o luxo a pastores postar? comparando-os com Jesus?? Jesus juntava ofertas??? me explique por gentileza, como Jesus supostamente armazenando ofertas não tinha um lugar para reclinar a cabeça?

      1. levi varela disse:

        Ele disse que não tinha onde recostar a cabeça, meu caro, em face de ser um andarilho, pregando o evangelho pra cima e pra baixo. Cristo não ia faltar com a verdade, afinal sua mãe tinha uma casa, embora sempre fugindo dos que queriam matá-lo desde criancinha, o ato de Herodes que tira a vida de todas os menores de dois anos.

        Diz que não tinha onde recostar a cabeça em vistas de que Ele era considerado pelos judeus um grande homem, por consequência teria que ter tais coisas, à semelhança dos do Templo que usavam o patrimônio da igreja para morar, possuíam, na certa, bens. Em síntese, os judeus passaram a dar valor aos que possuíam bens, os que não, estes estavam com alguma dívida, porquanto meio que discriminados. Não foi atoa que Cristo, em sendo rico, veio ao mundo como pobre. Em sendo importante, veio ao mundo como filho de um carpinteiro, sem familiares importante e não nascido em palácio. Em sendo belo, como descreve João na sua visão, todavia veio sem aparência, beleza e formosura.

        Para mostrar a todos que eram e que são como ele, pobres, feios, sem sangue nobre, sem atração alguma, que Deus não os despreza, tirando o ranço que existia com os heróis do passado: Abraão, rico; Moisés, nobre; Davi, rei.

        Mas mesmo assim, até hoje as igrejas, as escolas, os homens, os religiosos, ainda permanecem com o mesmo hábito de desprezar os que não se encaixam no padrão deles. Mas esses desprezados, humilhados, deixados para trás pelo mundo e pelas igrejas, sabem que os que possuem o que eles não possuem vão ser salvos, mas que eles carregam também consigo esta certeza, a de que são amados e serão salvos, mesmo sendo pobres de espírito, mesmo não tendo gordas ofertas, mesmo não tendo parentes importantes para lhes citar os nomes e quem sabe um certo resquício do respeito, mesmo sabendo que a tolerância dos homens com eles ser pequena, mesmo sabendo que são comidos com olhares de reprovação quando chegam em lugares bonitos e ricos, terão o mesmo galardão, pois sabem que ricos e pobres, belos e feios, inteligentes e burros, sábios e não sábio, tristes e alegres, empenados e não empenados, atraentes e não atraentes, todos, todos mesmo, passaremos juntos os portões dos céus e entraremos lá, e lá cearemos, e lá seremos julgados, e lá julgaremos uns aos outros, e depois disso, condenados ou não, dependendo de como eu me comportei aqui com o próximo e como me comportarei lá em cima depois que tudo for revelado.

        Em síntese, Cristo veio dar a certeza aos excluídos, que essa exclusão é passageira, e que Ele já estava aqui para começar a reverter isso, dando a tais a certeza no coração que são filhos de Deus, que não são doentes por causa dos seus pecados ou dos seus pais, sim para a glória de Deus, que vai vê como eu me comportei com esse necessitado.

      2. J.Neto disse:

        Muito boa Jocapane, é uma vergonha o enriquecimento desses “”pastores, bispos e apóstolos”” as custas dos fieis.

  7. JOSÉ MÁRCIO disse:

    Interessante é notar que muitos destes pastores dizem que o dinheiro é da igreja! mas uma pergunta o fieis usufruem destes bens? nossos fieis no Brasil estão como em atos” E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum.E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister.E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de oração,Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar. Atos 2:44-47, NOTE O DINHEIRO ERA REPARTIDO COM OS FIEIS E NÃO COM UM FIEL!!!!

  8. COSME disse:

    PORQUE TANTA PREOCUPAÇÃO SRS EDIR MACEDO SILAS MALAFAIA ….Jesus mesmo disse que tudo que estiver encoberto um dia será revelado …. o medo de vcs é de que o povo do qual realmente acreditem que vcs seja, ricos milionarios … e isso não é uma verdade? nao esta ai pra todo mundo ver como vcs vivem ….?

  9. irene disse:

    Pastor rico não é bíblico. O dinheiro ganho com direito autorais da palavra de deus deve ser empregado em obras sociais. Não vemos uma igreja dessas ricas, que tenha um centro de recuperação, uma casa lar, orfanto, lar para idoso desamparado etc. Só as igrejas pobres se preocupam com isso. Até mesmo os espiritas e os católicos se empenham nisso. Menos esses pastores ricos que usam o dinheiro de Deus para sua ganância. E se fosse mentira o Bíblia não nos alertaria contra eles. Contra os lobos gulosos.

    1. levi varela disse:

      Quando Cristo alertou contra eles, ficou preocupado não do estrago que eles fizessem com tinta reais que você e outros dão, sim com um julgamento equivocado, um julgamento parcial, uma condenação, inclusive interessando essa exposição e desmoralização a satanás, pois os próprios cristãos destruindo e guerreando entre si.

      Cristo sabia disso, tanto que para ficar bem claro para nós, permitiu que isso acontecesse no seu ministério, mas ao invés de fazer um baita de um barraco ao flagrar Judas roubando o dinheiro Dele, mandou que desse aos pobres, de modo educado, padagógico, pessoa fina, nada de brados, de sofrimento, de morte, paciência.

      Esses pastores foram pegos roubando como Cristo flagrou seu discípulo?

      Procure ser, aliás é obrigação, como Cristo, então não abra a boca para dizer que quem as senhora não viu roubando, está em face de que pedem dinheiro e muito.

      Levante-se do seu conforto, e vá passear no mundo para vê as estruturas prediais construídas pela Universal, bilhões e bilhões, minha senhora. Rádios em todo país e talvez noutros, compra de espaços. Já em menos proporção os demais, porém todos demonstrando a aplicação do dinheiro, Quem mais deveria se sentir ofendido são os da própria igreja deles, mas eles recebem relatórios, eles sabem o que está acontecendo, se não visse, já teriam saído. Uma coisa, aqui e ali alguém pode meter a mão indevidamente, mas nunca uma coisa orquestrada, meio como ocorre com serviço público que dizem que somente 8% é investido dos 100% que o governo libera, daí cair ponte, escola, estradas sonrizais…,para não dizerem que sou ingênuo, acho que é justamente o inverso do poder público, conseguem elas investirem 92%, menos, 95%, se perdendo com os lobos apenas 5%.

      Quanto as estruturas de apoio social, levante-se, minha boa senhora, e vá vê, o problema é que muitos seguem a recomendação de Cristo: não tocar buzina quando ajudem outros, deixa de ser visto pelo pai como retidão de coração, apenas exibicionismo religioso. Procure, se jogue no seio delas, que encontrará.

  10. babee disse:

    Isso daí é o sujo falando do mal lavado..
    Que bobagem.

  11. marcus disse:

    Bom pelo, pouco que conheço do evangelho genuino da escrituras, a teologia da prosperidade, e um grande equivoco, pois alguem ja ouvi falar que o apostolo Paulo, Tiago, João, Pedro, e outros apostolos e discipulos pregavam isto ( teologia da prosperidade )?, isto ai e um engodo teologico? e o proprio Senhor e Salvado Jesus Cristo, se esvaziou da sua gloria, se humilhou veio a esta terra, e nao tinha lugar nem p/ recostar sua cabeça., Seu nascimento foi muito humilde e pobre, foi nascer numa mangedoura, no meio de varios animais, nas estalagens de Belem. Como alguem começar a inventar tais coisas p/ se enriquecer, e dizer que isto e biblico . Alguem viu ou ouviu , Jesus Cristo pregar este tipo de evangelho?. Tenho saudades dos grandes pregadores tipo Billy Granham e outros do passado, que enchiam o Maracanã e outros grande estadios do mundo, pregando um evangelho da salvaçao da alma, que tinham verdadeiro amor pelas almas, e nao amor ao dinheiro das ovelhas. E pregavam o verdadeiro evangelho da salvaçao, e disse Jesus; RECEBESTES DE GRAÇAS, DE GRAÇAS DAI-VOS, nao e assim que nos temos vistos nas tvs do nosso brasil. Pregadores dissfarçamente pedindo ofertas, mas com este gesto estao vendendo as bençaos de Deus, pois a unçao da cura nao lhes pertence, recebei de graças, de graça dai-vos. E tem mais, nao dao relatorio do dinheiro, que entra pra ninguem. TEM UMA PASSAGEM DA BIBLIA QUE DIZ : MALDITO HOMEM QUE CONFIA NO OUTRO HOMEM. Mas para concluir meu pensamento, digo-vos que disse JESUS: No livro de Mateus disse o seguinte: 22 Muitos me dirão naquele dia: ‘Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?’

    23 Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal!
    OBS: CUIDADO COM OS FALSOS DOUTORES, E FALSOS MESTRES.
    Leia o capítulo completo: Mateus 7
    PORTANTO SENHORES PREGADORES DA TEOLOGIA DA PROSPERIDADE, PENSE BEM NAS PALAVRAS DE JESUS NO LIVRO DE MATEUS – 7: 22 E 23 . DEUS ABENÇOE A TODOS.

  12. Tadeu de Araújo disse:

    Distintos irmãos, graça e paz!
    É preciso termos muito cuidado no tocante às reportagens que chegam ao
    nosso conhecimento.
    Em verdade, quando os assuntos dizem respeito a macular o povo evangélico,
    sem dúvida alguma, as divulgações dispensam comentários.
    No entanto, não devemos ser infantis em pensar que todos os líderes evangélicos
    são honestos.
    À luz da Bíblia Sagrada, não há nenhum erro que o obreiro que trabalha exclusivo
    à igreja viva do altar, conforme 1 Timóteo 5.17,18; 1 Coríntios 9.13,14.
    No entanto, a bem da verdade, hoje mais do que nunca, há “pastores” que têm patrimônios
    que não condizem com o seu sacerdócio de obreiros de Cristo.
    Assim dizemos, tendo em vista os processos que diversos estão respondendo na justiça, tendo
    em vista não justificarem o enriquecimento tão rápido.
    Enquanto uma minoria esbanja riqueza, muitos outros passam necessidade, sendo eles pastores
    do mesmo ministério.
    Sendo assim, como justificarem essa desigualdade?
    Íamos esquecendo: “Há “pastores profissionais”, e pastores vocacionados.
    Os primeiros mencionados são executivos de ovelhas, enquanto os outros, todavia, são embaixadores do Reino.
    Em Cristo,
    Tadeu de Araújo

  13. A despeito de sabermos a quem pertence este portal aqui faço a seguinte pergunta: cadê o link para o texto da Forbes voltando atrás acerca de suas fontes?
    Porquê, neste portal, quase nunca apontam para um link que embasem suas considerações?

  14. eu pr otacilio pré eu disco do do que as pessoa etão falando sem saber tem muitas Igreja que presta serviço social eu acho a sim quando as pessoa não tem colhe cimento fique queto porque tem pessoas que fala tanta besteira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *